biblia.com.br

Onde foi a reunião em que Satanás se apresentou a Deus?

bíblia

11 de abril de 2012

Expulso de sua morada celestial, Satanás não ficou restrito somente à Terra. Isso é evidenciado pelos dois concílios celestiais aos quais ele se fez presente, mencionados no livro de Jó.

Expulso de sua morada celestial, Satanás não ficou restrito somente à Terra. Isso é evidenciado pelos dois concílios celestiais aos quais ele se fez presente, mencionados no livro de Jó (Jó 1:6; 2:1). Embora não saibamos onde ocorreram, fato é que não foi no Céu, visto que ele foi expulso de lá. Vê-se também que não foi na Terra, pois, ao ser perguntado de onde vinha, ele respondeu: “… de rodear a Terra e passear por ela” (Jó 1:7; 2:2). Tais concílios ocorreram em algum lugar do Universo, que não a Terra nem o Céu.

Percebe-se que o objetivo de Satanás em ter contato com Deus após o pecado, era com a intenção de desafiá-lo por mais uma vez, conforme relatado no verso abaixo:

“Sucedia, pois, que, tendo decorrido o turno de dias de seus banquetes, enviava Jó, e os santificava, e se levantava de madrugada, e oferecia holocaustos segundo o número de todos eles; porque dizia Jó: Porventura, pecaram meus filhos e blasfemaram [ou renunciaram] de Deus no seu coração. Assim o fazia Jó continuamente. E vindo um dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o SENHOR, veio também Satanás entre eles. Então, o SENHOR disse a Satanás: De onde vens? E Satanás respondeu ao SENHOR e disse: De rodear a terra e passear por ela. E disse o SENHOR a Satanás: Observaste tu a meu servo Jó? Porque ninguém há na terra semelhante a ele, homem sincero, e reto, e temente a Deus, e desviando-se do mal. Então, respondeu Satanás ao SENHOR e disse: Porventura, teme Jó a Deus debalde? Porventura, não o cercaste tu de bens a ele, e a sua casa, e a tudo quanto tem? A obra de suas mãos abençoaste, e o seu gado está aumentado na terra” ( Jó 1: 5 a 10).

O falso acusador procura fazer-nos crer que Deus é um dominador arbitrário e egoísta. Ao dialogar com Deus, procurava “mostrar” perante o universo que Deus era injusto em abençoar a Jó e que este não servia ao Senhor por amor, mas porque era beneficiado pelo Eterno: “Mas estende a tua mão, e toca-lhe em tudo quanto tem, e verás se não blasfema de ti na tua face!” (Jó 1:11).

Sabendo da intenção de Satanás, Deus respondeu: “Eis que tudo quanto ele tem está em teu poder; somente contra ele não estendas a mão. E Satanás saiu da presença do SENHOR” (Jó 1:12). E a fidelidade de Jó mostrou-se tão forte que Satanás não teve mais como argumentar com Deus, conforme nos é prometido em 1 João 5:18: “Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não vive em pecado; antes, aquele que nasceu de Deus o guarda, e o Maligno não lhe toca”.

Constantemente o inimigo tenta desviar-nos dos caminhos de Deus; mas a proteção vinda do Céu não lhe permite ter domínio sobre nossa razão, a menos que permitamos. Assim como Satanás foi derrotado no passado, o será no futuro; logo ele pagará por todo sofrimento que tem causado: “E o Deus da paz, em breve, esmagará debaixo dos vossos pés a Satanás. A graça de nosso Senhor Jesus seja convosco”.(Romanos 16:20).

Nossa segurança contra as investidas do inimigo está em permanecermos ao lado do Senhor: “permanecei em mim, e eu permanecerei em vós. Como não pode o ramo produzir fruto de si mesmo, se não permanecer na videira, assim, nem vós o podeis dar, se não permanecerdes em mim” (João 15:4).

Equipe Biblia.com.br

Como organizar uma vigília
O que a Bíblia diz sobre rejeição?