Diretório de artigos

Pesquise por termo ou palavra chave

a b c d e f g h i j l m n o p q r s t u v x z

Porque não se pode comer carne na quarta-feira de cinzas?Porque quarta-feira de cinzas?

Prezada irmã em Cristo,

Graça e Paz

Este ensinamento é de exclusividade da IGREJA CATÓLICA, não sendo assim seguido no meio EVANGÉLICO.

Mas segundo um site católico, significa o seguinte: (Observe que ele começa o texto dizendo: “A Igreja recomenda que,”) (infelizmente é dificil ouvirmos dizer até no meio EVANGÉLICO: A Bíblia recomenda, ou Está escrito na BÍBLIA)

“Por que não se pode comer carne na Quarta-Feira de Cinzas e na Sexta-Feira da Paixão?”

A Igreja recomenda que, na Quarta-Feira de Cinzas e também na Sexta-Feira Santa, os fiéis jejuem e se abstenham de carne.
O sentido desta prescrição antiguíssima é levar os fiéis a se unir ao sacrifício de Cristo. Fazemos um sacrifício para nos sentirmos mais unidos a Jesus, que na cruz realizou o sacrifício de sua vida por amor à humanidade e solidariedade aos pecadores.
Por que a carne? Porque é um alimento do qual, normalmente, todos gostam. Não seria sacrifício abster-se de uma coisa da qual não gosta.
O jejum e a abstinência da carne, além de nos conduzir á união com Jesus em sua experiência de sofrimento, tem ainda dois outros valores intrinsecamente relacionados:

1º Revelam a superioridade da pessoa humana sobre as coisas; só podemos renunciar aos alimentos porque somos livres e senhores de nossos impulsos; não somos escravos das coisas.

2º Deixando de comer uma coisa de que gostamos, e ainda sentindo um pouco de fome, lembramo-nos de quem fica sem comer por não ter o necessário para sua subsistência, e nos sentimos impelidos a ajudá-los, repartindo com eles o que Deus nos deu.
A Igreja recomenda, ainda, que em toda sexta-feira do ano o Católico praticante faça uma penitência, que pode ser substituída por uma obra de caridade (por exemplo, visitar um doente ou ajudar uma pessoa pobre) ou de piedade (por exemplo, ir à Missa, rezar o terço em família, via-sacra, círculo bíblico etc).

É necessário que os cristãos se convertam, vivam intensamente a Quaresma a fim de converter esta sociedade que a passos largos, foge do Ressuscitado e cada dia mais se distancia do Reino de Deus.

Querida irmã, não se deixe levar por tradições, devemos e temos um manual. A Bíblia é a fonte de vida para o crente. Confronte sempre com a palavra as suas dúvidas e comer ou não carne na semana santa não é principio bíblico e o que não é bíblico não devemos levar em conta.

Leia Êxodo 20 (a verdadeira Lei de Deus) Isaías 58:13,14 o verdadeiro dia do Senhor.

Convido-a a fazer um curso bíblico conosco para aprender mais da Palavra de Deus e assim tomar conhecimento das verdades que estão na Palavra de Deus e não se deixar levar pelo engano, se inscreva já.

Um abraço, Jesus te ama.

Pr. João Gilberto

Mais itens relacionados

Comentarios

Este artigo teve "23 Comentários"

  • paula jessica disse:

    Onde está escrito na Bíblia?
    Quer dizer que Jesus vai se alegrar ao ver todos pecando com bebedice mentindo fazendo tudo que não é pra fazer, passa o ano todo pecando ai vem me dizer que não come carne porque é sexta feira santa! kkkkkkkkk
    Meu povo a renuncia é diária e não 2 vezes ao ano

  • Marcio disse:

    Esse pastor está errado, a igreja não recomenda nada, está escrito no código canônico 1251 do Vaticano.

    http://www.vatican.va/archive/ENG1104/_P4O.HTM

    • debora disse:

      Paz, Márcio!
      Mas está no código canônico do Vaticano como uma prescrição da Conferência dos Bispos,
      isso de fato é mais que uma recomendação da Igreja, é uma ordem.

  • Gilvan disse:

    O artigo foi até bom, tirando a parte das opiniões próprias do autor, que deveria entender melhor a diferença de ser cristão e crente, para depois comentar sobre a fé das pessoas.
    Concordo plenamente com o Pr. José Carlos Ribeiro Dias, e deixo a mensagem para os leitores: Não acreditem em tudo que lhes digam.

  • ALBERTO COSTA disse:

    Paz e bem a todos,como esta explicado no texto,o jejum de carne(ou algo que gostamos)fica como um sacrificio positivo,uma abstinecia propriamente dito,apenas para a nossa edificaçao espiritual,nao tendo nada a ver com salvaçao.Quanto ao tocante do sabado,respeito os irmaos adventistas,igreja de Deus,entre outros sabatistas,porem o sabado foi substituido pelo domingo, inclusive o apostolo paulo pedia para se fazer as coletas de OFERTAS nos domingos– I Carta aos Coríntios (16,1-24),este assunto ta mais que explicado,inclusive na DIDAQUE,que foi uma das primeiras obras apostolicas(conhecidas como instruçao dos 12 apostolos),inclusive no capitulo XIV fala sobre o dia do senhor.

    quem quiser conhecer mais sobre a DIDAQUE:

    http://www.ofielcatolico.com.br/2001/05/o-didaque-instrucao-dos-apostolos.html

    Espero ter contribuido com toda a humildade para este digno site.

    ALBERTO COSTA(Igreja ortodoxa siriana de antioquia)

    • debora disse:

      Paz, Alberto!
      Em relação a mudança do sábado para o domingo, veja o que consta no “Catecismo da Doutrina Católica Para o Convertido”, edição de 1977:
      Pergunta: “Qual é o dia de repouso?”
      Resposta: “O dia de repouso é o sábado.”
      Pergunta: “Por que observamos o domingo em lugar do sábado?”
      Resposta: “Nós observamos o domingo em lugar do sábado porque a Igreja Católica transferiu a solenidade do sábado para o domingo.”
      Veja que a própria igreja reconhece que a mudança do dia de guarda provém dela e não de Deus! No concílio de Trento, de 1545 a 1563, convocado pelo papa e o arcebispo de Reggio, Gaspare de Fosso, reconheceu: “O sábado, o dia mais glorioso da lei, foi trocado pelo domingo… Este e outros assuntos não cessaram em virtude de algum ensinamento de Cristo, mas foram mudados pela autoridade da Igreja Católica”.

      DECLARAÇÕES IMPORTANTES DE DIVERSAS RELIGIÕES

      CONGREGACIONALISTAS: “Não existe na Bíblia mandamento que requeira de nós a observância do primeiro dia da semana como sendo o sábado cristão.” – Mode and Subjects of Baptism, por Fowler.

      METODISTAS: “É certo não haver mandamento para o batismo infantil… tampouco o há para santificar o primeiro dia da semana.” – Theological Compend (1902), Rev. Amós Binneyas, 180 e 181.

      LUTERANOS: “A observância do domingo não se baseia em nenhum mandamento de Deus, mas sim na autoridade da igreja.” – Augsburg Confession of Faith citado em Cox’s Sabbath Manual, pág. 287.

      PRESBITERIANOS: “Deus instituiu o sábado na criação do mundo separando para este fim o sétimo dia, e impôs sua observância como obrigação universal, moral e perpétua.” – Dr. Archibaldo A. Hodge, da Comissão Presbiteriana de Publicidade.

      PENTECOSTAIS: “A Bíblia nos mostra a sagrada Lei de Deus: ‘faça isto’, ‘não farás!’. ÊXODO CAPITULO 20. E essa Lei deveria ser observada, cumprida rigorosamente… – Lições Bíblicas, 7-12/1966, Dir. Respons. Pastor Emílio Conde, pág. 12.
      BATISTAS: “Cremos que a Lei de Deus é a base ETERNA E IMUTÁVEL do Seu governo moral (Rom. 3: 31. Mat. 5: 17. Luc. 16:17. Rom. 3:20); que essa Lei é santa, justa e boa (Rom. 7: 12. Sal. 119);… que um dos principais objetivos do evangelho é o de libertar os homens do pecado e restaurá-los em Cristo a uma obediência sincera dessa santa lei, …(Rom. 8:2-4. Heb. 8: 10. Heb. 12.22-25).” – Manual das Igrejas Batista, por Willian Carey Taylor, 4a. Edição, 1949, pág. 178, Artigo XII – Casa Publicadora Batista.

      MÓRMONS – “Há aqueles que gostariam de destruir o DECÁLOGO, OU OS DEZ MANDAMENTOS… Tais mandamentos não foram ab-rogados, nem anulados e estão em vigor hoje da mesma forma como estiveram quando pronunciados em meio aos trovões no Monte Sinai, embora não sejam observados.” – Joseph Fielding Smith, The Heed to Yourselves, pág. 133.
      CATÓLICOS – “Nós, católicos romanos, guardamos o domingo, em lembrança da ressurreição de Cristo, e por ordem do chefe de nossa igreja…” – Pe. Júlio Maria, em Ataques Protestantes, p. 81.

      Contudo o mais importante é o que a Palavra de Deus diz sobre o sábado:

      E disse-lhes: O sábado foi feito por causa do homem, e não o homem por causa do sábado.
      Assim o Filho do homem até do sábado é Senhor. Marcos 2:27-28

      Porque qualquer que guardar toda a lei, e tropeçar em um só ponto, tornou-se culpado de todos.
      Tiago 2:10

      “Se você vigiar seus pés para não profanar o sábado e para não fazer o que bem quiser em meu santo dia; se você chamar delícia o sábado e honroso o santo dia do Senhor, e se honrá-lo, deixando de seguir seu próprio caminho, de fazer o que bem quiser e de falar futilidades, então você terá no Senhor a sua alegria, e eu farei com que você cavalgue nos altos da terra e se banqueteie com a herança de Jacó, seu pai. ” Pois é o Senhor quem fala.” Isaías 58:13-14

      E também lhes dei os meus sábados, para que servissem de sinal entre mim e eles; para que soubessem que eu sou o Senhor que os santifica. Ezequiel 20:12

      Leia mais sobre o sábado na Bíblia em http://sabado.org/

  • Então tem um deus que criou o universo e todos os bilhões de galáxias, planetas e estrelas existentes no cosmos. Mas esse deus está preocupado se você vai comer carne da sexta-feira santa.

    Nossa, quanta bobagem…

  • Geraldo disse:

    Não sou muito de ir a missa, mais sou uma pessoa de muita fé! pergunto se já que não vou com frequência as missas, a minha fé pode não ter poder ou um efeito positivo ou coisa assim? um grande e forte abraço, DEUS te abençoe com muita saúde, paz e felicidades.

    • debora disse:

      Olá, Geraldo!
      O conselho de Paulo é:
      “Não deixemos de reunir-nos como igreja, segundo o costume de alguns, mas encorajemo-nos uns
      aos outros, ainda mais quando vocês vêem que se aproxima o Dia.” Hebreus 10:25

      Contudo a fé depende do seu relacionamento com Cristo independente dos momentos presentes na missa.
      Jesus quer fazer parte da sua vida diária.
      Leia João 15 e procure desenvolver uma intimidade crescente com Deus a cada dia.
      Temos o curso on-line grátis: “Intimidade com Deus”, faça!

  • cristian disse:

    Primeiramente o que o Senhor instrui a Moisés sobre a páscoa: Êxodo 12:8-10. Ele diz para comer a carne do cordeiro e não era para deixar sobra, o que sobrasse era para ser queimado no fogo.
    Em Êxodo 12:27 diz: essa é a páscoa do Senhor.
    Lembrando que isso era para o povo de Israel no antigo testamento.mas para nós hoje Jesus Cristo foi o próprio cordeiro, sem defeito, sem pecado se entregou por nós.E a única coisa que Ele instrui foi sobre a ceia do Senhor que fala sobre o pão que simboliza sua carne e o suco da uva que simboliza o seu sangue. Mateus 26:26-29.

  • jose ivani disse:

    a Bíblia é a única regra de prática, fé e conduta para os que creem em Jesus. Por ser ela a Palavra de Jesus. A igreja não pode recomendar o que a palavra de Jesus não recomenda. E se a igreja recomenda um ritual, ou um princípio, ou um ensinamento está fora dos ensinamentos que Jesus ensinou por meio da Sua Palava.

  • JOSE MARTINS disse:

    EU ME ESQUECI E ACABEI DE COMETER UM ATO DE MORTE EM COMER UMA LINGUIÇA DE PORCO AQUI EM CASA ISSO PARA NOS CATOLICOS APOSTOLICOS ROMANOS NAO E PECADO?SENDO A CARNE DE PORCO CONSIDERADA CARNE BRANCA?

    • debora disse:

      Olá, José!
      Não é pecado comer carne na quarta-feira de cinzas. Isso é uma tradição, não tem base bíblica.
      Mas sobre comer carne de porco em qualquer época, leia Levíticos 11.
      Paz!

  • Adriano Matos disse:

    Boa tarde!

    Sobre “a Igreja recomenda”…
    Para nós católicos, a igreja tem a autoridade dada por Deus e a missão para conduzir seu rebanho ao caminho da salvação. A Bíblia é um instrumento pelo qual Deus também (Ou seja, não só por ela) se manifesta e se revela.
    Vocês tem a Bíblia como fonte, mas mesmo assim tem alguém para ajudar os irmão a entendê-la. Seja o pastor, seja o teólogo…
    Então, quando dizemos que “a Igreja recomenda”, “diz”, “ensina” é porque, assim como o pastor, ou o cara que estudou a Bíblia instrui uns aos outros, a Igreja assim o faz também.

    Espero ter esclarecido…
    Paz e Bem.

  • “e o que não é bíblico não devemos levar em conta” ????
    Sou também estudioso da bíblia e posso dizer que nem todas as coisas boas estão na bíblia, assim como nem todas as coisas ruins. Ela não nos ensina como seguir na fé, apenas nos mostra que é possível ter fé. Infelizmente houve um equivoco na sua colocação, pois isto não é heresias, isto é fé, algo inexplicável que podemos buscar da nossa maneira em cristo.

  • Vanessa disse:

    Boa tarde!

    Tenho uma dúvida, porque a carne?
    So porque as pessoas gostam Mais de carne?
    Para mim fazer um jejum de carne não é um sacrifício nenhum…nNão entendo

  • Fernando Nunes disse:

    A Paz do Senhor meu irmão, que Deus abençõe você e sua família, que te conceda discernimento e te capacite ainda mais para Honra e Glória dEle e continue esclarecendo as duvidas de forma maravilhosa.

  • ricardo silva santos disse:

    então temos de guardar o sábado?
    poque só uma das igrejas evangelicas guardam o sábado?
    porque jesus curou no sábado?

    • Instrutor disse:

      Primeiramente querido irmão, não tem como descrever a felicidade ao ver que mais um filho de Deus quer descobrir as maravilhas deste dia.
      O sábado é o dia de adoração, o dia de louvarmos ao nosso maravilhoso Deus, com relação ao que Jesus fez no sábado.
      Nos relatos evangélicos se registram sete curas realizadas por Cristo no sábado: Lucas 4:33, 38-39; 6:6-10; 13:10-17, 14:2-4; João 5:5-10; 9:1-14. Alguns pontos são evidentes ao examinarmos tais relatos. Vejamos:
      (a) Sempre que Jesus cura alguém no dia de sábado, Ele é acusado de ser um transgressor do quarto mandamento (Êxodo 20:8-11);
      (b) A defesa de Jesus é realizada de maneira enfática. Ele se defende das acusações;
      (c) Jesus não se considera um transgressor do Sábado. Muito pelo contrário: Ele coloca a guarda do Sábado em um nível superior ao dos judeus. Ele se declara Senhor do Sábado (Marcos 2:27 e 28), diz que o sábado foi feito para o homem e que é lícito (de acordo com a lei) realizar atos de bondade no dia do Sábado (Mateus 12:12).
      Cristo chama os judeus de hipócritas quanto à guarda do sábado (Lucas 13:15). Por quê? Porque eles pretendiam guardá-lo, mas haviam colocado tradições, regras, mandamentos sobre o sábado que o próprio Deus jamais colocara. Quem quer que examine, hoje, os livros de ensino e tradição dos judeus (Mishnáh, Talmud e outros) perceberá as incríveis distorções do mandamento sabático.
      Por que os judeus questionavam as curas no dia do sábado? Porque para eles – não para Deus – curar era uma espécie de trabalho. Curar = trabalhar, e o mandamento diz: “Não farás nenhum trabalho” (Lucas 13:14). Incrível, não?
      Como pode? A maneira como eles guardavam o mandamento demonstrava o quanto eram mesquinhos, desumanos e desprovidos de qualquer misericórdia. É até irônico! Eles eram capazes de tirar uma ovelha que caísse num precipício (para evitar prejuízo material) mas não queriam que Jesus estendesse a mão para curar doentes e pecadores – não é terrível?!
      E o mandamento que fora dado pelo próprio Cristo no monte Sinai (Atos 7:30-52) para ser um dia deleitoso, prazeroso (Isaías 58:13,14) tornou-se um fardo insuportável que o judeus hipócritas, impunham sobre os infelizes membros da nação judia. Por isso Jesus disse que queria misericórdia e não sacrifício.
      Jesus é o Senhor do Sábado! Ele criou o sábado (Gênesis 2:2,3); deu-o como mandamento no Sinai (Êxodo 20) e o ratificou com sua vida aqui neste mundo. O Sábado não foi dado apenas para os Judeus, foi dado para toda a humanidade como um incentivo à gratidão e à união entre a criatura e o Criador.

      Jesus jamais transgrediu aquilo que Ele mesmo estabelecera. E quando Ele foi julgado pelo Sinédrio e por Pilatos, buscaram argumentos para condená-lo. Se Cristo tivesse de fato transgredido o sábado os judeus achariam facilmente tal motivo, pois para eles esse era um dos principais mandamentos – mas nada acharam nEle!
      Pelas leis do Antigo Testamento o sacerdote não tinha permissão para dar pão sagrado, mesmo ao israelita mais consagrado. Apenas os sacerdotes podiam comê-lo. Entretanto, houve uma circunstância peculiar, incomum. Davi e seus homens precisavam desesperadamente de pão para sua subsistência, tendo em vista a maldade do rei Saul em persegui-lo (e dificultar a alimentação deles) e o fato de não haver outro alimento à mão.
      Da mesma forma, nos dias de Jesus, em situação ordinária, não seria permitido entrar na seara e colher espigas num dia de sábado (para os judeus e não na concepção do Deus Criador). Mas aquela era também uma circunstância especial pelas seguintes razões:
      1) Jesus e seus discípulos estavam longe de casa, pois eram pregadores itinerantes. Estavam retornando de uma reunião na sinagoga, a qual funcionava no sábado até, aproximadamente, a hora do almoço (a fome nesse horário é grande);
      2) Tendo em vista que nenhum daqueles religiosos ofereceu alimento – e os alunos de Cristo necessitavam comer – não seria transgressão do quarto mandamento colher espigas para saciar a fome. Seria o mesmo que hoje colhermos uma fruta no sábado, ou seja, nada de mais.
      É fácil percebermos que na Bíblia o dia de guarda sempre foi – e sempre será – o Sábado (Mateus 5:17-19; Apocalipse 14:6, 7; Isaías 66:22, 23 – até nos dias da eternidade!). E, quando lemos os relatos em que Jesus discutia com os fariseus sobre o assunto, o tema em questão nunca foi: “o dia deve ser guardado ou não?”, mas sim: “o dia pode ser guardado desse jeito?”.
      Meditemos nisso com sinceridade e oração para que não tenhamos uma vida de pecado ao transgredirmos conscientemente o Sábado! (ler Tiago 2:10).
      Se as leis morais pudessem ser abolidas, então Cristo não precisaria vir para morrer pelos pecadores, bastaria apenas abolir ou destruir a lei, pois onde não há lei, não existe pecado, porque o pecado é a transgressão da lei (Romanos 4:15; 1João 3:4). Caso a lei moral tivesse sido abolida, isso me “libertaria” para adorar imagens, tomar o nome de Deus em vão, desonrar os pais etc. Qual é o cumprimento da lei? Não é amar a Deus e ao próximo (Mateus 22:36-40; Deuteronômio 6:5; Levítico 19:18)? A primeira parte da lei está relacionada com nosso amor a Deus, e a segunda com nosso amor ao próximo. Se você acha que não deve guardar o sábado, também não deve guardar qualquer outro mandamento. Ou você acha que o único mandamento abolido teria sido o sábado?
      O sábado foi instituído no Éden, antes que a nação israelita existisse (Gênesis 2:2-3), o que foi confirmado por Cristo quando disse que o sábado foi feito por causa da humanidade como um todo, e não para um povo específico apenas (Marcos 2:27). Em Isaías 58:13-14; Ezequiel 20:12 e 20; e Apocalipse 14:12, o sábado é tido como um sinal entre Deus e Seu povo. Isso não quer dizer que só vai se salvar quem guarda ou guardou o sábado, mas Deus sempre teve um povo, em todas as épocas, com uma mensagem específica para dar ao mundo.
      A grande pergunta que eu tenho a quem diz que a lei foi abolida é de como será o juízo final.
      Em todo julgamento há um réu, que está sendo julgado por infringir uma lei, é assim hoje, agora imagine, qual será a lei, como será este julgamento se não existir uma lei, sendo que se não existe lei não existe pecado, a grande estratégia do inimigo é afastar as pessoas da Palavra de Deus.
      Deus não diz para irmos nessa ou naquela igreja , Ele nos pede para seguirmos a Ele, independente de igreja, olha a linda promessa que tem em João 14:21:
      “Aquele que tem os Meus mandamentos e os guarda, esse é o que Me ama; e aquele que Me ama será amado por Meu Pai, e Eu também o amarei e Me manifestarei a ele. “
      Em nenhum local da Bíblia tem escrito que somente o sábado foi abolido, como vimos, até na Nova Jerusalém guardaremos o sábado, a grande questão está em Oséias 4:6:
      “O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento. Porque tu, sacerdote, rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim; visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos.”
      O que pensa a respeito?
      Aguardamos sua opinião, conte sempre conosco, que Deus guie cada passo que der, um grande abraço.

  • edson leando disse:

    bem informativo parabens pelo artigo tem informaçoes um abraço que DEUSos protejam amen

    • Instrutor disse:

      Deus seja louvado querido irmão, ficamos muito felizes por ter gostado do artigo, louvado seja Deus por isso, continue firme no caminho do Senhor, Ele tem lindos planos para você, conte sempre conosco, um grande abraço.

Comente este artigo

Comente este artigo