biblia.com.br

Pureza e tentação

11 de abril de 2012

"Ao andar na rua não consigo desviar o olhar de mulheres que possuem corpos formosos e usam roupas sensuais. Como dominar desejos e vontades que ferem o caminhar para glorificar a Deus?"

“Ao andar na rua não consigo desviar o olhar de mulheres que possuem corpos formosos e usam roupas sensuais. Como dominar desejos e vontades que ferem o caminhar para glorificar a Deus?”

É através da constante comunhão com Cristo, de uma real dependência de Sua graça e de Seu poder que o homem pode ser transformado e fortalecido para poder resistir as tentações e vencer pecados acariciados e ter um coração reto diante do Senhor. Deus respeita a vontade humana, mas o cristão deve submetê-la à vontade Divina e viver para glorificar o Pai celeste em todas as coisas (ver 1 Coríntios 10:31). Através do estudo diário da Bíblia e da oração a mente humana é colocada em sintonia com a mente Divina, o Espírito Santo desperta nobres faculdades da mente, do corpo e do espírito, e com o consentimento e submissão por parte da pessoa, realiza-se uma transformação no coração. O segredo para manter-se alinhado com Deus é permanecer em comunhão com Cristo. Jesus disse: “Eu sou a videira, vós, os ramos. Quem permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer” (João 15:5). Tal permanência significa continuidade, mesmo depois da conversão: “Ora, como recebestes Cristo Jesus, o Senhor, assim andai nele, nele radicados, e edificados, e confirmados na fé, tal como fostes instruídos, crescendo em ações de graças” (Colossenses 2:6, 7).

Aquele que se alimenta diariamente da Palavra de Deus, com espírito humilde e sincero, seus pensamentos são alinhados aos pensamentos de Deus. Ao obter o conhecimento da vontade Divina revelada na Bíblia e aplicá-lo à vida prática, Deus realiza uma grande obra. Jesus declarou: “A candeia do corpo são os olhos; de sorte que, se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo terá luz; se, porém, os teus olhos forem maus, todo o teu corpo estará em trevas. Portanto, caso a luz que em ti há sejam trevas, que grandes trevas serão!” (Mateus 6:22, 23). Sendo assim é responsabilidade pessoal cuidar com os sentidos, com tudo aquilo que se vê ou ouve, pois aquilo que passa pelos olhos e ouvidos pode chegar ao coração. Tendo essa compreensão, qualquer coisa degradante como insinuações sensuais da TV, pornografia, conversas picantes, piadinhas libidinosas, bate-papos sensuais e coisas desse tipo devem ser abandonadas imediatamente se se almeja ter uma mente pura.

O padrão para nossos pensamentos e atitudes deve ser o que está escrito em Filipenses 4:8: “Por último, meus irmãos, encham a mente de vocês com tudo o que é bom e merece elogios, isto é, tudo o que é verdadeiro, digno, correto, puro, agradável e decente” (Filipenses 4:8). “Não vivam como vivem as pessoas deste mundo, mas deixem que Deus os transforme por meio de uma completa mudança da mente de vocês. Assim vocês conhecerão a vontade de Deus, isto é, aquilo que é bom, perfeito e agradável a ele” (Romanos 12:2).

Lembre-se que a tentação ocorre na mente. A comunhão diária com Deus e dependência de Sua graça oferecem recursos sobrenaturais para poder resisti-la. Pelo fato do ser humano possuir uma natureza pecaminosa a tentação pode surgir espontaneamente à qualquer momento. Isso pode ocorrer por causa da inclinação natural para o pecado que todos nós temos. Vale lembrar que tentação não é pecado, entretanto, dar rédeas soltas ao pensamento da tentação conduz a pessoa a cometer pecado mental e, se ela tiver oportunidade, poderá cometer o ato, que é tão pecado quanto o mental. Às vezes a tentação simplesmente brota do coração humano, como Jesus disse: “Porque de dentro, do coração dos homens, é que procedem os maus desígnios, a prostituição, os furtos, os homicídios, os adultérios, a avareza, as malícias, o dolo, a lascívia, a inveja, a blasfêmia, a soberba, a loucura. Ora, todos estes males vêm de dentro e contaminam o homem” (Marcos 7:21-23). Por essa razão todos nós devemos depender da graça Divina e confiar unicamente no poder de Deus, pois somente Ele pode purificar o coração humano e habilitar cada pessoa a viver em pureza e santidade. Tentar por si mesmo alcançar a pureza é impossível, conforme destaca o texto abaixo:

“O coração deve ser renovado pela graça divina, ou será em vão procurar pureza de vida. Aquele que tenta edificar um caráter nobre, virtuoso, independente da graça de Cristo, está edificando sua casa sobre areia movediça. Nas cruéis tempestades da tentação certamente será ela derribada. A oração de Davi deve ser a petição de toda alma: ‘Cria em mim, ó Deus, um coração puro, e renova em mim um espírito reto’ (Salmos 51:10). E, tendo-nos tornado participantes do dom celestial, devemos prosseguir até à perfeição, sendo ‘mediante a fé’ ‘guardados na virtude de Deus’ (1 Pedro 1:5) (Minha Consagração Hoje, p. 78).

Se em algum momento da caminhada você experimentar a queda, não se desespere. Volte-se imediatamente para os braços de Cristo, em arrependimento, abandono do pecado e confissão, pois “ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça” (1 João 1:9).

Equipe Biblia.com.br

O que a Bíblia diz sobre a religião?
O que preciso saber sobre o adultério (parte 2)