biblia.com.br

O que Deus espera de nós?

11 de abril de 2012

O que Deus espera de nós? Que passagens na Bíblia mostram claramente qual é a vontade de Deus para a nossa vida? O que é a verdadeira religião?

O que Deus espera de nós? Que passagens na Bíblia mostram claramente qual é a vontade de Deus para a nossa vida? A Bíblia diz em Deuteronômio 10:12-13: “Agora, pois, ó Israel, que é que o Senhor teu Deus requer de ti, senão que temas o Senhor teu Deus, que andes em todos os seus caminhos, e o ames, e sirvas ao Senhor teu Deus de todo o teu coração e de toda a tua alma, que guardes os mandamentos do Senhor, e os seus estatutos, que eu hoje te ordeno para o teu bem?”

Portanto, de acordo com o texto acima é dever do ser humano:

1. temer a Deus: reverenciá-lo como Deus, reconhecer Sua soberania e obedecê-lo;

2. andar em todos os Seus caminhos: aplicar todos os princípios universais ao viver diário;

3. amar e servir ao Senhor seu Deus, de todo o seu coração: só é possível amar alguém quando se conhece a pessoa com quem se relaciona e se desenvolve confiança. Isso demanda relacionamento íntimo, diálogo, companheirismo que ocorrem através da prática da oração, leitura e estudo das Escrituras Sagradas e manifestações de louvor, gratidão e serviço em favor de Deus e do próximo. Amar a Deus de todo o coração e de toda a alma, significa viver consagradamente para Deus em todas as capacidades do ser: física, mental e espiritualmente.

Onde na Bíblia se encontra a vontade expressa de Deus? Em Êxodo 20:1-17 estão os Dez Mandamentos da Lei de Deus transcritos abaixo:

Introdução aos Dez Mandamentos (versos 1 e 2):

“Então falou Deus todas estas palavras, dizendo: Eu sou o Senhor teu Deus, que te tirei da terra do Egito, da casa da servidão.”

1) Primeiro Mandamento (verso 3):

“Não terás outros deuses diante de mim.”

2) Segundo Mandamento (versos 4-6):

“Não farás para ti imagem esculpida, nem figura alguma do que há em cima no céu, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. Não te encurvarás diante delas, nem as servirás; porque eu, o Senhor teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniqüidade dos pais nos filhos até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam e uso de misericórdia com milhares dos que me amam e guardam os meus mandamentos.”

3) Terceiro Mandamento (verso 7):

“Não tomarás o nome do Senhor teu Deus em vão; porque o Senhor não terá por inocente aquele que tomar o seu nome em vão.”

4) Quarto Mandamento (versos 8-11):

“Lembra-te do dia do sábado, para o santificar. Seis dias trabalharás, e farás todo o teu trabalho; mas o sétimo dia é o sábado do Senhor teu Deus. Nesse dia não farás trabalho algum, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o estrangeiro que está dentro das tuas portas. Porque em seis dias fez o Senhor o céu e a terra, o mar e tudo o que neles há, e ao sétimo dia descansou; por isso o Senhor abençoou o dia do sábado, e o santificou.”

5) Quinto Mandamento (verso 12):

“Honra a teu pai e a tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o Senhor teu Deus te dá.”

6) Sexto Mandamento (verso 13):

“Não matarás.”

7) Sétimo Mandamento (verso 14):

“Não adulterarás.”

8) Oitavo Mandamento (verso 15):

“Não furtarás.”

9) Nono Mandamento (verso 16):

“Não dirás falso testemunho contra o teu próximo.”

10) Décimo Mandamento (verso 17):

“Não cobiçarás a casa do teu próximo, não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem o seu servo, nem a sua serva, nem o seu boi, nem o seu jumento, nem coisa alguma do teu próximo.”

De forma prática, o que Deus pede de nós? 

“Ele te declarou, ó homem, o que é bom e que é o que o SENHOR pede de ti: que pratiques a justiça, e ames a misericórdia, e andes humildemente com o teu Deus” (Miquéias 6:8).

Praticar a justiça significa viver em retidão, praticar a obediência e a fidelidade a Deus como uma resposta de amor à iniciativa divina de nos amar primeiro incondicionalmente.

Como a Bíblia define a religião verdadeira?

“A religião pura e sem mácula, para com o nosso Deus e Pai, é esta: visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações e a si mesmo guardar-se incontaminado do mundo” (Tiago 1:27).

“Aprendei a fazer o bem; atendei à justiça, repreendei ao opressor; defendei o direito do órfão, pleiteai a causa das viúvas” (Isaías 1:17).

“Aqui está a perseverança dos santos, os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus” (Apocalipse 14:12).

Conclusão:

A vontade de Deus está revelada nas Escrituras Sagradas. Os Dez Mandamentos são o código moral do Reino de Deus, que está fundamentado no amor, misericórdia e justiça. Estes mandamentos são válidos para todas as culturas e épocas, e continuam válidos para toda a humanidade nos dias de hoje. Nas bem-aventuranças do sermão do monte Jesus ampliou e aprofundou o sentido dos princípios morais de Seu reino (Mateus 5-7).

Qual deve ser a sua resposta para a revelação que Deus faz de Sua vontade para sua vida? Amorosamente Deus oferece Sua graça e indica claramente o caminho:

“Os céus e a terra tomo, hoje, por testemunhas contra ti, que te propus a vida e a morte, a bênção e a maldição; escolhe, pois, a vida, para que vivas, tu e a tua descendência, amando o SENHOR, teu Deus, dando ouvidos à sua voz e apegando-te a ele; pois disto depende a tua vida e a tua longevidade; para que habites na terra que o SENHOR, sob juramento, prometeu dar a teus pais, Abraão, Isaque e Jacó” (Deuteronômio 30:19, 20).

A verdadeira religião consiste em receber Jesus no coração e e viver amando o Senhor, dando ouvidos à Sua voz, apegando-se a Ele. Como resultado da graça, os frutos de justiça nascerão para a glória de Deus em serviço de amor e abnegação.

Equipe Biblia.com.br

O que a Bíblia diz sobre o inferno?
O que a Bíblia diz sobre o contentamento?