Diretório de artigos

Pesquise por termo ou palavra chave

a b c d e f g h i j l m n o p q r s t u v x z

A realidade do perdão para o adultério

Meu marido me traiu. Agora voltamos a viver juntos novamente. Só que não consigo acreditar nele. O que devo fazer?

“O perdão é dolorosamente difícil e, muito tempo depois de você perdoar, a ferida continua na lembrança. … Por trás de cada ato de perdão jaz uma ferida de traição, e a dor de ser traído não se desvanece facilmente” (Philip Yancey, “Maravilhosa Graça”, Editora Vida, p.86 e 87, 2006).

É fácil um líder religioso falar de perdão em sua mensagem. Mas perdoar é mais difícil do que as palavras dizem. Na palavra “perdoar” tem a parte que diz “doar”. Você doa, de graça, algo a alguém que não merece. Ou você recebe o que não merece, o perdão, mesmo sendo culpado.

Claudia Bruscagin, professora da PUC-SP diz: “Perdoar não é a negação dos sentimentos de mágoa, ira e rancor. É reconhecer os sentimentos e então escolher não agir por eles.” (“Religiosidade e Psicoterapia”, Editora Roca, p. 60, 2008). Perdoar tem que ver com escolha. Mas e os sentimentos de dor? Escolher perdoar os elimina?

O tempo cura. Mas nessa cura pode haver, e em geral há, mudanças profundas no relacionamento entre as pessoas envolvidas. Uma pessoa traída, pode precisar de anos de restabelecimento emocional para se recompor da tragédia e voltar a viver com serenidade. É como você jogar uma pedra num lago sereno e formar múltiplas ondas. As ondas se formam, não porque o lago é malvado, mas porque ele responde à uma lei da Natureza. Um coração partido não se recompõe rapidinho com qualquer “band-aid” religioso ou não.

Immaculée Ilibagiza, sobrevivente do genocídio (mortandade por guerra entre tribos e raças diferentes) em Ruanda, África, viveu noventa dias com mais sete mulheres escondidas num banheiro pequeno para não serem trucidadas, perdoou os algozes que mataram seus pais e irmãos com facões e armas de fogo, sendo que um dos assassinos partiu o crânio de seu irmão que havia feito um Mestrado, dizendo, irônica e diabolicamente que queria ver o que havia no cérebro de uma pessoa com Mestrado. Ela disse: “É impossível prever quanto tempo levará um coração partido para se recompor.” (“Sobrevivi para Contar”, Editora Objetiva)

Um marido muito cristão e fiel à esposa que havia sido traído por ela, me contou que durante uns dois anos não conseguia nem pensar no nome dela ao orar. Era muita dor, tristeza, decepção e raiva. Havia chorado muito em solidão. Emagrecera como sinal da dor na alma. Cientistas especialistas em estresse afirmam que a infidelidade conjugal é o número dois numa escala que mostra o que produz mais estresse emocional em humanos. O número um é a morte do cônjuge que se ama.

Este homem, rendendo-se à graça e podendo respirar depois de tanta dor que oprimia o espírito, começou a pensar em orar pela esposa. Passaram-se mais alguns meses e ele começou a tocar no nome dela com Deus em suas preces. Mais meses adiante, foi levado pelas ondas da graça a desejar o bem dela. Já podia pensar nisto, após uma anestesia afetiva.

Isto mostra que há um “timing”, ou tempo necessário, para cada pessoa viver o processo do perdão após uma ofensa. Quanto mais devastadora foi a ofensa e quanto mais importante significado emocional havia no relacionamento entre a pessoa e o ofensor, maior a ferida e maior o tempo necessário para sua cura. Cada um tem um ritmo de cura.

Cura não significa que após o perdão tem que haver reconciliação. Alguns casos não há, porque o ofensor foi longe demais ou porque ele não se interessa pela humilhação necessária para tratar a ferida ou porque a ferida destruiu a sustentação do relacionamento semelhante a um prédio abalado por um tremor que tem sua estrutura condenada pela Defesa Civil para a segurança de todos. Deus teve que destruir os antediluvianos porque eles não aceitaram o perdão e chegaram a um ponto de não-volta, de não-arrependimento, de não-perdão. Eles queriam prazer, mas não perdão, porque ficaram movidos pelas emoções, dominados pelos demônios da vaidade, da carnalidade, da mundanidade.

 Nem todo ofensor quer cura do seu câncer emocional pessoal, mas egocentricamente pode querer cura do relacionamento. Perdoar não é desculpar os erros da pessoa. Também não é esquecer. Você pode lembrar, mas escolhe não mais se concentrar nisto. A desculpa existe quando se comprova que o ofensor é inocente. Mas para o ofensor real, a culpa é real. E ela tem um preço assim como o perdão. (…)

Perdoar é um ato de fé. “Perdoando outra pessoa, estou confiando que Deus é um juiz melhor do que eu. Perdoando, abandono meus próprios direitos de me vingar e deixo toda a questão da justiça nas mãos divinas. Deixo nas mãos de Deus a balança que deve pesar a justiça e a misericórdia.” (Philip Yancey, “Maravilhosa Graça”, Editora Vida, p. 95, 96, 2008).

O perdão não é de graça. Quem perdoa tem que pagar o preço de abandonar seu desejo de fazer justiça com suas próprias mãos. É isto fácil? De jeito nenhum! Envolve grande risco porque o ofensor pode não demonstrar arrependimento e permanecer abusivo. Ou se interromper o ciclo de abusos, pode não admitir para o ofendido seus erros. Como conviver com uma realidade em que o ofensor não admite seus erros, não pede perdão, não quer tocar no assunto, quer viver como se tudo estivesse legal e como se não tivesse ocorrido um trauma muito doloroso?

Claudia Bruscagin, Ph.D. da PUC-SP, diz que num caso de traição conjugal, se o cônjuge que traiu desejar dar passos para uma reconciliação, ele precisa: (1) Aceitar a responsabilidade pelo ocorrido; (2) expressar sincero pesar e arrependimento; (3) oferecer alguma recompensa de alguma forma; (4) prometer não repetir o mesmo erro, e (5) pedir perdão. (“Religiosidade e Psicoterapia”, Editora Roca, p. 61, 2008). Eu acrescento: não só prometer não repetir mais o mesmo erro, mas NÃO repetir mesmo! Verdadeiro arrependimento é mais do que pesar pelo erro cometido. É um decidido afastamento dele.

Miguel Ángel Núñez, Ph.D., diz que o perdão é menos difícil quando os agressores se arrependem de verdade e fazem tudo para redimir os atos de violência e agressões. Quando não há isto, só um milagre da graça pode mudar a situação. Só quem vive uma situação como vítima de abuso, traição, violência é que sabe que dor é esta. “É fácil falar quando não se está vivendo a dor de ser agredido por alguém que diz que nos ama.” (“Violência e Perdão”, p.32, Sinais dos Tempos, da série “Quebrando o Silêncio”).

Não se deve coagir uma pessoa para perdoar. Isto é algo pessoal. É uma decisão pessoal. É resultado de um processo. Há um preço. Não é de graça. Após uma ofensa a pessoa precisa de um tempo para se recompor. O perdão tem que ser algo espontâneo. Você pode perdoar genuinamente e não querer reconciliação com o ofensor. É um direito seu.

Abusadores podem querer reconciliação sem assumirem as responsabilidades pelos erros. Isto é injusto e não cabe no perdão. Estas pessoas ficam fissuradas com medo de perder (o que já perderam na verdade) e querem que a vítima reata o relacionamento rapidinho como se tudo fosse uma questão de minutos e de um pequeno curativo, quando há sangramento na ferida. O preço neste caso é pago pelo tolerar a solidão e o afastamento devido aos erros cometidos. Um deserto ensina muito para as pessoas abertas para aprender ao atravessá-lo.

Dr. Núñez também explica que há uma diferença entre arrependimento e remorso. “Remorso é medo das represálias ou consequências legais pela ação realizada. Em vez disso, quem se arrepende vive de outra maneira.” (idem). Ou seja, muda.

O perdão não é de graça porque ele não livra a pessoa dos resultados de seus atos. O povo de Israel foi perdoado, porém, de cerca de dois milhões de pessoas que andaram pelo deserto após saírem do Egito, somente duas entraram na Terra Prometida. Havia um preço. “Aquele que maltrata outra pessoa física, sexual ou psicologicamente, tem que assumir as consequências de seu ato; caso contrário, o perdão não terá sentido nem significado. Perdoar não é passar por alto as consequências das agressões. Isto é injustiça. O perdão bíblico é sempre um ato realizado num contexto de justiça. Em nenhuma parte é um ato isento de responsabilidade. Seria confundir perdão com impunidade, e não é isso o que a Bíblia apresenta. …Não se pode viver num contexto de rancor. Mas é importante entender que o perdão tem seu tempo de desenvolvimento, é pessoal e, em muitos casos, um milagre.” (Miguel Ángel Núñez, idem).] ¹

___________________________________

¹ Fonte: Portal Natural – O Perdão não é de Graça

[Equipe Bíblia.com]

  • Tamira disse:

    Amém, gostei muito de ter lido, uma direção linda de Deus para ter escrito isso.

  • Eugênia disse:

    Deus seja louvado e exaltado por este artigo!
    Sou psicóloga e acredito que só o amor constrói.
    Também é importante pedi perdão a Deus e acreditar que Ele a perdoou,
    Principalmente por aquelas atitudes precipitadas na hora da raiva que a maioria das mulheres fazem, quando expulsam o homem de casa, o entregam nas mãos da mulher estranha.

    Continuem com Deus
    Abraços!

  • Edilene disse:

    Meu Deus estamos no final dos tempos, não sei o que anda acontecendo com os homens muitos andam tudo traindo as mulheres e os casamento sendo destruídos .Falta de Deus na vida eles não pensam parecem estarem cegos ja casamento não é mais como antes falta de respeito.

  • Tomara disse:

    Somos casados há 33 anos, nunca fui feliz neste casamento, vamos dizer que foi realizado nao por vontade livre das duas partes mas nos sujeitamos e pela fé, ou orgulho ou… fui aguentando, sabia que havia uma coisa errada mas não sabia o que e isso me angustiava demais. Lí livros, procurava entender, emfim… fiz o melhor que que achava que estava fazendo mas nada adiantava, eu era regeitada, maltratada, e outros. Já não aguentando mais implorei a Nossa Senhra que me mostrasse a verdade, pois já estava ficando doente, tava nervosa, tomando remedio e ela me mostrou: ele estava bulinando minha sobrinha de 9 anos. Quase morri pois nunca imaginei. Foi denunciado,ficamos separados de corpos ele ficou depreciso, meu confessor pediu misericordia e que eu pensasse nos meus pecados também, perdoei,não tenho raiva mas não consigo nem imaginar uma relação com ele. Ele não sai de casa, acha q vai ficar tudo bem e assim minha vida tá parada no tempo. Não sei o que fazer. Sou pessoa de fé e não quero ser injusta mas estou ficando doente novamente, com taquicardi anciedade. O que devo fazer?

  • Maria disse:

    EU estou muito confusa porque já estamos separados e ele mente muito sempre mentiu não só pra mim como pra todo mundo. ate acho que se acostumou a mentir de uma tal maneira que ate ele acredita na própria mentira. O fato é que não acredito mais nele, tudo que vem da boca dele pra mim é mentira estou muito magoada com ele, ate porque tinha me prometido que não me trairia mais e na verdade não cumpriu o prometido já estava me traindo a mais de um ano com a mesma mulher. é muito difícil pra mim perdoar depois de tudo. Obrigada pela atenção.

    • Instrutor disse:

      Pois é querida irmã e amiga, o perdão é algo que você pode dar e é o que a Bíblia nos orienta, porém, o relacionamento com uma pessoa distante de Deus que mente e não busca se aproximar de Deus para que tenha sua vida transformada é algo que a Bíblia nos mostra que não devemos nos relacionar com pessoas assim, justamente por este motivo irmã, dificilmente alguém é feliz ao lado de uma pessoa assim não é mesmo?
      O que pensa a respeito?
      Conte sempre conosco, que Deus te abençoe muito, um grande abraço.

  • Instrutor disse:

    Realmente é uma situação muito delicada querida irmã, vemos a cada dia mais satanás tentando destruir os planos de Deus que são a família e o casamento.
    O melhor a fazer agora é se aproximarem juntos de Deus, quanto maior for o relacionamento com Ele mais facilidade você terá de perdoar e ele terá a vida transformada.
    Gostaríamos de te indicar um excelente vídeo sobre este assunto, acesse http://novotempo.com/estaescrito/videos/quando-o-perdao-e-uma-mentira/
    Depois nos diga a sua opinião, conte sempre conosco, Deus ama muito você, um grande abraço.

  • Instrutor disse:

    Pois é querida irmã e amiga, a transformação na vida dele ocorrerá somente quando aceitar e se aproximar de Deus, qual o contato que ele tem com Deus e com a Bíblia?
    Aguardaremos seu retorno para podermos te ajudar nesta questão, conte sempre conosco, saiba que você não está sozinha, Deus te ama muito, um grande abraço.

  • Maria disse:

    Fui casada a 9 anos já descobri que meu marido me traia varias vezes já perdoei muitas vezes. agora nós já não estava nos mais pedi um tempo, nesse tempo descobri que novamente ele me traia a um ano. me pediu perdão dizendo que está arrependido que não quer me perde que me ama. e que voltar pra casa. o que devo fazer.

    • Instrutor disse:

      Veja querida irmã e amiga, o que precisa realmente acontecer na vida dele é que tenha um relacionamento maior com Deus, quanto mais próximo de Deus e da Palavra do Senhor mais distante destas coisas ele estará.
      Convide ele a estudar a Bíblia e orar todos os dias, isso fará uma enorme diferença na vida de vocês, o que acha?
      Aguardaremos seu retorno, queremos te ajudar nesta questão, que Deus abençoe e restaure o casamento de vocês, um grande abraço.

  • Daia disse:

    Bom Dia, Tenho 20 anos, sou casada a 4 anos e tenho uma flha de 3 anos, como nasci no berço evangelico, casei muito cedo, na verdade acreditava que ele seria o homem da minha vida… Ha dois anos descobri uma traição do meu esposo, foi terrivel… Aconteceu com uma amiga de escola, mais o pior foi a forma como ele me maltratou quando descobri, foi indiferente, disse que queria saber apenas da filha dele, resumindo foi muito CAFAGESTE. Sentamos com o pastor e eu estava muito magoada, o pastor ordenou que eu tentasse perdoar, pois havia sido apenas alguns beijinhos… Eu voltei, e foi um ano terrivel, de muita dor, viviamos como dois amigos na mesma casa , sentia nojo dele, o tratava como se não merece a mim… Horrivel!!! Depois de um ano, ele me confessou mais duas que havia acontecido antes dessa… Mais o pior é que com uma delas, não foi só beijinho, e ela era uma ex namorada dele que não me suportava. Foi como uma espada no meu peito, fiquei mais um ano, aguentado risadinhas delas, me senti completamente Humilhada. O meu esposo tentou mudar, mais eu sempre desconfiada, sofrendo , triste… Me tornei uma pessoa seca, que não acreditava no amor e ainda assim tentei por mais um ano… Com muita oração e busca no meu pai. Mas, infelizemente ele continuava a mentir pra mim, e isso piorou a situação, pois eu ja não confiava nele! Resumindo na virada no ano, chegou ao meu ponto maximo… Sai de casa, e realmente estou com muito medo, confusa, não sei o que fazer, não sei se vale apena insistir… Pois não sei se o que sinto por ele é amor. O que faço irmã?

  • Edna disse:

    Ola tenho 11 anos de casada, um dia meu esposo teve um sonho que eu o traia no estado onde meu pai mora, se passaram uns 2 meses eu senti de contar que um dia eu o trai em pensamento e que tinha pedido perdão para Deus e estava pedindo perdão para ele, ai ele se sentiu mau e confessou que ele realmente tinha me traido com uma garato da cidade de meu pai onde viajamos. Foi em um dia que eu estava enferma e tive que ficar internada, foi neste dia que ele chamou seu amigo e ligaram pra ela os dois foram com ela para o motel meu marido com ela e o amigo olhando, olha fiquei atormentada, sentindo nojo de tudo aquilo, enfim estamos separados desde 02/01/2012 essa é uma dor inesplicavel é uma dor cruel, estou sem reação pois, no 5 ano de casamento ele saiu da igreja e de casa e ficou com outra mulher e tambem me contou,e eu perdoei mas ele nunca conseguiu se firma como antes, será que ele irá mudar ou ira fazer tudo denovo! estou perdida, pois se perduar ele pode fazer tudo denovo pois eu sempre perdou! me ajudem.

    • Instrutor disse:

      Veja querida irmã, todos nós somos falhos e pecadores, porém, não conseguimos mudar algo somente por nossa vontade, precisamos da graça de Deus para termos forças para vencer algumas barreiras que surgem em nossas vidas.
      Com isso, para saber se ele mudará ou não, basta aproxima-lo de Deus, se isso acontecer tenha certeza que ele fará as vontades de Deus na vida dele e consequentemente estará mais distante destas coisas que são ciladas de satanás não é mesmo?
      Aguardamos seu retorno, que Deus abençoe muito você,conte sempre conosco, um grande abraço.

  • sou casada meu marido me traia com uma garota que ele colocou para trabalhar
    na casa da tia dele eu acabei descobrindo e mandei ele ficar com ela então ele me deixou com dois filhos um de 3 e outro de 1 e deu entrada na separação
    ele pretendia casa com ela e me deixar como quenga. horei encontrei força no senhor ate um dia que recebi uma revelação do pastor da igreja batista onde ele dizia o que eu te dei e teu e niquem pode tomar pedes o que queres hora mais porque a vitoria e tua quando chequei em casa me puis de joelho em frente da janela do meu quarto e comecei a chorar pedia a deus que mandace o meu marido de vota porque ele tinha mim dado eu não havia tomado de minguem mais depois eu disse deus faça a sua vontade e não a minha mesmo
    ja sabendo que deus tinha usado o pastor para dizer que ia mandar o meu marido de vouta esperei com paciensea no outro dia meu marido veio na minha casa me pedindo perdão e chorando muito dizendo que estava arrependido eu o
    perduei e estamos junto ate hoje as vezes eu mim lembro sinto raiva vontade de da o troco mais eu não quero sofre e nem fazer niquem sofrer poque na verdade eu amo muito meu marido

    • Instrutor disse:

      Que ótimo que voltaram querida irmã e amiga, a melhor coisa a fazer agora é esquecer o passado e procurar se aproximar juntos de Deus, o que acha?
      Conte sempre conosco, um grande abraço.

  • Elizabeth silva disse:

    BOm Dia!
    Obrigada por me responder,eu tenho que resolver esse assunto,eu n sei o que fazer,foram 36 anos de casada,em que acreditei no meu marido,amei esse homem verdadeiramente,e depois descobrir essa traição que eu n consigo esquecer.Quanto as nossas conversas,só eu que falo,ele n me responde nada daquilo que pergunto,ele só diz que n tem nada para ele falar,o que eu descobri é isso mesmo,e se eu fui atrás para saber da verdade era porque eu fui já com a intenção de se separar,ele n quer me ouvir,ele diz que n tem nada para explicar,e n quer falar no assunto e que sente muita vergonha de mim.Cada vez que ele volta pra casa depois de 15 dias,eu falo sobre o assunto,ele fic nervoso e diz que n tem mais nada para falar,perguntei para ele o que ele tinha resolvido com a amante,ele respondeu que acabou,porém eu n acredito e assim continua o meu sofrer,eu pedi que ele fosse embora viver com a amante,pois ele n precisava mais mentir ,me enganar,porque eu jà sabia de tudo,ele respondeu assim: n quero,é com vc que eu vou ficar até morrer,eu n quero me separar de vc,a n ser que vc queria,porque dai eu n posso fazer nada,ele tenta me agradar de todas as maneiras,mas n era isso que eu precisava dele,e sim o seu pedido de perdão sincero,mas ele n pede,ele é muito orgulhoso,peço que sente ao meu lado para orar,ler a biblia,mas ele n acredita em Deus,isso me entristece muito,eu pergunto se ele me ama,e responde que sim,eu digo: porque então se me ama ,vc me traiu? ele responde que se desviou seu caminho e o erro já foi feito.Ele é muito fechado,nunca falou sobre os seus problemas comigo,ele n gosta de se abrir,pelo menos comigo foi sempre assim.Agora,ele n quer que eu fale mais sobre esse assunto,pede para que eu n fique me mártirizando,que eu esqueça isso,eu pergunto: como esquecer essa triação? como continuar,por uma pedra em cima? percebo que ele se preocupa comigo,com minha saúde,mas eu n sinto amor de verdade da parte dele.EU que tenho que me decidir,pedindo o divórcio,mas no fundo,apesar de tantas mágoas e decepções,eu acho que gosto dele,acho at]é que é por essa razão que eu ainda n fui atrás de um advogado,queria que ele mudasse ou que ele fosse embora de vez com essa amante que ele escolher,mas ele disse que nunca vai se separar de mim,dai eu fico ainda na esperança de perdoar e seguir a vida ao lado dele,mas ao mas ao mesmo tempo,me sinto muito mal,me achando a pessoa mais infeliz desse mundo, me achando imoral,e sem amor próprio,me achando indigna,por n ter ido atrás do divorcio e ainda continuar aqui,na minha casa,e aceitando ele quando chega de viagem,Ah meu amigo,minha cabeça está confusa,meu coração doendo de tantas dúvidas.EU oro todos os momentos,pedindo a Deus por uma luz,uma resposta,mas ainda continuo sem saber o que fazer.Obrigada por me responder,preciso muito de orações,preciso de ajuda,…..Abraços e fique com Deus.

  • Elizabeth silva disse:

    sou casada a 36 anos,fui feliz até descobrir a 2 meses que meu marido me traia a 20 anos,e essa amante trabalhava com ele em todas as obras,e eu ficava em casa com os filhos,pois o trabalho dele é ger
    ente de obras e tem que viajar muito,e nessas viagens ele levava a amante juntos,eu quase morri de tanto desgosto,sofri muito chorei muito,meu mundo acabou nesse dia,e para piorar no mes de agosto eu descobri que ele me traia com outra mulher lá no Pará por 1 ano e 6 meses,levei 2 pacandas de uma vez só,agora o nosso casamento n é mais o mesmo,quando ele volta de viagem a cada 15 dias,e olho nos olhos dele,eu tenho crises de choro,vivo muito doente e n sei o que fazer,o que me doi tanto é o fato dele n ter pedido perdão por nada do que fez,sinto uma angustia enorme,tristeza sem fim,perdi a vontade de viver,tenho 60 anos e ele tem 59,as amantes que ele arrumou são 16 anos mais nova que ele,fiquei muito magoada e decepcionada do que ele fez,n sinto mais amor,carinho da parte dele por mim,apesar dele tentar me agradar ,mas perdi tudo aquilo que durante 36 anos eu sentia por ele,a minha dor é enorme,só sabe quem já passou por isso,n acredito em mais nada do que ele fala,perguntei a ele se ele tinha acabado,resolvido com a amantes,ele respondeu assim,acabou…. acabou… mas eu n acredito nele,acho que esta me enganando como fez de outras vezes,agora eu pergunto: o que faço? como dar o perdão se nem ao menos ele se interessou de me pedir? vivo em casa ,chorando o dia e noite,e a minha mágoa é que ele tirou de nós pra dar a essa amante de 20 naos,a 20 anos comprou um ap em jacarei,e agora a pouco tempo comprou outro ap em nome dela,gente pelo amor de deus que eu tenho que fazer,como eu devo agir? me ajudem pelo amor de Deus.abraços,pois eu n consigo mais escrever,n aguento isso,eu queria morrer,sumir do mapa.

    • Instrutor disse:

      Veja querida irmã realmente é uma situação muito delicada, sabemos que o divórcio é aceitável perante os olhos de Deus quando se ocorre a traição , neste momento você deve analisar, será que vale a pena conviver desta forma?
      O perdão é dado quando a pessoa se arrepende, enquanto isso não ocorre, infelizmente a pessoa está querendo continuar nesta vida, tome uma decisão irmã, converse com Deus, Ele irá te orientar nesta questão, você tem muitos direitos também que conquistará em um possível divórcio.
      Mas nos diga uma coisa, você conversando com ele sobre o assunto, o que ele fala?
      Conte sempre conosco, que Deus abençoe muito a sua vida, um grande abraço.

  • Felicia disse:

    Completei 09 anos de casada em 05/12, e no dia 13 descobri que meu marido me traiu com a mãe de uma amiguinha da minha filha (mesma creche)há 05 anos atrás, eu ainda não havia engravidado do nosso segundo filho. Confesso que nosso casamento sempre foi muito dificil por causa de nossas diferenças que parecem promover uma disputa, e na época estavamos com a separação marcada (seria após a conclusaõ do meu MBA), pois precisava dela para ficar com nossa primogênita. A mulher com quem ele saiu discutiu com o marido recentemente e enviou email para retomar um contato. Ele esqueceu a cx de email aberta e eu fui usar o pc. Li o teor da mensagem e veio a confirmaçao da traição que na época quase descobri, mas ele havia jurado que nada teria acontecido. Bom, expulsei ele de casa mas por causa de como nossos filhos ficaram desorientados, e depois que ele pediu perdão e disse que na época mesmo ele havia se arrependido, eu acabei deixando ele voltar. Mas nao sou mais a mesma, estou me sentindo um lixo. Oro, oro a Deus e peço que me ajude, pois sinto que meu casamento não vingará. Estou muito machucada. A leitura do artigo me ajudou, mas pediria um conselho, pois eu ainda o amo… minha duvida é se ele ainda sente o mesmo, pois estavamos em crise quando ele respondeu o email para ela…

    • Instrutor disse:

      Você está tomando a melhor atitude querida irmã, orar é a melhor solução, converse bastante com Deus sobre isso. Outra coisa que deve fazer é conversar com ele e perguntar o que realmente ele sente por você, pelas atitudes dele poderá perceber isso também.
      Recomendo a você um ótimo vídeo que te ajudará nesta questão, acesse http://novotempo.com/estaescrito/2011/11/30/quando-o-perdao-e-uma-mentira/
      Depois nos diga a sua opinião, conte sempre conosco, um grande abraço.

  • lívia disse:

    moro com um homem há 3 ano e 3 meses, temos uma filha de 7 meses e há uma semana descobrir que me traia por várias vezes. algumas vezes desconfiei, pois via troca de mensagens em seus celulares, porém ele me afirmava que não era ele e sim amigos a qual emprestava, até ligava p esses números, mas diziam não conhecêlo..estava afastado de mim desde a gravidez, já estava sensível devido a situação, mas depois q tive continuamos afastados.. não me desleixei , pelo contrário, tentei reconquistá-lo, sem sucesso. até que há 1 semana descobrir tudo, todas as traições… não falo detalhes amigas pois são muito dsagradáveis..sem saída ele reconheceu os fatos e o erro, pediu perdão, garantindo q eu não merecia tudo q ele tinha feito e que daria um basta no passado… mas pior foi quando ela ( amante me ligou), me disse coisas q me entristeceu muito, sei q pode ter exagerado pelo fato de ele ter acabado com ela, mas sei que muita coisa é verdade… não sei se consigo esqueçer.. perdoar talvez um dia, mas continuar amando tá difícil….

    • Instrutor disse:

      Realmente é uma situação delicada querida irmã, o mais importante é o arrependimento dele, sendo sincero tenha certeza que o comportamento dele mudará e com isso o relacionamento de vocês será melhor.
      Porém, o perdão é algo fundamental também para que vocês possam reiniciar novamente, saiba que perdoa-lo será algo melhor para você do que para ele.
      Indico a você assistir um ótimo vídeo a respeito disso, acesse

      Com o perdão e a mudança no comportamento dele, o amor que foi abalado será restaurado, o mais importante nisso tudo irmã é o relacionamento com Deus que vocês devem ter juntos, estudem a Bíblia, orem juntos, desta forma a vida de vocês será muito melhor.
      Aguardo seu retorno, conte sempre conosco, um grande abraço.

  • ANA disse:

    DEPOIS DE 13 ANOS CASADA,MEU MARIDO ME CONTOU QUE ME TRAIU COM UMA AMIGA DO TRABALHO,DISSE ESTÁ MUITO ARREPENDINDO.DISSE QUE AGORA ELE VE COMO SE ILUDIU ACHANDO QUE GOSTAVA DELA,AGORA VER QUE GOSTAVA DO JEITO QUE ELA TRATAVA ELE A IMPORTANCIE QUE ELA DAVA,ELE FALA QUE ERA TUDO QUE ELE QUERIA DE MIM,E EU NÃO DAVA.MAIS QUANDO VIU QUE IA ME PERDER VIU QUE ERA A MIM QUE ELE SEMPRE GOSTOU,TENHO QUE SER SINCERA APESAR DE TERMOS UM CASAMENTO QUE TODOS ACHAVAM PERFEITO ELE NAO ERA,EU ABANDONEI MEU MARIDO NAO OLHAVA ELE,PASSAVA DIAS SEM BEIJA-LO,ACHO QUE ELE PODERIA CHEGAR EM CASA COM MARCAS DELA E TALVEZ EU NEM PERCEBERIA,TBM CHEGUEI ACHAR QUE NAO O AMAVA,MAIS COM ESSA HISTORIA EU VI QUE EU O AMO,ELE SEMPE FOI UM MARIDO PERFEITO,CUIDADVA DE MIM,ME AJUDAVA EM TUDO NA CASA.SÓ QUE AS VEZES SABER QUE ELE MENTIU PARA MIM POR MESES,É TÃO DIFICIL,PEÇO MUITA AJUDA DE DEUS PARA SABER O QUE FAZER.

    • Instrutor disse:

      Pois é querida irmã e amiga, saiba que todos estes problemas são ocasionados porque o inimigo de Deus tenta de todas as formas estragar os planos de nosso Pai, que é o casamento e a família.
      O mais importante querida irmã é o fato dele ter se arrependido, saiba que o perdão é algo que irá fazer mais bem a você do que propriamente a ele, isso geralmente acontece quando nos distanciamos de Deus, e quando isso ocorre satanás tenta de todas as formas nos destruir, porém Deus é muito mais poderoso e está ao nosso lado para nos ajudar sempre.
      Quem somos sem Deus em nossas vidas, o primeiro passo que você tem que dar é perdoar as pessoas com quem você ficou magoado, pois todos nós erramos e pecamos conforme Eclesiastes 7:20:
      “Não há homem justo sobre a terra, que faça o bem e nunca peque”.
      “E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós temos perdoado aos nossos devedores; e não nos deixes cair em tentação; mas livra-nos do mal, pois teu é o reino, o poder e a glória para sempre. Amém! Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celeste vos perdoará; se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, tampouco vosso Pai vos perdoará as vossas ofensas”. Mateus 6:12-15.
      Gostaria de te indicar um vídeo que fale sobre o assunto, acesse http://novotempo.com/estaescrito/2011/11/30/quando-o-perdao-e-uma-mentira/#
      Que a partir de hoje vocês tenham uma nova vida, esqueçam o passado e se aproximem de Deus juntos, este é o grande desejo dEle, não há ninguém que ame mais vocês dois que Deus, vocês são muito especiais para Ele, contem sempre conosco, um grande abraço.

  • dedinha disse:

    vi e gostei muito, sem duvida vou refletir bastante, o perdao com certeza , perdoei, mas e com orações que vou superar e esquecer ,pois o mais importante é o amor que tmos um pelo o outro.

  • dedinha disse:

    Sou casada 18 anos, temos uma vida em comun há quase 20 anos,devido a excesso de trabalho tanto eu quanto ele,nos afastamos , no ano passado em outubro comprei uma passagem para ele ficar 15 dias com a familia do pai em outro estado, pois quando foi la era pequeno e o pai havia falecido, quis dar uma alegria a ela, como ele ja havia feita outras por min, sempre fomos muito unido,mas reconheço que haviamos se distanciado, ficou 7 dias em uma pequena cidade do interior e conheceu atraves das primas uma pessoa, pela sua simpatia acabaram trocando email e telefonemas, em março desse ano ela esteve aqui em minha cidade, descobri tudo isso agora dia 26/8 sem querer vendo um email na sua caixa de entrada, pois ele me pediu para ver algo em suas mensagens, bem a casa caiu, ele disse que nao teve nada sexualmente com ela, que foi apenas trocas de email, alias ela só mandava e ligava ele nunca retornava, mas eram email pesados como muitas coisas vulgares, ligava para ele varias vezes ao dia em seu celular, nessa confusao toda, ele me disse que ja tinha posto um ponto final nisso, que fez uma “merda” literalmente, agora que passaram quase um mes, aindo to muito triste,magoada,doi muito uma dor inexplicavel, fiquei muito mal, e to mal. Nao vamos nos separar, reconhecemos nossos erros e, temos uma historia de vida juntos, saira de férias agora esse mes e vamos viajar, os dois, Mas peço a Deus que ele me ilumine e essa dor passe, meu marido diz que isso é passado, errou ele disse nao nega o erro, mas ponhamos uma pedra em cima, ele é uma pessoa assim quando ele diz nao é nao, fomos a igreja confiamos no senhor e ele qua vai me ajudar, e dificil sim, doi, mas quero superar isso e continua a viver juntos e nao cometer os erros, eu o amo e ele tambem, sinto isso pelos seus gestos, pelo seu carinho,e por essa vida em comum que temos, tem uma musisca da familia que diz que nada no mundo separe um casal sonhador. e peço a tods que orem por min para superar tudo isso….

  • flavia disse:

    E doi muito,e dificil,da nojo mas o perdao e um ato sublime do ser mais poderoso,a vida pode continuar essa dor vai passar e no lugar da ferida ficara uma cicatriz,b mas quando lembrar procure. Descanso nos bracos do pai,nao vai ser facil mas com jesus a vitoria vem.olhe para. Essa cicatriz como uma vitiria pois e ao seu lado que ele esta e o que deus uniu as treva nao separa que deus abencoe

Comente este artigo

Comente este artigo



Fale Conosco

Envie suas sugestões ou solicite informações