Diretório de artigos

Pesquise por termo ou palavra chave

a b c d e f g h i j l m n o p q r s t u v x z

Era permitido relações sexuais entre pai e filha no tempo de Abraão, como conta a história de Ló (Gn 19:32). Quais as consequências desse ato? CD

“Era permitido relações sexuais entre pai e filha no tempo de Abraão, como conta a história de Ló (Gn 19:32). Quais as consequências desse ato?” CD

Precisamos compreender algumas coisas importantes sobre Deus para não pensarmos que Ele era a favor de certas práticas. O fato de Deus ter permitido que as filhas de Ló se deitassem com o próprio pai não significa que Ele tenha concordado ou aprovado tal ato. A Bíblia muitas vezes descreve Deus permitindo as coisas que Ele não impede de acontecer, pois Ele não interfere na liberdade de escolha do ser humano.

Neste ato as filhas de Ló revelaram a má influência de Sodoma, pois haviam crescido num lugar onde abundava a embriaguez e todas as formas de imoralidade. A razão estava entorpecida e a consciência não era um bom guia. As filhas de Ló estavam com o juízo embotado e com a consciência insensibilizada.

Ló tinha conseguido proteger as filhas de se tornarem vítimas dos sodomitas, mas não tinha tido tanto sucesso em fixar-lhes no coração os princípios do que é certo. Elas são mais dignas de pena que de censura, pois o próprio Ló participou do pecado delas. Ele aceitou o vinho e bebeu. O preço que Ló pagou por alguns anos em Sodoma foi a perda de toda a família. Os vis e idólatras moabitas e amonitas foram sua única posteridade, ou seja, houve consequências terríveis dessa má escolha e desse pecado. Ao estudar a trajetória do povo de Israel nota-se que esses descendentes de Ló foram os piores inimigos de Israel.

Mesmo que a lei do incesto tenha sido dada por Deus, muito tempo depois de Ló (Levíticos 18), ou seja, nos dias de Moisés, o Senhor não foi a favor do que as filhas dele fizeram. O fato de Deus permitir não significa que Ele concorde, mas sim que Ele respeita a escolha do ser humano, sendo que as escolha podem trazer consequências tanto positivas como negativas.

[Equipe Bíblia.com]

 

  • Cristiane disse:

    Ora o mandamento de Deus para Adão era “Crescei e multiplicai e enchei a Terra “! Quando o filho de Judá morreu,sem deixar filhos,tinha um mandamento o irmão deveria dar da sua semente.,deveria se deitar com ela e dar o filho para o irmão. Até que chegaram novas leis em Levítico, onde foram feitas proibições! Agora sim! Onde há lei há pecado.

  • Edson Mendes Pereira disse:

    Deus criou Adão e Eva. Com quem Caim teve filhos? Como não havia outras famílias, apenas a dele, Caim só poderia ter tido filhos com a própria mãe ou com uma irmã. Ou seja, os hebreus, e logo toda a população do mundo, descende de pessoas geradas por incesto, o mesmo que aconteceu com os amonitas e moabitas, mas curiosamente eles são “impuros” por conta destes incestos das filahs de Ló, mas os hebreus não.
    Dois pesos e duas medidas?

    • debora disse:

      Olá, Edson!

      a Palavra de Deus em nenhum momento afirma que Deus criou seres humanos “além de” ou “separados” de Adão, mas sim que todos “descendem dele”. Além disto, a única explicação plausível em relação à identidade da esposa de Caim encontra-se em Gênesis 5:4 que afirma que Adão teve, além de Caim, Abel e Sete, “filhos e filhas”.
      Seria isto incesto? Não, porque naquela época tais uniões não eram consideradas incesto, pois Deus ainda não havia instituído a lei que proibia a união marital entre parentes (o fez posteriormente – ler Levíticos 18:6-17). Isto significa que não existia o incesto. Quando o pecado estava em um estágio mais avançado, o que contribuiu para que o ser humano sofresse transformações genéticas, Deus teve de proibir estas uniões. Além disto, era necessário que houvesse tal união na época para que as gerações posteriores fossem formadas.
      Era possível que os filhos de Caim não nascessem deformados? Certamente, pois naquele período a estrutura genética do ser humano não havia se corrompido da mesma forma que hoje. Se nos tempos modernos, mesmo alguns casais de primos de 1º grau têm filhos saudáveis (o que não ocorre sempre), obviamente a possibilidade do povo antigo (com muito mais vitalidade e melhor estrutura genética) ter filhos com saúde é bem maior. O Naturalista Harry J. Baerg em seu livro O Mundo Já Foi Melhor, explica-nos na p. 22 que “Adão e Eva eram perfeitos; portanto, seus descendentes podiam se casar seguramente sem correr o risco de receber em sua herança genética uma característica anormal. Seus descendentes não estariam expostos a doenças físicas e mentais”.

      Paz!

  • gilson brito disse:

    muito bom

  • socorroalves pereira disse:

    o preço do pecado é a morte?

    • debora disse:

      Sim, Socorro!
      “Pois o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor.” Romanos 6:23
      Jesus pagou o preço com sua morte na cruz, e hoje nos oferece o perdão e a vida eterna.

Comente este artigo

Comente este artigo



Fale Conosco

Envie suas sugestões ou solicite informações