biblia.com.br

O uso de joias na Bíblia

11 de abril de 2012

Por que alguns cristãos não usam joias? Sendo que na Bíblia existem citações, por exemplo, do pai colocando um anel no dedo do filho pródigo?

Na parábola do filho pródigo havia um significado para a atitude do pai colocar um anel no dedo do filho, assim como, para a túnica e os sapatos: “a túnica simboliza a honra; o anel a autoridade, porque se um homem dava a outro o anel com seu selo era como se o designasse seu procurador; os sapatos diferenciam o filho do escravo, devido a que os filhos da família andavam calçados e os escravos não.”¹

Alguns cristãos, principalmente nos Estados Unidos e América Central, creem que não devem usar aliança de casamento. Outros creem que não há problema em usar a aliança de casamento (e, por extensão, também o anel de noivado e a aliança de compromisso), desde que sejam simples.

Agora vejamos o que a Bíblia diz sobre o uso de joias:

“Da mesma forma quero que as mulheres se vistam modestamente, com decência e discrição, não se adornando com tranças, nem ouro, nem pérolas, nem roupas caras, mas com boas obras, como convém a mulheres que professam adorar a Deus” (1 Timóteo 2:9-10).

“A beleza de vocês não deve estar nos enfeites exteriores, como cabelos trançados e joias de ouro ou roupas finas. Pelo contrário, esteja no ser interior, que não perece, beleza demonstrada num espírito dócil e tranquilo, o que é de grande valor para Deus” (1 Pedro 3:3-4).

“Vão para a terra onde manam leite e mel. Mas eu não irei com vocês, pois vocês são um povo obstinado, e eu poderia destruí-los no caminho. Quando o povo ouviu essas palavras terríveis, começou a chorar, e ninguém usou enfeite algum. Isso porque o Senhor ordenara que Moisés dissesse aos israelitas: Vocês são um povo obstinado. Se eu fosse com vocês, ainda que por um só momento, eu os destruiria. Agora, tirem os seus enfeites, e eu decidirei o que fazer com vocês. Por isso, do monte Horebe em diante, os israelitas, não usaram mais nenhum enfeite” (Êxodo 33:3-6).

“Naquele dia, tirará o Senhor o enfeite dos anéis dos tornozelos, e as toucas, e os ornamentos em forma de meia-lua; os pendentes, e os braceletes, e os véus esvoaçantes; os turbantes, as cadeiazinhas para os passos, as cintas, as caixinhas de perfumes e os amuletos; os sinetes e as joias pendentes do nariz; os vestidos de festa, os mantos, os xales e as bolsas; os espelhos, as camisas finíssimas, os atavios de cabeça e os véus grandes” (Isaías 3:18-23).

Assim, quer vocês comam, bebam ou façam qualquer outra coisa, façam tudo para a glória de Deus (1 Coríntios 10:31).

Agora, vamos refletir. Os princípios apresentados nos textos são: simplicidade, bom senso, modéstia, discrição, originalidade, liberdade, e em tudo na vida devemos glorificar o nome de Deus. Analisemos agora os seguintes contextos:

Após sair do Egito, o povo de Deus veio com as joias de lá, mas no caminho da libertação pediu que tirassem as joias, pois de outro modo, Ele não poderia continuar com eles.

Em Isaías 3:18-22 Deus diz que irá arrancar uma lista “das peças de vestuário e de adorno usadas pelas mulheres de Jerusalém, incluem-se muitos objetos igualmente usados pela deusa pagã Istar.”²

O chamado de Deus para nós hoje é vivermos uma vida livre em Cristo, sem ostentação, um vida de pureza, modéstia, simplicidade e amor. É claro que isso não significa relaxamento ou falta de cuidado com a apresentação pessoal. Lembre-se que você é uma carta viva enviada às pessoas com quem convive. Sua vida é um sermão poderoso. Que tal viver com o objetivo de glorificar o nome de Deus em tudo o que você fizer?

Equipe Biblia.com.br

______________________

Referências

¹Comentário Bíblico do Evangelho de Lucas, por William Barclay, p. 178.
²Comentário Bíblico Adventista, vol. 4, p.30.

História da Bíblia
O que a Bíblia diz sobre a tranquilidade?