Diretório de artigos

Pesquise por termo ou palavra chave

a b c d f g h i j l m n o p q r s t u v x z

Filhos rebeldes e teimosos

Preciso de uma orientação a respeito da educação de filhos rebeldes e teimosos

Olá,

Encaremos os fatos: todos nós temos sido rebeldes desde que Eva se rebelou contra Deus, no jardim do Éden. Ela insistiu em fazer o que queria, e Adão agiu da mesma forma. Desde então, cada um de nós tem revelado essa mesma teimosia, essa má vontade em submeter-se a uma autoridade, e até mesmo à autoridade de Deus. Se você tem um filho rebelde, pode não ser apenas porque você é muito rígido ou porque não tem permitido que ele expresse seu pensamento a contento. Mesmo que você fosse um pai ou mãe perfeitos, seu filho acharia natural rebelar-se. Ele precisa da vara da correção. Mas para que possamos resolver a questão da rebelião em nossos filhos, primeiro temos que resolvê-la em nosso coração. (Lembre-se de que o exemplo é uma força poderosa!).

Então, como vão as coisas na sua vida mãe? Você se gaba de sua rebelião contra a igreja, contra sua família ou contra a sociedade? A questão não é se tais instituições estão certas ou erradas; a questão é a sua atitude. Uma atitude de rebelião, seja contra que ela for, impede-nos de recebermos as bênçãos de Deus. Talvez ela tenha base em um ressentimento contra seu marido e seu comando no lar, ou contra Deus e seu plano para sua vida… Muitas mulheres estão-se rebelando contra seu papel de donas de casa e mães. estão simplesmente abandonando-os ou lutando contra as instituições… Toda vez que você combater a rebelião de um filho, faça o mesmo consigo; essa prática constante manterá seu coração sempre livre de ressentimentos, antes que eles se transformem em um mar de amarguras.

Um criança sabe perceber nitidamente quando temos um espírito rebelde, teimoso. Inconscientemente, ela começará a admirar esse espírito, pois sua querida mamãe o possui.

Rejeite essa atitude de rebelião; confesse-a a Deus em oração, peça-lhe purificação, e depois ocmece a viver em obediência. faça isso por amor a seus filhos.

Prevenção com oração
A rebelião não é um problema que se resolve de uma vez por todas. Vão-se infiltrando na criança pensamentos e atitudes que se transformam em rebeldia. A mãe terá que ficar atenta, a fim de esmagar a horrenda cabeça desses “répteis” logo que surgirem, e não depois que tiverem se fortalecido tanto, que já estejam com as presas firmes nela.

Susannah Wesley tinha dezenove filhos e todos foram criados muito bem. Ela escreveu um breve ensaio, dizendo que o segredo era submeter a vontade da criança. Sua idéia era que se deixasse a vontade da criança prevalecer, isso faria com que ela fosse direto para o inferno. Por isso teria que ser dominada e mantida sempre sob controle. Aquela atitude: “Ninguém manda em mim” precisa ser subjugada pelos pais, se é que desejam que a criança aprenda a submeter-se a Deus. Isso pode parecer meio rigoroso, mas a Sra Wesley contrabalançava sua rigidez dando muito amor aos filhos. Nunca deixou de acompanhar cada um dos dezenove filhos na hora de dormir, quando orava com cada um em particular.

Dominar a teimosia de uma criança não significa quebrar o espírito dela, a ponto de torná-la um bichinho assustado. É ensinar-lhe respeito pelos outros. A rebelião é o oposto da obediência…Temos que exigir obediência de uma criança, quando mandamos que ela guarde suas roupas, e ela deixa passar cinco minutos para depois começar. Ensine-a que ela tem que fazer o que você manda, no momento em que você manda, e não quando ela estiver com vontade…Comece logo corrigindo essas pequenas infrações, e assim cotará a rebelião, antes que ela se torne mais séria. É bem mais fácil impor sua autoridade quando a resistência que o filho oferece é apenas demoras e desculpas, do que quando ela já é uma franca hostilidade. Portanto, qualquer que seja a idade de seus filhos, exija obediência imediata. Não tolere murmurações, discussões, respostas e amuos.

A Bíblia fala
Entretanto, se a situação continuar, e a criança insistir na atitude errada, mostre-lhe as Escrituras. Conforme a área em que sua rebelião se manifestar, seja na questão da fala ou dos amigos que escolhe, mostre-lhe os textos relativos ao problema. Mande-a ler em voz alta versos como Provérbios 18:6 “Os lábios do insensato entram na contenda, e por açoites brada a sua boca”; Provérbios 10:12 “O ódio excita contendas, mas o amor cobre todas as transgressões”; Provérbios 17:14 “Desiste, pois (da contenda), antes que haja rixa.” (Quando se tratar de crianças pequeninas, geralmente lemos numa versão moderna da bíblia). Não demorará muito e ela compreenderá que estava errada em discutir e teimar, não porque mamãe disse que era errado, mas porque Deus o dissera. Ore com a criança pedindo a Deus que rejeite esse hábito e que a ajude a usar seus lábios da maneira certa.

Você pode controlar a rebelião!
Como vemos, não é impossível dominar a rebeldia infantil. Muitos pais caíram no erro de pensar que se encontram totalmente derrotados e que não há esperanças, mas não é isso que a Bíblia ensina. O pai cristão não precisa deixar-se atrair pelas idéias e conceitos desse mundo, mas muitos estão assim, e o resultado é a destruição de seus filhos. As reações que os pais em geral tem para com a rebeldia dos filhos são tristes. Eles a temem, ou então a ignoram, dão explicações, ou então berram e gritam e torcem as mãos lamentando: Não sabemos oque fazer dele!”.

O medo manipula os pais
Em alguns lugares , os pais tem tanto medo da rebelião, que removem todos os regulamentos e exigências, por pensarem que é mais rápido deixar o adolescente fazer o que quiser, do que v~e-lo rebelar-se contra os regulamentos. Na história do filho pródigo, em Lucas 15, contém inúmeras lições para os pais, cujos filhos deixam o lar em atitude de rebeldia. Uma dessas lições é a de obrigar o jovem rebelde a enfrentar as consequencias de sua titude toda vez que ela fizer com que fique em apuros. Se for expulso da escola, a mãe não devrá ir ao diretor para reclamar. Deve deixar que o filho pague o preço e aprenda que a vida fora da escola ainda é mais dura que a vida da escola.
Portanto, o medo é uma das mais perigosas reações que os pais podem ter para com a rebelião dos filhos; outra é ceder, desistir, entregar os pontos.

O que queremos dizer realmente?
O que realmente dizemos quando afirmamos: “Não posso fazer nada com ele”, é que não poderemos corrigi-lo, pois teríamos que empregar tempo nisso, disistir de certos prazeres ou de qualquer coisa que isso exija de nós. Você ama seu filho o suficiente para correr o risco de que ele fique com raiva, e para fazer o que é melhor para ele mesmo que pareça que ele o odeia? Você o ama o suficiente para interromper seu trabalho ou uma conversa ao telefone, a fim de discipliná-lo por uma desobediência?
O entendidos em assuntos policiais estão dizendo que a causa da delinquência juvenil é a preguiça dos pais. A rebeldia dos homens está aumentando não porque os pais foram demasiadamente rigorosos, mas poque ficaram com medo de ser rígidos e se tornaram facilmente influenciáveis.

Que Deus nos livre da insegurança que nos faz pensar que nossos filhos tem que nos amar e compreender. Que nos livre de querer sempre a aceitação por parte deles. Essas coisas são apenas temporárias, quando lembramos que, quando adulto, “o homem insensato desprexa a sua mãe”. (Prov. 15:20). Enquanto você ainda está criando esse filho insensato, pode até ser muito querida por ele; mais tarde é que ele irá odiá-la, pois você não teve nem amor, nem força suficientes para deter sua insensatez.

Os pais se eximem da responsabilidade
David Wilkerson procurou os pais de criminosos, viciados em drogas e delinquentes, na esperança de descobrir quais haviam sido as falhas do lar, para que os filhos fracassassem na vida. Esses relatos estão em seu livro Parents on Trial (Pais em julgamento).
Todos os pais de criminosos ferrenhos alegam terem feito tudo que deviam; nenhum deles reconhece que cometeu erros. Então David Wilkerson foi conversar com os jovens.
- O que seus pais poderiam ter feito, para impedir que você malbaratasse sua vida dessa maneira?
E a resposta dos jovens era sempre a mesma: que o grande erro dos pais fora permitir que se rebelassem.
-Se minha mãe me amasse, teria me proibido de andar com aqueles rapazes de mau caráter. Ela apenas ficava implicando comigo, e depois ia cuidar da casa.
A brandura excessiva dos pais que tentaram evitar a rebeldia dos filhos só fez alimentá-la.
Aprenda com os erros dos outros. A rebeldia é pecado. Ela destrói os planos de Deus para avida de seu filho. Quando ele se rebelar, deus lhe atribui a responsabilidade de corrigí-lo. Não se esquive a ela!

*Fonte: Livro “Como criar filhos felizes e obediente”, Barbara Cook, Editora Betânia, páginas 57 a 67

Comentarios

Este artigo teve "68 Comentários"

  • katia lima disse:

    Tenho um filho de 22 anos,eu errei muito na minha vida.
    fui uma mae que nao cuidei do meu fiho e nem dei amor
    Em 2007 parei de beber e de fumar,entreguei minha vida pra Jesus.
    Na epoca conversei com ele e disse que precisavamos todos mudar de vida.
    Porque na epoca ele ja nao estudava ,usava e vendia drogas.
    Ate hoje ele nao mudou de vida,continua usando drogas.
    Ele esteve 2 vezes na febem eu estive do lado dele,ajudando e participando da vida dele.
    Este 2 vezes na cadeia ,estive do lado dele ajudando tanto no material e no tempo que ele esteve la.e mesmo gravida levava materias de higiene e alimentos
    .Na 3 vezes que ele foi pra cadeia ,e ja tinha nascido minha filha.
    E foi ai que eu parei de visita-lo e nao tinha ninquem pra levar as coisas pra ele.
    Eu nao poderia ficar com um bebe na frente da cadeia.
    Ela nao merece isso.
    Mas quando ele pedia ajuda eu mandava.
    Eu ja mudei da minha casa e fui morar em outro lugar pois ele me envergonhou muito e me chingava de muitos nomes feios.
    Eu mudei e ele saiu da cadeia.
    Dei mas uma chance e falei pra ele que teria hora pra entrar e nao iria passar anoite toda na rua e chegar bebado e drogado.
    Hoje ele nao esta mais comigo ,eu levei ele em palestras pra depedentes quimicos e se ele quisesse se internar em uma clinica evangelica teria.
    Ele em minha nova casa e perto da minha filha ele me chingava de palavroes
    E tinha ciumes da bebe e toda hora falava a senhora me dava carinho assim quando eu era bebe.
    Eu confesso eu tinha 19 anos na epoca e quando ele nasceu logo ele foi morar com minha mae.
    Eu era uma dependente quimica.
    E nao poderia ficar com ele.
    E ele sabe disso(porque minha mae sempre falou na frente dele e ele cresceu escutando isso) e entao porque ele me pergunta se eu quando fui pra JESUS eu pedi perdao pra ele por tudo que eu tinha feito de mal pra ele e por nao ter sido uma mae carinhosa e presente.
    Ele ja nao esta mas aqui em casa.
    Foi pra casa da minha mae que tem 75 anos,ele chinga minha mae de todos os nomes horriveis que vc possa imaginar
    E ja falei pra minha mae ,nao aceitar ele la.
    Ela tem pena dele
    Uns messes pra ca ele se fez de louco e nao falava coisa com coisa.
    procurei na internet ajuda pra ele.
    Levei ele no psiquiatra ,e o doutor receitou pra ele remedio,pra ele dormir e ficar mais calmo.
    Mas ele nao foi buscar o remedio ,ja que e perto da casa da minha mae.
    Temos consulta dia 26/6 ,mas sempre e uma luta pra levar ele.
    NAO SEI MAS OQUE FAZER,ME SINTO MUITO CULPADA.
    E TODAS AS VEZES QUE CUIDO DA MINHA FILHA ,EU LEMBRO DELE E SINTO POR NAO CUIDADO DELE.
    ME AJUDE NAO SEI MAS OQUE PENSAR,ME CULPO MUITO PELA MINHA MAE QUE ESTA PASSANDO POR ISSO.
    JA QUE ELA ABRIU AS PORTAS DA CASA DELA PRA ELE.
    E INFELIZMENTE SE A MINHA MAE COLOCAR ELE PRA FORA ,AONDE ELE VAI MORAR ,JA QUE AQUI NO PREDIO QUE EU MORO TEVE CONFUSAO ENTRE EU E ELE.
    E ATE POLICIA E ELE JA ATE QUIS ENVADIR O PREDIO PORQUE EU DEU ORDEM PRA NAO DEIXAR ELE SUBIR.
    ME AJUDE OBRIGADA.

    • Instrutor disse:

      Realmente é muto delicada esta situação querida irmã, para que ele mude é necessário uma decisão dele, por isso devemos orar bastante por ele e tentar aproxima-lo de Deus, nos diga o nome dele para incluirmos em nossas orações e também gostaríamos de ver a possibilidade de algum Pr conversar com ele, será que aceitaria?
      Aguardaremos seu retorno, lembre-se que vocês são muito importantes para Deus, Ele ama muito vocês, contem sempre conosco, um grande abraço.

  • mãe em aflição disse:

    Tenho uma filha adolescente, sempre foi fechada, mas nunca respondeu, nem foi de gritar ou impor algo, se peço para ela chegar no horario ela chega e se eu falo “não”, ela obedece, vai a igreja so de sabado de manha pq tem atividades e no domingo a noite pq eu obrigo, mas ela diz ter atrações por meninas, estou orando, jejuando, mas tem horas que minhas forças somem, eu sei que tenho que esperar em Deus, mas eu vejo ela se sentindo aliviada por nao ter que esconder isso de mim, apesar de eu ter deixado claro que sou contra, e mostrado na Palavra o que a Bíblia diz, ela nao tem medo do inferno, e nem se importa se eu falo que isso é errado. Estou frustrada, e dentro de mim tem um desgosto enorme. Amo a minha filha, e oro por ela todos os dias, meu amor por ela nao diminuiu. O mundo nos condena por pensar que a familia é constituida de homem e mulher, isso torna nosso fardo muito mais pesado porque os valores estao sendo trocados, nossas vozes estao sendo caladas.

    • Instrutor disse:

      Realmente é uma situação delicada querida irmã, porém, continue orando por ela e fazendo com que ela se aproxime da Bíblia cada dia mais, voc6es estão fazendo culto familiar diariamente? Isso é muito importante também e jamais se esqueça do que está escrito:
      Educa a criança no caminho em que deve andar; e até quando envelhecer não se desviará dele. Provérbios 22:6
      Por mais que ela se afaste querida irmã, ela é de Jesus, Ele está ao lado dela atuando poderosamente a favor dela e também a seu favor, confie sempre no poder e amor de Deus por vocês.
      Conte sempre conosco, Deus está ouvindo cada oração feita, gostaríamos de orar por sua filha também, que Ele ilumine e abençoe muito vocês, um grande abraço.

  • Gostaria de saber como educar minha filha de dez anos, vivemos sós, porém tenho observado certa rebeldia em seu comportamento.Com apenas dez anos já faz comentários à respeito de namoradinhos, o que com certeza me preocupa muito,procuro dar o que posso á ela, principalmente respeito e muito amor, também sei que erro em muitas coisas.O que devo fazer? procuro dar lhe também ensinamentos cristãos.O que devo fazer?

    • Instrutor disse:

      Veja querida irmã, o mais importante é tentar aproxima-la de Deus, o ideal é que vocês possam ter um momento em que se aproximem de Deus juntas, fazendo um estudo da Bíblia, orando juntas, isso seria fundamental para vocês, o que acha?
      As suas atitudes são muito importantes também querida irmã, isso influencia bastante, a sua filha aceitaria ter esta comunhão com Deus? Vocês poderiam iniciar de maneira tranquila e aos poucos irem aumentando, aguardarei seu retorno, conte sempre conosco, que Deus abençoe muito vocês, um grande abraço.

  • maria cristiana disse:

    meu filho tem 16 anos r acha que já pode fazer tudo que ele quer. eu estou soufrendo muito com ele. min responde, desobedece,faz mangaçôes de min,groserias,teimosias, sai demora chegar e não diz para onde vai nem com quem vai. todos os dias eu brigo com e chamo a atenção , dou conselho , mais mesmo assim ele continuar a fazer tudo dinovo. por favor min ajude.

    • Instrutor disse:

      Olá querida irmã, será uma alegria enorme poder te ajudar nesta questão. Nos diga uma coisa, qual o relacionamento que seu filho tem com Deus?
      Isso é muito importante, aguardamos seu retorno, conte sempre conosco, que Deus abençoe muito você e toda sua família, um grande abraço.

  • tenho dois filhos sao gemeos goctei muito do artigo pois espero q deus envia pessos p/ nos mandar mensagems e conselhos biblicos p/ nossos filhos

  • fabiana disse:

    Muito bom esses ensinamentos. Me mostrou respostas que procurava. muito obrigada e que Deus nos abençoe.

  • Miriam disse:

    Estou aflita com meu filho de 23 anos que não está trabalhando e deixou a faculdade, sempre fiz o melhor para ele, porém nao reconhece. Ele é grosso, respondão, sai e não dá satisfação p onde vai e não tem responsabilidade com horário, vou trabalhar com sono, irritada, cansada, pois fico acordada até que chegue e as vezes vou p o trabalho e ele nem chegou…vou com o corpo, mas a cabeça fica em casa. Ele vira a noite fora e de dia dorme, não aceito essa situação, peço ajuda em oração.

    • Instrutor disse:

      Estaremos orando querida irmã, nos passe o nome dele para incluirmos em nossas orações, outra coisa, qual o relacionamento dele com Deus?
      Conte sempre conosco, aguardamos eu retorno, um grande abraço.

  • betania disse:

    obrigado mas estou com filho de 15 anos e estar dificil muito rebelde ele nao era assim arrumou maus companhias e agora estar dificil de afastar mostro a realidade pra eles que eles nao sao boas companhia pra ele que depois que ele se acompanhou com eles minha vida virou um tormento nao sei mais o que fazer ja fiz de tudo para afastalo e cada dia sinto que meu filho estar bem distante de me eu falo do amor que temos por ele que nao deixe o mundo estrgar eo que vivemos ate hoje unidos e uma bela familia oro por eles todos os dias

    • Instrutor disse:

      Querida irmã, o mais importante é o que ensinaram a ele até hoje, nunca se esqueça da promessa de Provérbios 22:6, sabemos que nos dias de hoje as oportunidades ruins que o mundo oferece aos jovens são inúmeras, porém, por mais que se afaste ele retornará aos caminhos do Senhor.
      Gostaríamos de conversar mais contigo e poder te ajudar nesta questão, conte sempre conosco, que Deus abençoe muito a sua vida, um grande abraço.

  • Eliane disse:

    Oi eu tenho 2 filhas uma de 9 e outra de 1 ano e 9 meses depois que a bb nasceu a mais velhas ficou muito teimosa,desobediente,respondona,desafiadora,encrequeira ect, ta dando muito trabalho tento enssina-la com amor mas não tenho consseguido, eu sei la parece que as vezes não a amo mais por ela me desrrespeitar tanto tem me dado tanta tristeza, gosto dela as vezes esta tudo bem mostro como a amo,lhe dou carinho e ela simplismente assume novamente essa forma desagravel que citei acima me doi muito pois tenho tentado dar a minha atençao e amor a ela mas nao tenho consceguido presciso de ajuda não sei mais o que fazer por favor me ajude.

    • Instrutor disse:

      Veja querida irmã, primeiramente é importantíssimo ter um relacionamento com Deus, no caso de sua filha mais velha, faça alguma atividade com ela, estude a Bíblia ao lado dela, tudo isso está acontecendo por ciúmes ou sentindo que não tem mais a atenção dos pais, não que isso esteja acontecendo realmente mas é algo que ela possa estar sentindo.
      Converse bastante com ela, dê bastante atenção e principalmente, chame ela para te ajudar em algumas coisas com a irmãzinha, quanto mais próximas elas ficarem melhor será o relacionamento entre vocês.
      Queremos poder te ajudar, conte sempre conosco, que Deus abençoe e ilumine muito a vida de vocês, um grande abraço.

  • silmara disse:

    BOM DIA. TENHO UM FILHO DE 18 ANOS E ELE É UMA REBELDIA QUE NAO TEM FIM, VOU FALAR COM ELE, ELE ME CHINGA, GRITA COMIGO, NAO CONVERSA COM O PAI E NEM O PAI COM ELE, ELES ESTIVERAM UMA BRIGA A UM ANO, E DESSE DIA PRA CA NAO SE FALAM MAIS. ANDA COM UMAS COMPANHIAS QUE EU NAO ACEITO, MAS NAO POSSO FALAR NADA. ESSES DIAS ESTAVA COM UMA MOTO SEM DOCUMENTO, E FOI PRA CIDADE VIZINHA, E A POLICIA FEDERAL PEGOU, FOI PRA DELEGACIA, MAS LOGO EM SEGUIDA FOI LIBERADO. NAO SEI MAIS O QUE FAZER, ME DEEM UMA LUZ PELO AMOR DE DEUS ESTOU SOFRENDO MUITO. AGUARDO RESPOSTA URGENTE.

    • Instrutor disse:

      A melhor coisa a fazer querida irmã é aproxima-los de Deus, tanto seu marido quanto seu filho, pois talvez a falta deste contato esteja prejudicando seu filho que acaba buscando na rua o que não encontra em casa, por parte do pai.
      Vamos entrar em contato para saber mais detalhes e poder te ajudar nesta questão, conte sempre conosco, um grande abraço.

  • lucicleide disse:

    olá gostei muito dessas orientações, mais esou muito triste com minha filha de 13 anos, ela está se tornando muito rebelde, quando falo com ela me responde em tom alto, porque costuma ver as atitudes do pai para comigo,sou evangelica desde quando ela completou 1 ano, e falo pra ela que ela já conhece a verdade e tudo que plantamos colhemos, espero respostas suas para entrar em mais detalhes da minha situação

    • Instrutor disse:

      Veja querida irmã, o maior problema neste caso é o que ela acaba vendo, que provavelmente ela não concorde e com isso se revolta ou fica com este sentimento negativo em seu coração, isso fará muito mal a ela.
      A melhor coisa a fazer irmã é tentar aproximar tanto ela quanto seu marido mais de Deus, vamos entrar em contato para podermos te ajudar melhor, conte sempre conosco, um grande abraço.

  • indiamara disse:

    tenho uma filha de 13 anos muito teimosa e rebelde… ro por ela mais ela nao que saber de orar pouco vai a igreja; nao sei oque posso fazer com essa situaçao

    • Instrutor disse:

      Realmente é uma situação delicada querida irmã e amiga, vamos entrar em contato contigo para saber mais detalhes e poder te ajudar, tudo bem?
      Conte sempre conosco, que Deus abençoe muito você, um grande abraço.

  • Helena disse:

    Muito inspirador,nada como receber uma orientação de
    pessoas que se dedicam a Deus e em ajudar os outros…
    Muito obrigada…..

  • Daniel disse:

    palavras lindas…se todas as palavras do mundo fossem tão eficazes para nossas vidas ..teríamos um mundo diferente..quem sabe algum dia a cabeça dos homens e das mulheres possa mudar e não teríamos mais este mundo louco,seria apenas felicidade e Deus ficaria satisfeito conosco .

  • Dinacir disse:

    Muito oportuno esse comentário, pois hoje estamos vivenciando o momento da defesa dos direitos humanos, onde as pessoas, nas mais diferentes classes defendem o direito de se impor, nessa onda os filhos não desejam mais obedecer e os pais, por medo, falta de conhecimento ou mesmo falta de tempo acabam se entregando e deixando acontecer.Resultado: Filhos perdidos e pais culpados…

  • Breno disse:

    Muito essa direção constituída por Deus!

  • Roberto disse:

    Sofro vendo a sabedoria, o bom senso, a prudencia, como aqui expostos, não merecerem a importancia devida pela mãe da criança que vive comigo. A criança é velhaca, atrevida, respondona, espalhafatosa, viciada em “Chaves” na TV, inimiga da leitura e do estudo. Os que a conhecem, já adultos e pais, a acham intolerável, intratável porém bonitinha. A mãe dá a ela todos os nomes feios de peste a porca fedorenta. A menina simplesmente diz que é assim mesmo. A mãe não aplica nenhuma punição que a criança tema pois a menina é quem manda na mãe e esta não tem mão forte. Apenas esbraveja e berra e diz que vai morrer. Só Jesus!

  • beatriz b disse:

    muito esclarecedor o artigo.sabemos que se naõ educarmos nem dermos amor para nossas crianças ,o malìgno os adotara e passaraõ a fazer a vontade dele e naõ a vontade do nosso pai do céu

    • Instrutor disse:

      Exatamente querida irmã e amiga, por isso devemos nos revestir da armadura de Deus, estudando sempre a Bíblia, orando a todo instante, que Deus abençoe e ilumine muito o seu caminho, um grande abraço.

  • Paulo Barbato Junior disse:

    Olá a todos, na minha opinião normalmente(quase sempre) a culpa é dos pais, pois são os pais que tem que controlar suas condutas, as condutas dos filhos e suas amizades, eu fico indignado com oq eu vejo no dia-a-dia, tenho amigos que provavelmente vão beber(ou já estão bebendo), culpa dos pais, pois eles chegam bêbados em suas casas, pais:
    OBS: isso é um aviso, antes de falar mal de suas crianças(heranças de DEUS) cuidem dela como herança do pai celestial, com carinho, atenção, rigor(quando necessário, disciplina e principalmente amor. Se não um dia provavelmente vc vai ter que falar diante a DEUS e aos homens, por que vc jogou fora a herança que DEUS te deu(talento enterrado).

    • Instrutor disse:

      É verdade querido irmão e amigo, infelizmente vemos muitas crianças se perdendo pelo exemplo que tem dentro de casa, por isso devemos mostrar a muitas pessoas sobre como é viver seguindo as vontades de Deus, que Ele te abençoe muito, um grande abraço.

  • Vagner Roberto disse:

    Creio que o maior problema não é da criança ou do adelecente, mas sim, dos pais de mesmo dentro da mesma casa, permanecem divididos.
    Os filhos sempre vão procurar por aquele de lhe dá algum tipo de apoio sobre o que elequeria fazer.
    Tenho um problema assím, toda vez que vou corrigir as minhas filhas, minha esposa sempre está reclamando de algo.
    Esta divisão, faz com que as minhas filhas se apoie nela e sempre saíu como errado.
    Como o texto acima disse, nossos filhos são reflexos de nossas atitudes. Se eu estiver atitudes erradas, certamente os filhos também teram.

  • Rosiane Monteiro disse:

    estava precisando dessa informação vou colocar em pratica com a minha filha
    pois quem ama corrige é como diz a materia vamos aprender com os erros dos outos sem julga-los. pois eles também precisam de boas influencia.

    • Instrutor disse:

      Como é maravilhoso ver uma filha de Deus, pedir orientação dEle para aprender mais sobre esta maravilhosa Palavra que nos guia e nos liberta, conte conosco se tiver alguma dúvida, entre em contato, que Deus abençoe muito você e sua família.

  • maria pinheiro disse:

    que boom que há quem se interesse por estes assuntos!!!

    Sou mãe de uma criança de 6 anos e hoje digo que instruções sempre temos mas falta-nos o tempo para ensinarmos nossos filhos.As vezes meu filho demonstra necessidade de uma disciplina urgente e eu estou de saida para o trabalho e acabo deixando para depois, às vezes no dia seguinte para poder conversar, disciplinar. Acredito que essa falta de tempo principalmente das mães tem exigido muito esforço das crianças. Que Deus nos ajude s sermos virtuosas!

  • nazare rozendo medeiros disse:

    É maravilhoso aprender mais como lidar com os nossos filhos,nos dias de hoje está cada vez mais difícil lidar com essa situação, pois tenho um filho de 13 anos e uma filha 06 anos. Essa orientação foi muito importante para mim me ensinou mais, e me sentir mais corajosa para lhe dar com essas situções. Obrigada, e Deus abençoe a todos.

  • Lúcia Calixto disse:

    Achei muito bom esse artigo,Tenho 49 anos meu esposo tem 48anos e temos 21 anos de casados, temos uma filha de 10 anos sou evangélica pela graça e miséricordia de DEUS.Graças a DEUS a nossa filha até o presente momento é uma bençã, muito obediente por ser filha única não a mimamos mas damos muito carinho e ensino as coisas de DEUS e ser temente a ele. Se nossos filhos temerem a DEUS eles serão obedientes a nós. DEUS abençoe a todos em o nome do SENHOR JESUS CRISTO.

  • KELLY DIAS disse:

    Acho q um conselho como este deveria ser publicado em destaque onde mais pessoas possam ver,pois muito se fala do filho rebelde descontrolado,mas ninguem fala do adulto ou pais rebeldes cuja a rebeldia é escondida é afeta somente os de casa.

  • lucivânia disse:

    esse texto díz tudo que um pai e uma mãe preciza pra fazer os filhos andarem na linha ser ter que ser rígido de mais ou manso de mais. amei ter lido e vou pedir ajuda a deus pra educar meus filhos dessa maneira, para que no amanhã meus filhos possam ser pessoas do bem.

  • maria eloisa boniberg disse:

    eu acho que esta certo por que e melhor eles nos odiar agora mais nos amar e nos agradecer por ter nos corrigido

  • MIRIAN disse:

    QUE DEUS ME ABENCOE A SEGUIR ESSAS INSTRUCOES, POIS REALMENTE E DIFICIL CRIAR DOIS ADOLESCENTES, UM E MAS OBEDIENTE MAS O OUTRO AS VEZES QUER SE REBELAR MAS CM ORACOES E INSTRUCOES VENCEREMOS ESSA DESOBEDIENCIA, QUE DEUS OS ABENCOEM ABRACOS, OBRIGDA PELO ARTIGO

  • Eliotonio disse:

    Brilante! Como nossa sociedade precisa aprender a criar filhos. Não excluo aqui os cristãos que não põem em práica o que diz a palavra de Deus.

  • adriana cristina dasilva mota bezerra disse:

    gloria a Deus pois pelo que li não to fora do ensanimamento,que tenho ensinado aos meus filhos!!!mas é sempre bom ler e aprender mais um pouco!

  • fatima disse:

    olá preciso de orientação quanto a rebeldia,meu filho tem 26 anos até os 18 anos era obediente,depois como ele viu muitas discussões do pai comigo ele se tornou-se agressivo em palavras com o pai,e quando eu repreendo ele ,ele fala que eu mereço o que o pai faz.hoje eu sou batizada,frequento a igreja meu esposo tambem,ainda não é batizado,fizemos o MMI,foi uma benção em nosso casamento,daí meu filho critica os casadinhos pra sempre,mas o meu esposo entende hoje que não é ele,e sim o demõnio que age na vida dele.O devo fazer além de orar pela libertação dele,o meu filho mais novo está participando da célula,é uma benção.Espero orientação e oração,que Deus os abençõem.

  • Kelly Leal Dallaqua disse:

    gostei muito deste conteúdo e gostaria de saber se posso usar e até mesmo publicar os conteúdos como forma de evangelização.
    Que Deus abençoe todo trabalho de vocês, e prospere para a glória DEle.A Paz do SEnhor Jesus.

  • vanderley disse:

    pois eu sei como é , tenho duas filhas , as lutas são muito grande .
    mas aprendi , colocar todos que eu quero para minhas filhas no altar do Senhor. pois tenho recebído a recompensa do Senhor Jesus.
    e aprender esperar , nunca levantar a voz pra criança, sempre com harmonia.
    pois dá resultado ,primeiramente o Senhor na frente.

  • Sergio Fernando disse:

    - A Paz Amados(as) muitom bom artigo, tenho um menino de 3 anos e chora muito, faz muita manha não sei bem ligar com isso, não quer ir a creche só JESUS PARA TER MISERICÓRDIA. Obrigado(A)

  • dayse disse:

    excelente artigo concordo com tudo que foi escrito aqui devemos acorda de uma vez por toda

  • andreia disse:

    bom dia gostei muito desse artigo foi muito esclarecedor bem pautado na bíblia.
    e é verdade é dever nosso como pais educar nossos filhos no temor do senhor para que eles ao se tornarem adultos seja homens e mulheres q andam segundo o Espirito de Deus.obridado

  • Ruthlene Silva Costa disse:

    Esse artigo me ajudou muito, pois tenho duas filhas, uma de 2 anos e outra de 4 anos e apesar da pouca idade já demonstram atitudes de rebeldia, a menor de 2 anos já diz “não” quando não quer fazer algo e as duas já mormuram, gritam e agem com ira, fico preocupada pois hoje eu ainda consigo impor minha autoridade, mas e amanhã?As vezes não sei como agir e esse artigo me esclareceu bastante.Obrigado.

  • Aparecida do Carmo Gomes de Faria disse:

    Muito esclarecedor para os pais.Confesso não havia ainda pensado nessa rebelião nos pais. Parabéns pelo artigo.

  • Gerusa Morati disse:

    Muito interessante esse assunto,os pais precisa realmente se votarem para os conselhos de DEUS em se preocupar com o bem estar de suas família,quando os pais passam bons exemplos para os filhos a porcentagem de erro é bem pequena,quando uma criança é criada com limites,regras e amor elas aprendem também com amor respeitar seus pais,acho que o exemplo é fudamental,e saber corrigir na hora certa mas com amor.

  • adriana de sá santos disse:

    Boa noite!
    Gostei muito deste artigo, pois estou tendo dificuldades em corrigir meus filhos,e as vezes fico perdida como educar, penso que estou exagerando, mas vejo que o caminho é esse mesmo, corrigir c/firmesa em qunto é tempo.Mas não é fácil ser firme as vezes, realmente extressa, mas não possso desistir dos meus filhos.

    obrigada
    Deus nos abençoe para cuidarmos da maneira certa de nossos filhos, e um dia devolve-los a ele.

    bjssss
    dri

  • andreza disse:

    amei essa matéria!! foi muito útil para minha vida familiar!

  • muito bom o artigo, gostei demais, quantos pais não precisam ler esse artigo assim como eu precisei ler.

    que Deus abençoe o(s) autor(s)

  • priscila disse:

    Esse artigo é uma benção, veio na hora certa para me ajudar a lidar com minha filha de 7 anos.

  • Patricia disse:

    Gostei muito desta materia, pois nos dá uma orientação não só na parte logica dos fatos e sim a luz da biblia. Ajudou-me muito.
    Vale a pena ler.

  • sueli disse:

    muito obrigado vou mim esfoça por em pratica que deus os abençoes

  • katia Andrade disse:

    este estudo pra mim foi de grande proveito espero que ajude outras mães que sentem dfficuldade com a rebeldia dos filhos.

  • valeria disse:

    eu gostei muito, era o que eu precisava, me abriu os meus olhos,que Deus te abençoe

  • ANDREIA disse:

    OTIMO MUITO BOM eu gostei muito eu aprendi muito eu tenho 4 filhos e não e facil

  • andrea disse:

    nossa muito bom mesmo essa matéria que eu li gostei muito obrigada foi muito produtivo para minha vida vou por em pratica

  • camy henriques disse:

    muito importante este artigo, realmente é necessario muito amor, muita atitude de amor para corrigirmos os nossos filhos incansavelmente e com paciencia. aprendi que nao adianta gritar e dizer tu é que sabes eu nao faço mais nada! mau, muito mau pois o que os pais estao a fazer é negligenciar as suas responsabilidades, estao logo a dasistir de sus filhos. Daqui em diante terei uma atitude de obediencia perante as autoridades, começando pelo pai deles, na igreja e perante toda a sociedade. E entao ama-los conforme o amor de Deus pois este é paciente, longanimo, misericordioso, incansavel… enfim que o Senhor esteja no centro das nossas familias, amem.

  • Edio calixto disse:

    muito bom o comentário que e feito pelo o bem comum temos que praticar o que e bom

  • Nádia Lúcia disse:

    Olá, tenho dois filhos (9 e 7 anos)e como uma mãe que ama seus filhos, quero que eles cresçam felizes e amando a Deus. Por isso, é muito bom quando encontramos conselhos guiados pela palavra de Deus para nos ajudar nessa caminhada. Muito obrigada!

  • geysilane disse:

    Gostei muito do estudo e concordo plenamente, as vezes me chamam de chata, dizem que eu sou perversa porque meu filho tem apenas 1 ano e 7 meses e tento fazer com que ele se comporte, mas, a verdade é que quem não faz o filho chorar, chora por ele.

  • muito bom, se aplicar-mos isto agora ai sim terremos uma sociedade melhor amanha. Deus abençoe.

Comente este artigo

Comente este artigo


Current month ye@r day *