Diretório de artigos

Pesquise por termo ou palavra chave

a b c d e f g h i j l m n o p q r s t u v x z

Devo guardar o sábado ou o domingo?

Realmente, muitos cristãos ensinam que o dia de guarda é o domingo e que o Sábado foi dado apenas aos judeus. Porém, quando estudamos a Bíblia percebemos que não é este o caso. De acordo com a Palavra de Deus, o único dia chamado de Santo é o Sábado: “Se desviares o pé de profanar o sábado e de cuidar dos teus próprios interesses no meu santo dia; se chamares ao sábado deleitoso e santo dia do SENHOR, digno de honra, e o honrares não seguindo os teus caminhos, não pretendendo fazer a tua própria vontade, nem falando palavras vãs, então, te deleitarás no SENHOR. Eu te farei cavalgar sobre os altos da terra e te sustentarei com a herança de Jacó, teu pai, porque a boca do SENHOR o disse” (Isaías 58:13-14).

O Sábado foi concedido para toda a humanidade

O próprio Jesus Cristo em certa ocasião disse ser o “Senhor do Sábado”, ou seja, seu criador: “de sorte que o Filho do Homem é Senhor também do sábado” (Marcos 2:28). Nesse contexto Ele disse que “o sábado foi estabelecido por causa do homem” (Marcos 2:27). O termo grego empregado para homem é anthropos e refere-se corretamente à raça humana, humanidade, incluindo todos, homens, mulheres, crianças e não se restringindo à uma etnia, clã ou tribo. O sábado, portanto, foi dado para toda a humanidade na semana da criação.

Portanto, nas Escrituras, não encontramos um único texto que diga ser o domingo o dia do Senhor. Algo também que nos chama atenção é o fato de o Sábado ser o único dia da semana a receber um nome e a ser abençoado e santificado pelo próprio Deus na criação:

“Assim, pois, foram acabados os céus e a terra e todo o seu exército. E, havendo Deus terminado no dia sétimo a sua obra, que fizera, descansou nesse dia de toda a sua obra que tinha feito. E abençoou Deus o dia sétimo e o santificou; porque nele descansou de toda a obra que, como Criador, fizera” (Gênesis 2:1-3).

O Sábado como memorial da criação

“Lembra-te do dia de sábado, para o santificar. Seis dias trabalharás e farás toda a tua obra. Mas o sétimo dia é o sábado do SENHOR, teu Deus; não farás nenhum trabalho, nem tu, nem o teu filho, nem a tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o forasteiro das tuas portas para dentro; porque, em seis dias, fez o SENHOR os céus e a terra, o mar e tudo o que neles há e, ao sétimo dia, descansou; por isso, o SENHOR abençoou o dia de sábado e o santificou” (Êxodo 20:8-11).

O sétimo dia é  chamado de “o sábado do SENHOR”. Assim, a diferença entre o Sábado e o domingo é esta: Deus abençoou e santificou o dia de Sábado enquanto que o domingo, não. Ele disse que o Sétimo Dia era o “Seu dia” e não o primeiro. Isto é algo no qual devemos refletir com oração.

Deus estabeleceu o Sábado como um memorial de Seu poder Criador. Assim, a cada semana o ser humano teria um dia de 24 horas (não apenas algumas horas) para adorar seu Criador e desfrutar da companhia de sua família. Se o Sábado tivesse sido guardado desde o princípio não haveria idólatras (pois a identidade do Deus Criador teria sido preservada) e as famílias seriam mais unidas. Cada Sábado lembra-nos que não estamos aqui pelo acaso, mas porque um dia um Deus amoroso nos criou (Gênesis 1:26, 27; João 1:1-3).

Sendo que o Sábado foi abençoado e santificado no jardim do Éden, na época de Adão e Eva, ou seja, antes da entrada do pecado e da existência dos judeus, o mesmo não pode ter sido dado apenas a este povo. Além disso, a Bíblia diz que “o sétimo dia é o Sábado do Senhor” (Êxodo 20:10) e não de um grupo seleto de pessoas. Jesus disse que o sábado foi dado para a “humanidade” (Marcos 2:27).

Universalidade do Sábado

Explica-nos também que desde a época do Antigo Israel, não apenas os Israelitas deviam observá-lo:

“Bem-aventurado o homem que faz isto, e o filho do homem que nisto se firma, que se guarda de profanar o sábado e guarda a sua mão de cometer algum mal. Não fale o estrangeiro que se houver chegado ao SENHOR, dizendo: O SENHOR, com efeito, me separará do seu povo; nem tampouco diga o eunuco: Eis que eu sou uma árvore seca. Porque assim diz o SENHOR: Aos eunucos que guardam os meus sábados, escolhem aquilo que me agrada e abraçam a minha aliança, darei na minha casa e dentro dos meus muros, um memorial e um nome melhor do que filhos e filhas; um nome eterno darei a cada um deles, que nunca se apagará. Aos estrangeiros que se chegam ao SENHOR, para o servirem e para amarem o nome do SENHOR, sendo deste modo servos seus, sim, todos os que guardam o sábado, não o profanando, e abraçam a minha aliança, também os levarei ao meu santo monte e os alegrarei na minha Casa de Oração; os seus holocaustos e os seus sacrifícios serão aceitos no meu altar, porque a minha casa será chamada Casa de Oração para todos os povos” (Isaías 56:2-7).

Veja que neste texto Deus convida a todos para O adorarem no Sábado (além dos outros dias). Isto porque todos os homens e não apenas os judeus foram criados por Deus. Sendo que cada ser humano existe por causa de Deus, é seu dever observar o dia sagrado do Criador em memória a este fato.

Sendo que Jesus disse que “não veio mudar a lei” (Mateus 5:17) e que ninguém poderia fazê-lo (Mateus 5:18 e 19), isto significa que o mandamento do Sábado ainda é válido para o cristão.

Sábado e adoração

Obedecer a Deus quanto a esse assunto é muito mais sério do que imaginamos. O livro do Apocalipse nos revela que o desfecho final entre o bem e o mal se dará em torno da ADORAÇÃO A DEUS e que os que servem a Deus terão um sinal de identificação: o Sábado bíblico, que faz parte da lei de Deus:

“Aqui está a perseverança dos santos, os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus” (Apocalipse 14:12).

“Santificai os meus sábados, pois servirão de sinal entre mim e vós, para que saibais que eu sou o SENHOR, vosso Deus” (Ezequiel 20:20).

A cada dia estamos fazendo escolhas que irão determinar nossa salvação ou perdição. Por isto, é de vital importância que assumamos um compromisso sério com Deus e que aceitemos a Sua autoridade em nossa vida e não a do homem (Atos 5:29). Ore a Deus sobre isto.

Equipe Biblia.com.br

  • debora disse:

    Olá, Edelson!

    O amor a Deus e ao próximo resume a Lei, e prova que de ela continua em vigor, pois ninguém resume algo que tenha sido abolido e apresenta como princípio a ser vivido.

    Se você parar um pouco e olhar bem, verá que quando amamos a Deus obedecemos aos 4 primeiros mandamentos, e quando amamos o próximo obedecemos aos 6 últimos.
    Leia também João 15 e veja que para ter na vida o fruto do Espírito precisamos permanecer no amor de Cristo, a videira, pois sem Ele nada podemos fazer.

    “Se vocês obedecerem aos meus mandamentos, permanecerão no meu amor, assim como tenho obedecido aos mandamentos de meu Pai e em seu amor permaneço.Tenho lhes dito estas palavras para que a minha alegria esteja em vocês e a alegria de vocês seja completa. O meu mandamento é este: amem-se uns aos outros como eu os amei.Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a sua vida pelos seus amigos.
    Vocês serão meus amigos, se fizerem o que eu lhes ordeno.” João 15:10-14

    Ao analisar todo o Novo Testamento, não se encontra nenhuma autorização divina para a abolição dos Dez Mandamentos. Pelo contrário, o eterno princípio do amor foi confirmado e cumprido perfeitamente por Cristo, que prestou uma perfeita obediência aos mandamentos divinos para “que muitos sejam feitos justos” (Romanos 5:19). Em outras palavras, ninguém é salvo pela observância da lei (nunca foi). O método de Deus para a salvação tanto no Antigo como no Novo Testamento sempre foi pela graça, mediante a fé (ver Gênesis 6:8; 15:6; Salmo 6:4; 13:5; 86:15; cf. Efésios 2:8; Atos 15:11; Romanos 3:24; 1 João 5:11, 12). Ninguém naturalmente pode prestar perfeita obediência à lei de Deus. Cristo satisfez as demandas da lei, e oferece Sua perfeita obediência como justiça imputada e comunicada aos crentes. Contudo, o fato dEle ter cumprido perfeitamente as exigências da lei, não exime o cristão de obedecer os princípios eternos do amor expressos nos 10 mandamentos.
    Paulo escreveu: “Anulamos, pois, a lei pela fé? Não, de maneira nenhuma! Antes, confirmamos a lei” (Romanos 3:31).

    Veja este artigo sobre a posição do Protestantismo Histórico sobre os Dez Mandamentos:
    http://biblia.com.br/blog/artigos/posicao-do-protestantismo-historico-sobre-os-dez-mandamentos/

    Até logo!

  • LINA disse:

    Resolvi Guardar o sábado do Senhor e aconteceu algo sobrenatural

    Já indo para 6 anos descobri através de um servo de Deus e Jesus Cristo o quanto eu era amada por Deus e Jesus, desta forma imediatamente me rendi aos pés de Jesus Cristo e fui batizada através de uma Igreja evangélica pentecostal.

    Desde este dia sou feliz, amo a Deus a cada segundo da minha vida é tanto amor que recebo dele que muitas vezes tenho vontade de gritar mais gritar desesperadamente o nome dele para todos ouvirem. Já há alguns anos depois da minha entrega a Deus e Jesus Cristo, entrego nas ruas como doação de amor varias Bíblias todos os dias antes de começar o meu trabalho em uma empresa.

    Minha Igreja não tem estudo bíblico então eu querendo saber tudo de porque Deus me amava tanto procurei e ouvi falar que a Igreja Adventista do Sétimo dia tinha o melhor estudo bíblico do mundo e que mostrava as verdades direto da própria palavra de Deus texto e contexto apenas na bíblia sempre na bíblia e que era tudo sem cobrar nada, DVDs de estudos grátis pelo correio e que melhor ainda tinha um canal de televisão chamado novo tempo na net 184 que dava os ensinos 24 h interruptivos, era tudo o que eu queria.

    Acabei encontrando todas as resposta e hoje depois de um ano de estudos sem sair de casa e sem pagar um centavo descobri toda a verdade da Bíblia sagrada sem máscara ou maquiagem, porém, eu apenas não conseguia entender como eu, uma pessoa que pensa em Deus 24 horas, e O ama tanto a cada segundo deveria obedecer o quarto mandamento que foi escrito pelo próprio dedo de Deus, para guardar o sábado e não o domingo, eu entendia que eu já O amava demais todos os dias não precisava de um dia para isso mais que Ele já tinha de mim todos os dias.

    Há duas semanas, eu, creio que dirigida pelo Espírito Santo, resolvi que iria guardar um sábado para adoração a Deus, sem fazer nada do meu interesse e sim guardar o dia inteiro só fazendo coisas para Deus como ler a Bíblia, ouvir louvores, evangelizar pelo Zap, ver vídeos bíblicos, orar a Deus conversando com Ele o dia inteiro pois aquele dia seria somente para Ele.

    Foi a maior experiência que tive nestes quase 6 anos que o conheci, comecei a guarda do sábado para o Senhor, eu orei pela manhã, comecei a evangelizar pelo Zap, li a Bíblia escolhi Ezequiel e depois de 4 ou 5 horas me guardando percebi em mim uma grande alegria desde a hora que eu havia acordado pela manha e percebi que eu não lembrei de meu trabalho na empresa, não lembrei dos meu problemas, parecia que eu não estava aqui na terra eu senti que algo estava me protegendo de tudo na realidade a minha mente só pensava em Deus e Jesus, eu realmente estava com a minha mente limpa de tudo, eu me sentia alegre, descansada de tudo do mundo, chorava muito quando percebi que a guarda do sábado não era para Deus e sim era Deus e Jesus Cristo que estavam me guardando, me cuidando com muito amor e carinho pois chorava porque sentia me em outra dimensão, não sou louca e nunca deixei de amar a Deus eu nunca havia recebido esta bênção de esquecer de tudo do meu mundo circular.

    Foi uma experiência incrível, então descobri que Deus só havia detalhado tanto com seu próprio dedo no quarto mandamento textualizando mais neste mandamento do que nos outros nove porque ele queria realmente que nos os filhos dele entendesse que este mandamento foi criado para que Ele pudesse cuidar de nos, colocando- nos no seu colo pois eu senti a verdadeira comunhão com a Trindade algo maravilhoso aconteceu, hoje já estou na guarda do meu segundo sábado e passei a semana toda me preparando, eu contei as horas para chegar na sexta feira no por do sol 7:27 H, agora estou compartilhando este testemunho porque Deus me tocou muito.

    Buscai primeiro o reino dos Céus e outras coisas, vos serão acrescentada.
    A melhor maneira que o homem dispõe para se aperfeiçoar, é aproximar-se de Deus.
    Deus é a lei e o legislador do Universo
    Felizes são os que ouvem a palavra de Deus e a guardam!

    Que a Paz e a Graça do Senhor Jesus Cristo permaneça em sua vida para sempre, Amém, Amém e Amém.

    • debora disse:

      Aleluia! Deus seja louvado por sua vida e por sua comunhão com o Senhor, Lina!
      Louvamos a Deus por sua vida, amada!
      Que o Eterno seja contínuo em revelar-se a você e através de você!

  • Diana disse:

    C. Mateus 23:23 – Lucas 11:42.
    “Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas, porque dais o dízimo da hortelã, do endro e do cominho e tendes negligenciado os preceitos mais importantes da Lei: a justiça, a misericórdia e a fé; devíeis, porém, fazer estas coisas, sem omitir aquelas!” Mateus 23:23 – grifo meu.
    “Mas ai de vós, fariseus! Porque dais o dízimo da hortelã, da arruda e de todas as hortaliças e desprezais a justiça e o amor de Deus; devíeis, porém, fazer estas coisas, sem omitir aquelas”. Lucas 11:42 grifo meu.
    Jesus não disse aos fariseus para não dar o dízimo; Ele disse que eles deveriam “fazer estas coisas sem omitir aquelas”, praticar a justiça, a misericórdia e a fé juntamente com devolução do dízimo”.
    Jesus de modo claro confirmou a validade da prática de devolver o dízimo. Esta prática só terá valor se exercermos um bom caráter e nos lembrarmos de ajudar aos órfãos e necessitados. Devolver o dízimo sem demonstrar misericórdia para com o semelhante não é frutífero para a vida do cristão.

  • Diana disse:

    Entretanto, biblicamente podemos responder afirmativamente. Sim. Podemos violar o sábado. Isso surpreende os supostos guardadores e indagam: Qual a base bíblica para essa resposta?
    Nossa bíblica está em Mt 12.5 que diz: “Ou não tendes lido na lei que, aos sábados, os sacerdotes no templo violam o sábado, e ficam sem culpa?” Os discípulos estavam colhendo espigas num dia de sábado e foram repreendidos pelos fariseus, que os acusaram de fazer o que não era lícito no sábado. Jesus veio em defesa dos seus seguidores e apresentou o que Davi fizera violando uma lei, explicitamente cerimonial ou ritual, quando comeu os pães da proposição, alimento exclusivo para os sacerdotes. Ora os fariseus poderiam argumentar que Davi violara um preceito cerimonial ou ritual, e que os discípulos estavam violando um preceito moral, como entendem ser os supostos guardadores do sábado. Isso não aconteceu. Não houve qualquer argumentação dos fariseus nesse sentido.

    • frederico disse:

      COLHENDO ESPIGAS NUM DIA DE SÁBADO
      “Naquele tempo passou Jesus pelas searas num dia de sábado, e os seus discípulos, sentindo fome, começaram a colher espigas, e a comer.” Mat.12.1

      Todo comentário possível sobre esse texto só poderá ser baseado na versão rabínica do sábado ou na versão de Cristo. Nós escolhemos! Eu prefiro a de Cristo. As Suas palavras registradas por Mateus apresentam o sábado não como uma instituição mais importante que as necessidades humanas, mas como tempo de “misericórdia” (Mat.12.7) e para fazer o bem (12.12).

      Como Cristo enfrenta o criticismo de Seus oponentes? Lembra-lhes a gentil figura de Davi e seus soldados que uma vez saciaram sua fome comendo os pães da proposição, o que só era permitido aos sacerdotes (1 Sam.21.1-7). A implicação é clara: Se era direito para Davi aliviar a sua fome comendo o pão consagrado ao uso santo, portanto, também era direito para os discípulos satisfazer suas necessidades colhendo espigas durante o tempo sagrado do sábado. Em ambos os exemplos, o pão sagrado e o tempo sagrado foram usados excepcionalmente para satisfazer as necessidades humanas. Seu uso foi justificado porque a intenção atrás de todas as leis divinas não é privar, mas assegurar a vida.

      A dimensão humanitária do sábado infelizmente estava amplamente esquecida nos dias de Cristo. Com o trabalho dos sacerdotes no templo que “violam o sábado e ficam sem culpa” (Mat.12.5), Cristo elabora novamente esse conceito humanitário do sábado.

      Embora trabalhassem mais intensamente no sábado, como ficavam sem culpa? A resposta está na natureza redentiva de seu trabalho aos sábados que destinava a prover perdão e salvação aos necessitados pecadores. Os sacerdotes desempenhavam, no sábado, atividades que em si eram condenadas pelo mandamento, e mesmo assim ficavam sem culpa porque estavam cumprindo o propósito do sábado. Citando o texto de Oséias 6.6, Cristo disse: “Se soubésseis o que significa: Misericórdia quero, e não sacrifício, não condenaria os inocentes” (Mat.12.7).

      A demonstração de amor por atos de bondade representa para Cristo a verdadeira observância do sábado. Em todos os atos de misericórdia Ele é honrado especialmente quando praticados no sábado porque explica a real atividade redentora dEle que o dia comemora. Nesse incidente da colheita de espigas, finalizando Seus argumentos, Cristo faz a fantástica afirmação: “O Filho do homem até do sábado é Senhor.” (Mat.12.8)
      Foi Ele que, na pedra, escreveu com o Seu dedo o quarto mandamento do sábado. Foi Ele que fez esse dia para benefício do homem.

      Ele é a autoridade para determinar de que maneira o sábado deve ser guardado para que Deus seja honrado e o homem beneficiado. Cristo reafirma a benção que colocou sobre esse dia, reafirma o princípio fundamental que o sábado foi instituído para assegurar o bem-estar do homem, e que, portanto, qualquer negligência das necessidades humanas por causa do mandamento do sábado seria uma perversão de seu propósito original. Em uma outra situação Jesus se defendeu dizendo:
      “MEU PAI TRABALHA ATÉ AGORA, E EU TAMBÉM”

      Às vezes encontramos pessoas apressadas em concluir coisas que o texto bíblico não diz. Por exemplo, nesse texto de Jo. 5.17 em que Cristo se defende da acusação dos rabinos por curar um paralítico inválido por 38 anos, dizendo: “Levanta, toma a tua cama e anda” (5.8). Também quando curou um cego de nascença preparando barro com a saliva e ordenando que se lavasse no tanque de Siloé, os fariseus O acusaram de quebrar o sábado e consideraram isso uma evidência de que Ele não era o Messias: “Esse homem não é de Deus, porque não guarda o sábado.” (9.16; cf. 5.18)

      Nas duas acusações contra Cristo não envolve primariamente a ação da cura em si, mas a violação da leis rabínicas do sábado, quando ordenou que o paralítico levasse a sua cama (5.8, 10 e 12) e quando preparou barro para ungir os olhos do cego (9.6, 14). Nos dois casos Jesus repudiou a acusação de violar o sábado, argumentando que Suas obras de salvação não eram impedidas e sim previstas pelo mandamento do sábado. Que interpretação a respeito da guarda do sábado vamos escolher? A dos rabinos ou a de Cristo?

      Cristo defendeu-se da acusação de violar o sábado dizendo: “Meu Pai trabalha até agora, e eu trabalho também.” Ele não poderia estar se referindo a atividades criativas de Deus, pois isto implica que os relatos de Gen. 2.2 e 3 e de Jo.1.1 e 3 não são verdadeiros. Em harmonia com o ponto de vista de todos os livros da Bíblia, João ensina que as obras de Deus foram realizadas em um tempo passado distante chamado “princípio” (Jo.1.1).

      Os textos indicam com suficiente clareza que as obras da criação são consideradas como concluídas nesse passado. Além disso, o fato de que em Jo.5.17 as obras do Pai são identificadas com aquelas desempenhadas por Cristo na Terra, indica que não é possível que sejam as obras da criação, porque Cristo naquele momento não estava ocupado em obras da criação. “As obras que o Pai me confiou para que Eu as realizasse, essas que Eu faço testemunham a Meu respeito, de que o Pai Me enviou” (5.36). Temos, realmente, um Deus que “nem se cansa nem se fatiga” (Is 40.28).

      Pelo menos durante o tempo de existência do pecado Deus está aplicado em Sua obra redentiva, trabalhando! Depois de erradicado o pecado do Universo, a Revelação não diz se Deus voltará a criar. Estejamos certos, no entanto, que as obras redentivas são as que sustentam as obras criativas. O sábado é um sinal do poder criador de Deus e de Seu poder redentor. Portanto, o legalismo que existia era fazer do sábado um fim em si mesmo, um meio de alcançar a santificação. Entendemos que Aquele que é Santo, santifica, portanto Ele abençoou, SANTIFICOU (separou) e descansou no sétimo dia chamado de o “SÁBADO DO SENHOR” (ver Gên. 2:3; Ex. 20:10).

  • Manuel Pinto disse:

    O mandamento que tem a ver com a observância do dia de repouso encontra-se em Êxodo 20:8-11. É o 4º mandamento do Decálogo. Esta Lei, a dos Dez Mandamentos, foi escrita por Deus, em duas tábuas de pedra. Depois de ter escrito a Lei, Deus deu as duas tábuas a Moisés, e disse-lhe para as colocar dentro da arca do concerto. – Deuteronómio 10:1-5. Está escrito em I Reis 8:9, que, dentro da arca, encontravam-se apenas as duas tábuas de pedra, que Moisés lá pusera, quando, no monte Sinai, o Senhor estabeleceu uma aliança com o povo de Israel, que tinha saído do Egipto.
    A razão pela qual o sétimo dia da semana devia ser observado, como dia de repouso, está claramente expressa em Êxodo 20:11 : Porque em seis dias fez o Senhor os céus e a terra, o mar e tudo o que neles há, e ao sétimo dia descansou; portanto abençoou o Senhor o dia de sábado, e o santificou.
    O sábado é portanto o memorial da criação. Ele aponta para o passado, não podendo ser sombra de coisas futuras.
    Havia uma outra lei, escrita por Moisés, que ele entregou aos levitas, para que a colocassem, não dentro da arca, mas ao lado da arca. – Deuteronómio 31:24-26
    Nesta lei, escrita por Moisés, estava incluído o ritual do Santuário. Desta lei faziam parte os sábados, que correspondiam às festas anuais, as quais podiam ter lugar em qualquer dia da semana.
    Esta lei apontava não para o passado, mas para o futuro. – Hebreus 10:1
    Esta lei deixou de vigorar, no momento em que Jesus expirou na cruz. Prova: O véu que, no templo, separava o lugar santo do lugar santíssimo, rasgou-se em dois, de alto a baixo. – Mateus 27:51
    É a esta lei que alude o Apóstolo Paulo, em Colossenses 2:16 – … ninguém vos julgue … pelos sábados (festas anuais).

  • lucas henrique disse:

    Cara, gostei deste site! Quantas passagens para eu estudar e guardar, obrigado vou salvar nos meus favoritos!

  • Andre disse:

    TANTO FALATORIO…

    MAS…

    O FIM DA LEI É CRISTO, PARA TODOS OS QUE CRER.

  • Vanessa Oliveira disse:

    Verdade, que o sábado não aparece no Novo testamento, mais o dízimo também não, então como faremos, melhor então seria não dar o dízimo, mais não né as igrejas hoje não estão preocupadas com a volta de Cristo, infelizmente só se preocupam com as bençãos de Deus, a bíblia fala , que errais por não conhecer as escrituras, também é engraçado que falam, que os Adventistas idolatram o Sábado, agora te pergunto , usar a observância do sábado para ADORAR A DEUS, é errado????????? é errado idolatrar a Deus??? Santa ignorância!!!!!!!! Realmente é mais fácil, dançar a música do mundo, muito mais, usar o domingo que foi propagado como guarda do dia do Senhor, pois quem criou isso foi Constantino, por causa da igreja católica, isso mesmo irmãos, os Adventistas incomodam tanto, por que cumprem a Lei, e a guarda do sábado realmente não salva ninguém, mais oh, super cuidado irmãos , a bíblia fala que não julgueis , para não serem julgados, vejo tão grande carinho dos Adventistas em até mesmo chamar, irmãos de outras denominações de irmãos, e infelizmente os outros não os tem assim, não conhecem o trabalho o que eles pregam, eu digo sou da batista, mais tenho ouvido estudos deles, no qual não falam nem so sábado , falam somente de Deus, e de sua vinda, tudo na BÍBLIA, somente a BIBLIA, nada mais, não falam de prosperidade, bençãos e coisa e tal, vou falar Eles são realmente Sal da Terra, pregam a Verdade, fazem a parte deles, sem ficar alfinetando outras denominações. Palmas pra eles, que falam realmente a verdade!!!!!!

  • VALDINEI disse:

    Nossa! Até parece que a palavra de Deus e contraditória, mas ela é tão clara. Entretanto, Jesus já antecipava tal situação em sua palavra em Mateus 24:30-Errais não conhecendo as escrituras nem o poder de Deus. Mas quem está errado? Todos citaram várias passagens bíblicas e, está na nossa frente se nos despirmos de tradições e idéias pré concebidas, pois o Senhor Deus não seria contraditório em estabelecer seus mandamentos e posteriormente retirar algum e escrita pelo seu próprio dedo.O que nossa sociedade está passando é fruto da desobediência da lei de Deus. 2 Timóteo 3:1-4 Sabe, porém, isto:nos últimos dias, sobrevirao tempos difíceis, pois os homens serão egoístas, avarentos, jactanciosos, arrogantes, blasfemadores, desobedientes aos pais, ingratos, irreverentes, desafeicoados, implacáveis, caluniadores, sem dominio de si, cruéis, inimigos do bem, traidores, atrevidos, enfatuados, mais amigos dos prazeres que amigos de Deus. Ou então:Tentemos criar um filho sem lei dentro de casa e veremos o que acontece. Puxa! Quantas desculpas e interpretações descabidas.Apocalipse 12:17-Irou-se o dragao(Satanás) contra a mulher (igreja) e foi pelejar COM OS RESTANTES DA SUA DESCENDENCIA, os que GUARDAM OS MANDAMENTOS DE DEUS e tem o TESTEMUNHO DE JESUS (espírito de profecia apoc.19:10); e se pôs em pé sobre a areia do mar (povos, multidoes); 1 João 2:4-Aquele que diz:Eu o conheço e não guarda os seus mandamentos é MENTIROSO e nele não está a verdade e, para finalizar temos em Apocalipse 14:4-5- são estes os que não se macularam (desonra) com mulheres (igrejas, agora está no plural), porque são castos (puros).São eles os seguidores do Cordeiro por onde quer que vá. São os que foram redimidos dentre os homens, primicias para Deus e para o Cordeiro; e não se achou MENTIRA na sua boca; não tem mácula. Amém!

  • ferradura disse:

    Boa tarde,

    É salutar saber que um tema tão polemico ainda rende tantos comentários neste post.

    gostaria apenas dizer aos nobres irmãos em Cristo que hoje vivemos sobre a GRAÇA e não pela lei.

    “Sabendo que o homem não é justificado pelas obras da lei, mas pela fé em Jesus Cristo, temos também crido em Jesus Cristo, para sermos justificados pela fé em Cristo, e não pelas obras da lei; porquanto pelas obras da lei nenhuma carne será justificada. Pois, se nós, que procuramos ser justificados em Cristo, nós mesmos também somos achados pecadores, é porventura Cristo ministro do pecado? De maneira nenhuma. Porque, se torno a edificar aquilo que destruí, constituo-me a mim mesmo transgressor. Porque eu, pela lei, estou morto para a lei, para viver para Deus. Já estou crucificado com Cristo; e vivo não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim.”
    (Gálatas 2:16-20)

    • debora disse:

      Paz!
      De fato a lei não salva e nunca foi um meio de salvação, e nunca será.
      Mas como disse Paulo:
      Anulamos, pois, a lei pela fé? De maneira nenhuma, antes estabelecemos a lei. Romanos 3:31

      O sábado é um sinal de que a salvação é pela fé:

      Tu, pois, fala aos filhos de Israel, dizendo: Certamente guardareis meus sábados; porquanto isso é um sinal entre mim e vós nas vossas gerações; para que saibais que eu sou o Senhor, que vos santifica. Êxodo 31:13

      E também lhes dei os meus sábados, para que servissem de sinal entre mim e eles; para que soubessem que eu sou o Senhor que os santifica. Ezequiel 20:12

      Pois quem obedece ao mandamento, reconhece a Deus como Criador, Mantenedor e Redentor; assim descansa na promessa dada por
      Ele:

      “Se desviares o teu pé do sábado, de fazeres a tua vontade no meu santo dia, e chamares ao sábado deleitoso, e o santo dia do Senhor, digno de honra, e o honrares não seguindo os teus caminhos, nem pretendendo fazer a tua própria vontade, nem falares as tuas próprias palavras,
      Então te deleitarás no Senhor, e te farei cavalgar sobre as alturas da terra, e te sustentarei com a herança de teu pai Jacó; porque a boca do Senhor o disse.” Isaías 58:13,14

      Deus sabia que o inimigo de Deus faria tudo para apagar o sábado da memória da humanidade, por isso o mandamento começa com “lembra-te”, um detalhe a mais, se Ele diz pra lembrar é porque já era algo conhecido; ninguém diz pra você lembrar uma coisa que é nova pra você.
      No próprio Éden a Adão e Eva mancharam a criação com o pecado. Você acha que Deus ainda tinha motivos para celebrar a criação?
      Havia sentido em manter o sábado como um dia de celebração ao Criador?
      Sim! Deus ainda tinha motivos para celebrar, porque o plano da salvação redimiria a humanidade.
      O sábado nos lembra do amor de Deus por nós, nos fala que Deus não deixou de acreditar na humanidade, não desistiu de nós.
      O sábado é um memorial da Redenção. O mesmo poder usado na semana da criação, quando Ele instituiu o sábado (ver Gênesis 2:1-3), é o poder que Ele usa para Sua recriação (2 Coríntios 5:17). Cada cura ou ministração de Sua Palavra era uma manifestação de Seu poder redentor. Neste sentido, o sábado é um dia especial de cura e libertação (Lucas 13:10-17).
      Após o Éden, o mandamento foi repetido quando Deus deu o maná ao povo. (Êxodo 16)
      Você já notou que o 4º mandamento é também o único em que há uma explicação de porque devemos observá-lo?:
      Pois em seis dias o Senhor fez os céus e a terra, o mar e tudo o que neles existe, mas no sétimo dia descansou. Portanto, o Senhor abençoou o sétimo dia e o santificou. Êxodo 20:11

      Jesus declarou:

      “E disse-lhes: O sábado foi feito por causa do homem, e não o homem por causa do sábado.
      Assim o Filho do homem até do sábado é Senhor.” Marcos 2:27-28

      Jesus declarou que:

      E disse-lhes: O sábado foi feito por causa do homem, e não o homem por causa do sábado.
      Assim o Filho do homem até do sábado é Senhor. Marcos 2:27-28

      Ele não disse que o sábado foi feito por causa do judeu, e nem disse ter sido o Senhor do sábado…
      Se o mandamento não fosse mais válido, porque dizer isso?

      “Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor; do mesmo modo que eu tenho guardado os mandamentos de meu Pai, e permaneço no seu amor. Tenho-vos dito isto, para que o minha alegria permaneça em vocês, e alegria de vocês seja completa.” João 15:10,11

      No livro de Tiago, lemos:

      Porque qualquer que guardar toda a lei, e tropeçar em um só ponto, tornou-se culpado de todos. Tiago 2:10

      Agora, vamos para o Apocalipse, onde encontramos as três mensagens angélicas, a mensagem final de Deus a humanidade no tempo do fim, época atual:

      E vi outro anjo voar pelo meio do céu, e tinha o evangelho eterno, para o proclamar aos que habitam sobre a terra, e a toda a nação, e tribo, e língua, e povo, Dizendo com grande voz: Temei a Deus, e dai-lhe glória; porque é vinda a hora do seu juízo. E adorai aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas. Apocalipse 14:6-7

      “Assim como os novos céus e a nova terra que vou criar serão duradouros diante de mim”, declara o Senhor, “assim serão duradouros os descendentes de vocês e o seu nome.
      De uma lua nova a outra e de um sábado a outro, toda a humanidade virá e se inclinará diante de mim”, diz o Senhor. Isaías 66:22-23

      Deus te abençoe com a plenitude do Espírito!

  • katia braga disse:

    Ola, irmãos também tenho sido muito incomodada com esta questão,sempre me questionei o porque não guardamos o sábado sendo um mandamento de Deus,quero muito agradar ao Senhor tenho estudado sobre isso,fiz o pedido de um estudo gratuito da igreja adventista do sétimo dia o qual muito tem me ajudado a compreender a vontade de Deus,fiquei grata e surpreendida, recebi um lindo dvd duplo com mensagens edificantes e uma serie de estudos sobre o santo sábado apresentadas a luz da palavra de Deus pelo pastor Ivan Saraiva.

    recomendo a todos que ainda tem duvidas a respeito e “surpreendente” estando as coisas como estão hoje, uma igreja como a adventista que se importa com a minha duvida e não me cobra por isso, enquanto existem lugares, que se você quer conhecer mais profundo com um estudo com referencias certinhas dos textos bíblicos você tem que comprar o material e ainda pagar despesas de correio.

    bem eu sei que não tem preço o que Deus tem me ensinado através dos vídeos e pelo estudo estou aprendendo a guardar o sábado e estou lendo via internet alguns livros de Ellen G.White estou a cada dia mais admirada da sabedoria dada por Deus a esta grande mulher de DEUS. E quero continuar aprendendo mais a cada dia estudando a palavra de DEUS. Por tudo isso vejo como um testemunho de boas obras e de fé dos adventistas. Se para agradar ao meu Deus eu tenha que mudar muitas coisas eis-me aqui que Deus abençoe a todos.

  • Dougglas Albuquerque disse:

    o dia do senhor é o sábado , pois , foi o dia em que o pai o santificou e deixou para que nós guadessemos , é o dia de adorá-lo , na Biblia não é nem pronunciado a palavra domingo , 6 dias trabalharás e no sétimo (Sábado) descansarás , de acordo com os mandamentos de Deus guardarei o santo dia do Sábado o dia do senhor.

  • cesar disse:

    em genesis 2:2 nao existia judeu, grego, alemao, brasileiro, italiano, israelita, hebreu…..
    existia o HOMEM

    AGORA VEJA LA EM ECLESIASTES 12:13
    De tudo o que se tem ouvido, o fim é: Teme a Deus, e guarda os seus mandamentos; porque isto é o dever de todo o homem.
    ESTE E O DEVER DE TODO HOMEM. Por acaso diz: este e o dever dos judeus?

    MATEUS 5:17-21 – AI ESTA BEM CLARO QUE JESUS NAO ABOLIU A LEI MORAL

    EM APOCALIPSE 14:12
    Aqui está a paciência dos santos; aqui estão os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus.
    MANDAMENTOS DE DEUS – SAO EXODO 20 – E INCLUI O 4º MANDAMENTO – O SABADO

    Apocalipse 12:17 – E o dragão irou-se contra a mulher, e foi fazer guerra ao remanescente da sua semente, os que guardam os mandamentos de Deus, e têm o testemunho de Jesus Cristo.

    ESTA E A IGREJA QUE SATANAS VAI PERSEGUIR – POIS ELA E A UNICA QUE GUARDA O SABADO E TODOS OS MANDAMENTOS. O MUNDO ATUAL REPROVA O SABADO E REPROVA OS MANDAMENTOS DE DEUS.

    AGORA VEJA AQUI EM TIAGO COMO SEREMOS JULGADOS:

    Tiago 2:10-12 – Porque qualquer que guardar toda a lei, e tropeçar em um só ponto, tornou-se culpado de todos.
    Porque aquele que disse: Não cometerás adultério, também disse: Não matarás. Se tu pois não cometeres adultério, mas matares, estás feito transgressor da lei.
    Assim falai, e assim procedei, como devendo ser julgados pela lei da liberdade.

    SABADO – O DIA DO SENHOR – O DIA ETERNO

    QUE A PAZ, A GRAÇA E A SABEDORIA DE NOSSO SENHOR ESTEJA SEMPRE CONVOSCO.AMEM

  • parabéns ao escritor destes temas que não deixou nada para traz cumprindo o que está escrito nas Escrituras. fico pensando como as pessoas que tem a Bíblia e não aceitam toda Bíblia? se a Bíblia foi feita com sessenta e seis livros, como para algumas pessoas tem menos porque rejeitam o que o nosso Deus escreveu com seu próprio dedo? forte abraço a todos

  • Dirceu Costa dos Santos disse:

    Ok, eu não teria problema em refutar todas as suas argumentações que na verdade são frases feitas ainda que tiradas da Bíblia, fora do contexto, no entanto, de verdade, não vou tirar lugar para isto, pois entendo que é perda de tempo.Afinal és um mestre. Tens a tua convicção fica com ela. Eu tenho a minha e fico nela. Eu preciso esclarecer aqueles que estão na dúvida. Penso que os judaizantes do tempo de Paulo estão em ação ainda hoje. Se o sábado é tão importante para ti guarde ele mas não julgue aqueles que não estão debaixo da lei como disse Paulo aos Cl 2. 16. Assim como Paulo “logo, já não sou quem vive, mas Cristo vive em mim; e esse viver que, agora, tenho na carne, vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e a si mesmo se entregou por mim, Não anulo a graça de Deus; pois, se a justiça é mediante a lei, segue-se que morreu Cristo em vão.”. Esta palavra me deixa com muito temor trocar Cristo por “sombra” ou “aio”. Não foi isto que Paulo disse? Eu tenho aprendido que precisamos evitar qualquer outro objeto que possa competir com o sacrifício de jesus, inclusive aspectos da lei.

    Para a vossa senhoria não responderei mais, pois, não vais mudar eu também não vou mudar o meu pensamento doutrinário sobre o sábado, estou bem estruturado na palavra.

    Seja feliz.

  • Dirceu Costa dos Santos disse:

    Não entendo como cristãos a muitos anos ainda tem dúvida sobre a guarda do sábado ou não.Em alguns comentários ficou bem claro que a guarda do sábado pertence a lei promulgada a israel. Antes disso nenhuma vez o sábado foi guardado, nem por Adão e depois dele seus filhos e até mesmo os patriarcas. Alguém pode me citar um texto bíblico onde Deus instruiu estes personagens a guardar o sábado? Principalmente a Abraão, que foi instruído a deixar a sua terra e parentela? Acima de tudo a confiar em Deus na sua promessa de dar-lhe uma grande nação? Na lei dada ao povo judeu está muito claro esta ordem mas antes dela e depois dela em absoluto, é só ler a Bíblia um pouco mais! No Novo Testamento, ainda que a lei vigorava, Jesus não só fez obras no sábado como colocou a circuncisão no mesmo nível e até acima do sábado em João 7. 22, 23, onde os judeus valorizavam mais a circuncisão que não está na lei do que o sábado quando alguém precisava ser circuncidado mesmo que fosse no sábado deveria ser feito. Jesus é quem faz esta critica. Ainda mais, o sermão de monte é a repetição de alguns itens da lei, mas o sábado não aparece. Em nenhum momento Jesus reivindicou a guarda do sábado, pelo contrário deixou claro que pela sua vida e morte cumpriu toda a lei e quanto a nós, escondemo-nos Nele para a nossa salvação pela fé no seu sacrifício e não pela obras da lei. As obras que o cristão deve realizar não se refere a guardar (Gl 4. 10, 11) ‘dias, e meses, e tempos, e anos’.Segundo Paulo, fazer isto é voltar a escravidão (Gl 4. 9). O apóstolo Paulo antes de sua conversão levou muito cristãos para a prisão pelo fato que estes sendo judeus não mais queriam obedecer a lei de Moisés. Quando se converteu, concluiu, pelo Espírito de Cristo, que, (Gl 3. 11): ‘pela lei, ninguém é justificado diante de Deus, porque o justo viverá pela fé.’. Se os judeus cristãos guardavam a sábado no começo da igreja era mais para agradar os demais judeus, outros guardavam por mero costume, outros por ignorância da revelação dada pelo Senhor ao apóstolo Paulo. A razão do primeiro concilio da igreja cristão foi em Atos 15, por esta causa, ou seja, enquanto paulo pregava a salvação pela fé em Jesus cristãos judaizantes pregavam a salvação também pela guarda da lei, inclusive o sábado, qual foi o resultado apontada pelo Espírito Santo e os líderes aos crentes gentios? é só ler Atos 15. 18, 19. Na lista não aparece a guarda do sábado aos crentes gentios. Eu sou gentio e você? mesmo aos judeus convertidos não ha necessidade de se guardar o sábado, mesmo porque ninguém consegue guardá-lo como está na lei, ninguém! Por isso Jesus precisou morrer e cravar na cruz as nossas dividas com lei ou sem lei (Cl 2. 13, 14). Paulo se escondia não mais no conhecimento da lei, que sabia de cor e salteado, e como tal ‘procurava cumprir’, mas sem exito. Ele mesmo disse (Gl 5. 3, 4): “De novo, testifico a todo o homem que se deixar circuncidar que está obrigado a guardar a toda a lei. De Cristo vos desligastes, vós que procurais justificar-vos na lei; da graça decaístes.”. Ora, se a guarda do sábado é importante não mais importante a circuncisão! Porque então os sabadistas não circundam? Bem, se lermos bem a Bíblia no Novo Testamento, nos evangelhos podemos entender que uma das razões pela qual Jesu foi perseguido pelos judeus (fariseus), foi por se dizer igual a Deus e também por infringir o sábado deles. Assim, segundo os ensinos de Paulo é perigoso querer viver debaixo da lei quando é difícil cumpri-la, ainda mais o sábado como está descrito na lei, pois este dia é como um cerimonial e mais se falharmos em um item da lei a condenação é a mesma, por isso Jesus resumiu toda a lei em duas (Mt 22. 34-41), ‘Amar a Deus sobre todas as coisas e ao teu próximo como a ti mesmo. Destes dois mandamentos dependem tod a lei e os profetas’. Seja a lei moral quer a cerimonial, pois o que Jesus falou se refere a lei moral. Paulo para contribuir com esta verdade elementar, disse: ‘Quem ama cumpre a lei’. Que lei? Toda! Cristão não tenham dúvida quanto a questão do sábado, se alguém é condenado ao inferno por não guardar o sábado então Cristo morreu em vão. Pessoal vamos ler mais a Bíblia e estar em plena comunhão com Deu, pois estas coisas nos ponhe mais perto dele.

    • debora disse:

      Olá Dirceu,

      O que diz em sua Bíblia no livro de Gênesis 2:2?
      O sábado foi dado ao homem no Éden, quando não havia judeus…

      No próprio Éden a Adão e Eva mancharam a criação com o pecado. Você acha que Deus ainda tinha motivos para celebrar a criação?
      Havia sentido em manter o sábado como um dia de celebração ao Criador?
      Sim! Deus ainda tinha motivos para celebrar, porque o plano da salvação redimiria a humanidade.
      O sábado nos lembra do amor de Deus por nós, nos fala que Deus não deixou de acreditar na humanidade, não desistiu de nós.

      O sábado é um memorial da Redenção. O mesmo poder usado na semana da criação, quando Ele instituiu o sábado (ver Gênesis 2:1-3), é o poder que Ele usa para Sua recriação (2 Coríntios 5:17). Cada cura ou ministração de Sua Palavra era uma manifestação de Seu poder redentor. Neste sentido, o sábado é um dia especial de cura e libertação (Lucas 13:10-17).

      Após o Éden, o mandamento foi repetido quando Deus deu o maná ao povo. (Êxodo 16)
      Você já notou que o 4º mandamento é também o único em que há uma explicação de porque devemos observá-lo?:
      “Pois em seis dias o Senhor fez os céus e a terra, o mar e tudo o que neles existe, mas no sétimo
      dia descansou. Portanto, o Senhor abençoou o sétimo dia e o santificou.” Êxodo 20:11
      É o reconhecimento de que Deus é o Criador.

      O sábado é ainda um lembrete de que a salvação é pela fé, pois é o Senhor quem nos santifica.

      “E também lhes dei os meus sábados, para que servissem de sinal entre mim e eles; para que soubessem que eu sou o Senhor que os santifica.” Ezequiel 20:12

      Jesus declarou que:

      “E disse-lhes: O sábado foi feito por causa do homem, e não o homem por causa do sábado.
      Assim o Filho do homem até do sábado é Senhor.” Marcos 2:27-28

      Ele não disse que o sábado foi feito por causa do judeu, e nem disse ter sido o Senhor do sábado…
      Se o mandamento não fosse mais válido, porque dizer isso?

      Deus sabia que o inimigo de Deus faria tudo para apagar o sábado da memória da humanidade, por isso o mandamento começa com “lembra-te” (Êxodo 20:8), um detalhe a mais, se Ele diz pra lembrar é porque já era algo conhecido; ninguém diz pra você lembrar uma coisa que é nova pra você.

      O sábado faz parte dos 10 mandamentos, a lei moral. Por que será que ninguém diz que os outros 9 mandamentos foram dados apenas para os judeus?

      Como dizia o sábio Salomão:
      De tudo o que se tem ouvido, o fim é: Teme a Deus, e guarda os seus mandamentos; porque isto é o dever de todo o homem. Eclesiastes 12:13
      Outro texto:
      Assim diz o Senhor: “Mantenham a justiça e pratiquem o que é direito, pois a minha salvação está perto, e logo será revelada a minha retidão.
      Feliz aquele que age assim, o homem que nisso permanece firme, observando o sábado, para não profaná-lo, e vigiando sua mão, para não cometer nenhum mal”.
      Que nenhum estrangeiro que se disponha a unir-se ao Senhor venha a dizer: “É certo que o Senhor me excluirá do seu povo”. E que nenhum eunuco se queixe: “Não passo de uma árvore seca”.
      Pois assim diz o Senhor: “Aos eunucos que guardarem os meus sábados, que escolherem o que me agrada e se apegarem à minha aliança,
      a eles darei, dentro de meu templo e dos seus muros, um memorial e um nome melhor do que filhos e filhas, um nome eterno, que não será eliminado.
      E os estrangeiros que se unirem ao Senhor para servi-lo, para amarem o nome do Senhor e para prestar-lhe culto, todos os que guardarem o sábado sem profaná-lo, e que se apegarem à minha aliança,
      esses eu trarei ao meu santo monte e lhes darei alegria em minha casa de oração. Seus holocaustos e seus sacrifícios serão aceitos em meu altar; pois a minha casa será chamada casa de oração para todos os povos”. Isaías 56:1-7

      Agora, vamos para o Apocalipse, onde encontramos as três mensagens angélicas, a mensagem final de Deus a humanidade no tempo do fim, época atual:

      E vi outro anjo voar pelo meio do céu, e tinha o evangelho eterno, para o proclamar aos que habitam sobre a terra, e a toda a nação, e tribo, e língua, e povo, Dizendo com grande voz: Temei a Deus, e dai-lhe glória; porque é vinda a hora do seu juízo. E adorai aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas. Apocalipse 14:6-7

      Você percebe que se todas as pessoas guardassem o sábado não haveria ateus… bem, pelo menos a cada semana lembraríamos nossa origem.
      Dirceu, ore a Deus e prove-O em Sua Palavra e promessas:

      “Se você vigiar seus pés para não profanar o sábado e para não fazer o que bem quiser em meu santo dia; se você chamar delícia o sábado e honroso o santo dia do Senhor, e se honrá-lo, deixando de seguir seu próprio caminho, de fazer o que bem quiser e de falar futilidades, então você terá no Senhor a sua alegria, e eu farei com que você cavalgue nos altos da terra e se banqueteie com a herança de Jacó, seu pai. ” Pois é o Senhor quem fala.” Isaías 58:13-14

      É mais fácil o céu e a terra desaparecerem do que cair da Lei o menor traço. Lucas 16:17

      Você está em nossas orações!

  • gilberto vieira disse:

    gostaria de comentar que a lei é á base do trono de Deus e os seus mandamentos são verdade, se quebrarmos um só mandamento nos tornamos igualzinho a satanás. portanto o mandamento é eterno e se fossem para desobedecer alguns deles, Cristo não precisaria morrer, porque o salário do pecado é a morte e foi dessa condenação eterna que Cristo vei nos livrar. guardar não para ser salvo mas porque já está salvo, e quem ama e está escrito que aquele que me ama (DEUS) guarda os meus mandamentos e quem não guarda, ou troca pelo domingo obedece ao homem e nele não está a verdade e todos serão julgados pelos 10 que é chamado lei da liberdade.
    abraços

  • Natalia disse:

    Declarações da Igreja Católica Romana sobre o sábado
    Igreja Católica Apostólica Romana ou Igreja Católica Apostólica Cristã qual das duas devo seguir?
    Alguma vez você já parou para se perguntar “Se Jesus fundou a Igreja Cristã, por que existe a Igreja Romana”? Afinal qual a diferença entre essas duas igrejas? O que mudou entre a Igreja original fundada por Jesus e a Romana vinda +300 anos depois de Cristo?
    Este texto é apenas um resumo do estudo completo com 10 páginas disponível no site http://www.deusfaloucomigo.com.br

    Para ver o vídeo da foto ao lado na integra, procure no site do Youtube pelo vídeo
    “Igreja Romana confirma mudança do Sábado para o Domingo pela sua própria autoridade”
    Abaixo antigas declarações da Igreja Romana esquecidas com tempo, mas que são consideradas válidas até hoje pelos Romanos onde podemos ver que a decisão foi tomada mediante ao erro de se considerar que o “Papa tem a mesma autoridade e poder de Deus”.
    Devo ressaltar que 90% dos Católicos nos dias de hoje não concordam com isso, mas por não conhecerem estes fatos antigos, nunca ouviram falar, por isso continuam cometendo o erro de guardar o domingo como dia sagrado ao invés do Sábado bíblico.
    “Pelo meu divino poder eu aboli o dia do Sábado e te ordeno guardar o primeiro dia da semana”.E todas as nações se ajoelham em reverencia e obediência ao comando da Santa Igreja Católica. (T and Wright CSSR in a Lecture Heart for Kansas em 18 de Fevereiro de 1884).
    A Igreja Católica por 1000 anos antes da existência dos protestantes, pela sua virtuosa missão divina, mudou o dia Sábado para o Domingo.
    (The Catholic Mirror 23 de Setembro de 1893 publicado pelo Cardeal James Gibbons).
    Nos, observamos o domingo, no lugar do sábado por que a Igreja no “Concilio de Nicéa em 325 DC, transferiu a solenidade do 7º dia para o domingo” (Peter Guyrman Os conversos do Catecismo da igreja católica segunda edição 1910 pagina 50)
    • O Papa e Deus são o mesmo, logo ele tem todo o poder nos Céus e na terra” (Papa Pio V, citado em Barclay, Capítulo XXVII, p. 218, “Cities Petrus)
    • Todos os nomes que nas Escrituras se aplicam a Cristo são aplicáveis ao Papa” (Berlamino, “On the Authority of Councils”, liv. 2, cap. 17)
    • “Cuidemos não perder aquela salvação, aquela vida e fôlego os quais tu nos tem dado, pois tu és nosso pastor, tu és nosso médico, tu és nosso governador, tu és nosso esposo, finalmente tu és outro Deus, sobre a terra” (Quinto Concílio, Sessão IV, ano 1512; Do Latim em Mansi SC, Vol. 32, col. 761 – também citado em A História dos Concílios, vol. XIV, col 109, por Labbe e Cossart)
    • “O Papa tem poder para mudar os tempos, ab-rogar leis e dispensar todas as coisas, mesmo os preceitos de Cristo” (Decretal de Translat, Episcopcap. 6)
    • “O Papa é de tão grande autoridade e poder que pode modificar, explicar ou interpretar mesmo as leis divinas… O Papa pode modificar as leis divinas visto seu poder não provir dos homens, mas de Deus, e age como vigário do Filho de Deus na Terra, com o mais amplo poder de ligar e desligar o rebanho” (Extraí¬do de “Prompta Bilbiotheca”, publicado em Roma, em 1900)
    • Enciclopédia Wikipédia: Vicarius Filii Dei = Vigário de Cristo (em latim Vicarius Christi) Um vigário é um servo que representa um superior, administrando a posição detida no lugar do verdadeiro soberano;
    • “A vontade do Papa representa a razão. Ele pode dispensar a lei, e fazer do errado, direito, por meio de correções e mudanças das leis” (Papa Nicolau, em seu discurso de n° 96).
    • “Portanto, não te maravilhes si está em meu poder mudar tempo e tempos, alterar e mudar a lei, dispensar todas as cousas, sim, os próprios preceitos de Cristo. Papa Nicolau, escrevendo aos bispos de França, que puxem pelas espadas materiais” (Papa Nicolau, em seu discurso de n° 96; Extraído de “Decretal de Translat, Episcop”, cap. 6)
    • “O Domingo é a nossa MARCA de autoridade… A Igreja (de Roma) está acima da Bíblia; e esta transferência da observância do Sábado para o Domingo é a prova desse fato.” (Catholic Record, 1 de Setembro de 1923.)
    • “Podeis ler a Bíblia do Gênesis ao Apocalipse, e não encontrareis uma única linha que autorize a santificação do domingo. As Escrituras ordenam a observância religiosa do sábado, dia que nós nunca santificamos.” Cardeal James Gibbons, – (The Faith of Our Fathers, pág 111)
    • “O Domingo é uma instituição católica, e sua observância só pode ser defendida por princípios católicos. Do princípio ao fim das Escrituras não é possível encontrar uma única passagem que autorize a mudança do culto semanal, do último para o primeiro dia da semana.”(Catholic Press, 25/08/1900)
    • “Ridícula e embaraçosa seria a situação dos Protestantes se devessem eles justificar, pelas Escrituras, toda a sua doutrina. Haja vista o só caso da santificação do domingo. Se nos ativermos somente às Escrituras, o ‘dia do Senhor’ que deve ser santificado é o sábado, tanto no Velho como no Novo Testamento, e em nenhum lugar da Bíblia consta que esse dia houvesse sido substituído pelo domingo.
    Logo, repitamos com os Adventistas do 7º dia: se os protestantes se fiam só nas Escrituras, que santifiquem o sábado; se quiserem celebrar o domingo é porque reconhecem a autoridade da Igreja Católica Romana, que foi ela quem fez essa mudança; portanto, abracem essa Igreja!”
    • (Dr. Emílio José Salim (Em seu livro “Ciência e Religião”, Ed. Vozes, 1950, vol. 2, Nota de Rodapé – pág. 14)
    • “Foi a Igreja Católica que, por autoridade de Jesus Cristo, transferiu esse descanso para o domingo, em memória da ressurreição de nosso Senhor: de modo que a observância do domingo pelos protestantes é uma homenagem que prestam, independentemente de sua vontade, à autoridade da Igreja.” “Monitor Paroquial”, 26/08/1926, Socorro, SP, ano I, nº. 8.
    • O Cardeal Maida, Arcebispo de Detroit, EUA, observa: “O dia santo foi mudado do sábado para o domingo… não em virtude de qualquer instrução dada pelas Escrituras, mas por causa do sentimento de poder da própria igreja (Católica). (…) As pessoas que pensam que as escrituras deveriam ser a única autoridade, deveriam logicamente se tornar Adventistas do Sétimo Dia, e santificar o sábado.” (Em “St. Catherine Catholic Church Sentinel”, Algonac, Michigan, EUA, 21 de maio de 1995.)
    • “A Igreja (Católica) mudou a observância do sábado para o domingo pelo direito divino e a autoridade infalível concedida a ela pelo seu fundador, Jesus Cristo. O protestante, propondo a Bíblia como seu único guia de fé, não tem razão para observar o domingo. Nessa questão, os Adventistas do Sétimo Dia são os únicos protestantes coerentes.” (Declara o “Boletim Católico Universal”: P. 4, de 14 de agosto de 1942.)
    • “Já que o Sábado, e não o domingo, é especificado na Bíblia, não é curioso que os protestantes, que professam extrair da Bíblia a sua religião, observem o domingo ao invés do Sábado. Sim, é claro, não faz sentido, mas a mudança foi feita cerca de quinze séculos antes do protestantismo nascer. Eles continuaram a obedecer a este costume [TRADIÇÃO], embora esteja baseado na autoridade da Igreja Católica e não num texto explícito da Bíblia. Esta observância continua como uma lembrança da Igreja-Mãe da qual os protestantes se desligaram, como um garoto que foge de sua mãe mas ainda carrega em seu bolso uma foto ou um cacho de cabelos de sua mãe”. (Reverendo John O’Brian, A Fé de Milhões, págs. 421-422.)
    • Também declaramos que de todos os protestantes, os adventistas do sétimo dia constituem o único grupo que raciocina corretamente e é coerente com seus ensinos. É sempre um bocado engraçado ver igrejas protestantes, em púlpitos e legislaturas, requerendo a observância do domingo, sobre a qual nada consta na Bíblia. – (Peter R. Tramer, Editor da Revista Católica. )
    “Foi a Igreja (Católica) que… transferiu este repouso (do sábado bíblico) para o domingo… Então, a observância do domingo pelos protestantes é uma homenagem que, contra si mesmos, rendem à autoridade da Igreja Católica.” (Plan Talk the Protestantism of Today”, Monsenhor Louis Segur P. 213.
    • “Talvez a coisa mais ousada, a mudança mais revolucionária, que a Igreja já fez aconteceu no primeiro século. O dia sagrado, o Sábado, foi mudado de Sábado para domingo… Não por alguma ordem encontrada nas Escrituras, mas pelo sentido do próprio poder da Igreja. As pessoas que acham que as Escrituras devem ser a única autoridade deveriam, logicamente, tornar-se Adventistas do Sétimo Dia e guardarem o Sábado sagrado”. (Reitoria de Santa Catarina, Norte de Michigan, EUA, Jornal da Paróquia de 21/05/95. )

  • Antonio disse:

    Muito boa sua explicaçao, eu não entendia muito bem, mas agora tudo ficou claro para min, devo ser obediente ao Senhor e os seu Mandamentos, todos os Mandamentos e nao obedecer pela metade, muito obrigado

  • tegmar gomes de almeida disse:

    Fui batizado aos 11 anos na Igreja Batista de Magé com o pastor Demerval. Pergunta estou com 68 anos sou participante ativo. Nunca guardei o sábado sou salvo ou não? A salvação é pela fé ou em obras? Senão tenho guardado o sábado cometo erro, e erro é iniquidade em salmos 66.18 ” se tiver, guardar etc. iniquidade no coração, o Senhor não teria me ouvido” mais, nesse tempo todo dia nenhum ele não deixou de me ouvir e abençoar. Deus Seja Sempre Louvado Para Sempre.

    • roberto disse:

      Ótima questão querido irmão TEGMAR, ficamos muito felizes por seu comentário e pela oportunidade de conversar contigo sobre o assunto. Vamos começar nosso estudo lendo Mateus 16:27:
      “Porque o Filho do Homem há de vir na glória de seu Pai, com os seus anjos, e, então, retribuirá a cada um conforme as suas obras”.
      Um ponto importantíssimo a se analisar no julgamento que Deus realizará (esse julgamento iniciou-se em 1844) da humanidade é o fato de Ele “julgar a cada um segundo as suas obras”. Nisto está o princípio de que o Senhor avaliará a cada um conforme a luz que recebeu da verdade. Esse princípio é bem claro em Lucas 12:47, 48, que mostra que o castigo é proporcional às obras de cada um: “Aquele servo, porém, que conheceu a vontade de seu senhor e não se aprontou, nem fez segundo a sua vontade será punido com muitos açoites. Aquele, porém, que não soube a vontade do seu senhor e fez coisas dignas de reprovação levará poucos açoites. Mas àquele a quem muito foi dado, muito lhe será exigido; e àquele a quem muito se confia, muito mais lhe pedirão.”
      Se um fiel cristão, filho de Deus, morreu sem ter conhecido as verdades bíblicas na plenitude (como por exemplo, a guarda do Sábado – entre muitas outras), por não ter tido a oportunidade, certamente Deus levará isso em conta. Deus sabe se esse cristão guardaria o Sábado ou não, caso descobrisse o mandamento na Bíblia!
      Como exemplo há os reformadores. Grandes homens como Martinho Lutero, João Wesley entre outros, foram usados por Deus para trazerem à luz verdades bíblicas que haviam sido esquecidas, mas, não guardaram o sétimo dia. Viveram conforme aquilo que sabiam, criam em Jesus e O amavam.
      Devemos também levar com conta que a Salvação é pela graça (Efésios 2:8, 9). Nossos bons atos são frutos, resultado de nossa salvação (leia Efésios 2:10). Isso não quer dizer que um aberto transgressor da lei de Deus, que conhece a Palavra de Deus (e não pratica) será salvo (confira Provérbios 28:9 e Mateus 7: 21-23). Destaco que o sangue de Jesus pode cobrir o que faltou na vida cristã daqueles que O aceitam como Salvador e viveram conforme a iluminação que tiveram em consequência da atuação do Espírito Santo no interior.
      Muitos hoje se colocam em um caminho perigosíssimo achando que pelo fato de a salvação vir pela graça, as obras não têm valor na vida do cristão. A estes cabem as instruções e advertências de Paulo e do profeta Isaías: “Anulamos, pois, a lei pela fé? Não, de maneira nenhuma! Antes, confirmamos a lei” Romanos 3:31. “E daí? Havemos de pecar porque não estamos debaixo da lei, e sim da graça? De modo nenhum!” Romanos 6:15. “Porque, se vivermos deliberadamente em pecado, depois de termos recebido o pleno conhecimento da verdade, já não resta sacrifício pelos pecados; pelo contrário, certa expectação horrível de juízo e fogo vingador prestes a consumir os adversários.” Hebreus 10:26-27. “Ah! Se tivesses dado ouvidos aos meus mandamentos! Então, seria a tua paz como um rio, e a tua justiça, como as ondas do mar.” Isaías 48:18.
      Concluindo: se sabemos que devemos guardar um mandamento de Deus e não o fazemos, estamos pecando (Tiago 4:17), teremos de dar contas a Deus (Apocalipse 22:12) e perderemos a Salvação (Tiago 2:10).
      Nosso Deus é maravilhoso e levará em conta no dia do juízo muitas coisas! Louvado seja Ele por sua misericórdia, amor e justiça! (Gênesis 18:25).
      Você está se aproximando deste dia, estaremos sempre a sua disposição, nos diga a sua opinião a respeito, saiba que tem novos amigos com quem poderá contar, que Deus guie cada passo que der, um grande abraço dos amigos do BÍBLIA.

  • ROSE disse:

    mandamentos são mandamentos, se Deus disse então faça. não é sacrifício algum viver conforme sua lei, é tão prazeroso saber que ele pensa em nós de maneira tão especial que criou um dia para adoramos ele, e fazemos todas as obras boas em seu nome. se eu mim desviar de 1 mandamento estarei deixando de observar os outros também. não existe 9 mandamentos e sim 10.
    porque devo guardar o sábado

    1. Porque foi escrito pelo próprio dedo de Deus. Gênesis 31:18
    2. Porque o Sábado foi abençoado por Deus. Gênesis 2:3 (+ descanso e santificação)
    3. Porque todas as coisas foram feitas por Deus. João 1:3
    4. O Sábado foi feito por causa do homem e não o homem por causa do Sábado. Marcos 2:27
    5. Porque Deus determinou que nos lembrássemos do Sábado para santificá-lo. Êxodo 20:8-10
    6. Porque o Sábado é o sinal do poder criador de Deus. Êxodo 20:11
    7. Porque o Sábado já existia antes das leis serem dadas no Monte Sinai. Êxodo 16:4, 22, 23, 27-29
    8. Porque o nome do Senhor permanece para sempre. Salmos 135:13
    9. Porque a obra da criação deverá para sempre ser lembrada. Salmos 111:2-4
    10. Porque o Sábado é um sinal entre Deus e o homem. Ezequiel 20:12, 20
    11. O Sábado será um sinal para sempre. Êxodo 31:17
    12. Porque até os remidos lembrarão o divino poder Criador. Apocalipse 4:11
    13. Porque na nova terra iremos adorar a Deus todos os dias especialmente no Sábado. Isaías 66:22-23
    14. Porque Deus deve ser verdadeiramente adorado. João 4:16
    15. Porque Jesus deu o exemplo de observância do Sábado. Lucas 4:16 (na igreja); Gênesis 2:3 (descanso)
    16. Jesus fazia atos de misericórdia no Sábado. Mateus 12:12
    17. Porque o dia da preparação seria no sexto dia. Lucas 23:54; Êxodo 16:22,23
    18. Porque o filho do homem é Senhor até do Sábado. Mateus 12:8
    19. É lícito fazer o bem no sábado. Lucas 6:9
    20. Jesus fazia milagres no sábado. João 9:16
    21. Porque o Sábado é o dia que antecede imediatamente ao primeiro dia da semana logo ele é o sétimo dia. Mateus 28:1; Êxodo 20:10
    22. Os seguidores de Cristo repousaram no Sábado depois da crucificação. Lucas 23:56
    23. Paulo e Barnabé foram à sinagoga no dia de Sábado. Atos 13:14
    24. Os judeus e gentios reuniam-se na sinagoga nos dias de Sábado. Atos 13:42
    25. O Sábado é o dia de oração. Atos 16:13
    26. São João foi arrebatado em espírito no dia do Senhor. Apocalipse 1:10
    27. Não podemos desviar-nos do Sábado. Isaías 58:13
    28. Cristo não veio destruir a lei. Mateus 5:17
    29. Porque a lei é eterna. Mateus 5:18
    30. Porque não podemos quebrar os mandamentos. Mateus 5:19
    31. Porque o homem cuidará em mudar a lei. Daniel 7:25
    32. Somos servos de Deus por isso devemos obedecê-Lo. Romanos 6:16
    33. Porque se guardamos outro dia não estamos de acordo com Cristo e sim com os homens. Mateus 15:9
    34. Se temos certeza quem é Deus porque não segui-Lo? I Reis 18:21
    35. Porque as escrituras não podem ser mudadas. Daniel 6:8
    36. Deus é o autor da lei. Êxodo 20:3
    37. Porque o 4º mandamento mostra autoridade do domínio do autor da lei. Êxodo 20:8-11
    38. Serão salvos os que guardam os mandamentos e tem a fé de Jesus. Apocalipse 14:12
    39. Porque Satanás está tentando o povo a não guardar os mandamentos. Apocalipse 12:17
    40. Porque o sábado foi feito. Marcos 2:27
    41. Cristo guardou o sábado. João 15:10
    42. Devemos andar como Cristo andou. I João 2:6, 5:3; I Pedro 2:21; João 13:15-17, 15:10
    43. Porque Cristo é o mesmo. Hebreus 13-8
    44. Serão castigados os que não guardam o sábado. Jeremias 17:27
    45. Deus fica irado quando profanamos o sábado. Neemias 13:17-18
    46. A lei de Deus é verdadeira. Neemias 9:13-14
    47. Bem aventurado é o homem que se guarda de profanar o sábado. Isaías 56:1,2,6,7
    48. Deus nos envia uma mensagem com relação ao sábado. Isaías 58:13-14
    49. Muitos ensinadores profanam a lei. Ezequiel 22:26
    50. Deus está enviando uma mensagem ao mundo para desviar o homem do culto falso para o culto verdadeiro. Apocalipse 14:7-10
    51. Deus apresentou razões para que o povo de Israel guardasse o sábado. Deuteronômio 5:15
    52. A nossa fé em Deus não anula a lei. Romanos 3:31
    53. Os que amam a lei terão paz. Salmos 119:165
    54. Deus dá uma garantia aos que observam os seus mandamentos. Isaías 48:18
    55. Quem obedece ao Senhor tem bom entendimento. Salmos 111:10
    56. Bem aventurado o homem que tem prazer na lei do Senhor. Salmo 1:1,2; Romanos 7:22
    57. Os mandamentos de Deus não são pesados. I João 5:3
    58. Quem não guarda os mandamentos é mentiroso. I João 2:4
    59. Deus considera bem aventurado o que anda no caminho do Senhor. Salmo 119:1
    60. Porque a lei é imutável. João 3:16; I Coríntios 15:3; Eclesiastes 12:13-14
    61. Porque a lei é santa, justa e boa. Romanos 7:12
    62. Porque a guarda da lei é uma prova de amor para com Jesus. João 14:15; 15:10; I João 2:5, 5:2
    63. Porque se guardamos todos e tropeçamos em um só nos tornamos culpado de todos. Tiago 2:10-12.
    64. Porque o apóstolo Paulo pregava na sinagoga no sábado. Atos 18:4
    65. Porque o sábado hoje é válido. I João 2:7
    66. Porque Deus não muda. Malaquias 3:6
    67. Porque é o sinal de Deus com o seu povo (sinal = selo de Deus, ver Romanos 4:11). Ezequiel 20:12
    68. Porque é o sinal dos que terão a vida eterna. Mateus 19:16-19
    69. Porque o Sábado foi feito por Deus. Êxodo 31:18
    70. Porque Jesus salvará OS OBEDIENTES. Hebreus 5:9

  • Leonardo disse:

    Querido irmão instrutor; quando Cristo se refere a que veio cumprir a lei, ele faz menção ao seu sacrifício na cruz, e que através de seu sangue tirarei o pecado de todos aqueles que crêem nele. Como está escrito na ley era necessário que alguém morresse em nosso lugar. A lei que vai ser válida no apocalipse e: primeiro todos aqueles que creram em Cristo Jesus pois somos salvos pela fé. Os que não creram serão julgados, mais o que sim tem fé tem o seu nome escrito no livro da vida. E estão salvos por Cristo Jesus, o julgamento da suas obras lhe dará maior ou menor galardão. O antigo testamento e a velha aliança, entre Deus e os Judeos. O novo testamento e a nova aliança entre Deus e toda a humanidade, pois como está escrito em Isaias ele veio para os seus e eles não lhe receberam. Na nova aliança os mandamentos são os que estão escrito em Mateus 22: 37-40 amarás o Senhor deu Deus de todo o teu coração e toda tua alma e de todo o teu pensamento…. Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Desses dois mandamentos depende TODA a lei e os profetas. A isso se refere Tiago 2:10. Fique na paz do Senhor sabendo que os que guardam o sábado ou o domingo serão salvos.

    • roberto disse:

      Exatamente querido irmão LEONARDO, Cristo veio cumprir o aspecto condenatório da Lei, ou seja, não seria mais necessário que ninguém morresse para que os pecados fossem pagos.

      Mas isso não significa que não exista mais a Lei de Deus, até porque, matar continua sendo pecado, assim como roubar entre outros mandamentos de nosso Deus.

      Vemos que o maior problema de todos, com relação a Lei de Deus , se restringe somente ao sábado e não aos outros mandamentos.

      Que o Espírito Santo atue poderosamente em sua vida e te oriente no que agir e falar para que se aproxime cada vez mais das vontades de Deus, conte sempre conosco um grande abraço dos seus amigos do BÍBLIA.

  • ANA disse:

    O SÁBADO E UM ELO ETERNO ENTRE DEUS E O HOMEM..
    SANTO DIA DE SANTIFICAÇÃO, E AI DE QUEM MUDA UM JOTA OU UM DA PALAVRA DO SENHOR, LHE SERA TIRADA A SUA PARTE NO REINO DOS CÉUS.

  • ESMAEL CORDEIRO disse:

    se eu não guardar o sábado eu não vou ser salvo responda-me…!

    • Administrador disse:

      Aquele que diz: Eu o conheço, e não guarda os seus mandamentos, é mentiroso, e nele não está a verdade; I Joao 2:4

  • Rubem disse:

    Não precisamos de mais informações quando entendemos como a Bíblia é clara.

    SENHOR, tenho esperado na tua salvação, e tenho cumprido os teus mandamentos.
    Salmos 119:166

    E nisto sabemos que o conhecemos: se guardarmos os seus mandamentos.
    Aquele que diz: Eu conheço-o, e não guarda os seus mandamentos, é mentiroso, e nele não está a verdade.
    Mas qualquer que guarda a sua palavra, o amor de Deus está nele verdadeiramente aperfeiçoado; nisto conhecemos que estamos nele.
    I João 2:3-5

    Porque, como os novos céus, e a nova terra, que hei de fazer, estarão diante da minha face, diz o SENHOR, assim também há de estar a vossa posteridade e o vosso nome.
    E será que desde uma lua nova até à outra, e desde um sábado até ao outro, virá toda a carne a adorar perante mim, diz o SENHOR.
    Isaías 66:22 e 23

    E o dragão irou-se contra a mulher, e foi fazer guerra ao remanescente da sua semente, os que guardam os mandamentos de Deus, e têm o testemunho de Jesus Cristo.
    Apocalipse 12:17

    Aqui está a paciência dos santos; aqui estão os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus.
    Apocalipse 14:12

    Bem-aventurados aqueles que guardam os seus mandamentos, para que tenham direito à árvore da vida, e possam entrar na cidade pelas portas.
    Ficarão de fora os cães e os feiticeiros, e os que se prostituem, e os homicidas, e os idólatras, e qualquer que ama e comete a mentira.
    Apocalipse 22:15

  • Calton Manuel Juliao disse:

    Queridos iramaos e irmas,temos que entender que Cristo quando morreu foi para nos resgatar da lei(Galatas 3:13-14) porque o homem nao e capaz de cumprir a lei de Deus.
    Porque mais viver pela lei? Eu tenho varios argumentos que defendem que nao podemos quardar o sabado.Possivelmente em breve farei um resumo segundo a Biblia os argumentos e enviarei neste site. Mas aquele que quer ter estas razoes brevemente, pode pedir-me com o site (caltonmj@gmail.com)
    Obrigado

    • Instrutor disse:

      Respeitamos sua opinião querido irmão, a Palavra de Deus nos mostra que Cristo veio para cumprir a Lei, mas em nenhum momento nos mostra que veio abolir.
      Mas gostaríamos de te deixar uma pergunta para reflexão, se pecado é a transgressão da Lei, se não há lei não há pecado não é mesmo?
      Outra coisa irmão, em todo julgamento há uma lei, se esta foi abolida, qual será a lei no juízo final?

      Veja querido irmão, não nos interprete mal, queremos apenas dialogar sobre a Palavra do Senhor com você que é muito especial para Deus e também para nós, conte sempre conosco, que Deus te abençoe muito, um grande abraço.

  • osnir resende disse:

    “Pela graça sois salvos”. Efésios 2: 5 Você já pensou do que somos salvos? Somos salvos da condenação do pecado. (“Porque o salário do pecado é a morte”. Romanos 6: 23). A graça nos resgata desta condenação de morte eterna, nos libertando de toda culpa, perante Deus então somos justificados, não por nossos próprios esforços, mas através do sacrifício de Jesus na cruz do Calvário. A graça nos salva da condenação do pecado que é a morte. E o que seria pecado de acordo com a bíblia? “Porque o pecado é a transgressão da lei.” 1º João 3: 4 Esta lei é expressa nos DEZ MANDAMENTOS de acordo com Êxodo 20: 3-17 onde Deus a escreve com o próprio dedo (Êxodo 31: 18) em duas tabuas de pedra.

    Romanos 6: 14-15 “Porque o pecado não terá domínio sobre vós; pois não estais debaixo da lei , e sim da graça. E daí? Havemos de pecar porque não estamos debaixo da lei, e sim da graça? De modo nenhum!”

    A graça nos salva da condenação do pecado, lembrando que pecado é a transgressão da lei. Quando aceitamos a graça do Senhor Jesus, pode ser que venhamos a transgredir a lei de Deus, mas como acidente de percurso, e não mais como escravos do pecado.

    Romanos 3: 23-26; 28; 31 “Pois todos pecaram e carecem da glória de Deus, sendo justificados gratuitamente, por sua graça, mediante a redenção que há em Cristo Jesus, a quem Deus propôs, no seu sangue, como propiciação, mediante a fé, para manifestar a sua justiça, por ter Deus, na sua tolerância, deixado impunes os pecados anteriormente cometidos; tendo em vista a manifestação da sua justiça no tempo presente, para ele mesmo ser justo e o justificador daquele que tem fé em Jesus. Concluímos, pois, que o homem é justificado pela fé, independentemente das obras da lei. Anulamos, pois, a lei pela fé? Não, de maneira nenhuma! Antes, confirmamos a lei.”
    Quando somos salvos pela graça, naturalmente passamos a fazer a vontade de Deus. Jesus disse: “Se me amais, guardareis os meus mandamentos”. João 14: 15
    A lei não foi dada como meio de salvação para os perdidos. Ela foi destinada aos que já tem um relacionamento de salvação com Deus. Antes, pela lei Deus ensina aos cristãos como andar em retidão diante dele como Redentor, e igualmente diante de seu próximo. Os cristãos devem obedecer à lei mediante a graça de Deus a fim de perseverarem na fé e cultuarem também por fé, ao Senhor.

    O falso cristão obedece aos mandamentos para ser salvo O verdadeiro cristão obedece aos mandamentos porque já foi salvo

  • osnir resende disse:

    Finalmente, vemos na carta papal “Dies Domini” (Dia do Senhor) de 1998, o Papa João Paulo II reconhecendo que Jesus nunca quebrou ou anulou o Sábado, mas sim que foi a Igreja Católica quem alterou o dia de descanso. Em suma, vários concílios foram realizados, nos primeiros séculos, e em quase todos os concílios o sábado era rebaixado um pouco mais, enquanto o domingo era exaltado gradualmente . O domingo foi transformado em festividade em honra da ressurreição de Cristo: nos primeiro séculos, atos religiosos eram nele realizados; era, porém, considerado como dia de recreação, sendo o sábado ainda observado como dia santo. O Papa ainda afirma que o sábado é obrigatório para os que não aceitam a soberania católica e dizem ter a Bíblia como única regra de fé (os protestantes ). Essa carta pode ser visualizada nesse autorizado website católico:
    **vatican.va/holy_father/john_paul_ii /apost_letter s/documents/hf_jp-ii_apl_05071998_dies-domini_po.html (acessado a 17/03/2007).
    O Cardeal Maida, Arcebispo de Detroit, EUA, observa:
    “O dia santo foi mudado do sábado para o domingo… não em virtude de qualquer instrução dada pelas Escrituras, mas por causa do sentimento de poder da própria igreja (Católica). (…) As pessoas que pensam que as escrituras deveriam ser a única autoridade, deveriam logicamente se tornar Adventistas do Sétimo Dia, e santificar o sábado.” — Em “St. Catherine Catholic Church Sentinel”, Algonac, Michigan, EUA, 21 de maio de 1995. Grifos acrescentado s.
    Declara o “Boletim Católico Universal”:
    “A Igreja (Católica) mudou a observância do sábado para o domingo pelo direito divino e a autoridade infalível concedida a ela pelo seu fundador, Jesus Cristo. O protestante, propondo a Bíblia como seu único guia de fé, não tem razão para observar o domingo. Nessa questão, os Adventistas do Sétimo Dia são os únicos protestantes coerentes.” — P. 4, de 14 de agosto de 1942. Grifos acrescentados.

  • osnir resende disse:

    “A observância do domingo (…) não só não tem fundamento na Bíblia, mas está em contradição com a letra da Bíblia, que prescreve o descanso do sábado.
    “Foi a Igreja Católica que, por autoridade de Jesus Cristo, transferiu esse descanso para o domingo, em memória da ressurreição de nosso Senhor: de modo que a observância do domingo pelos protestantes é uma homenagem que prestam, independente mente de sua vontade, à autoridade da Igreja.” — Extraído de “Monitor Paroquial”, 26 de agosto de 1926, Socorro, SP, ano I, nº. 8.

  • osnir resende disse:

    O que dizem os católicos quanto à observância do domingo pelos protestantes ?
    Albert Smith, chanceler da arquiocese de Baltimore, respondendo pelo Cardeal, numa carta datada em 10 de fevereiro de 1920, afirma:
    “Se os protestantes seguissem a Bíblia, adorariam a Deus no dia de sábado. Ao guardar o domingo, estão seguindo uma lei da Igreja Católica.”
    “Fazemos bem em recordar aos presbiterian os, batistas, metodistas e todos os demais cristãos que a Bíblia não os aprova em nenhum lugar em sua observância do domingo. O domingo é uma instituição da Igreja Católica Romana, e aqueles que observam este dia observam um mandamento da Igreja Católica.” — Priest Brady, em um discurso relatado no “Elizabeth, N. J. News”, 18 de março de 1903

  • osnir resende disse:

    Em seu livro “Plan Talk About the Protestantis m of Today”, Monsenhor Louis Segur firma:
    “Foi a Igreja (Católica) que… transferiu este repouso (do sábado bíblico) para o domingo… Então, a observância do domingo pelos protestantes é uma homenagem que, contra si mesmos, rendem à autoridade da Igreja Católica.” — P. 213.
    O Arcebispo D. Duarte Leopoldo, em “Concordânci a dos Santos Evangelhos”, afirma:
    “Os protestantes … aceitam o domingo no lugar do sábado como dia de pública adoração após a Igreja Católica ter feito à mudança… Mas a mentalidade protestante não parece perceber que observando o domingo, está aceitando a autoridade do porta-voz da Igreja, o Papa.” — Extraído de “Our Sunday Visitor”, 5 de fevereiro de 1950. “O protestantis mo, ao descartar a autoridade da Igreja (Católica), não tem boas razões para sua teoria referente ao domingo e deve, naturalmente , guardar o Sábado como dia de descanso.” — John Gilmary Shea, “American Catholic Quarterly Review”, Janeiro de 1883.

  • osnir resende disse:

    Burns e Oates, publicadores católicos romanos de Londres, são autores do livro “The Library of Christian Doctrine”. Uma parte deste é intitulada: “Por que não guardais o dia de sábado?” e apresenta o seguinte argumento de um católico para um protestante:
    “Sois protestante, e afirmais seguir a Bíblia e a Bíblia apenas: e mesmo nesse importante assunto, qual seja o da observância de um dia em sete como santificado, ides contra a clara letra da Bíblia e pondes outro dia no lugar daquele que a Bíblia ordenou. O mandamento que ordena santificar o sétimo dia é um dos Dez Mandamentos; vós credes que os outros noves sejam ainda obrigatórios ; quem vos deu autoridade para violar o quarto? Se quiserdes ser coerentes como vossos próprios princípios, se realmente seguis a Bíblia e ela unicamente, deveis ser capazes de apresentar alguma porção do Novo testamento na qual o quarto mandamento seja expressament e alterado.” — P. 3–4.

  • Janny disse:

    Infelizmente as pessoas estão voltadada únicas e exclusivas para seus Eus, e não importa o que digam, pq somente o Espírito Santo q os convencerão se devem guardar o sábado ou não….Eu Guardo o Sábado, além de ser por ser Bíblico tbém pq fui tocada pelo Espírito Santo…E não nos detemos a um único versículo e sim ao conteúdo bíblico…

  • gabriela disse:

    acho que este estudo pode falar esclarecer muitas duvidas! pelo menos a minha esclareceu! Deus ilumine a mente e o coração de vocês!:D
    http://apps.facebook.com/futurocomesperanca/?fb_source=bookmark_favorites&ref=bookmarks&count=0&fb_bmpos=4_0

  • Ana Gabriela disse:

    Queridos,

    sempre guardei o domingo, mas sempre me perguntei o porquê de guardar o sábado e, de algum modo, sempre me incomodei, hoje depois de muitos anos, passo a compreender mais a Palavra de Deus e que o Senhor não aboliu a lei por completo senão apenas a cerimonial. Enfim, tenho orado e buscado orientação do Senhor nosso Deus, e assim como eu, muitos de minha igreja passaram a compreender que a guarda do sábado além de lícita é importante. Há um só Deus, e seu Espírito Santo nos conduzirá na prática do que agrada a Deus. Sinto um desejo imenso em meu coração de guardar o sábado e conseguentemente agradar ao nosso Deus não só pela guarda do sábado, mas também pelas atitudes, e, em nome de Jesus farei isso. Se há alguma dúvida, aconselho que busquem a Deus o com certeza o SEU Espírito o orientará no que é correto.

    • Instrutor disse:

      Deus seja louvado querida irmã, que alegria saber que tem este desejo em seu coração, saiba que muito mais felizes que nós está Deus por você estar cumprindo as vontades dEle.
      Que ótimo saber que mais pessoas estão descobrindo sobre este dia maravilhoso, que Deus abençoe muito vocês, contem sempre conosco, um grande abraço.

  • adriano santos disse:

    sou um novo convertido, mais concordo plenamente que devamos guardar o sabado,estou buscando na palavra como fazer isso,porque minha igreja cono tantas guarda o domingo;mais confesso que estou buscando muita intimidade com Jesus Cristo e conversando com ele todos os dias da SEMANA.

    • Instrutor disse:

      Deus seja louvado querido irmão por seu interesse em procurar na Bíblia sobre o sábado.
      É fácil percebermos que na Bíblia o dia de guarda sempre foi – e sempre será – o Sábado (Mateus 5:17-19; Apocalipse 14:6, 7; Isaías 66:22, 23 – até nos dias da eternidade!). E, quando lemos os relatos em que Jesus discutia com os fariseus sobre o assunto, o tema em questão nunca foi: “o dia deve ser guardado ou não?”, mas sim: “o dia pode ser guardado desse jeito?”.
      Meditemos nisso com sinceridade e oração para que não tenhamos uma vida de pecado ao transgredirmos conscientemente o Sábado! (ler Tiago 2:10).
      Se as leis morais pudessem ser abolidas, então Cristo não precisaria vir para morrer pelos pecadores, bastaria apenas abolir ou destruir a lei, pois onde não há lei, não existe pecado, porque o pecado é a transgressão da lei (Romanos 4:15; 1João 3:4). Caso a lei moral tivesse sido abolida, isso me “libertaria” para adorar imagens, tomar o nome de Deus em vão, desonrar os pais etc. Qual é o cumprimento da lei? Não é amar a Deus e ao próximo (Mateus 22:36-40; Deuteronômio 6:5; Levítico 19:18)? A primeira parte da lei está relacionada com nosso amor a Deus, e a segunda com nosso amor ao próximo. Se você acha que não deve guardar o sábado, também não deve guardar qualquer outro mandamento. Ou você acha que o único mandamento abolido teria sido o sábado?
      O sábado foi instituído no Éden, antes que a nação israelita existisse (Gênesis 2:2-3), o que foi confirmado por Cristo quando disse que o sábado foi feito por causa da humanidade como um todo, e não para um povo específico apenas (Marcos 2:27). Em Isaías 58:13-14; Ezequiel 20:12 e 20; e Apocalipse 14:12, o sábado é tido como um sinal entre Deus e Seu povo. Isso não quer dizer que só vai se salvar quem guarda ou guardou o sábado, mas Deus sempre teve um povo, em todas as épocas, com uma mensagem específica para dar ao mundo.
      A grande pergunta que eu tenho a quem diz que a lei foi abolida é de como será o juízo final.
      Em todo julgamento há um réu, que está sendo julgado por infringir uma lei, é assim hoje, agora imagine, qual será a lei, como será este julgamento se não existir uma lei, sendo que se não existe lei não existe pecado, a grande estratégia do inimigo é afastar as pessoas da Palavra de Deus.
      Deus não diz para irmos nessa ou naquela igreja , Ele nos pede para seguirmos a Ele, independente de igreja, olha a linda promessa que tem em João 14:21:
      “Aquele que tem os Meus mandamentos e os guarda, esse é o que Me ama; e aquele que Me ama será amado por Meu Pai, e Eu também o amarei e Me manifestarei a ele. “
      Em nenhum local da Bíblia tem escrito que somente o sábado foi abolido, como vimos, até na Nova Jerusalém guardaremos o sábado, a grande questão está em Oséias 4:6:
      “O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento. Porque tu, sacerdote, rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim; visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos.”
      Gostaria de te convidar a estudar a palavra de Deus conosco por e-mail, o que acha? Seria uma alegria enorme para nós, conte sempre conosco, um grande abraço.

  • david disse:

    A ninguém devais coisa alguma, a não ser o amor com que vos ameis uns aos outros; porque quem ama aos outros cumpriu a lei.
    Com efeito: Não adulterarás, não matarás, não furtarás, não darás falso testemunho, não cobiçarás; e se há algum outro mandamento, tudo nesta palavra se resume: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo.
    O amor não faz mal ao próximo. De sorte que o cumprimento da lei é o amor.
    Romanos 13:8-10. ESSA PASSAGEM É LEGITIMANTE, O CUMPRIMENTO DA LEI. Mas, se vós soubésseis o que significa: Misericórdia quero, e não sacrifício, não condenaríeis os inocentes.
    Porque o Filho do homem até do sábado é Senhor
    Mateus 12:7-8. FALTA DE ENTENDIMENTO FAZ PESSOAS NAO ENTENDEREM. A NOVA ALIANÇA

  • joçemara disse:

    naõ guardo o sabado mas gostaria de guardar gostaria de passar esse dia o sétimo dia da semana ocupando minha mente sómente co que diz respeito as coisas celestias mas infelismente trabalho nesse dia. oque eu temo é que o sabado é mencionado nos dez mandamentos e dai? é p obedecer todos os mandamentos ou alguns?

    • Instrutor disse:

      Que maravilhosa decisão você estará tomando em sua vida querida irmã, a Bíblia nos orienta com relação a sua pergunta, vejamos dois textos:
      Porque qualquer que guardar toda a lei, e tropeçar em um só ponto, tornou-se culpado de todos. Tiago 2:10
      Ou seja, de nada adianta guardarmos somente 9 mandamentos não é mesmo?
      Aquele que diz: Eu conheço-o, e não guarda os seus mandamentos, é mentiroso, e nele não está a verdade. 1 João 2:4
      Perceba irmã, como Deus menciona as pessoas que não guardam os Mandamentos, realmente este é um texto muito forte e nos orienta a tomar esta decisão que está tendo hoje de guardar a todos os mandamentos, por isso, estamos muito, mas muito felizes mesmo por sua decisão, conte sempre conosco, estaremos aguardando seu retorno, um grande abraço.

  • Manuel disse:

    Se quiséssemos cumprir o sábado tal e qual como os judeus eram obrigados a crumprir, só poderiamos andar um quilómetro nesse dia, não poderíamos acender lume e muitas outras coisas que hoje seriam impossíveis de obedecer.
    Por isso, gosto de ler Colossenses 2:16,17: “Ninguém, pois, vos julgue por causa de comida e bebida, ou dia de festa, ou lua nova, ou sábados, porque tudo isso tem sido sombra das coisas que haviam de vir; porém o corpo é de Cristo.” (ARA)

  • Júnior ( Geraldo Marques da Cruz Júnior ) disse:

    A paz do SENHOR meus irmãos!

    Observem que no livro de Josué 6:1-5 o próprio DEUS ordenou aos israelitas que se empenhassem por ” 7 dias consecutivos ( 1 destes dias era dia de sábado) ” com o propósito de destruir Jericó ( combater o mal ).
    Observem que no livro de 1Samuel 17:16 os israelitas foram afrontados por ” 40 dias consecutivos ( 5 destes eram dia de sábado )” com o propósito de destruir os filisteus que afrontavam os exércitos do DEUS vivo ( combater o mal ).

    Dou graças a DEUS que os israelitas “_COMPREENDIAM_” que combater o mal no sábado é lícito.

    Nosso Senhor JESUS CRISTO nos ensina que fazer o bem nos sábados é lícito ( Mt.12:12).
    Pensem nisto, pois: Quem sabe que deve fazer o bem e não o faz, comete pecado (Tg.4:17 ).

    CONCLUSÃO:

    _Na condição de cristãos não encontramos dentro da Bíblia Sagrada uma autorização para , voluntáriamente, deixar de combater o mal e/ou, voluntariamente deixar de fazer o bem.
    Não importa qual é o ” DIA DA SEMANA ” ( sábado ou não sábado ) temos que combater o mal e fazer o bem 24h por dia sete dias por semana, em casa, no trabalho, no transito, não importa.
    Agindo assim você estará guardando não apenas o sábado tal como DEUS ordena, mas, na sua vida estará se cumprindo a ordem de Jesus em Mt.5:20.

    Pois eu lhes digo que se a justiça de vocês não for muito superior à dos fariseus e mestres da lei, de modo nenhum entrarão no Reino dos céus.

    Fiquem com DEUS!

Comente este artigo

Comente este artigo



Fale Conosco

Envie suas sugestões ou solicite informações