Diretório de artigos

Pesquise por termo ou palavra chave

a b c d e f g h i j l m n o p q r s t u v x z

Gostaria de saber em qual tradução da Bíblia eu posso confiar?

“Gostaria de saber em qual tradução da Bíblia eu posso confiar? E também se existe diferença entre ler a Bíblia e estudar a Palavra.”

Temos considerado como uma excelente tradução em português, a Bíblia Almeida Revista e Atualizada, 2a. Edição, da Sociedade Bíblica do Brasil.

Outras boas traduções incluem: A Bíblia de Jerusalém (Católica) e a Nova Versão Internacional. Para uma compreensão mais fácil da Bíblia merece destaque a “Nova tradução na Linguagem de Hoje” da Sociedade Bíblica do Brasil. Esta tradução, entretanto não é a mais adequada para estudar detalhes intrincados do texto bíblico que o estudo de passagens difíceis e profecias exigem. Mas para a leitura diária da Palavra é excelente.

A Bíblia que é mais fiel ao original é a Bíblia de Jerusalém (católica). É ótima para estudo, apesar de conter os livros apócrifos, que devemos ignorar por não serem inspirados.

Como então estudar a Bíblia?

Procure estudar a Bíblia com a tradução mais fiel à original possível, descartando Bíblias “na linguagem de hoje” como já foi explicado a cima.

Tendo uma Bíblia destas em mãos, podemos seguir as instruções Bíblicas para um bom estudo e assimilação da Palavra de Deus. Veja algumas delas:

Isaías 28:10 – “Pois é preceito sobre preceito, preceito sobre preceito; regra sobre regra, regra sobre regra; um pouco aqui, um pouco ali.”

Devemos comparar! A Bíblia é toda inspirada por Deus (II Tim. 3:16,17) e não se contradiz em lugar nenhum!! Às vezes podemos encontrar aparentes contradições, mas se perseverarmos em estudar a Bíblia e buscarmos várias passagens sobre o mesmo assunto, a contradição desaparecerá e conseguiremos entender o que Deus quer nos dizer.

É como montar um quebra-cabeças. Se você tiver uma só peça, não saberá qual o desenho. Mas se juntar várias ou mesmo todas as peças, ninguém poderá te enganar, pois você mesmo saberá exatamente o desenho que é mostrado no quebra-cabeças.

“Bem-aventurado aquele que lê e bem-aventurados os que ouvem as palavras desta profecia e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo.” – Apocalipse 1:3

Outra instrução importante é o que Jesus nos diz em João 15:5 “Eu sou a videira; vós sois as varas. Quem permanece em mim e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer.

Assim, peça sempre a Deus que te guie na verdade e não te deixe desviar dela antes de estudar a Bíblia, e Ele te conduzirá sempre!!!

Seguem mais algumas informações sobre a Bíblia:
——

Conversando sobre a Bíblia
01) Qual o significado da palavra “Bíblia”?
A palavra “Bíblia” é de origem grega e quer dizer “LIVROS”. São, ao todo, 73 livros: 46 no Antigo Testamento e 27 no Novo Testamento.

02) Quem é o autor da Bíblia?
O autor da Bíblia é Deus.Não foi Ele, porém, quem a escreveu. Essa tarefa coube aos homens e mulheres que, movidos pelo Espírito Santo, foram aos poucos escrevendo tudo o que a eles era inspirado que escrevessem.

03) Os autores humanos da BÍBLIA apenas “copiaram” o que Deus “ditou” a eles?
Não, os autores humanos da Bíblia receberam a inspiração de Deus e usaram das próprias palavras – e dos próprios conhecimentos – para redigir os textos inspirados. Foram cerca de 40 homens e mulheres que escreveram os livros da Bíblia ao longo do tempo.

04) Como a Bíblia foi escrita?
A BÍBLIA foi composta “A DUAS MÃOS”: por Deus, que a inspirou, e pelos homens e mulheres que a escreveram. Não sabemos quantos são os autores humanos da Bíblia, mas sabemos que são muitos. Daí afirmarmos que a Bíblia foi escrita em “mutirão”.

05) Quando a Bíblia foi escrita?
A Bíblia foi escrita entre o ano 1250 antes de Cristo e o ano 100 depois de Cristo, aproximadamente. Ou seja, ela levou mais de mil anos para ficar pronta.

06) Onde foi escrito o Antigo Testamento?
O Antigo Testamento foi escrito na Palestina (a terra de Jesus), na Babilônia (onde o povo judeu, num determinado momento de sua história, esteve exilado) e no Egito (para onde muitos judeus foram depois do cativeiro na Babilônia).

07) Onde foi escrito o Novo Testamento?
Os livros do Novo Testamento foram escritos na Palestina (a terra de Jesus), na Síria, na Ásia Menor, na Grécia e na Itália (lugares estes onde haviam sido fundadas comunidades cristãs).

08) Em que línguas foram escritas a Bíblia?
A Bíblia foi escrita em HEBRAICO, ARAMAICO e GREGO.

09) Quantas traduções existem da Bíblia?
A Bíblia já foi traduzida para aproximadamente DOIS MIL IDIOMAS. As cópias mais antigas estão na Biblioteca do Vaticano, no Museu Britânico (Londres, Inglaterra) e no Museu de Jerusalém (Israel).

10) No que foi escrita a Bíblia?
Os livros da Bíblia foram escritos em CERÂMICA (tijolos de argila), PAPIRO (tiras de papel feitas a partir da árvore de papiro, originária do Egito) e PERGAMINHO (couro curtido e preparado de carneiro, chamado de pergaminho por ter sido usado pela primeira vez na cidade de Pérgamo, 200 anos antes de Cristo).

11) Quem dividiu a Bíblia em capítulos e versículos?
A divisão dos livros da Bíblia em capítulos é da autoria do inglês Estévão Langton, arcebispo de Cantuária, e foi realizada no ano de 1214. Já a divisão dos capítulos em versículos foi feita, em definitivo, em 1551, pelo tipógrafo Roberto Stefano. Uma curiosidade: a Bíblia tem 1.328 capítulos e 40.030 versículos.

12) Quais são as duas grandes partes da Bíblia?
A Bíblia está dividida em duas grandes partes; ANTIGO TESTAMENTO e NOVO TESTAMENTO. O Antigo Testamento começa com o livro de Gênesis e termina com o livro de Malaquias, e o Novo Testamento vai do Evangelho escrito por São Mateus até o livro do Apocalipse de São João.

13) Como está dividido o Antigo Testamento?
O Antigo Testamento está assim subdividido: PENTATEUCO (os cinco primeiros livros, do Gênesis ao Deuteronômio; livros HISTÓRICOS; livros POÉTICOS ou SAPIENCIAIS e, livros PROFÉTICOS.

14) Como está dividido o Novo Testamento?
O Novo Testamento apresenta a seguinte subdivisão: livros HISTÓRICOS (os 4 Evangelhos mais o livro dos Atos dos apóstolos); CARTAS DOS APÓSTOLOS (21 cartas, de Romanos a Judas) e, livro PROFÉTICO (apenas um, o Apocalipse, o último livro da Bíblia).

15) O que são os livros APÓCRIFOS?
Os apócrifos são livros escritos nos tempos em que foram escritos os demais livros da Bíblia, mas que não foram escritos sob inspiração de Deus e, por isso, não pertencem ao livro da Bíblia.

16) Quantos livros tem a Bíblia Protestante?
A Bíblia Protestante tem 66 livros, 7 a menos que a Bíblia Católica. Os livros de Baruc, Tobias, Judite, Sabedoria, Eclesiástico, 1º e 2º Macabeus e parte dos livros de Ester e Daniel fazem parte da Bíblia Católica mas não da Bíblia Protestante.
Razões teológicas e históricas levaram os judeus – e depois os protestantes – a considerar esses livros como livros apócrifos.

17) É certo brigar com pessoas de outras religiões por causa da Bíblia?
Não, não é certo. A Bíblia é instrumento de aproximação e união, e não arma de agressão.

18) Quem é o centro da Bíblia?
O centro da Bíblia é Jesus. Tudo nela aponta para o Filho de Deus feito homem. O Antigo Testamento (antiga aliança) prepara a sua vinda; o Novo Testamento (nova aliança) a realiza e indica Sua volta e o começo da vida eterna.

19) Quem pode interpretar a Bíblia?
O Espírito Santo é quem ajuda a Igreja nessa interpretação. O cristão que participa dos cultos de sua igreja vai, com o tempo, entendendo o sentido e o significado dos ensinamento da Palavra de Deus; assim ele aprende a interpretar a Bíblia.

20) É bom e aconselhável decorar trechos da Bíblia?
Sim, é bom memorizar ou decorar trechos da Bíblia, pois facilita a prática dos mesmos em nossa vida.

21) Com que atitude deve-se ler a Bíblia?
A Bíblia deve ser lida com humildade de coração. É aos pequenos e simples que Deus revela a sua sabedoria.

22) Como procurar e encontrar uma citação bíblica?
As citações bíblicas têm sempre a seguinte ordem: Título do LIvro (abreviado), Capítulo e Versículo.
Exemplo: Jo 10,10. Esta citação lê-se assim: Evangelho de São João, capítulo dez, versículo dez.

A vírgula ( , ) separa o capítulo do versículo.
Exemplo: Jo 6,50 = Evangelho de São João, capítulo seis, versículo cinqüenta.

O ponto ( . ) indica um pulo entre os versículos.Neste caso, lê-se o número que vem antes e depois do ponto.
Exemplo: Jo 1,3.9 = Evangelho de São João, capítulo um, versículos três e nove.

O traço ( – ) indica que devemos ler de um versículo até o outro.
Exemplo: Jo 17,20-26 = Evangelho de São João, capítulo dezessete, versículos de vinte a vinte e seis. O traço pode também indicar uma seqüência de capítulos.
Exemplo: Jo 17,20-18,12 = Evangelho de São João, do capítulo dezessete, versículo vinte, até o capítulo dezoito, versículo doze.

O ponto e a vírgula ( ; ) separam uma citação de outra, ou um livro de outro livro.
Exemplo: Jo 1,5;16,14 = lê-se o versículo cinco do capítulo um e o versículo quatorze do capítulo dezesseis.
Outro exemplo: Jo 1,5;Mt1,22: neste caso, deve-se procurar as duas citações pedidas, uma no Evangelho de São João e a outra no Evangelho de São Mateus.

Um esse ( S ) indica o versículo imediatamente posterior ao citado.
Exemplo: Jo 1,5s = Evangelho de São João, capítulo um, versículo cinco e seguinte, seis. Ou seja: Jo 1,5s = Jo 1,5-6.

Dois esses ( SS ) indicam os versículos seguintes ao citado.
Exemplo: Jo 1,5ss = Evangelho de São João, capítulo um, versículos cinco e seguintes, até onde interessar a citação.

Às vezes encontramos um a, ou b, ou ainda um c depois da citação do versículo.
Exemplo: Jo 1,18a = lê-se a primeira parte do versículo dezoito. Quando a letra que vem logo após a citação do versículo é a b, deve-se ler a segunda parte desse versículo e, quando é a letra c, lê-se a terceira parte do versículo. Isso acontece porque um versículo pode ser formado por uma, duas ou até três frases.

Quando o livro tem um só capítulo, omite-se a indicação do capítulo, e cita-se só o versículo.
Exemplo: Jd 3 = Carta de São Judas, versículo três. Quando o livro tem mais de um capítulo, o número que vem logo após a indicação do livro é a do capítulo.
Exemplo: Jo 2 = deve-se ler todo o capítulo dois do Evangelho de São João.

[Equipe Bíblia.com]

  • Danilo disse:

    Que o Senhor posso cada vez mais humildade e discernimento nos seus estudo, que a paz do Senhor esteja com vc e sua família!

  • LEVI disse:

    Salmos 19:1-14
    Os céus declaram a glória de Deus e o firmamento anuncia a obra das suas mãos. Um dia faz declaração a outro dia, e uma noite mostra sabedoria a outra noite. Não há linguagem nem fala onde não se ouça a sua voz. A sua linha se estende por toda a terra, e as suas palavras até ao fim do mundo. Neles pôs uma tenda para o sol, o qual é como um noivo que sai do seu tálamo, e se alegra como um herói, a correr o seu caminho. A sua saída é desde uma extremidade dos céus, e o seu curso até à outra extremidade, e nada se esconde ao seu calor. A lei do Senhor é perfeita, e refrigera a alma; o testemunho do Senhor é fiel, e dá sabedoria aos símplices. Os preceitos do Senhor são retos e alegram o coração; o mandamento do Senhor é puro, e ilumina os olhos. O temor do Senhor é limpo, e permanece eternamente; os juízos do Senhor são verdadeiros e justos juntamente. Mais desejáveis são do que o ouro, sim, do que muito ouro fino; e mais doces do que o mel e o licor dos favos. Também por eles é admoestado o teu servo; e em os guardar há grande recompensa. Quem pode entender os seus erros? Expurga-me tu dos que me são ocultos. Também da soberba guarda o teu servo, para que se não assenhoreie de mim. Então serei sincero, e ficarei limpo de grande transgressão. Sejam agradáveis as palavras da minha boca e a meditação do meu coração perante a tua face, Senhor, Rocha minha e Redentor meu!

    Vejo que algumas pessoas vivem presas ao que veem, elas andam por vista querendo alcançar a fé e, para isso, procuram uma tradução melhor das Escrituras, como se pela letra pudessem entender o Espírito. Não é por força e nem por violência que se pode alcançar o conhecimento de Deus (Zacarias 4:1-6), pois a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem (João 4:23).

    A Bíblia diz assim: “Quem tem ouvidos ouça o que o Espírito diz às Igrejas” (Apocalipse 2:7,11,29; 3:6,13,22); exatamente por SETE VEZES, e não por acaso. Se não podem escutar o que o Espírito Santo diz, seja lá qual for a tradução da Bíblia, nunca ouvirão a mensagem do Evangelho e nem tão pouco arrepender-se-ão dos seus pecados, pois é pelo Espírito que o homem é convencido do pecado, da justiça e do juízo (João 16:8).

    E finalizando o Livro do Apocalipse o apóstolo João faz um alerta aos que realmente temem ao Senhor Deus: “E o Espírito e a esposa dizem: Vem. E quem ouve, diga: Vem. E quem tem sede, venha; e quem quiser, tome de graça da água da vida. Porque eu testifico a todo aquele que ouvir as palavras da profecia deste livro que, se alguém lhes acrescentar alguma coisa, Deus fará vir sobre ele as pragas que estão escritas neste livro; e, se alguém tirar quaisquer palavras do livro desta profecia, Deus tirará a sua parte do livro da vida, e da cidade santa, e das coisas que estão escritas neste livro.
    Aquele que testifica estas coisas diz: Certamente cedo venho. Amém. Ora vem, Senhor Jesus. (Apocalipse 22:17-20).

    NÃO PRECISAMOS DE UMA TRADUÇÃO MELHOR, MAS DE SERMOS CHEIOS DO ESPÍRITO SANTO, POIS É ELE QUE SONDA AS PROFUNDEZAS DE DEUS (1 Cor. 2:10). AMÉM!

  • Renato Martins disse:

    (Cont.)
    Estou disposto a participar dos estudos de vocês por e-mail também.
    Com relação a pergunta do Denis, adeterminação do que foi inspirado e do que foi apócrifo é um pouco nebuloso pra mim..
    Achei interessante também uns matetiais
    Que Deus os abençoe

  • Renato Martins disse:

    Boa tarde.
    Não sou religioso, pretendo permanecer desta forma, mas estou interessado em aprofundar meus estudos bíblicos (que até então tem sido esporádicos).
    Desta forma, estou comprando uma bíblia de jerusalém (que até onde eu sei, é a tradução mais original que temos e tem bastantes notas).

  • Ezequiel disse:

    Olá, tudo bem?

    Li no artigo que vocês postaram a seguinte frase: Procure estudar a Bíblia com a tradução mais fiel à original possível, descartando Bíblias “na linguagem de hoje”.

    Eu tenho interesse em ler a Bíblia com a tradução mais fiel à original possível, vocês poderiam me indicar qual é esta tradução?

    • Moderador disse:

      Olá, Ezequiel!

      Temos considerado como uma excelente tradução em português, a Bíblia Almeida Revista e Atualizada, 2a. Edição, da Sociedade Bíblica do Brasil.
      Outras boas traduções incluem: A Bíblia de Jerusalém (Católica) e a Nova Versão Internacional. Para uma compreensão mais fácil da Bíblia merece destaque a “Nova tradução na Linguagem de Hoje” da Sociedade Bíblica do Brasil. Esta tradução, entretanto não é a mais adequada para estudar detalhes intrincados do texto bíblico que o estudo de passagens difíceis e profecias exigem. Mas para a leitura diária da Palavra é excelente.
      A Bíblia que é mais fiel ao original é a Bíblia de Jerusalém (católica). É ótima para estudo, apesar de conter os livros apócrifos, que devemos ignorar por não serem inspirados.
      Paz!

  • Hygor disse:

    Então, Débora. Agradeço a sua resposta, li as referências bíblicas colocadas, porém, com todo o respeito, continuo com dúvidas. Espero que você compreenda. Marquei algumas referências que peço que você também analise na sua Bíblia.

    Em João 1:1 para firmar o que eu disse a respeito do artigo “um”, sobre deus estar em letra minúscula e isso ter sido feito sem a intenção de pormenorizar Jesus, o texto de Isaías 9:6 chama Jesus de Deus Poderoso e na Bíblia traduzida pelas Testemunhas de Jeová está em letra maiúscula. Sinceramente não creio que houve a intenção de mudar a Bíblia para defesa de ideologias, senão esse ponto também seria mudado.

    Sobre a importância do nome Jeová veja, por exemplo, que quando Jesus Cristo ensinou a oração modelo ele inicia dizendo “‘Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome.” (Mt 6:9). Veja que Jesus incentivou a santificação do nome do Pai que está nos céus.
    Tudo bem, houve mudança do nome de Deus, que é Jeová no português, para títulos como ‘Eterno’, Deus, Senhor. Mas como santificaremos o nome de Deus se estamos o chamando por título?
    A respeito de não se utilizar o seu nome isso é profético e está registrado em Jeremias 23:27.

    Sobre os textos relacionados com a ideia de Jesus e Jeová serem um só, acredito que essa união é no sentido do profundo amor entre um e outro. Veja só algumas evidências:
    1) Gênesis 1:26: na criação é falado por Deus “FAÇAMOS o homem à NOSSA imagem e semelhança”, uma evidência de que a criação não foi feita somente por uma pessoa;
    2) Provérbios 8:22-32: Jesus Cristo afirma que foi o primogênito da criação e que era trabalhador na criação da Terra, afirma também que estava ao lado de Deus no versículo 30 e termina pedindo que escutem as suas orientações;
    3) Colossensses 1:15: afirma mais uma vez que Jesus Cristo foi o primogênito da criação e que todas as coisas foram criadas para ele;
    4) João 5:20: diz que o Pai e o Filho se amam e que tem poderes parecidos, contudo, o final do versículo diz que o Pai não julga, o julgamento ficou a cargo do Filho. Então não tem como serem a mesma pessoa;
    5) João 14:10-13: Jesus diz que o que ele fala se origina do Pai, aí mais uma vez nos dá a ideia de que eles são muito unidos, mas são pessoas diferentes. O último versículo diz que o que for pedido em nome de Jesus Cristo será feito, ou seja, ele é o caminho, a verdade e a vida, ninguém irá ao Pai senão por ele. Não consegui ver Jesus como alguém inferior a Deus e sim como a maior das suas criações, afinal tudo foi feito por ele e para ele (Col 1:15 – texto citado anteriormente).

    Enfim, Débora, espero que compreenda as minhas colocações. Costumo pesquisar para conhecer melhor as ideias da Bíblia e lhe coloquei as ideias acima para lhe demonstrar o que a própria Bíblia fala sobre essas duas pessoas que são os seus principais personagens na maior parte das traduções estrangeiras, principalmente as mais antigas, e na tradução direta dos manuscritos originais.
    Elogio mais uma vez a pesquisa e espero que você continue pesquisando sobre as verdades bíblicas.

    • Moderador disse:

      Olá, Hygor!
      A demanda me impediu de lhe responder antes.
      Respeito sua opinião e parabéns por sua disposição para pesquisar e procurar se aprofundar na Palavra.
      A questão que faz com que a grande maioria dos eruditos rejeite a Tradução Novo Mundo é o fato de que ela apresenta Cristo como um ser criado.

      Cristo é qualificado de “o primogênito de toda a criação” (Cl 1:15) em um contexto que O enaltece como o Criador que está acima de toda a criação. Em Colossenses 1:15-17, Paulo afirma que Cristo:

      “é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação; pois nEle foram criadas todas as coisas, nos céus e sobre a terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos, sejam soberanias, quer principados, quer potestades. Tudo foi criado por meio dEle e para Ele. Ele é antes de todas as coisas. NEle tudo subsiste.”

      Se o próprio Cristo fosse uma criatura do Pai, como alegam essa tradução, como poderia o texto acima afirmar que “tudo” o que foi criado foi “por meio dEle” criado? Se Cristo houvesse sido gerado em algum momento da eternidade, como poderia ser chamado em Isaías 9:6 de “Deus Forte” e “Pai da Eternidade”? Nesse caso, Ele não seria “Pai da Eternidade”, mas simplesmente uma criatura que veio à existência em algum momento específico da eternidade! Cremos, porém, que como “o primogênito de toda a criação” Cristo é o Soberano absoluto sobre toda a criação, pois “nEle habita corporalmente toda a plenitude da Divindade” (Cl 2:9).

      Vejamos também o texto de Apocalipse 3:14,
      “Ao anjo da igreja em Laodicéia, escreva: Estas são as palavras do Amém, a testemunha fiel e verdadeira, o princípio da criação de Deus”. Apocalipse 3:14

      Neste versículo, a palavra “princípio” corresponde no original grego à palavra “arjé”. Na verificação do contexto, e na comparação do papel ativo que a segunda pessoa da divindade exerce na criação, esta palavra toma um sentido ativo, e não passivo.
      Em sentido ativo, “arjé” se refere àquele que começa uma ação. Àquele que é uma causa, um motor. Nesse entendimento, é que afirmamos que Cristo é o Criador. E este é, sem dúvida, o significado desta passagem, porque em outros versículos Cristo é descrito, repetidas vezes, desempenhando este mesmo ofício (João 1:3; Hebreus 1:2; Colossenses 1:15-16; Colossenses 4:16; etc.).
      Logo, uma melhor tradução deste versículo pode ser como a que está na versão bíblica Nova Versão Internacional, que assim descreve: “Ao anjo da igreja em Laodicéia, escreva: Estas são as palavras do Amém, a testemunha fiel e verdadeira, o soberano da criação de Deus” (Apocalipse 3:14 – NVI).
      Portanto, Jesus, como o Soberano do Universo, é o Criador. Ele, que diz “faço novas todas as coisas (21:5)”, pode também refazer você em um novo ser humano, redimido por Seu sangue, para Sua hora e glória, e para que você seja feliz. Porque “se alguém está em Cristo, é nova criação. As coisas antigas já passaram; eis que surgiram coisas novas!” (2 Coríntios 5:17).

      Por fim, a tradução Novo Mundo afirma que Cristo morreu numa estaca.
      Os escritores gregos usam geralmente a palavra staurós para designar a cruz. Segundo a autorizada International Standard Bible Encyclopaedia, a palavra cruz tem duas designações no grego: stauroós, “uma cruz”, e skólps, “uma estaca” “um poste”.

      Esta última indica especificamente uma estaca. A outra, ocasionalmente. Perto de dez dos melhores léxico gregos são unânimes em definir staurós como: 1. pau; 2. paliçada; 3. estaca; 4. patíbulo; 5. instrumento de suplício; 6. cruz. Ora, é um contra-senso pretender que a palavra tenha apenas UM desses significados. Da mesma forma, o verbo stauroô, significa levantar uma paliçada, proteger com paus, empalar, crucificar. Tau é a designação grega da letra T. E o T assemelha-se à cruz. Há até um tipo de cruz exatamente com essa forma. A forma de um T ou, no grego, de um TAU. O verbo stauroô, etimogicamente significa “colocar num TAU” (isto é, num T). A palavra “tau” está dentro de staurós e stauroô. Daí o sentido de crucificar.

      A cruz, pois, evoluiu da simples estaca para o instrumento de suplício com duas peças. O fato de Constantino ter exaltado a cruz a ponto de tornar-se objeto de veneração, o fato de a cruz, entre os antigos povos pagãos, ter sido símbolo de fertilidade, dos órgãos de reprodução, e também das coisas ignóbeis, não invalida a veracidade histórica da forma da cruz. Prova apenas que Cristo sofreu a maior humilhação.

      Deus seja contínuo em se revelar a nós!

  • Hygor disse:

    Débora,
    Vi a sua resposta a respeito da Bíblia utilizada pelas Testemunhas de Jeová e sou obrigado a discordar. Estudei com eles e tive a oportunidade de acompanhar as referências da minha própria Bíblia. As ideias são as mesmas.

    Em João 1:1 não há desmerecimento de Jesus, acontece que no início desse livro nos manuscritos mais antigos, na língua em que originalmente foram escritos, não há a escrita do artigo “um”. Com isso, ACREDITO QUE, para que aquele termo se harmonizasse com as ideias da Bíblia houve a inserção deste.

    Com todo respeito, se você analisar as traduções mais antigas, em qualquer idioma verá que o nome que mais aparece é o de Jeová – espero que você realize a pesquisa. O próprio Jesus comenta em João 14:28 que o Pai é maior que ele. Mas quem é o Pai? veja em Salmos 83:18 de uma tradução atual e de uma tradução antiga (se possível veja em outros idiomas), Senhor é um título e não um nome.

    Durante as visitas que recebi não houve menosprezo a Jesus e sim muita valorização, através do texto João 14:6 em que Jesus afirma que ele é a salvação e reflete a personalidade do seu Pai.
    Outro fator importante é que o tema do congresso (evento anual que dura 3 dias) deste ano das Testemunhas de Jeová foi “Imite a Jesus”.

    Todas as dúvidas que tive foram tiradas com respostas da Bíblia, não ideias deles. Enfim, gostei muito do aprendizado.

    Elogio a sua pesquisa, porém, não poderia deixar citar este ponto.

    • debora disse:

      Paz, Igor!
      Agradeço por nos escrever e por apresentar sua opinião.
      Em relação a João 1:1, é fato que nos originais não há o artigo “um”, logo, uma tradução que faça um acréscimo desse para dar outro significado ao texto se torna questionável e não confiável, você concorda? Afinal, é algo muito sério negar uma afirmação tão importante quanto a divindade de Cristo. A questão não é questão de desmerecer Jesus, mas simplesmente deixar de reconhecer que Ele é Deus.
      Não tenho dúvidas sobre o número de vezes em que o nome Jeová apareça na Bíblia. Jeová significa “O Eterno” – aquele que existe por si mesmo. Nas Bíblias atuais este nome foi traduzido por ‘Eterno’, Deus, Senhor.

      Quanto ao texto de João 14:28, essa e outras declarações que falam da subordinação de Cristo ao Pai referem-se à condição de Cristo durante a encarnação, e não à Sua natureza divina como contrastando com a do Pai. Em Filipenses 2:5-11, Paulo declara (1) que antes da encarnação Cristo possuía a mesma “forma de Deus” e era “igual a Deus” (verso 6); (2) que durante a encarnação Ele “Se esvaziou” e “Se humilhou”, “assumindo a forma de servo” (versos 7-8); e (3) que após a encarnação Ele reassumiu todo o Seu status original de igualdade com o Pai (versos 9-11).

      Cristo destacou várias vezes, durante Seu ministério terrestre, Sua posição de igualdade com o Pai. De acordo com a compreensão oriental, ao Cristo afirmar que “Deus era seu Próprio Pai”, Ele estava fazendo-Se “igual a Deus” (Jo 5:18). Cristo também disse: “Eu e o Pai somos um” (Jo 10:30). Em outra ocasião Ele chegou mesmo a reivindicar para Si o título sagrado “EU SOU” (Jo 8:58), usado no Antigo Testamento para designar a Deus (ver Êx 3:14).

      Durante Sua encarnação, Cristo viveu como homem entre os homens, deixando-nos um exemplo de perfeita dependência do Pai (1 Pe 2:21). Nessa condição Ele não apenas declarou que “o Pai é maior do que Eu” (Jo 14:28) e que “o Filho nada pode fazer de Si mesmo” (Jo 5:19), mas também pôs-Se de joelhos e orou ao Pai (Lc 22:41-42). Não podemos, no entanto, usar essas declarações para tentar justificar a falsa teoria de que Cristo é de alguma forma inferior ao Pai.

      O Novo Testamento é claro em afirmar que Cristo é verdadeiramente Deus (Jo 1:1; 20:28; Tt 2:13; Hb 1:8; 2 Pe 1:1) e que nEle “habita corporalmente toda a plenitude da Divindade” (Cl 2:9). Paulo jamais poderia ter falado de Cristo como possuindo “toda a plenitude da Divindade” se Ele não fosse coeterno com o Pai e da mesma essência que Ele.

      Que o Eterno seja contínuo em te abençoar em seus estudos!

  • Lys disse:

    O q VC me diz da versão MSG (em inglês)?! Ela é fiel a original?! É uma versão confiável?! E ela tem alguma versão no português?!
    Desde já, obrigada!

  • Luciane disse:

    Bom dia… li q essa sua publicação é um pouco antiga. Espero q vc possa me responder. Ganhei a nova bíblia dos testemunhas de jeova… vc ja a conheceu? Ela é uma tradução confiável.

    • debora disse:

      Olá, Luciane!

      Em sua grande maioria, os eruditos desconsideram totalmente a bíblia dos testemunhas de Jeová. Um estudante atento pode perceber a maneira tendenciosa como o texto bíblico é deturpado com o intuito de sustentar doutrinas falsas. Um exemplo disso é o texto do Evangelho de João 1:1. A fim de afirmarem uma heresia ariana de que Jesus é um “ser criado” por Deus Pai (desconsiderando Isaías 43:10: “nenhum deus se formou” depois do SENHOR…), ou seja, um ser inferior, eles vertem o texto da seguinte forma: “No princípio era a Palavra, e a Palavra estava com Deus, e a Palavra era um deus” (grifo meu). Isso é realmente uma blasfêmia! Assim Cristo é rebaixado à categoria dos deuses pagãos ao descreverem-no com letra minúscula. Os especialistas no grego confirmam que a correta tradução de João 1:1 deve ser “O Verbo era Deus”, pois Deus é a qualidade (predicado) do sujeito (Verbo, Logos em grego, que significa “Palavra”). Basta lermos o Evangelho de João e vemos que seu maior objetivo é falar a respeito da Divindade de Jesus, o que já é suficiente para derrubar a tese jeovista.

      O nome do Espírito Santo também é grafado com letra inicial minúscula, pois não creem ser Ele um Deus Pessoal, como afirma Atos 5:3, 5. Acreditam que seja um “poder de Deus”. Esses são apenas alguns exemplos de deturpação da Palavra de Deus.
      Todavia não devemos ignorar o fato de que, conforme diz o pastor Valdeci Júnior – colaborador da Escola Bíblica : “Algumas passagens bíblicas na “Novo Mundo” são melhor traduzidas do que nas demais Bíblias”. Ele enumera quatro exemplos:

      1)”E Ele lhe disse: Deveras, eu te digo hoje: Estarás comigo no Paraíso.” Lucas 23:43;

      Aqui, a vírgula está no lugar correto de acordo com João 19:31-33 e 20:17, derrubando assim a tese de que o ser humano tem uma alma imortal e que pode ir para o Céu antes da ressurreição.

      2) “No qual também vós, tendo ouvido a palavra da verdade (o evangelho da vossa salvação), e, tendo crido nele, fostes marcados com o selo do Espírito Santo que tinha sido prometido, o qual é penhor da nossa herança, para redenção do povo adquirido (por Cristo) em louvor da sua glória”. Efésios 1:13-14 – Confira na Novo Mundo, essa passagem.

      3) Aquela passagem bíblica de Isaías que chama Cristo de “Pai da Eternidade” (Isaías 9:6). Esse texto vai contra a própria teologia jeovista, pois afirma que Jesus é Deus Eterno e Pai da Eternidade, negando assim que Ele seja uma “criatura”.

      4) A tradução da passagem bíblica da Novo Mundo em Joao 1:1 também vai contra a própria teologia que defendem. Perguntando-lhes se acreditam que devemos adorar a Jesus, e a resposta sendo negativa, fica clara a negligência cristã em não adorar alguém que é Deus. Se positiva a resposta, dessa forma admitem o politeísmo, pois Joao 1 faria distinção entre as divindades do Pai e de Cristo (um Deus maior e outro deus menor – isso é politeísmo e não doutrina da Trindade!).

      Não devemos esquecer que Deus tem profundo interesse em salvar a todos, inclusive Testemunhas de Jeová, todos somos objetos do Seu amor (1 Timóteo 2:4). Precisamos, como fiéis discípulos do Senhor, levar aos outros o verdadeiro evangelho com amor e respeito, tendo como auxiliador o Espírito Santo. Há pessoas sinceras em todas as denominações religiosas.
      Recomendo a leitura de um excelente livro que diz respeito às doutrinas jeovistas, e às “traduções” feitas por eles do texto bíblico. Esse livro não mais é publicado, mas, é possível que a Casa Publicadora Brasileira possa enviar-lhe o arquivo (com algum custo, ou não). O título é: “Radiografia do Jeovismo”, de A. B. Christianini.

      Paz!

  • Samuel aparecido dos Santos disse:

    olá pessoal gostei muito do estudo de vcs gostaria de saber qual bíblia chega mais perto dos originais ou cópias dos originais obrigado fica na paz

    • debora disse:

      Olá, Samuel!

      Para sabermos qual a melhor tradução bíblica, temos que levar em conta que a Bíblia foi escrita originalmente numa outra língua e que traduzir um pensamento de uma língua para outra não é tarefa fácil. A Bíblia Sagrada foi escrita em hebraico, aramaico e grego. Foi escrita por mais de 40 autores diferentes ao longo de 1600 anos.

      Diversas pessoas e organizações têm feito o esforço de traduzir a Bíblia para diversos idiomas. As melhores traduções têm sido aquelas feitas por um grupo de pesquisadores. Isto porque eles se aconselham mutuamente e assim evitam as limitações que uma pessoa somente certamente teria. Temos considerado como uma excelente tradução em português, a Bíblia Almeida Revista e Atualizada, 2a. Edição, da Sociedade Bíblica do Brasil.

      Outras boas traduções incluem: A Bíblia de Jerusalém (Católica) e a Nova Versão Internacional. Para uma compreensão mais fácil da Bíblia merece destaque a “Nova tradução na Linguagem de Hoje” da Sociedade Bíblica do Brasil. Esta tradução, entretanto não é a mais adequada para estudar detalhes intrincados do texto bíblico que o estudo de passagens difíceis e profecias exigem. Mas para a leitura diária da Palavra é excelente.

      A Bíblia que é mais fiel ao original é a Bíblia de Jerusalém (católica). É ótima para estudo, apesar de conter os livros apócrifos, que devemos ignorar por não serem inspirados.

      Paz!

  • David Jefferson disse:

    Graça e Paz amado. Gostei muito do site, Deus os abençoe tremendamente.
    Eu quero muito aprender a bíblia.

  • Prof. Gomes disse:

    A Bíblia é muito complexa e tem inúmeras contradições. Se você quiser acreditar nela vá pela fé e nunca pela razão.

  • cristiano disse:

    Não tenho palavras pra dizer o quanto estou amando as lições de vocês estou aprendendo muito .QUE DEUS ABENÇOE RICAMENTE A TODOS QUE FAZEM PARTE DESTA EQUIPE DE FE TAO MARAVILHOSA OBRIGADA E FIQUEM TODOS NA SANTA PAZ.

    • André disse:

      Amigo Cristiano, ficamos felizes ao saber que gostou!
      Que Deus possa lhe abençoar a cada dia mais.
      Um grande abraço dos seus amigos do Bíblia.com.br

  • Moisés Hungria Pinto disse:

    O que o irmão acha da NTLH?

    • Instrutor disse:

      É muito boa sim querido irmão e amigo, dê uma olhada neste site http://amigosdejesus.com.br/ em que você poderá fazer a leitura da Bíblia com esta tradução, vá no ícone Bíblia e depois selecione ntlh.
      Depois nos diga se deu certo, que as bênçãos de Deus repousem sobre sua vida, Ele te ama muito, um forte abraço.

  • Moisés Hungria Pinto disse:

    Boa noite, gostaria que vocês me recomendasse uma bíblia que não fosse na linguagem de hoje, pois sou diácono e sempre ministro nos culto, quero uma bíblia média de estudo revista e corrigida, e sem harpa. me passa o nome que irei compra-la.
    Eu posso confiar na biblia NTLH?
    Obrigado a paz do Senhor…Moisés Hungria

    • Instrutor disse:

      Olá querido irmão, esta é uma boa tradução mas da linguagem de hoje, o que acha da Revista e Atualizada?

      Depois nos diga o que pensa sobre isso, que as bênçãos de Deus repousem sobre sua vida, Ele te ama muito, um forte abraço.

  • Luã henrick dos santos Ipuchima disse:

    E sobre a NVI, qual delas eu compro? Pois não tem apenas NVI e pronto e sim NVI para homens para isso para aquilo, qual devo adquirir?

    • Instrutor disse:

      Que ótimo querido irmão e amigo, adquira uma NVI somente, sem que tenha nada destas coisas, a maioria é assim, será até mais fácil para você localizar.
      Depois nos diga o que pensa sobre isso, que as bênçãos de Deus repousem sobre sua vida, Ele te ama muito, um forte abraço.

  • Luã henrick dos santos Ipuchima disse:

    Apesar de n ser uma linguagem simples mas em questão de fidelidade to pesquisando e pensando em adquirir a Almeida corrigida fiel o q vc acha?

    • Instrutor disse:

      É uma ótima tradução também querido irmão e amigo, pode comprar e estudar sempre a palavra do Senhor que tem maravilhas para você.

  • Luã henrick dos santos Ipuchima disse:

    Qual a melhor Biblia em linguagem mais simples? Q seje fiel e confiável, o q vc acha sobre a NTLH? A NVI n eh em linguagem simples eh? E a nova Biblia viva ? O q vc acha dela?

    • Instrutor disse:

      Então querido irmão e amigo, a de linguagem mais simples é a NVI, tente ler no site, o que acha?

  • encontri no site da sbb uma biblia NTLH/RA deve ser a mistura da LH e a ARA, nunca tinha visto falar

  • é o que estou fazendo, obrigado por tudo.

  • ja sim, eu tenho a ARC e a ARA, NVI e a NTLH que estou nesse impasse

    • Instrutor disse:

      Faça o seguinte querido irmão e amigo, ore a Deus peça para Ele te ajudar nesta decisão, o que acha?

  • Luã Henrick dos Santos Ipuchima disse:

    Sei q estou sendo chato ja, mais quero ter certeza e n estar tendo uso de uma versão q seja eretica e blasfemadora

    • Instrutor disse:

      Fique tranquilo querido irmão e amigo, você nõ está sendo chato de forma alguma, estamos a disposição para conversar contigo sobre a Palavra do Senhor que aliás transforma nossas vidas não é mesmo?
      Independente de qual tradução escolha, o ideal seria iniciar os estudos, o que acha?

  • Luã Henrick dos Santos Ipuchima disse:

    Pois elas contem ataques a divindade de Jesus e muitos outros absurdos

    • Instrutor disse:

      Veja querido irmão, não é nossa intenção defender qual tradução você deve ler ou não, isso é uma decisão pessoal, mas cuidado com o que consulta na web, com relação a NVI, veja um texto:
      A virgem ficará grávida e dará à luz um filho, e lhe chamarão Emanuel” que significa “Deus conosco”.
      Mateus 1:23
      Perceba que se fosse contrário a divindade de Cristo não mencionaria Deus conosco, o que pensa sobre isso?
      Conte sempre conosco, um grande abraço.

  • Luã Henrick dos Santos Ipuchima disse:

    Queria muito uma biblia em uma linguagem popular confiável mais é difícil acreditar nessas versões, não vejo bons comentários sobre a NVI, NTLH nem a VIVA :/

  • Luã Henrick dos Santos Ipuchima disse:

    Pesquisei e vi que tanto a NVI quanto a NTLH possuem conteúdos ereticos e não confiáveis , fico pensando que a única versão confiável mesmo são as ARC e ARA

    • Instrutor disse:

      Fique tranquilo querido irmão e amigo, o mais importante é você não somente ler a Bíblia mas sim estudar, estas versões são muito boas também, se aproxime cada dia mais da Palavra do Senhor, Ele te ama muito, você gostaria de estudar conosco por e-mail, o que acha?

  • obs: a biblia trinitariana tem a pontuação nos lugares certos em lucas23:43 interesante

  • muito obrigado pela sujestão, mais ouvi boas coisas dessa versão e que poderia ter pessoas incredulas envolvidas na tradução dessa versão. e que o unico pondo positivo nela seria a linguagem facil :/
    http://www.baptistlink.com/creationists/expondoerrossbinvi.htm
    não achei o site que tinha pesquisado antes mais encontrei esse agora

    • Instrutor disse:

      Veja querido irmão e amigo, a internet realmente é uma ferramenta poderosíssima que influencia tanto para o bem quanto para o mal, perceba que hoje em dia em tudo que formos pesquisar veremos opiniões favoráveis e contrárias não é mesmo?
      O melhor a fazer é estudar a Bíblia, não somente ler, pois quando fazemos assim, perceberemos os erros doutrinários contidos na tradução, quando oramos antes do estudo da Bíblia, Deus nos orienta e nos ajuda nesta questão não é mesmo?
      O que pensa sobre isso, conte sempre conosco, um grande abraço.

  • gostaria de saber qual a melhor tradução da biblia, a que seje mais fiel ao original possivel e outra que tenha uma linguagem simples e que tambem seje fiel ao original, ja pesquisei sobre as: king james, ling. de hoje, shedd, ACF E ARC.
    Sei que a padrão da IASD é a ARA e a tenho, mais eu queria saber sobre essas que comentei e suas caracteristicas. grato desde já

    • Instrutor disse:

      Olá querido irmão, uma das melhores da atualidade está sendo a NVI, você chegou a ler já?
      Conte sempre conosco, que Deus guie cada passo que der, um grande abraço.

  • Willian Fernandes disse:

    A Paz, gostaria de saber se existe alguma bíblia que possua mais de uma tradução na mesma bíblia?
    por exemplo: Almeida Corrigida + Nova versão atualizada…
    Facilitaria muito na hora da leitura…
    Abçs Willian

    • Instrutor disse:

      Infelizmente não querido irmão, você pode acompanhar pelo site mesmo, possibilita ler outras traduções, já chegou a ver?
      Conte sempre conosco, que Deus abençoe muito a sua vida, um grande abraço.

  • Denis disse:

    Caro Roberto,
    Agradeço sua esclarecedora resposta e também o Dicionário de Personagens Bíblicos enviado. Já tem me ajudado a compreender muitas coisas e esclarecer diversas dúvidas.
    Certamente continuará a agregar junto com os estudos dirigidos que tenho feito através deste interessante e abençoado site.

    Que Deus abençoe ricamente esta obra, que embora digital, é feita por pessoas para pessoas.

    • Instrutor disse:

      Deus seja louvado querido irmão e amigo, me diz uma coisa, você aceitaria estudar a Bíblia conosco por e-mail? Seria maravilhoso para mim, outra coisa, eu poderia enviar mensagens da Palavra de Deus em seu e-mail?
      Gostaria muito de te ajudar a se aproximar ainda mais de Deus, pois você é muito importante para nós e principalmente para Deus.
      Conte sempre comigo, um grande abraço.

  • Denis disse:

    Ótimo artigo! Esclarece muitas duvidas sobre esta obra secular e inigualável.
    Gostaria de saber onde posso encontrar mais informações sobre a origem da bíblia.
    Já sabemos que foi inspirada por Deus e escrita por homens ao longo de séculos, mas quem foram estes quarenta autores? A cada livro que se estuda, é percebido uma diferença na forma de expressar do autor, pois eram de culturas, épocas e regiões diferentes. Alguns são poéticos, históricos e outros filosóficos.
    Então o que se sabe sobre eles? Quem foram, onde moravam e o que faziam estes escritores antes e depois do chamado divino?
    Também estou procurando mas ainda não encontrei, como, quando e por quem foram escolhidos os 73 livros que compõe a bíblia?

    • Instrutor disse:

      Ficamos muito felizes com seu interesse em se aprofundar no conhecimento bíblico querido irmão, isso é algo fantástico que ocorre em nossas vidas.
      Vejamos a classificação dos livros da Bíblia

      Antigo Testamento

      Livros do Pentateuco: Gênesis, Êxodo, Levítico, Números e Deuteronômio.
      Livros Históricos: Josué até Ester.
      Livros Poéticos: Jó, Salmos, Provérbios, Eclesiastes e Cantares.
      Profetas Maiores: Isaias até Daniel.
      Profetas Menores: Oséias até o fim do “Velho Testamento” que termina no livro de Malaquias.

      Novo Testamento

      Evangelhos: Mateus, Marcos, Lucas e João.
      Cartas e epístolas: Atos até Judas.
      Profético: Apocalipse.

      A Bíblia é a coleção de livros mais antiga que existe. Os primeiros cinco livros, chamados Pentateuco, foram escritos por Moisés, cerca de 1.500 anos antes de Cristo; e o último, o Apocalipse, foi escrito pelo apóstolo João, perto do ano 100 depois de Cristo, perfazendo assim um total de aproximadamente 1.600 anos, durante os quais a coleção foi escrita.
      Colaboraram na sua produção cerca de 40 autores. Entre eles, reis e pescadores, legislador, estadista, filósofo, pastor, médico, coletor de impostos. Estes homens escreveram sobre praticamente todo tipo de assunto: História, biografias, poesia, provérbios, profecia, parábola, salmos e sermões. Mas, mesmo com tanta diversidade de autores e de assuntos, o livro tem unidade. Um autor não contradiz outro. O segredo? O apóstolo Paulo escreveu: “Toda escritura é inspirada por Deus”. Timóteo 3:16. “Sabendo, primeiramente, isto, que nenhuma profecia da Escritura provém de particular elucidação; porque nunca qualquer profecia foi dada por vontade humana, entretanto, homens falaram da parte de Deus movidos pelo Espírito Santo.” II Pedro 1: 20 e 21.
      O Espírito Santo comunicou as mensagens de Deus a homens piedosos e moveu-os a transmitir essas mensagens pela palavra falada ou escrita. Aproximadamente 1.300 vezes encontramos nas escrituras as expressões: Ouvi a palavra da Senhor, ouvi a voz do Senhor, dizendo, veio a mim a palavra do Senhor, seguidas de mensagens ao homem.
      Dividem-se as escrituras em velho e novo testamento. O velho testamento contém 39 livros, e foi escrito em hebraico; o Novo Testamento, em grego, e tem 27 livros. Para facilitar sua leitura, os tradutores dividiram os livros em capítulos e estes, em versículos.
      Sobre os autores iremos enviar em teu e-mail um dicionário sobre os personagens bíblicos onde você poderá ver sobre todos os personagens, o que acha?
      Estaremos aguardando seu retorno, gostaríamos também de te convidar a estudar a Bíblia conosco por e-mail, você aceitaria?
      Que Deus abençoe muito a sua vida, conte sempre conosco, um grande abraço.

  • Max Willian Ourique disse:

    Entre as versões Almeira Corrigida e Atualizada também há consideráveis diferenças no texto. Tenho visto todo mundo usando a versão ARA em vez da ARC. Ainda ouvi falar desta ACF Almeida Corrigida Fiél.

    Neste caso ainda, qual devo adotar?

    • Instrutor disse:

      Olá querido irmão, procure a versão NVI, Nova Versão Internacional , é muito boa, você já conhece? Conte sempre conosco, um grande abraço.

  • Parabéns que Deus abenções vcs pela deddicação no estudo da palavra de Deus.

Comente este artigo

Comente este artigo



Fale Conosco

Envie suas sugestões ou solicite informações