biblia.com.br

Romanos e a questão da justificação pela fé

bíblia

5 de outubro de 2016

Justificação é a mesma coisa que o perdão. A Justificação é pela graça; graça é a fonte da salvação. É um favor que o homem não merece. A graça de Deus chega até nós gratuitamente - não nos custa nada.

Pode-se dizer que no sentido bíblico, justificação é tanto um ato judicial quanto um processo pelo qual o pecador recebe o perdão de seus pecados por um ato exclusivo da parte de Deus. Tudo o que o pecador precisa fazer é aceitar e entregar sua vontade ao controle de Deus. Há quatro textos básicos em Romanos que ajudam na compreensão de como se efetua a justificação do pecador perante Deus:

Romanos 3:24 – A Justificação é pela graça; graça é a fonte da salvação. É um favor que o homem não merece. A graça de Deus chega até nós gratuitamente – não nos custa nada.

Romanos 5:9 – A Justificação é pelo sangue; o sangue é o meio da salvação. Através dele ficamos inocentes. O nosso pecado é perdoado. O sangue de Jesus “nos purifica de todo o pecado” (1 João 1:7).

Romanos 5:2 – A Justificação é pela fé; a fé é o método da salvação. Adquire-se a fé estudando a Palavra de Deus

Romanos 2:13 – A Justificação é pelas obras; as obras são a evidência da salvação. As obras mostram que a pessoa aceitou o plano divino para a salvação (compare com Tiago 2:14-24).

Faltando apenas um dos itens acima, o processo da justificação fica incompleto. No entanto, Deus providenciou tudo para que o pecador pudesse alcançar a justificação completa, fosse considerado inocente e herdeiro da salvação e vida eterna (compare com Efésios 2:8-10; Filipenses 2:13; 4:13).

O oposto de justificação é condenação. Daí a necessidade de o pecador se encaixar completamente no processo acima descrito. Um outro ponto a considerar é que a justificação é pela fé, mas o juízo ou julgamento do ser humano é feito baseado nas obras (Eclesiastes 12:13, 14; Mateus 12:37; 2 Coríntios 5:10:1 Pedro 1:17; Apocalipse 20:12, 13). Cada um de nós deve, com fervor e individualmente, aceitar o plano divino para a justificação e submeter a própria vontade à vontade divina. Nossa oração diária deve ser:

“Cria em mim, ó Deus, um coração puro, e renova em mim um espírito reto” (Salmo 51:10).

“Ó Deus, tem misericórdia de mim, pecador” (Lucas 18:13).

“Ó Deus, dá-me sabedoria para entender a Tua Palavra” (Tiago 1:5).

“Ó Deus, enche-me com Teu Santo Espírito e ajuda-me a obedecer Tua Santa Lei” (Atos 5:32; Salmo 40:8).

Equipe Biblia.com.br

 

Perguntas de um ateu
A lei em Gálatas

Comentários