biblia.com.br

Consciência do pecado

11 de abril de 2012

"Sou uma pessoa que lê a Bíblia, acredito muito nela e sei o que devo fazer com a minha vida. Porém, não consigo abandonar o mundo. Sei o que é certo e faço o errado."

“Sou uma pessoa que lê a Bíblia, acredito muito nela e sei o que devo fazer com a minha vida. Porém, não consigo abandonar o mundo. Sei o que é certo e faço o errado. Quero saber sobre o perdão.”

Prof. Leandro Quadros

Mesmo que o ser humano erre várias vezes e cometa os pecados mais horríveis, Deus pode perdoar: “Vinde, pois, e arrazoemos, diz o SENHOR; ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que sejam vermelhos como o carmesim, se tornarão como a lã”. Isaías 1:18.

O amor de Deus é infinito; Seu perdão é oferecido gratuitamente pelos méritos de Jesus. Para sermos perdoados de nossos pecados, temos de confessá-los a Deus (1 João 1:9; Salmo 32:5). Também é necessário que tenhamos disposição para perdoarmos aqueles que nos ofendem (Mateus 6:12-15).

Algumas vezes, apesar de recebermos o perdão de Deus, caímos no mesmo erro. Isso acontece porque nossa natureza pecaminosa continua nos levando a pecar. Deus perdoa? Sim, Deus pode perdoar. Mesmo que erre novamente, Sua misericórdia está estendida a você: “Tornará a ter compaixão de nós; pisará aos pés as nossas iniqüidades e lançará todos os nossos pecados nas profundezas do mar”. (Miquéias 7:19). Só que não será sempre assim. Virá o momento em que Deus dará a recompensa para aqueles que não abandonaram o pecado: “…em chama de fogo, tomando vingança contra os que não conhecem a Deus e contra os que não obedecem ao evangelho de nosso Senhor Jesus. Estes sofrerão penalidade de eterna destruição, banidos da face do Senhor e da glória do seu poder” (2 Tessalonicenses 1:7-9). “Porque, se vivermos deliberadamente em pecado, depois de termos recebido o pleno conhecimento da verdade, já não resta sacrifício pelos pecados; pelo contrário, certa expectação horrível de juízo e fogo vingador prestes a consumir os adversários” (Hebreus 10:26-27).

Seu perdão não se estenderá por todo o sempre. Isso porque chegará o dia em que todos os casos terão sido decididos; aí não haverá mais chance de salvação para aqueles que se perderam: “Continue o injusto fazendo injustiça, continue o imundo ainda sendo imundo; o justo continue na prática da justiça, e o santo continue a santificar-se” (Apocalipse 22:11). Algo que deve ser ressaltado também (para nosso bem) é que nesta vida podemos não mais sentir a necessidade do perdão de Deus e assim nos perdermos.

Se a pessoa tiver uma disposição constante em pecar, ela pode no decorrer de sua existência cometer o pecado contra o Espírito Santo. Esse pecado consiste em rejeitar constantemente os apelos do Espírito através de nossa consciência, para que não pequemos. Quando a pessoa durante toda sua trajetória peca desenfreadamente, não se importando com o que Deus acha, virá o momento em que se afastará do Espírito Santo e não mais se arrependerá de seus pecados; achará “tudo correto”. Para esse tipo de pecado (contra o Espírito Santo) não há perdão (Mateus 12:31-32). Portanto, o mais seguro é abandonarmos o pecado. Logo, esse terrível mal será erradicado do universo através do fogo, juntamente com aqueles que não aceitaram o poder de Cristo para mudar.

Saiba que Deus não destruirá alguém que é pecador, mas que está lutando para vencer sua natureza má; destruirá, sim, aquele que viver pecando por não ter aceitado a Jesus como seu salvador e perseverado até o fim (Lucas 21:19). Por quê não entrega seu coração totalmente a Cristo? Por que não faz dEle o Senhor de sua vida? Ele quer fazer de você um vitorioso na luta contra o pecado. Basta querer e não desistir. “Em todas estas coisas, porém, somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou” (Romanos 8:37).

Equipe Biblia.com.br

O que a Bíblia diz sobre a religião?
O que preciso saber sobre o adultério (parte 2)