Diretório de artigos

Pesquise por termo ou palavra chave

a b c d e f g h i j l m n o p q r s t u v x z

Quem foi a esposa de Caim, e como ele fundou uma cidade?

Sua dúvida diz respeito a Gênesis 4:16 e 17: “Retirou-se Caim da presença do SENHOR e habitou na terra de Node, ao oriente do Éden. E coabitou Caim com sua mulher; ela concebeu e deu à luz a Enoque. Caim edificou uma cidade e lhe chamou Enoque, o nome de seu filho.”

É certo que as Escrituras não mencionam o nome da mulher de Caim e nem a sua procedência. Porém, devemos nos lembrar que a Terra já tinha começado a ser povoada quando ele se casou. Com certeza, naquela altura dos acontecimentos, havia muito mais do que apenas 5 pessoas, inclusive outras mulheres além de Eva. Notemos os seguintes pontos antes de chegarmos a uma conclusão:

1. Em Gênesis são mencionados pelos nomes os filhos de Caim e depois os de Sete, que seria o patriarca da segunda geração, nascido quando Adão tinha 130 anos (Gênesis 5:3). E o Livro Santo afirma ainda que Adão, além de Sete, “gerou filhos e filhas” (Gênesis 5:4). Não sendo importantes tais detalhes, não foram mencionados os nomes e nem a quantidade de filhos e filhas que Adão e Eva tiveram, mas, é certo que a bênção de Deus ao casal, registrada em Gênesis 1:28, já estava se cumprindo: “E Deus os abençoou e lhes disse: Sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a terra…” E, num tempo em que a vida humana se media em séculos, a descendência de Adão já deveria ser numerosa. Portando, uma dessas filhas de Adão, irmã de Caim, poderia ter sido sua esposa.

2. Caim cometeu o brutal homicídio em idade já madura. Diz Gênesis 4:3: “Aconteceu que no fim de uns tempos trouxe Caim do fruto da terra uma oferta ao SENHOR.”

Isso mostra o transcorrer de um período considerável de tempo. A tradução de Matos Soares e de Figueiredo diz: “Passados muitos anos…”. E, o “Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia” também admite esta hipótese: “ao fim de muitos dias denota um período indefinido e considerável de tempo transcorrido. Ora, a esta altura dos acontecimentos, já a prole de Adão estaria numerosíssima”.

3. Alguns acreditam que a mulher de Caim até poderia ter sido uma sobrinha dele, filha de Sete. Baseiam-se no fato de ter decorrido muito tempo o exílio de Caim na terra de Node, (Gênesis 4:16) e o seu casamento relatado no verso 17. E o verso 25 afirma que Adão e Eva tiveram outro filho para substituir o justo Abel assassinado. Esse era Sete, e também ele “gerou filhos e filhas” (Gênesis 5:7). A terra de Node, para onde Caim foi, era conhecida com esse nome no tempo de Moisés, (em que ele estava escrevendo o Livro!) que relatou por inspiração divina a história de Caim. É bem provável que no tempo de Caim o lugar não tinha nome. Também é importante considerarmos que o relato da vida de Adão foi feito por Moisés, talvez milênios depois dos acontecimentos. Este é o motivo de se dizer que Caim fundou uma cidade (Gênesis 4:17), quando talvez se tenha fundado com o alastramento de sua própria prole.

4. Há ainda comentaristas que admitem que no espaço de 300 anos, o número de filhos e filhas de Adão era superior a 50, e mais de 20 os filhos de Sete.

5. A dificuldade geral parece estar no capítulo 4 verso 17, onde diz que Caim conheceu sua mulher. Mas o texto não diz que ele a conheceu de vista pela primeira vez. Afirma que ele a conheceu e ela concebeu um filho. O seu conhecimento quanto à sua mulher não foi no sentido de vê-la pela primeira vez, mas sim de gerar um filho. É comum na Bíblia usar o termo “conhecer” para se referir à relação sexual (ver Mateus 1:25).

Podemos concluir que tanto Caim quanto Sete e todos os demais filhos de Adão e Eva casavam-se ou com uma irmã sua ou com uma sobrinha (naquele tempo os homens não se casavam tão prematuramente como nos nossos dias). E, ao tempo em que Caim pensara em casar-se, havia muitas irmãs e muitas sobrinhas, o que não lhe trouxe dificuldades para encontrar uma esposa.

Esse costume, o casamento entre irmãos consanguíneos, continuou por muito tempo. Tanto que Abraão se casou com sua meia irmã Sara (Gênesis 20:12). Posteriormente, pelo degenerar-se da raça humana, essa prática foi proibida (Levíticos 18:6-17). A Bíblia é muito clara em afirmar que toda raça humana descendeu de Adão e Eva, e, portanto, qualquer teoria contrária não passa de mera conjectura que não possui base bíblica: “De um só fez ele todos os povos, para que povoassem toda a terra, tendo determinado os tempos anteriormente estabelecidos e os lugares exatos em que deveriam habitar” (Atos 17:26). 

Equipe Biblia.com.br

  • miriam mariana lopes disse:

    Diz-se que Deus enviou para nos salvar, salvar de que? Dos pecados, mas existe ainda pecado, eu não consigo entender. q para que matá-lo , porque tal crueldade, e antes porque tinha que sacrificar animais, hoje tem pessoas que fazem isso e achamos um absurdo.
    Com a morte de jesus queira ou não o mundo ficou dividido em cristãos e não cristãos, Se ele veio para ser morto alguém teria que matá-lo, então quem matou foi um instrumento de Deus, tinha que existir alguém para faze-lo não só um como vários ajudantes. Por favor isso me angustia…

    • debora disse:

      Paz, Miriam!
      Quando o homem pecou no Éden, alguém teria que morrer, pois o salário do pecado é a morte. Jesus se ofereceu para morrer em lugar do homem e nos salvar da morte eterna, por isso do Éden à cruz os pecados eram perdoados mediante sacrifício de animais. Esses animais simbolizam a morte de Cristo que ocorreria na cruz, por isso, Jesus é chamado Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. Após a morte de Cristo na cruz não mais se fez necessário o sacrifício de animais, Ele foi o sacrifício perfeito.

      Deus é onisciente por isso sabe o que vai acontecer no futuro, sabe das nossas escolhas, mas não interfere em nada. Ele nos criou com o livre arbítrio.
      Leia Isaías 53 e entenda a profecia…
      Faça um de nossos estudos grátis e conheça melhor o plano da salvação. Acesse http://biblia.com.br/blog/estudos-biblicos/receba-cursos-biblicos-pelo-correio/
      Deus te abençoe com a plenitude do Espírito Santo.

  • Sergio Valentini disse:

    Lendo algumas afirmações, respostas, indagações, afirmações entre tantas, percebo que todos tem uma dúvida ou parecer, porém todos tem o que dizer. Acreditar na palavra puramente escrita, não a que tradicionalmente é dita, é uma escolha de quem deseja ser um pequeno Cristo, ou seja, ser cristão é crer na BÍBLIA, não em suposições. Todo cristão tem como fundamento reconhecido a palavra escrita há mais de cinco mil anos, os que não creem, digamos assim os ateus, sempre nos vem com teorias sem base. Se formos a fundo na palavra, BÍBLIA, encontramos uma porção de citações não tão bem explicadas. Porém, não sou cristão apenas para achar os defeitos, sou sim um fiel seguidor de Cristo. A história da humanidade, a história do povo hebreu podem não ter suas transcrições exatas, mas a história do filho de Deus chamado Jesus Cristo, a essa sim é perfeita, não temos como contestar. Não me apego aos disse que disse, a saber muito dos por quês, acredito nos SEUS ensinamentos, na minha mudança de vida, é ser fiel a Ele, é ter certeza da salvação, o mais é contexto histórico.

  • Gabriel Ferreira disse:

    Agora vem cá: Se tudo foi tão organizadinho como vocês falam desde Adão e Eva, porque o homem das cavernas (aquele que fazia as pinturas rupestres e que é considerado uma das primeiras manifestações da humanindade) ficaram de fora dessa história toda. Não seria eles também filho de ??Deus?? e seriam logo eles a contar essa história toda com mais sentido? Até porque o homem das cavernas não desenhavam deuses em suas retratações…respondam se puder sem argumentos da bíblia!!

    • debora disse:

      Olá, Gabriel!
      O fato é o seguinte: você é livre para escolher no que vai acreditar, se na história que diz que você foi feito com um propósito, uma identidade, um ser inteligente ou, uma ameba que evoluiu até se tornar um troglodita e daí foi evoluindo sem propósito, sem identidade…

      “Em sua obra clássica O Homem Eterno, Gilbert K. Chesterton, com seu estilo humorado, mostra que a história do homem das cavernas é muito mal contada: “Sempre nos dizem, sem explicações ou argumentos e autoridade, que o homem primitivo brandia um porrete e derrubava a mulher antes de levá-la embora.

      Mas, com base na analogia com todos os animais, pareceria um recato e relutância quase mórbidos, por parte da madame, sempre insistir em ser derrubada antes de consentir em ser levada embora. E repito que nunca consegui compreender por que, quando o macho era tão rude, a fêmea deveria ser assim tão refinada. O homem das cavernas talvez tenha sido um bruto, mas não há motivo para ele ter sido mais bruto que os brutos.

      E os amores das girafas e os romances fluviais dos hipopótamos ocorrem sem nada desse estardalhaço ou tumulto preliminares. O homem das cavernas talvez não tenha sido melhor que o urso das cavernas; mas a filhotinha do urso, tão celebrada na hinologia, não é treinada com nenhuma dessas tendências para a condição de solteirona. Em resumo, esses detalhes da vida doméstica das cavernas me intrigam tanto com base na hipótese revolucionária quanto com base na hipótese estática; seja como for, gostaria de analisar suas provas, mas infelizmente nunca consegui descobri-las. […]

      O que se descobriu na caverna não foi um porrete, o horrível porrete com manchas de sangue e marcas entalhadas indicando o número de mulheres golpeadas por ele na cabeça. A caverna não era um aposento de Barba-azul repleto de esqueletos de mulheres abatidas; não estava repleta de crânios femininos enfileirados e todos rachados como ovos. […]

      Os antigos poetas épicos pelo menos sabiam contar uma história, talvez uma história inacreditável, mas nunca uma história distorcida, nunca uma história torturada e deformada para adaptar-se a teorias e filosofias inventadas séculos mais tarde. Seria bom que os investigadores modernos descrevessem suas teorias no despojado estilo narrativo dos primeiros viajantes, sem nenhuma dessas longas palavras alusivas repletas de implicações e sugestões irrelevantes. Então talvez conseguíssemos descobrir o que de fato sabemos sobre o homem das cavernas ou, de qualquer modo, sobre a caverna” (p. 28, 29).” (Fonte: http://www.criacionismo.com.br/2010/07/homem-das-cavernas-historia-mal-contada.html)

      Leia mais em http://www.criacionismo.com.br/search?q=cavernas
      Paz!

  • Pr BARBOSA disse:

    APAZ DO SENHOR QUERIDOS IRMÃOS. VEJO QUE CADA UM TEM A SUA OPINIÃO TEOLOGICA.EU CREIO QUE ASSIM QUE DEUS CRIOU TODAS AS COISAS ENTÃO DISSE DEUS AGORA VAMOS FAZER OS SERES HUMANOS QUE SERÃO COMO NÓS PORTANTO NO MEU VER NÃO EXISTIA NINQUEM FORA DO JARDIM DO EDEM.GRAÇA E PAZ

  • Ismênia Amaral disse:

    Olá amados, Graça e Paz de Cristo.

    Esse assunto é bem extenso pude perceber, mas uma de duas coisas ou não pode ser .
    Deus criou o homem a sua imagem, macho e fêmea os criou, certo? Vs. 26 e 27
    E disse a eles, sejam férteis e multipliquem -se. Certo?vs.28
    Logo mais, cita a origem da humanidade, que é onde cita que Deus formou o homem do pó da terra…mais adiante a sua esposa é apresentada. Cap.2
    Primeiro :haviam será outras pessoas filhos, como se fossem do primeiro homem e da primeira mulher?
    Segundo :Deus pegou o homem e a mulher e depois só os colocaram no jardim. ?

    Deus não seria a favor do incesto Lv.20.17

    Irmãos eu tenho toda essa curiosidade também, Deus continue abençoando todos vcs.

    • debora disse:

      Olá, Ismênia!
      O capítulo 2 de Gênesis pode ser considerado um apêndice do primeiro em relação a detalhar a criação do homem e da mulher.
      A terra de Node, para onde Caim foi, era conhecida com esse nome no tempo de Moisés, (em que ele estava escrevendo o Livro!) que relatou por inspiração divina a história de Caim. É bem provável que no tempo de Caim o lugar não tinha nome. Também é importante considerarmos que o relato da vida de Adão foi feito por Moisés talvez milênios depois dos acontecimentos. Este é o motivo de se dizer que Caim fundou uma cidade (Gênesis 4:17), quando talvez se tenha fundado com o alastramento de sua própria prole.
      Há ainda comentaristas que admitem que no espaço de 300 anos, o número de filhas e filhos de Adão era superior a 50 e mais de 20 os filhos de Sete.
      A dificuldade geral parece estar no capítulo 4 verso 17, onde diz que Caim conheceu sua mulher. Mas o texto não diz que ele a conheceu de vista pela primeira vez. Afirma que ele a conheceu e ela concebeu um filho. O seu conhecimento quanto à sua mulher não foi no sentido de a ver pela primeira vez, mas sim de gerar um filho. É comum na Bíblia usar o termo “conhecer” para se referir à relação sexual (ver Mateus 1:25).

      Em relação ao incesto, naquela época tais uniões não eram consideradas incesto, pois Deus ainda não havia instituído a lei que proibia a união marital entre parentes (o fez posteriormente – ler Levíticos 18:6-17). Isto significa que não existia o incesto. Quando o pecado estava em um estágio mais avançado, o que contribuiu para que o ser humano sofresse transformações genéticas, Deus teve de proibir estas uniões. Além disto, era necessário que houvesse tal união na época para que as gerações posteriores fossem formadas.

      Era possível que os filhos de Caim não nascessem deformados? Certamente, pois naquele período a estrutura genética do ser humano não havia se corrompido da mesma forma que hoje. Se nos tempos modernos, mesmo alguns casais de primos de 1º grau têm filhos saudáveis (o que não ocorre sempre), obviamente a possibilidade do povo antigo (com muito mais vitalidade e melhor estrutura genética) ter filhos com saúde é bem maior. O Naturalista Harry J. Baerg em seu livro O Mundo Já Foi Melhor, explica-nos na p. 22 que “Adão e Eva eram perfeitos; portanto, seus descendentes podiam se casar seguramente sem correr o risco de receber em sua herança genética uma característica anormal. Seus descendentes não estariam expostos a doenças físicas e mentais”.

      Paz!

  • Anonimo disse:

    Devemos lembrar que a Bíblia e sim um livro de fé, pois se pararmos para pensar com os olhos naturais iremos achar muitas coisas sem nexo, como a Historia de Adão e Eva, como o dia em que o sol parou, o mar vermelho se abrindo, a sarça pegando fogo sem se consumir, o maná no deserto, a mulher que virou estatua de sal, entre muitas outras coisas!
    Sou cristã e reconheço que tem muita coisa sem explicação e não adianta tentarmos explicar porque sempre bateremos de frente com a ciência e tudo ficará no 0x0.
    Cada um entende a bíblia de uma forma, com uma percepção, lendo os comentários pude notar que com apenas um livro da bíblia criamos um debate enorme com milhares de opiniões diferentes pautadas nos mesmo versículo.
    A paz, que algum dia, quando encontrarmos Deus, possamos tirar todas essas nossas duvidas !

  • luis disse:

    ▪ “Se Adão e Eva tinham dois filhos, Caim e Abel, onde Caim conseguiu sua esposa?” Embora muitas vezes essa pergunta sutil seja feita por pessoas céticas, a Bíblia fornece detalhes suficientes para obtermos uma resposta satisfatória.

    Os capítulos 3 e 4 de Gênesis apresentam as seguintes informações: (1) Eva era “a mãe de todos os viventes”. (2) Passou-se tempo entre o nascimento de Caim e a época em que ele fez a oferta que foi rejeitada por Deus. (3) Após ter sido expulso e se tornado “errante e fugitivo na terra”, Caim temia que ‘alguém que o achasse’ tentasse matá-lo. (4) Deus estabeleceu um sinal para proteger Caim, indicando que seus irmãos e outros parentes poderiam tentar matá-lo. (5) “Depois”, Caim teve relações sexuais com sua esposa na “terra da Fuga”. — Gênesis 3:20; 4:3, 12, 14-17.

    Segundo as informações acima, é lógico concluir que a esposa de Caim era descendente de Eva, nascida numa data desconhecida. Gênesis 5:4 diz que, durante os 930 anos de sua vida, Adão “se tornou pai de filhos e de filhas”. A Bíblia não diz que a esposa de Caim era filha de Eva. Na verdade, o fato de ela só ser mencionada depois da expulsão de Caim indica que já se havia passado tempo suficiente para que ela fosse até mesmo neta de Adão e Eva. Por isso, o The Amplified Old Testament (O Velho Testamento Amplificado) diz que a esposa de Caim era simplesmente “uma das descendentes de Adão”.

    Adam Clarke, comentarista bíblico do século 19, acreditava que o motivo de Deus estabelecer um sinal por causa do medo que Caim sentia era porque já havia na Terra várias gerações dos descendentes de Adão — a ponto de existirem “diversos povoados”.

    Hoje, muitas sociedades acham inconcebível Caim ter se casado com uma de suas irmãs ou com outra descendente posterior de Adão gerada pelo casamento entre seus filhos e filhas. Geralmente, isso se dá por causa de tabus sociais ou por medo de defeitos genéticos. No entanto, F. LaGard Smith comenta em The Narrated Bible in Chronological Order (A Bíblia Narrada em Ordem Cronológica): “É muito provável que esses primeiros irmãos e irmãs tenham casado entre si, apesar de isso parecer impróprio se ocorresse em gerações posteriores.” Além disso, é digno de nota que foi apenas depois de Moisés receber as leis de Deus para a nação de Israel em 1513 AEC que as relações sexuais entre parentes foram especificamente proibidas. — Levítico 18:9, 17, 24.

    Atualmente, estamos milênios longe da perfeição de nossos primeiros pais. Os efeitos que a genética e a hereditariedade têm sobre nós não os afetavam. Além disso, estudos recentes, como o que foi publicado na revista Journal of Genetic Counseling, mostra que uniões entre primos de primeiro grau têm menos probabilidade de gerar filhos com defeitos do que se acredita amplamente. Portanto, é razoável pensar que esses assuntos não eram uma preocupação séria durante o tempo de vida de Adão ou até mesmo antes dos dias de Noé. Assim, podemos concluir que a esposa de Caim era uma de suas parentes.

  • edmilson disse:

    então me respondam o capitulo 1:28 de gênises quando DEUS criou o homem e disse: sede fecundos, multiplicai-vos e enchei a terra, DEUS ali não tava dizendo que eles teriam filhos? e foi antes do pecado.

    • frederico disse:

      Olá Edmilson!

      Ao criar Adão e Eva Deus disse a eles que se multiplicassem, referindo-se à procriação. Entretanto, a partir do relato bíblico, não se sabe quanto tempo Adão e Eva permaneceram no jardim do Éden antes do pecado. Entendemos que tenha sido pouco tempo, pois não tiveram filhos antes de cometerem pecado. Podemos inferir isso pelo fato do texto bíblico relatar que apenas Adão e Eva cometeram pecado (ver Gênesis 3), e, portanto, os dois foram expulsos do jardim. Os filhos que tiveram foi após a queda.

      Que Deus lhe abençoe ricamente!
      Equipe Biblia.com.br

  • vera lucia cesar disse:

    Caim a fuga e a terra de refugio.
    Caim a fuga e a terra de refugio.
    As Evidencias que a Terra de Node era desabitada por família surgem no próprio texto sagrado, veja algumas:
    a) Disse Caim: “… Serei fugitivo…”: Ora, um fugitivo necessita se refugiar numa terra onde ninguém o conhece. Se, Node de fato fosse um cidadão, seria conhecido pela família de Adão, inclusive de Caim e Abel. Não seria o melhor lugar para Caim refugiasse.

    b) “… E será que todo aquele que me achar, me matará…”: Como Caim estava fugindo de pessoas com receio de ser morto, ele precisaria habitar numa Terra desconhecida completamente desabitada por pessoas. Daí justiça o nome Terra da Fuga (Node).Se Caim estava fugindo é claro que havia mais pessoas sobre a terra, ele nao estaria fugindo dos Pais, ele estava fugindo de parentes poderia ate ser de sobrinhos, e outros irmãos.´exatamente essa a idéia que se deixa; fugir de quê. Dos Pais?
    Claro que não: Se considerar o fato que o crime aconteceu na idade adulta e que os homens daquela época viviam muito mais tempo que de hoje, você pode deduzir que já havia mais gente na terra, além dos pais. A biblia diz: Caim cometeu o brutal homicídio em idade já madura. Diz Gênesis 4:3 – “ao fim de dias … Caim …, etc.” Isto denota o transcorrer de um período considerável de tempo. A tradução de Matos Soares e de Figueiredo diz: “Passados muitos anos … ” e o comentário bíblico S.D.A Bible Comentary também admite esta hipótese afirmando: Gênesis 4:3 – ao fim de muitos dias denota um período indefinido e considerável de tempo transcorrido. “Ora, a esta altura dos acontecimentos, já a prole de Outra coisa a Bíblia fala que Caim era, o primeiro filho mas nao fala que Abel era o segundo. Alem do mais quem oferecia o sacrifico era o chefe da família, o homem, o sacerdote do lar. Pra Deus pedir a Caim e Abel um sacrifício, é porque ele já tinham familias, do contrario quem os faria seria Adão.Por esse motivo ja da pra se perceber que Caim e Abel ja eram sacerdotes do lar, ou seja tinham familia. Lembra se que Ló oferecia sacrificios pelos filhos, se caso eles cometeram algum pecado. No caso da familia de Adão se os filhos ainda nao tinha constituido familia seria ele, quem devia fazer o sacrificio.
    A ideia de fugir da presença dos parentes da pessoa que matou vem da lei do vingador de sangue (Go’el), que é bem explicada na lei mosaica em Nm 35.19 e 27, mas que já era bem conhecida neste período conforme Gn 4.23 e 24. A marca que tanto se fala em Caim era justamente esta, a que era culpado pela morte de seu irmão e qualquer outro que o encontrasse poderia matá-lo, sem ser culpado do sangue de Caim (se alguém conseguisse o matar). A única forma que Caim tinha para permanecer vivo era fugir da presença do vingador de sangue ( o Go’el em hebraico). Como o amigo Lucas Lima respondeu bem, Caim nesta época já estava casado, apenas ainda não tinha filhos e os gigantes surgiram da união dos filhos de Sete (chamados de filhos de Deus ,Gn 6.2) com as filhas de Caim (chamadas de filhas do homens, Gn 6.2). A Bíblia nos indica que os gigantes apareceram pelo fato do julgo desigual entre os filhos das trevas com os filhos da Luz, por isso também vemos relatos deles em Ex 13.33, Dt 9.2, 2Sm 21.20 e através de Davi e seus companheiros (Jônatas 1Cr 20.8 ) aniquilaram todos esses homens da face da terra.
    Esta lei é conhecida como uma das leis mosaicas, porém muitas delas já existiam, como por exemplo a lei do vingador de sangue. Citei apenas o nome para dar referência à lei, mas isso não quer dizer que a partir de Moisés todas as leis iniciaram. Moisés apenas foi o responsável por organizar e estruturar as leis civis, morais e cerimoniais, mas isso não quer dizer que não existia antes dele, como por exemplo a lei do casamento por levirato, registrado em Gn 38.6-8, que já existia, mas foi promulgada na lei mosaica, bem como muitas outras.c) O Senhor, porém, disse-lhe: Portanto qualquer que matar a Caim, sete vezes será castigado. E pôs o Senhor um sinal em Caim, para que o não ferisse qualquer que o achasse. Caim habitando numa Terra desconhecida de todos; se alguém tivesse que matá-lo necessitaria de procurá-lo, neste caso a Terra de Node seria uma Terra de Exílio, desconhecida.
    d) E saiu Caim de diante da face do Senhor, e habitou na terra de Node, do lado oriental do Éden. Até então, o texto passa a idéia que apenas a Região do Éden era habitada por civilizações. Enquanto, que a Região da Terra de Node ao Leste era uma área inabitada.
    e) Quando lavrares a terra, não te dará mais a sua força; fugitivo e vagabundo serás na terra. Então disse Caim ao Senhor: É maior a minha maldade que a que possa ser perdoada. Gênesis 4: 11-13. A Terra de Node com a presença de Caim seria automaticamente amaldiçoada, ela ‘não produziria com tanta força’, seus frutos de algum modo estaria comprometidos. Uma terra assim não atrai moradores.
    f) E conheceu Caim a sua mulher, e ela concebeu, e deu à luz a Enoque… O Verbo ‘Conheceu’ aqui denota ‘Relação Sexual’, como se ver em textos como Gênesis 4: 1,25. Onde relata que Adão ‘Conheceu Eva’ e gerou Caim, e ‘tornou a conhecer sua esposa e gerou um filho chamado Sete’.
    g) E chamou o nome da cidade conforme o nome de seu filho Enoque… Não havia uma Cidade na Terra Node, foi necessário fundar uma cidade lá, mais uma prova e evidencia que a região era desabitada por pessoas, a primeira cidade na Terra de Node levou o nome do filho primogênito de Caim, Enoque.
    h) Outra evidencia que foi no Jardim do Éden que a primeira família foi formada é a criação da mulher. Adão não buscou uma mulher para ser sua parceira em outra parte do planeta Terra, pois nem existia nenhuma mulher. Deus lhe pôs um sono profundo. E disse o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora idônea para ele. Gênesis 2: 18
    i) …E habitou na terra de Node, ao oriente do Éden. Conheceu Caim a sua mulher; ela concebeu, e deu à luz a Enoque. O Texto não diz: “Onde encontrou Caim sua mulher”, ao invés disso o texto denota que Caim já era casado antes de chegar a Terra de Node, e lá gerou filhos e filhas.
    j) …E habitou na terra de Node, ao oriente do Éden. Conheceu Caim a sua mulher; ela concebeu, e deu à luz a Enoque (Gn. 4: 16,17) Caim não foi a Terra do Exílio (Terra de Node) para casar por lá e fazer família; Caim já estava casado, mas não tinha filhos e filhos. Após o assassinato de seu irmão Abel, não havia mais ambiente para Caim permanecer junto com seus familiares. Daí justifica-se sua Fuga para uma terra de exílio, distante onde ninguém poderia encontrá-lo para matá-lo

  • Anderson Senna disse:

    Não sou ateu(Longe disso), q fique bem claro, mas só acho q a bíblia é muito contraditória. Explico.
    Por que só é mencionado o nome dos Homens?
    Por que ñ diz o nome de tds os filhos de Adão? Se ñ temos tds os nomes, como podemos saber da veracidade da história?
    Se escrevemos algo sobre alguém q gostamos, vamos escrever o bem, mas se ñ gostamos, vamos escrever o mal.
    Se um ponto ou virgula estiver fora do lugar td o contexto da história muda, então como sabemos q a história ñ foi mudada em algum momento dela?
    Grato pela atenção.

    • debora disse:

      Olá, Anderson!

      Você considera seriamente que essa informação é importante para a sua salvação?

      “a Bíblia é a Palavra de Deus autoritativa e confiável, por meio da qual Ele fala e opera. A Inspiração assegura que a Bíblia representa o ponto de vista de Deus e não do homem (2Tm 3:14-17; 2Pe 1:19-21). Logo, “a Bíblia representa o que Deus tinha em mente”. Não existe desvio do que Deus procurou comunicar para a salvação dos homens. Contudo, a inspiração não garante um registro inerrante em tudo o que a Escritura toca, e qualquer esforço para remover os traços da dimensão humana nas Escrituras resultará somente em “rebaixamento” da visão de inspiração.
      Certamente, as verdades essenciais da Bíblia não são alteradas pelo reconhecimento de que algumas de suas declarações são imprecisas, assim como uma visão elevada de sua autoridade não é obliterada por este reconhecimento. O poder auto-autenticador da Palavra de Deus não depende da inerrância. R.H. Mounce observa:
      quanto mais estudamos a Bíblia mais alta se torna nossa visão de sua inspiração (…)
      embora o homem tenha escrito palavras, a mensagem é de Deus. Há uma qualidade
      auto-autenticadora a respeito da Palavra de Deus. Nós saberíamos que ela é inspirada mesmo que ela não ensinasse sua própria inspiração.
      Certamente, dificuldades técnicas e “erros” não destruirão a confiança das pessoas na Bíblia se elas encontraram a Cristo em suas páginas e ouviram sua voz a lhes falar.” Amin Rodor (Artigo A BÍBLIA E A INERRÂNCIA).

      Deus te abençoe com a plenitude do Espírito Santo!

  • Elienai Galdino disse:

    é um caso profundo a se pensar
    pois não tem relatos tão aprofundados ficou uma incógnita nessa parte mais vale é o que aprendemos e servimos a um Deus vivo e verdadeiro.

  • jonatas oliveira disse:

    Paz amados…n creio que Caim casou com sua sobrinha filha de sete como postaram…porque Gênesis 4.26 diz que sete teve um filho homem ENOS…acredito que antes do pecado Adão e Eva tiveram filhos sim pois texto no mesmo livro diz MULTIPLICAREI a sua dor no parto…ou seja acrescentar algo que já existia….lembrando que temos que analisar os textos na sua língua original…o grego serve para entendermos melhor o nosso idioma Português. No mais Deus vos abençoe

    • debora disse:

      Olá, Jonatas!

      Se Eva não tivesse duvidado da Palavra do Senhor, não teria pecado e a bênção de Deus teria continuado sobre ela e dar à luz teria sido pura alegria, visto que “a bênção de Jeová — esta é o que enriquece, e ele não lhe acrescenta dor alguma”. (Pr 10:22) Agora, porém, como regra geral, o funcionamento imperfeito do corpo traria dor. Concordemente, Deus disse (uma vez que, com freqüência, as coisas que Ele permite são mencionadas como sendo feitas por ele): “Aumentarei grandemente a dor da tua gravidez; em dores de parto darás à luz filhos.” — Gên 3:16.

      A expressão hebraica nesta passagem da Escritura é, literalmente, “a tua dor e a tua gravidez”, e é vertida por algumas traduções “a tua dor, e a tua conceição”. (Al; Tr) Mas a forma gramatical utilizada é chamada hendíadis, em que duas palavras são ligadas por “e”, embora se fale de uma só coisa. Traduções modernas vertem a expressão concordemente. (ALA; BJ; CBC; MC) Assim, não se declara que a concepção seria necessariamente aumentada, mas a dor seria.

      Quanto a esposa de Caim, a dificuldade geral parece estar no capítulo 4 verso 17, onde diz que Caim conheceu sua mulher. Mas o texto não diz que ele a conheceu de vista pela primeira vez. Afirma que ele a conheceu e ela concebeu um filho. O seu conhecimento quanto à sua mulher não foi no sentido de a ver pela primeira vez, mas sim de gerar um filho. É comum na Bíblia usar o termo “conhecer” para se referir à relação sexual (ver Mateus 1:25).

      A terra de Node, para onde Caim foi, era conhecida com esse nome no tempo de Moisés, (em que ele estava escrevendo o Livro!) que relatou por inspiração divina a história de Caim. É bem provável que no tempo de Caim o lugar não tinha nome. Também é importante considerarmos que o relato da vida de Adão foi feito por Moisés talvez milênios depois dos acontecimentos. Este é o motivo de se dizer que Caim fundou uma cidade (Gênesis 4:17), quando talvez se tenha fundado com o alastramento de sua própria prole.
      Há ainda comentaristas que admitem que no espaço de 300 anos, o número de filhas e filhos de Adão era superior a 50 e mais de 20 os filhos de Sete.

      Em relação a pergunta sobre incesto, naquela época tais uniões não eram consideradas incesto, pois Deus ainda não havia instituído a lei que proibia a união marital entre parentes (o fez posteriormente – ler Levíticos 18:6-17). Isto significa que não existia o incesto. Quando o pecado estava em um estágio mais avançado, o que contribuiu para que o ser humano sofresse transformações genéticas, Deus teve de proibir estas uniões. Além disto, era necessário que houvesse tal união na época para que as gerações posteriores fossem formadas.

      Era possível que os filhos de Caim não nascessem deformados? Certamente, pois naquele período a estrutura genética do ser humano não havia se corrompido da mesma forma que hoje. Se nos tempos modernos, mesmo alguns casais de primos de 1º grau têm filhos saudáveis (o que não ocorre sempre), obviamente a possibilidade do povo antigo (com muito mais vitalidade e melhor estrutura genética) ter filhos com saúde é bem maior. O Naturalista Harry J. Baerg em seu livro O Mundo Já Foi Melhor, explica-nos na p. 22 que “Adão e Eva eram perfeitos; portanto, seus descendentes podiam se casar seguramente sem correr o risco de receber em sua herança genética uma característica anormal. Seus descendentes não estariam expostos a doenças físicas e mentais”.

      Paz!

  • ABELARDO disse:

    Eu nunca li tantos absurdos teológicos. A bíblia diz que após caim matar Abel foi para a longínqua terra de Node onde se casou com uma mulher. Ou seja já havia mulheres em outra civilização. Eles tiveram Enoque, e depois vieram Metusael, Tubalcaim, Noeme….Sete nasceu muito tempo depois…É inacreditável como fundamentalistas Cristãos não dão o braço a torcer, mas essa é mais uma prova do óbvio: Darwin tinha razão!!! Isso é ciência, lógica…A história de Adão se passa no ano 5000, quando o Egito já era uma potência e já haviam iniciado o projeto de construção das pirâmides!! Os Egípcios já tinham nessa época profundos conhecimentos em matemática, engenharia etc… Ate o Vaticano já declarou que Adão e Eva não passa de uma fábula!!! Estamos no século 21, não se acredita mais em cobras falantes!!!

    • debora disse:

      Olá, Abelardo!
      A terra de Node, para onde Caim foi, era conhecida com esse nome no tempo de Moisés, (em que ele estava escrevendo o Livro!) que relatou por inspiração divina a história de Caim. É bem provável que no tempo de Caim o lugar não tinha nome. Também é importante considerarmos que o relato da vida de Adão foi feito por Moisés talvez milênios depois dos acontecimentos. Este é o motivo de se dizer que Caim fundou uma cidade (Gênesis 4:17), quando talvez se tenha fundado com o alastramento de sua própria prole.

      Há ainda comentaristas que admitem que no espaço de 300 anos, o número de filhas e filhos de Adão era superior a 50 e mais de 20 os filhos de Sete.
      A dificuldade geral parece estar no capítulo 4 verso 17, onde diz que Caim conheceu sua mulher. Mas o texto não diz que ele a conheceu de vista pela primeira vez. Afirma que ele a conheceu e ela concebeu um filho. O seu conhecimento quanto à sua mulher não foi no sentido de a ver pela primeira vez, mas sim de gerar um filho. É comum na Bíblia usar o termo “conhecer” para se referir à relação sexual (ver Mateus 1:25).

      Há um sério problema em desacreditar da literalidade de Gênesis. Pois se Adão e Eva, assim como a criação são uma fábula, o que seria o pecado?
      Se o pecado não é algo real, logo não há necessidade de um Salvador… por conseguinte, a morte de Cristo em favor da salvação da humanidade não faz sentido…

      É importante diferenciar os livros históricos dos livros proféticos na Bíblia.

      Paz!

  • Luiz Eduardo disse:

    Meus caros, esta foi a explicação mais estapafúdia que eu já ouvi a este respeito, um atentado a inteligência de qualquer um. Já li estes versículos diversas vezes e a citação é cronologicamente precisa, Deus criou Adão, que criou Eva, que tiveram seus dois primeiros filhos, Abel e Caim, óbvio e desnecessário dizer que ambos deveriam estar entre a juventude e a fase adulta quando Caim assassinou Abel, não existe nenhum registro de nehum filho antes deles, Caim foi amaldiçoado e fugiu para uma outra cidade a onde se casou com sua mulher. Que cidade pode ter existido cronologicamente falando se a terra era composta por quatro indivíduos? A Bíblia também relata que o casal tiveram outros filhos, ele teria que ter uma legião de filhos e esta legião ter gerado algumas gerações até ser possivel se criar uma cidade, pior ainda, num outro lugar. Enfim, tenta de novo, porque esta não colou.

    • debora disse:

      Paz, Luiz!
      Notemos os seguintes pontos:
      1. Em Gênesis, as Escrituras mencionam pelos nomes os filhos de Caim e depois os de Sete, que seria o patriarca da segunda geração. Este, nascido quando Adão tinha 130 anos (Gen. 5:3). Mas o Livro Santo afirma ainda que Adão, além de Sete, gerou filhos e FILHAS”. (Gen. 5:4).
      Não havendo interesse em detalhes, não se mencionam os nomes e nem a quantidade dos outros filhos e FILHAS, mas já os havia com abundância como decorrência do cumprimento do imperativo: “Frutificai-vos e multiplicai-vos …” (Gen. 1:28). E num tempo em que a vida humana se media em séculos, a prole de Adão já deveria ser numerosa. Portando, uma dessas filhas de Adão, irmã de Caim, poderia ter sido sua esposa.
      2. Mais ainda: Caim cometeu o brutal homicídio em idade já madura. Diz Gênesis 4:3 – “ao fim de dias … Caim …, etc.” Isto denota o transcorrer de um período considerável de tempo. A tradução de Matos Soares e de Figueiredo diz: “Passados muitos anos … ” e o comentário bíblico S.D.A Bible Comentary também admite esta hipótese afirmando: Gênesis 4:3 – ao fim de muitos dias denota um período indefinido e considerável de tempo transcorrido. “Ora, a esta altura dos acontecimentos, já a prole de Adão estaria numerosíssima”.
      3. Crêem ainda alguns que a mulher de Caim até poderia ter sido uma sua sobrinha, filha de Sete. Baseiam-se no fato de ter decorrido muitos anos entre Caim exilado na terra de Node, (Gên. 4:16) e o seu casamento relatado no verso 17. E o verso 25 ainda refere que Adão e Eva tiveram outro filho para substituir o justo assassinado. Esse era Sete, e também Sete “gerou filhos e filhas”. (Gên. 5:7).
      4. Há ainda comentadores que admitem que no espaço de 300 anos, o número de filhas e filhos de Adão era superior a 50 e mais de 20 filhos de Sete.
      A título de informação devemos dizer que o relato da vida de Adão foi feito por Moisés, mil e tantos anos depois dos acontecimentos. Este é o motivo de se dizer que Caim fundou uma cidade, quando talvez se tenha fundado com o alastramento de sua própria prole. E assim já não nos resta mais dúvida de que havia mulheres suficientes para Caim escolher a sua.
      5. A dificuldade geral parece estar no capítulo 4 verso 17, onde diz que Caim conheceu sua mulher. Mas o texto não diz que ele a conheceu de vista pela primeira vez. Diz, porém, que ele a conheceu e ela concebeu um filho, pelo que vemos que o seu conhecimento quanto à sua mulher não foi de vista pela primeira vez, mas sim para gerar um filho. Na verdade, como rezam os pontos acima, tanto Caim quanto Sete e todos os demais filhos de Adão e Eva, casavam-se ou com uma irmã sua ou com uma sobrinha (naquele tempo os homens não se casavam tão prematuramente como nos nossos dias) e ao tempo em que Caim pensara em casar-se, havia muitas irmãs suas e muitas sobrinhas suas, e ele não teve dificuldades em encontrar uma esposa.
      A terra de Node, para onde Caim foi, era com esse nome conhecido ao tempo de Moisés, que relatou por inspiração a história de Caim. Pode ser que ao tempo de Caim o lugar para onde ele fora não tinha nenhum nome, mas o tinha agora ao tempo de Moisés talvez milênios depois dos acontecimentos. Este é o motivo de se dizer que Caim fundou uma cidade (Gênesis 4:17), quando talvez se tenha fundado com o alastramento de sua própria prole.
      Deus te abençoe!

  • LUCCAS ROCHA disse:

    pelo que eu entendi, adão teve filhos e Filhas depois que teve sete,
    até então ele so tinha Caim e sete,
    mais ja havia população na terra, porque em Gênesis 4:15 fala : Mas o Senhor lhe respondeu: “Não será assim; se (alguém) matar Caim, sofrerá sete vezes a vingança”. E o Senhor colocou em Caim um sinal, para que ninguém que viesse a encontrá-lo o matasse. ALGUEM ??
    me explique porfavor quero muito entender. sem bla bla bla porfavor

    • debora disse:

      Olá, Lucas!

      A terra de Node, para onde Caim foi, era conhecida com esse nome no tempo de Moisés, (em que ele estava escrevendo o Livro!) que relatou por inspiração divina a história de Caim. É bem provável que no tempo de Caim o lugar não tinha nome. Também é importante considerarmos que o relato da vida de Adão foi feito por Moisés talvez milênios depois dos acontecimentos. Este é o motivo de se dizer que Caim fundou uma cidade (Gênesis 4:17), quando talvez se tenha fundado com o alastramento de sua própria prole.

      Há ainda comentaristas que admitem que no espaço de 300 anos, o número de filhas e filhos de Adão era superior a 50 e mais de 20 os filhos de Sete.

      A dificuldade geral parece estar no capítulo 4 verso 17, onde diz que Caim conheceu sua mulher. Mas o texto não diz que ele a conheceu de vista pela primeira vez. Afirma que ele a conheceu e ela concebeu um filho. O seu conhecimento quanto à sua mulher não foi no sentido de a ver pela primeira vez, mas sim de gerar um filho. É comum na Bíblia usar o termo “conhecer” para se referir à relação sexual (ver Mateus 1:25).

      Paz!

  • Elienai Galdino disse:

    Então já tinha naquela época o pecado do incesto?

    • debora disse:

      Olá, Elienai!

      A terra de Node, para onde Caim foi, era conhecida com esse nome no tempo de Moisés, (em que ele estava escrevendo o Livro!) que relatou por inspiração divina a história de Caim. É bem provável que no tempo de Caim o lugar não tinha nome. Também é importante considerarmos que o relato da vida de Adão foi feito por Moisés talvez milênios depois dos acontecimentos. Este é o motivo de se dizer que Caim fundou uma cidade (Gênesis 4:17), quando talvez se tenha fundado com o alastramento de sua própria prole.

      Há ainda comentaristas que admitem que no espaço de 300 anos, o número de filhas e filhos de Adão era superior a 50 e mais de 20 os filhos de Sete.

      A dificuldade geral parece estar no capítulo 4 verso 17, onde diz que Caim conheceu sua mulher. Mas o texto não diz que ele a conheceu de vista pela primeira vez. Afirma que ele a conheceu e ela concebeu um filho. O seu conhecimento quanto à sua mulher não foi no sentido de a ver pela primeira vez, mas sim de gerar um filho. É comum na Bíblia usar o termo “conhecer” para se referir à relação sexual (ver Mateus 1:25).

      Paz!

  • osias disse:

    a palavra de DEUS nos diz que todos nós viemos de um só, no caso, Adão.
    quem estava só era Adão.

    Devemos lembrar que essa teoria pode sim ser aceita, já que Sarai era meio irmã de Abraão!!

    O interessante é que a palavra de DEUS NÃO preocupa em relatar essa historia Já que a linhagem toda de caim morreu com o diluvio. Deus através de sua palavra se preocupa em nos mostrar o plano de salvação começando com a promessa em gênesis de que a semente da mulher(Jesus) um dia iria pisar a cabeça da serpente(satanás).Bom e ele pisou e a promessa termina em apocalipse nos dizendo do grande dia em que ele voltará para buscar a igreja, sua noiva.

    Jesus no coração, e a paz do Senhor. Lembre-se, O Apostolo Paulo em sua carta a Timóteo nos diz para não entrarmos em assunto que só levam a contendas.

    Abraços meus amados!!!

  • Leitor disse:

    Não existia ninguém na terra quando Deus criou Adão, isso é afirmado em GÊNESIS CAP 2 VERSO 5: não havia ainda nenhuma planta do campo na terra, pois ainda nenhuma erva do campo havia brotado; porque o Senhor Deus não fizera chover sobre a terra, e também NÃO HAVIA HOMEM para lavrar o solo.

  • abimael disse:

    17 de atos versos 26 fala de um só fez toda a geração dos homens , para habitar sobre toda a face da terra ou seja não existiu nenhum ser antes de Adão. Caim casou com sua parentela.

  • debora disse:

    Paz, Jacinto.
    Por favor, leia Gênesis 4:1; 2 e 5:

    Adão teve relações com Eva, sua mulher, e ela engravidou e deu à luz Caim. Disse ela: “Com o auxílio do Senhor tive um filho homem”.
    Voltou a dar à luz, desta vez a Abel, irmão dele. Abel tornou-se pastor de ovelhas, e Caim, agricultor. Gênesis 4:1-2

    Novamente Adão teve relações com sua mulher, e ela deu à luz outro filho, a quem chamou Sete, dizendo: “Deus me concedeu um filho no lugar de Abel, visto que Caim o matou”. Gênesis 4:25

    O Senhor te abençoe com o Santo Espírito!

  • Eu era descendente de Adão, hoje sou descendente de Jesus Cristo….o primeiro morreu logo quando aceitei Jesus Cristo como meu único e suficiente salvador, tira o primeiro e estabelece o segundo.

  • aline disse:

    Eu ja havia feito essa pergunta minha tia me explicou assim.
    Quando lúcifer foi expulço do ceu com ele foi muitos anjos que cairam em terra entao foi com um desses anjos que Caim ajudou a povoar a terra

    • debora disse:

      Olá Aline,

      Com prazer lhe respondemos:

      Gên. 4:13-16 – É certo que as Escrituras não mencionam o nome da mulher de Caim e nem a sua procedência. Contudo, devemos nos lembrar que a terra já tinha começado a ser povoada quando ele se casou. Com certeza, a esta altura dos acontecimentos havia muito mais do que apenas 5 pessoas sobre a terra e outras mulheres além de Eva.
      Notemos os seguintes pontos:

      1. Em Gênesis, as Escrituras mencionam pelos nomes os filhos de Caim e depois os de Sete, que seria o patriarca da segunda geração. Este, nascido quando Adão tinha 130 anos (Gen. 5:3). Mas o Livro Santo afirma ainda que Adão, além de Sete, gerou filhos e FILHAS”. (Gen. 5:4).
      Não havendo interesse em detalhes, não se mencionam os nomes e nem a quantidade dos outros filhos e FILHAS, mas já os havia com abundância como decorrência do cumprimento do imperativo: “Frutificai-vos e multiplicai-vos …” (Gen. 1:28). E num tempo em que a vida humana se media em séculos, a prole de Adão já deveria ser numerosa. Portando, uma dessas filhas de Adão, irmã de Caim, poderia ter sido sua esposa.

      2. Mais ainda: Caim cometeu o brutal homicídio em idade já madura. Diz Gênesis 4:3 – “ao fim de dias … Caim …, etc.” Isto denota o transcorrer de um período considerável de tempo. A tradução de Matos Soares e de Figueiredo diz: “Passados muitos anos … ” e o comentário bíblico S.D.A Bible Comentary também admite esta hipótese afirmando: Gênesis 4:3 – ao fim de muitos dias denota um período indefinido e considerável de tempo transcorrido. “Ora, a esta altura dos acontecimentos, já a prole de Adão estaria numerosíssima”.

      3. Crêem ainda alguns que a mulher de Caim até poderia ter sido uma sua sobrinha, filha de Sete. Baseiam-se no fato de ter decorrido muitos anos entre Caim exilado na terra de Node, (Gên. 4:16) e o seu casamento relatado no verso 17. E o verso 25 ainda refere que Adão e Eva tiveram outro filho para substituir o justo assassinado. Esse era Sete, e também Sete “gerou filhos e filhas”. (Gên. 5:7).

      4. Há ainda comentadores que admitem que no espaço de 300 anos, o número de filhas e filhos de Adão era superior a 50 e mais de 20 filhos de Sete.
      A título de informação devemos dizer que o relato da vida de Adão foi feito por Moisés, mil e tantos anos depois dos acontecimentos. Este é o motivo de se dizer que Caim fundou uma cidade, quando talvez se tenha fundado com o alastramento de sua própria prole. E assim já não nos resta mais dúvida de que havia mulheres suficientes para Caim escolher a sua.

      5. A dificuldade geral parece estar no capítulo 4 verso 17, onde diz que Caim conheceu sua mulher. Mas o texto não diz que ele a conheceu de vista pela primeira vez. Diz, porém, que ele a conheceu e ela concebeu um filho, pelo que vemos que o seu conhecimento quanto à sua mulher não foi de vista pela primeira vez, mas sim para gerar um filho. Na verdade, como rezam os pontos acima, tanto Caim quanto Sete e todos os demais filhos de Adão e Eva, casavam-se ou com uma irmã sua ou com uma sobrinha (naquele tempo os homens não se casavam tão prematuramente como nos nossos dias) e ao tempo em que Caim pensara em casar-se, havia muitas irmãs suas e muitas sobrinhas suas, e ele não teve dificuldades em encontrar uma esposa.
      A terra de Node, para onde Caim foi, era com esse nome conhecido ao tempo de Moisés, que relatou por inspiração a história de Caim. Pode ser que ao tempo de Caim o lugar para onde ele fora não tinha nenhum nome, mas o tinha agora ao tempo de Moisés.

      Paz!

  • Rose disse:

    A bíblia não é específica em relação ao assunto. Mas pela possível ordem cronológica interpretativa das escrituras, há grande probabilidade de ser fato verídico a existência de outros “homens” fora do jardim; isso não anula de forma alguma o conceito de Segundo Adão.
    A Teoria da Eva Mitocondrial – comprovada cientificamente- afirma que todas as mulheres descendem de uma única mãe, porém, não afirma essa exclusiva existência. Para entender melhor sobre a Teoria, basta pesquisá-la; traz conhecimento imediato, também, para argumentos contra o evolucionismo.

  • GILSON disse:

    meus irmaos nos sabemos que a palavra de Deus la em geneses cp 4 falam de 4 pessoas adao,eva,caim e abel creio eu que a esposa de caim nao era sua irma e nem subrinha porque antes da queda adao e eva estavam vivendo pela inocencia no dicionario da lingua portuguesa inocencia significa,qualidade de inocente,falta de culpa,pureza,sem malicia,entao me chama a atencao que antes da queda adao e eva nao tiveram relacao sexual esta mulher que caim tomou por sua esposa nao poderia ser de forma alguma sua irma ou subrinha nao quero entrar em contradicao o que diz a palavra de Deus creio eu antes que adao e eva foram criados aviam abitantes na terra isto e muito polemico.

  • ANTONIO QUEIROZ disse:

    Caro instrutor, concordo com a resposta do Carlos Hilário, se ler a bíblia sequencialmente faz muito sentido o que ele disse. Como se explica a parte em que Deus criou macho e fêmea e mandou que enchessem a terra???

    • Instrutor disse:

      Veja querido irmão e amigo, esta é a grande questão, a Bíblia tem que ser lida sequencialmente porém, muitos trechos não estão em sequência, precisamos estuda-la não somente por algum texto e sim em todo contexto e analisar outros textos sobre o assunto, desta forma compreenderemos melhor.
      Depois nos diga o que pensa sobre isso, que as bênçãos de Deus repousem sobre sua vida, Ele te ama muito, um forte abraço.

  • cleber disse:

    pois irmãos a biblia diz que as coisas não reveladas não nos pertence,por isso como caim encontrou sua mulher a deus pertence,creiamos tão somente que deus é o provedor de todas as coisas.amém?

  • Celso Luis Ferreira disse:

    Vou Simplificar todas essas respostas, Na verdade todos nós somos descendentes de Adao e Eva, Isso quer dizer, todos somos sangue do mesmo sangue, apenas com a diferença de generos fortes que generaliza a mudança de“ abitos, cores de pele, cabelos, etc… tipo: eu puxei meu pai, a eu puxei meu avô, a eu puxei minha mãe…. e assim por diante!! temos que levar em consideração. que naquele tempo nao existia isso de saber o grau de parentesco!!

  • gescivaldo disse:

    adão é especial deus fez a terra e tudo que tem nela e no sétimo dia descançou, mais antes já tinha feito o homem macho e femea e mandou ir e frutificai etc, gn;02 ele separa um lugar na terra especial e nela planta todas planta que não tem na terra esse lugar o chamou de jardim ,vc sabe a diferença do quintal pro jardim, e alguém tem que ser o jardineiro, ai ele pega da terra especial e faz o cara especial limpo puro santo, e depois uma parceira também pura sem conhecimento do bem e do mal,

  • Josemar Ferreira disse:

    Deus teve seus motivos para mandar que adão, eva e sua prole se relacionassem entre si,e também motivos para depois proibilos, Ele é Deus e tem o melhor pra nós.

  • Josemar Ferreira disse:

    a bíblia é muito clara e os mistérios de Deus pra quem crê, Como já foi dito em um comentário acima, Deus deu ordem a Adão de se multiplicar, Eva foi tirada de sua costela e ele não questionou nada a Deus. No começo irmãos e irmãs, primos e primas e etc. se relacionavam e não cometiam pecado, pois isto era a vontade permissiva de Deus e está escrito em Romanos que onde não há lei não há pecado. No tempo de Deus ele proibiu esta prática e trouxe leis para toda aquela geraçao. Hoje esta pratica é considerada um pecado e também tras consequencias graves á saúde das pessoas.

  • Carlos José de Lima disse:

    Diletos (as) Irmãos e Irmãs
    Tenho a contribuir o seguinte

    DEUS através de sua infinita glória e majestade, sendo UNO e TRINO, não se pode explicar. Vive-se a alegria de se saber pela fé que é DELE e que nos dá de forma livre na medida em que o buscamos conhecê-lo. Assim, sendo nós filhos por adoção, pela graça de JESUS que morreu por nós para nos livrar do inferno e do julgo de Satanás, podemos e temos a certeza de que _ tudo é DELE e por ELE _. Mas sempre ou de vez em quando nos deparamos com perguntas e dúvidas de pessoas que ainda não tiveram encontro com JESUS e não se sentiram amados por ELE, JESUS. Indagam-se e discutem acerca das possíveis falhas, aspas, na palavra de DEUS. Nos cabendo esclarecer…mas esclarecer algo que não é necessário! De toda sorte, houve o ordenamento de DEUS à ADÃO e EVA, nossos pais…quando do estado de pecadores que éramos, segundo Romanos, que todos pecaram estão destituídos da glória de DEUS… o que através do sangue de JESUS CRISTO fomos perdoados… Ao tempo de Gênesis, início, ao passo que houve o primeiro homicídio no relato pós-queda, e errante o filho sobrevivente tornou-se… nascidos ABEL e CAIM, já com pecado original, um agradável ao DEUS ETERNO e o outro sendo rebelde e de disposição violenta e assassina, apesar de ser(m) ambos fruto do mesmo ventre, agir(m) de forma diametralmente diferente. O que vemos ainda nos dias de hoje! Muito mais nos dias de hoje, digo não! Sempre foi e sempre será assim… Pois o homem é pecador por natureza… mas à toda regra a exceção. Ok! Por fim, CAIM, errante, rebelde, homicida, triste, revoltado com DEUS, com uma marca em seu corpo que delatava o que fez, vivendo anos a fio, como todos os homens viviam segundo relatos da bíblia em que há desde 365 anos de vida (ENOQUE) e 777 anos de vida (LAMEQUE), há uma certeza de grande fertilidade destes homens e das mulheres também, vejamos a idade de NOÉ quando pode ter filhos, à idade de 500 anos (Gen. 5.32) _ Daí que CAIM pode ter um enorme tempo para encontrar filhas de seus compatriotas, não necessariamente uma sua irmã ou uma sua sobrinha (primeiro) grau, mas sim, uma mulher de sua parentela, de terceira geração, quarta geração, quinta geração, posto que, geração segundo nosso cronologia, segue à 10 em 10 anos , o que naqueles tempos era um nada num espectro de vida de mais de 500 anos e da fertilidade de centenas de anos…. Bom seria se ainda fosse assim, mas o que seria da terra, ao passo que com tenra(s) idade(s) morremos, pegando-se ao contexto daqueles tempos, meninos seríamos com 50, 60, 70 anos e assim por diante. O que só justifica o fato do ódio dos anciãos dos tempos de JESUS CRISTO (homem nascido de mulher) que se apresentou como RABI, sendo tão jovem e até sem a barba dos anciãos, e, sabendo mais do que eles sonhariam saber de DEUS e agir segundo a vontade de DEUS… Escândalo para aqueles tempos… e escândalo ainda hoje. Sejam ao SENHOR toda HONRA, GLÓRIA, LOUVOR, PODER, e tudo de melhor desta vida e deste mundo, que por ELE e ara ELE foi criado, e aos que NELE depositam sua fé. Hoje e sempre!!!!!! E que as dúvidas sejam tão só para que o SENHOR seja glorificado e exaltado, para SEMPRE!!!! E que a IGREJA VIVA diga, AMÉM!!!!!!!!Deus os abençoe!!!!!!!GOD BLESS YOU!!!!!!

  • Adenilson colares disse:

    se existia somente Adão e eva na quela época como então ocorreu a multiplicação da humanidade se não fosse por meio da parentela? sera que realmente havia outras pessoas abitando a terra fora do paraíso?

    • Instrutor disse:

      Na verdade querido irmão realmente ocorreu o relacionamento entre familiares que posteriormente foi abominável para Deus, ocorreu neste momento para que a Terra pudesse ser povoada somente.
      Aguardaremos sua opinião a respeito, conte sempre conosco, que Deus abençoe muito você, um grande abraço.

  • CARLOS HILÁRIO disse:

    Acredito que quando Deus criou o homem, já criou macho e fêmea e mandou que enchesse a terra. Para Adão ele não disse isso, até porque ele não habitava a terra, maso Jardim do Édem. Até porque, a incumbência de gerar filhos só foi dada a Eva depois de haver pecado: ” E tu mulher, com dor terás filho”, o que significa que até então ela não tinha esta incumbência.
    Sendo desta forma, é possível qaue Caim tenha casado, com filhas da outra geração de humanos que já existia na terra. Outra confirmação disto se acha no capítulo 6 do livro de Gênesis: ” E os filhos de Deus se casaram com as filhas dos homens”. O que se pode entender, como filhos dos homens aqueles que nasceram da relação entre homens e mulheres criados para encher a terra e filhos de Deus, aqueles gerados de Adão e Eva, pois este casal não foi gerado pelo sexo, mas pelas mãos de Deus, por isto, esta geração é chamada “filhos de Deus”. Desta forma, não há como dizer que houve incesto no casamento de Caim, pois duas gerações diferentes habitavam a terra. Uma criada por Deus para encher a terra. Outra formada pela mão de Deus para habitar o jardim. O relacionamento destas duas gerações de humanos deu a geração que consta a partir do capítulo 6 de gênesis.

  • pedro filho disse:

    as pessoas as vezes querem saber coisas que nos compete saber, é claro que DEUS não criou mais ninguém além de adão e eva, se não, não poderiamos dizer que somos irmãos. caim pode ter ficado com uma irmã ou uma sobrinha. qual era o problema, era planos de DEUS. e os planos de DEUS nós não contestamos. que a paz estejam com todos.

  • João Lima disse:

    Humildemente quero fazer algumas colocações. Em Gênesis 1:28, Deus disse ao homem que havia criado(macho e fêmea), para se multiplicar e encher a terra, para povoá-la, o que tornaria a relação entre seus filhos, logo irmãos, uma consequência. A única proibição de Adão e Eva seria para não comer o fruto da árvore da ciência do bem e do mal, sendo esse o único pecado possível para eles na época; tudo o mais eles poderiam fazer, inclusive multiplicar-se, sendo isso então o natural. A proibição do relacionamento entre irmãos, veio com Moisés, quando da instituição do livro de Levíticos, capítulo 18, sendo a partir daí um pecado. O Novo Testamento afirma que a lei nos deu ciência do pecado (Romanos 8), e então os primeiros homens e mulheres não pecaram neste sentido, pois o entendimento que tinham era que estariam gerando seus descendentes, como Deus ordenara.

  • Adão foi um nome dado para dar origem a raça humana,Leia introdução comentários de Gê neses Derek Kidner,regeração era contada como séculos, antes do dilúvio o mundo tinha outra caracteristica; exemplo não hávia chuva e sim a terra era regada com um vapor que subia da terra. Portanto procurem ler este comentário já mencionado que teremos outra visão sobre a criação .Pr Vírgilio Severo

  • claudionor disse:

    Se nos como servos do Senhor deixarmos de acreditar. no que a biblia nos revela acabaremos entrando no mundo das suposic,oes se Deus criou o homem e a mulher ou seja adao e eva e depois deu a ordem para eles frutificarem a terra esta bem claro apartir dai. tudo comecou.! E com serteza caim pode ter se casado com sua propria. Irma. depois disso ou. seja. depois que aterra estava povoada este conceito de procriacao. foi abolido. Pelo proprio Deus se tornando ensesto e isto foi dado como Lei. Lv:20,17.

  • Cristina disse:

    Esta história está incompleta. O que a Igreja não admite é que provavelmente houve INCESTO. Sim. Irmãos e irmãs, filhos de Adão e Eva, se relacionavam… E aí? Durma com este barulho…

    • Instrutor disse:

      Veja querida irmã, no início era permitido para que a população crescesse no mundo, porém a Bíblia tem algo bem claro para dizer sobre o assunto. Está em Levítico 18:6-18, onde especificamente no verso 14, é claramente mencionada a relação com tio ou tia como uma abominação diante do Senhor.

      Além deste relacionamento ferir um princípio bíblico temos ainda o fator biológico, pois uma gravidez incestuosa põe em risco a vida da mãe e também a vida do bebê, em conseqüência da sua consangüinidade. Não é aconselhável aprender a gostar da pessoa errada, pois é muito dolorido ter que abandonar os sentimentos por esta pessoa. É necessário dar muita atenção a este assunto, pois a sua felicidade eterna está em jogo.

      Se alguma pessoa está presa vítima de um sentimento de atração para com algum parente próximo deve pedir humildemente a Deus para afastar-se desse relacionamento. Mesmo que seja uma decisão difícil Deus espera que esta atitude seja tomada. Deus dará força para esta decisão. Isaías 27:5 garante: ‘Que homens se apoderem da minha força e façam paz comigo; sim, que façam paz comigo.’

      Qual a sua opinião a respeito, conte sempre conosco, que Deus abençoe muito a sua vida, um grande abraço.

Comente este artigo

Comente este artigo



Fale Conosco

Envie suas sugestões ou solicite informações