biblia.com.br

Orar pelos mortos?

11 de abril de 2012

Os ensinos Bíblicos são muito evidentes em nos mostrarem que há apenas uma oportunidade para a salvação, isto é, em vida.

De acordo com as Escrituras Sagradas, nossas orações não irão influenciar no julgamento de Deus para com os mortos. Como cada um será julgado “conforme suas obras” (Mateus 16:27), chegamos à conclusão que o julgamento é algo “individual”, conforme diz o texto: “Assim, pois, cada um de nós dará contas de si mesmo a Deus” (Romanos 14:12). Portanto, nossas orações a favor dos mortos não irão influenciar na decisão de Deus, de salvá-los ou não. Nosso Deus é amor (1 João 4:8 e 16) e certamente irá julgar do modo mais justo que existe e de modo que possa ajudar-nos ao máximo a obtermos a salvação. Dependerá também de nós aceitarmos sua graça e permitirmos que o Espírito Santo nos transforme. Isso, o Espírito de Deus faz através do processo de “Santificação”. Santificação é um processo no qual o Espírito Santo “implanta em nós o caráter santo de Jesus Cristo”. Esse processo ocorre por toda a vida.

Além da graça de graça de Jesus, precisamos passar pelo processo da santificação. A salvação envolve também isso. Os mortos também serão avaliados por Deus conforme sua “aceitação da graça de Cristo” e conforme “a permissão que deram ao Espírito Santo para efetuar o processo de santificação em sua vida”. Nossas oportunidades de salvação são “em vida”; depois não haverá outra oportunidade. Vejamos: “Os ensinos Bíblicos são muito evidentes em nos mostrarem que há apenas uma oportunidade para a salvação, isto é, em vida”. [1] Vejamos algumas das passagens que nos ensinam isto: 

“E nós, na qualidade de cooperadores com ele, também vos exortamos a que não recebais em vão a graça de Deus (porque ele diz: Eu te ouvi no tempo da oportunidade e te socorri no dia da salvação; eis, agora, o tempo sobremodo oportuno, eis, agora, o dia da salvação)” (2 Coríntios 6:1-2).

“Assim, pois, como diz o Espírito Santo: Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais o vosso coração como foi na provocação, no dia da tentação no deserto” (Hebreus 3:7-8).

“É impossível, pois, que aqueles que uma vez foram iluminados, e provaram o dom celestial, e se tornaram participantes do Espírito Santo, e provaram a boa palavra de Deus e os poderes do mundo vindouro, e caíram, sim, é impossível outra vez renová-los para arrependimento, visto que, de novo, estão crucificando para si mesmos o Filho de Deus e expondo-o à ignomínia” (Hebreus 6:4-6).

“E, assim como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo, depois disto, o juízo” (Hebreus 9:27).

“…que retribuirá a cada um segundo o seu procedimento…” (Romanos 2:6).

Por estes versos podemos entender que a única oportunidade de salvação é nesta vida. Não há e nem haverá outra oportunidade após a morte. Lemos em Hebreus 9:27 que “depois da morte vem o juízo”, ou seja, a única coisa que Deus fará com a pessoa que faleceu será julga-la enquanto a mesma está dormindo (Deus avaliará os livros no céu, onde têm as anotações de tudo que fizemos na vida). A Bíblia diz que após a morte virá o juízo e não outra oportunidade de salvação. Portanto, nossa oportunidade de salvação é hoje. Devemos neste momento atender ao chamado do Senhor: “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele, e ele, comigo” (Apocalipse 3:20). Vivamos tranquilos na certeza de que Deus é misericordioso e que realizará o julgamento dos mortos da forma mais justa que pode ser feito.

Equipe Biblia.com.br

______________________

[1] Pedro Apolinário, Explicação de Textos Difíceis da Bíblia”, p. 231.

Sexo antes do casamento
O que a Bíblia diz sobre os idosos?