biblia.com.br

A Bíblia fala de fantasmas?

bíblia

11 de abril de 2012

Nesse contexto de desolação completa, o território de Edom se tornaria lugar de fantasmas. A palavra hebraica usada para “fantasma” é “lilith”, cujo significado é “demônio ímpio”, em acadiano. Isso dá a ideia de que anjos unidos a Satanás na obra de degradar a humanidade encontrariam repouso nesses lugares desolados.

Em Isaías 34:14, lemos: “As feras do deserto se encontrarão com as hienas, e os sátiros clamarão uns para os outros; fantasmas ali pousarão e acharão para si lugar de repouso”.

O povo de Edom era descendente de Esaú, irmão de Jacó, ambos, filhos de Isaque e de Abraão. Edom também poderia ser um povo abençoado por Deus se seguisse os caminhos de seus patriarcas Isaque e Abraão. Mas, por sua impiedade e constante perseguição ao seu povo irmão, eles seriam abandonados por Deus e castigados.

O contexto apresentado pelo profeta Isaías no capítulo 34 anuncia que o povo de Edom, por ter-se afundado em pecado e violência contra Sião (v. 8), sofreria terríveis castigos. Eles não teriam um rei (v. 12); espinheiros cresceriam em suas mansões, ou seja, seu lugar ficaria deserto (v. 13); o povo daria lugar a hienas e animais selvagens (v. 14).

Nesse contexto de desolação completa, o território de Edom se  tornaria lugar de fantasmas. A palavra hebraica usada para “fantasma” é “lilith”, cujo significado é “demônio ímpio”, em acadiano. Isso dá a ideia de que anjos unidos a Satanás na obra de degradar a humanidade encontrariam repouso nesses lugares desolados.

Vale a pena notar que a Bíblia utiliza linguagens populares. Alguns versos bíblicos fazem alusão a algum elemento da cultura popular, não a endossando, nem dizendo necessariamente ser ela correta. O que o profeta está mencionando não quer dizer que ele tenta provar que existem fantasmas, mas que Edom seria destruída e ninguém moraria lá a não ser os animais selvagens e “fantasmas”. Ou seja, ocorreria o pior que a imaginação humana poderia pensar. Ressalta-se que esse texto não apoia a ideia de que existe fantasma ou vida incorpórea após a morte.

Equipe Biblia.com.br

O que a Bíblia diz sobre o coração?
No céu, reconheceremos nossos familiares?