Diretório de artigos

Pesquise por termo ou palavra chave

a b c d e f g h i j l m n o p q r s t u v x z

O que a Bíblia diz sobre o dízimo?

Antes de começar a gastar, devemos honrar a Deus dando-Lhe o que Lhe pertence primeiro. A Bíblia diz em Provérbios 3:9 “Honra ao Senhor com os teus bens, e com as primícias de toda a tua renda.”

Que parte do nosso salário pertence a Deus? A Bíblia diz em Levítico 27:30 “Também todos os dízimos da terra, quer dos cereais, quer do fruto das árvores, pertencem ao senhor; santos são ao Senhor.”

Dar o dízimo é uma forma de aprender que Deus ocupa o primeiro lugar na nossa vida. A Bíblia diz em Deuterenômio 14:22-23 “Certamente darás os dízimos de todo o produto da tua semente que cada ano se recolher do campo. E, perante o Senhor teu Deus, no lugar que escolher para ali fazer habitar o seu nome, comerás os dízimos do teu grão, do teu mosto e do teu azeite, e os primogênitos das tuas vacas e das tuas ovelhas; para que aprendas a temer ao Senhor teu Deus por todos os dias.”

Como era o dízimo usado em Israel? A Bíblia diz em Números 18:21 “Eis que aos filhos de Levi tenho dado todos os dízimos em Israel por herança, pelo serviço que prestam, o serviço da tenda da revelação.”

Cristo aprovou o dízimo. A Bíblia diz em Mateus 23:23 “Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! porque dais o dízimo da hortelã, do endro e do cominho, e tendes omitido o que há de mais importante na lei, a saber, a justiça, a misericórdia e a fé; estas coisas, porém, devíeis fazer, sem omitir aquelas.”

Que diz Paulo sobre como o ministério do evangelho será sustentado? A Bíblia diz em 1 Coríntios 9:13-14 “Não sabeis vós que os que administram o que é sagrado comem do que é do templo? E que os que servem ao altar, participam do altar? 4Assim ordenou também o Senhor aos que anunciam o evangelho, que vivam do evangelho.”

Em que princípio se basea a devolução do dízimo? A Bíblia diz em Salmos 24:1 “Do Senhor é a terra e a sua plenitude; o mundo e aqueles que nele habitam.”

De donde vêm as riquezas? A Bíblia diz em Deuterenômio 8:18 “Antes te lembrarás do Senhor teu Deus, porque ele é o que te dá força para adquirires riquezas; a fim de confirmar o seu pacto, que jurou a teus pais, como hoje se vê.”

Além do dízimo que mais devemos trazer ao Seu santuário? A Bíblia diz em Salmos 96:8 “Tributai ao Senhor a glória devida ao seu nome; trazei oferendas, e entrai nos seus átrios.”

Deus diz que quando não damos dízimos e ofertas, estamos robando-Lhe. A Bíblia diz em Malaquias 3:8 “Roubará o homem a Deus? Todavia vós me roubais, e dizeis: Em que te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas alçadas.”

Como sugere Deus que provemos as bencãos que Ele prometeu? A Bíblia diz em Malaquias 3:10 “Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim, diz o Senhor dos exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós tal bênção, que dela vos advenha a maior abastança.”

Dá com alegria como quem quer agradar a Deus. A Bíblia diz em 2 Coríntios 9:7 “Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, nem por constrangimento; porque Deus ama ao que dá com alegria.”

Deus diz que o que damos deve reflectir com honestidade o que recebemos. A Bíblia diz em Deuterenômio 16:17 “Cada qual oferecerá conforme puder, conforme a bênção que o Senhor teu Deus lhe houver dado.”

Comentarios

Este artigo teve "7 Comentários"

  • Olá Débora, bom dia!
    Malaquias se encontra no velho testamento!São ordens direcionadas aos Judeus!
    Se voce ler o capítulo 2 do mesmo, verá que Deus se refere aos sacerdotes.Sabe o porque?
    Pelo mesmo motivo que é feito, hoje em dia;Eles não estavam distribuindo os dízimos aos:pobres, viúvas e estrangeiros!Perceba, também, que essas três classes de pessoas não dizimavam, sabe o porque?Simplesmente por serem pobres e não trabalharem com a terra!Ferreiro, marceneiro, ourives, pedreiro, cobrador de impostos, etc…não davam dízimo!Quanto ao que Deus prometeu, também o foi para a circuncisão, a guarda do sabado, etc…sendo mandamento perpétuo, nem porisso voce vai cumprí-lo não é?Sabe porque permanece perpétuo?Para aqueles que não creram em Jesus!Quando é dito que o véu do templo, rasgou se de alto à baixo, cai por terra toda lei, em forma de ordenança!Temos livre acesso ao Pai!Templo, altar, casa do tesouro, candelabro, sacrifícios, pães da proposição, festas da lua, da colheita,dízimo, etc…tudo ficou cravada na cruz de Cristo!Infelizmente, muitos ainda tentam ressuscitá-los, mas o único que morreu e ressuscitou foi e é o Nosso Senhor Jesus Cristo!

    • debora disse:

      Olá, Roberto!

      Uma pergunta: Quando em Malaquias 2:10-16 Deus repreende a infidelidade e diz que odeia o divórcio, o
      profeta está se referindo a infidelidade apenas dos sacerdotes?

      Analise e reflita:
      Malaquias (2:10-16): Infidelidade de Judá
      Veja que aqui Deus passa a chamar a atenção do povo. Ninguém diz que Deus odeia o divórcio apenas dos sacerdotes. A partir daqui o Senhor passa a se dirigir a todos: povo e sacerdotes.

      Malaquias (2:17-3:5): Dia de julgamento
      O julgamento terá início pela casa do Senhor, na pessoa dos sacerdotes, purificando-os e habilitando-os para sua elevada função (4). O versículo 5 mostra que o profeta se preocupava com a moralidade do povo, tanto quanto com sua adoração. O Juiz que haveria de vir exporá e condenará os obreiros da iniquidade de todas as espécies. (SDABC, Malaquias, p.10)

      Note que o verso 4, fala das ofertas do povo (Judá e Israel).

      Malaquias (3:6-17): Roubando a Deus
      Malaquias, agora, apela ao povo para que se volte ao Senhor e à observância de Suas ordenanças.
      Todos os dízimos (10); isso sugere que algumas pessoas haviam deixado de trazer os dízimos. Mas, o hebraico também pode ser traduzido como “o dízimo inteiro”, o que significaria que o povo estava retendo uma parte do que deveria ser trazido. Os tempos eram reconhecidamente difíceis, mas Malaquias apelou para que pusessem Deus à prova, trazendo para a Sua casa aquilo que a lei exigia. Então as janelas do céu seriam abertas (uma frase que sugere que vinham experimentando seca e colheitas insuficientes), e haveria mais que suficiente para todos. Que dela vos advenha a maior abastança (10). O hebraico diz, lit., “até não haver qualquer suficiência”, que deve ser compreendido com o sentido de “até não haver mais qualquer necessidade”. (…) (SDABC, Malaquias, p.10-11)

      Deus te abençoe com o Santo Espírito.

  • Caro Joáo Batista fico muito feliz de ter me respondido!
    Sobre o assunto em palta, Mt23,23, não é referência para a aprovação do dízimo, já que Jesus falou aos fariseus, advertindo-os pois estavam esquecendo o principal:justiça, misericordia e fé!Pois bem Jesus cumpria a lei para que voce e eu não mais a cumprisse!Em Mt8,3,Lc5,13 e Mc1,41, Jesus após curar um homem da lepra, manda-o ao sacerdote para cumprir o que estava na lei, sacrificar animais para testemunho!Isso prova que Jesus estava cumprindo a lei!Novo testamento só quando o Senhor diz:está consumado!Outra coisa os dízimos dos fariseus eram:endro, hortelã e cominho…viu!comida nunca dinheiro!.Esse imposto das instituições religiosas não é neotestamentário.Sabia que a igreja primitiva não dava o dízimo?Isso só começou em meados de 777dc, que sobre pressão católica, Carlos Magno autorizou essa cobrança!Até então a igreja era isenta desse absurdo!Fico no aguardo, caso queira falar mais do assunto!

    • debora disse:

      Paz, Roberto!
      E por que será que Deus faria uma promessa (Malaquias 3:8-12) para quem é fiel da devolução dos dízimos, se não
      fosse algo necessário?
      Perceba que no verso 6, diz: “De fato, eu, o Senhor, não mudo.” Malaquias 3:6

  • Caro João Batista tenho algumas consideraçoes à fazer: na nova aliança não existem mais dízimos, vamos lá: dízimo de Abraão foi dos despojos, e não de seus bens, deu uma única vez e devolveu os restantes 90% ao seu antigo dono.Com certeza isso não é feito nos dias de hoje!E só para constar, “despojos de guerra, incluiam:homens, mulheres e crianças!Dízimos era somente dado à tribo de Levi, pois não tinham herança;Dízimos só era dado em produtos agropecuários, nunca em dinheiro, coisa que não é feita nos dias de hoje;Dízimos era somente para os Judeus,e só uma vez por ano, coisa que não se faz hoje em dia.Em Mt, cap23,vers.23, Jesus estava cumprindo a lei, falando com fariseus, tudo isso nos tempos da lei, pois novo testamento só quando Jesus morreu na cruz!O véu se rasgou de cima à baixo com a ressurreição de Jesus,que cumpriu “toda a lei”, para que voce e eu não ter a necessidade de cumprí-la.Sacerdote não existe mais, pois ele era o que intercedia entre Deus e o povo, Jesus é o nosso intercessor.Templo não existe mais porque nós somos o templo do Deus vivente!Jesus não disse que a adoração seria num templo feito por mãos humanas, mas que nós o adorassemos em Espírito e em verdade!enfim Jesus não fundou uma nova religião, apenas nos deu livre acesso ao Pai.Voce sabia que a igreja primitiva não dizimava?Isso só ocorreu pela pressão da igreja católica sobre Carlos Magno, em meados de 777.Em 2005, a igreja católica voltou atrás, desculpou se pelos erros e tirou os dízimos da doutrina .Só os evangélicos continuam com a prática.Outra coisa, amado,voce fala de Malaquias3, mas esquece de ler o capítulo 2, que mostra os”sacerdotes”roubando à Deus!Sabe como?não repassando os alimentos aos órfãos, viúvas e estrangeiros…naquela época, ainda não existia a igreja!hoje não existe mais “casa do tesouro, templo, altar etc…sem contar que a “igreja”somos nós,a instituição religiosa é coisa do homem…Sabia que em João, cap.10 Jesus não diz que o ladrão é o diabo;no contexto é o pastor que é mercenário(ganha para pastorear)leia e confira, o falso pastor é quem vem para :roubar, matar e destruir! somos livres!Jesus morreu na cruz para nos libertar!não tente ressuscitar o dízimo, pois ele, como toda a lei em forma de mandamentos, ficou cravada na cruz do calvário!

    Abraços

    • debora disse:

      Paz, Roberto!

      Se o dízimo não fosse necessário, Jesus teria feito alguma declaração, não é mesmo?
      Veja o que Ele disse:

      Mateus 23:23 – Lucas 11:42.
      “Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas, porque dais o dízimo da hortelã, do endro e do cominho e tendes negligenciado os preceitos mais importantes da Lei: a justiça, a misericórdia e a fé; devíeis, porém, fazer estas coisas, sem omitir aquelas!” Mateus 23:23 – grifo meu.
      “Mas ai de vós, fariseus! Porque dais o dízimo da hortelã, da arruda e de todas as hortaliças e desprezais a justiça e o amor de Deus; devíeis, porém, fazer estas coisas, sem omitir aquelas”. Lucas 11:42

      Jesus não disse aos fariseus para não dar o dízimo; Ele disse que eles deveriam “fazer estas coisas sem omitir aquelas”, praticar a justiça, a misericórdia e a fé juntamente com o ato de dizimar”.
      Jesus de modo claro confirmou a validade da prática de dizimar. Esta prática só terá valor se exercermos um bom caráter e nos lembrarmos de ajudar aos órfãos e necessitados. Dizimar sem demonstrar misericórdia para com o semelhante não é frutífero para a vida do cristão.
      Devolver a Deus o dízimo, é um antídoto contra o egoísmo, além de ser um ato de fidelidade a Deus e reconhecimento de que Ele é nosso provedor.

      Deus te abençoe com o Santo Espírito!

  • João Batista lumbembo disse:

    Muito por este conselho sobre o Dízimo louvado seja Deus para sempre

Comente este artigo

Comente este artigo