biblia.com.br

Como posso enfrentar o sofrimento?

11 de abril de 2012

Dicas de como enfrentar o sofrimento.

O sofrimento é uma realidade desse mundo de pecado. Não há ser humano que tenha vivido sem ter experimentado essa dor. Entretanto, tal experiência pode nos ajudar em nosso crescimento pessoal, em maturidade, confiança e dependência de Deus, mas pode também endurecer mais o coração – dependerá muito da compreensão que a pessoa tem a respeito de Deus. Desse modo, é necessário dizer de início que o sofrimento não é causado por Deus, e sim por Satanás e pelo pecado que existe no mundo. Todos os seres humanos são pecadores (Romanos 3:23), e uma escolha egoísta e errada pode afetar a vida de outras pessoas como em um efeito dominó. Portanto, sofremos por causa do pecado: (1) o próprio Satanás tenta nos induzir ao pecado; (2) sofremos pelos pecados que outras pessoas cometem e que de alguma maneira nos afetam; (3) sofremos em decorrência de nossos próprios pecados e escolhas erradas que fazemos; (4) podemos sofrer em decorrência de catástrofes e acidentes que acontecem nesse mundo mal; (5) Satanás e seus anjos estão em operação para gerar catástrofes e acidentes. Fazendo assim ele tenta destruir a família humana e levantar dúvidas a quanto ao caráter divino, induzindo muitos a pensarem que Deus é o causador do mal, que Ele não é amor e que também não é Todo-poderoso. Ao atingir a criação de Deus, Satanás intenciona atingir o próprio Criador.

A Bíblia revela que Deus é soberano, mas também revela que Ele criou seres morais livres, pessoas que foram dotados de inteligência e capacidade de fazer escolhas racionais. Dessa forma, toda pessoa é responsável por suas próprias escolhas. Tendo isso em vista, seguem algumas dicas de como enfrentar o sofrimento:

1) Creia em Deus. A vitória de Jesus Cristo sobre o mal é a garantia de sua vitória: “Em todas estas coisas, porém, somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou” (Romanos 8:37). O exercitar fé no Criador produz saúde mental e forças para enfrentar qualquer situação. Busque nEle o poder: “A minha alma, de tristeza, verte lágrimas; fortalece-me segundo a tua palavra” (Salmos 119:28).

2) Ore. Abra o coração a Deus contanto tudo o que está sentindo: “Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças… E o meu Deus, segundo a sua riqueza em glória, há de suprir, em Cristo Jesus, cada uma de vossas necessidades” (Filipenses 4:6, 19). É comprovado cientificamente que a “preceterapia” (terapia da oração) aumenta o tempo de vida.

3) Fale de sua dor para as pessoas de confiança, que não falarão mal de você e que terão boas palavras para lhe dirigir. Quanto mais nos relacionamos, mais facilmente conseguimos encarar os problemas e resolvê-los: “Como o ferro com o ferro se afia, assim, o homem, ao seu amigo” (Provérbios 27:17). “Melhor é serem dois do que um, porque têm melhor paga do seu trabalho. Porque se caírem, um levanta o companheiro; ai, porém, do que estiver só; pois, caindo, não haverá quem o levante” (Eclesiastes 4:9-10).

4) Ataque o mal “pela raiz”. Faça uma reavaliação de sua vida, vá até à origem do seu problema e resolva: “Irai-vos e não pequeis; consultai no travesseiro o coração e sossegai” (Salmos 4:4).

5) Não alimente pensamentos negativos, depreciativos, de autopiedade, etc. Acostume sua mente a se deter naquilo que é bom e que lhe produz sentimentos agradáveis. Um único pensamento negativo acariciado pode escrever a sua história de um dia todo! “Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento” (Filipenses 4:8). Quando surgirem ideias ruins, questione-as, veja a incoerência de tais pensamentos e expulse-as trocando pelas promessas. Suas emoções irão agradecer.

6) Sempre acredite que as coisas vão melhorar porque Deus existe. Tenho isso como princípio e consegui suportar duros sofrimentos e ser muito feliz. “Os que com lágrimas semeiam com júbilo ceifarão” (Salmos 126:5). “Ao anoitecer, pode vir o choro, mas a alegria vem pela manhã” (Salmos 30:5). “Eu, porém, cantarei a tua força; pela manhã louvarei com alegria a tua misericórdia; pois tu me tens sido alto refúgio e proteção no dia da minha angústia” (Salmos 59:16).

Equipe Biblia.com.br

Como organizar uma vigília
O que a Bíblia diz sobre rejeição?