biblia.com.br

A Igreja Católica e a Lei de Deus

11 de abril de 2012

A Igreja Católica Apostólica Romana é a igreja cristã mais antiga do Ocidente. Uma das principais mudanças efetuadas pela Igreja Católica diz respeito ao segundo e ao quarto mandamentos da Lei de Deus, que foram alterados.

Nos primeiros séculos da era cristã o cristianismo contrariava os interesses do Império Romano, que era o governo mundial da época. Por isso, a Igreja foi violentamente perseguida. Tiago, assassinado; João, deportado para a ilha de Patmos; Pedro, preso várias vezes e crucificado de cabeça para baixo. Paulo foi perseguido e também martirizado em Roma.

Mesmo assim, a igreja cristã se fortaleceu. Como dizia Policarpo: “O sangue dos mártires é semente de novos cristãos.” Houve um imperador que se “converteu” ao cristianismo fazendo deste a religião oficial do império. Seu nome era Constantino. A partir daí, a igreja passou a efetuar algumas mudanças, dentro de sua liturgia, e até mesmo em relação à Bíblia.

A Igreja Católica Apostólica Romana é a igreja cristã mais antiga do Ocidente. Sua sede fica no Vaticano. Ela atualmente é dividida em arquidioceses, dioceses e províncias eclesiásticas, em comunhão com a Sé Romana. Uma das principais mudanças efetuadas pela Igreja Católica diz respeito ao segundo e ao quarto mandamentos da Lei de Deus, que foram alterados. Veja a comparação abaixo:

 
Os Dez Mandamentos (Êxodo 20:3-17)
(Segundo a Lei escrita pelo próprio Deus, que entregou a Moisés, em duas tábuas de pedra)
1.Não terás outros deuses diante de mim;
2.Não farás para ti imagem de escultura;
3.Não tomarás o nome do SENHOR em vão;
4.Lembra-te do dia de sábado para o santificar;
5.Honra teu pai e tua mãe;
6. Não matarás;
7. Não adulterarás;
8. Não furtarás;
9. Não dirás falso testemunho;
10. Não cobiçarás coisa alguma que pertença ao teu próximo.
Os Dez Mandamentos da Lei de Deus
(Conforme o Segundo Catecismo da Doutrina Cristã, pág. 9, Edição 1930, da  Igreja Católica)
1.Amar a Deus sobre todas as coisas.
2.Não tomar Seu santo nome em vão,
3.Guardar domingos e festas.
4.Honrar pai e mãe.
5.Não matar.
6.Não pecar contra a castidade.
7.Não furtar.
8.Não levantar falso testemunho.
9.Não desejar a mulher do próximo.
10.Não cobiçar as coisas alheias.
 

À direita temos a lei que foi modificada pela Igreja Católica com a finalidade de apoiar algumas de suas doutrinas e ordenanças. À esquerda temos a Lei de Deus como consta na Bíblia Sagrada (cada mandamento é apresentado de modo resumido). A Igreja Católica Romana promove entre seus adeptos a obediência a 5 outras regras.

Os Cinco Mandamentos da Igreja

1.Ouvir a missa inteira aos domingos e festas de guarda.

2.Confessar-se ao menos uma vez a cada ano.

3.Comungar ao menos uma vez pela “Páscoa da Ressurreição”.

4.Jejuar e abster-se de carne quando manda a “Santa Madre Igreja”.

5.Pagar dízimos segundo o costume.

Abaixo, algumas declarações de líderes religiosos, da Igreja Católica romana, quanto à sua autoridade, usada para alterar a Lei dada originalmente por Deus[1].

“O papa é de tão grande autoridade e poder que ele pode modificar, explicar ou interpretar mesmo leis divinas…O papa pode modificar uma lei divina, visto o seu poder não provir de homens, mas de Deus, e ele age como representante de Deus na Terra.” Lucios Ferrari, Prompta Biblioteca, ‘Papa’, artigo 2.

“O papa tem poder para mudar os tempos, ab-rogar as leis e dispensar todas as coisas, mesmo os preceitos de Cristo.” Decretal de Translat, Episcop. Cap. Est. Bíb., p. 193.

“O papa está livre de todas as leis. Ele pode dispensar a lei, e fazer do errado, direito, por meio de correções e mudanças das leis.”Papa Nicolau, Dis. 96.

Estas são as declarações de pessoas da igreja católica, quanto à autoridade da igreja católica em mudar a lei. Entretanto, vejamos a opinião de Jesus:

“Não penseis que vim revogar a Lei ou os Profetas; não vim para revogar, vim para cumprir. Porque em verdade vos digo: até que o céu e a terra passem, nem um i ou um til jamais passará da Lei, até que tudo se cumpra.  Aquele, pois, que violar um destes mandamentos, posto que dos menores, e assim ensinar aos homens, será considerado mínimo no reino dos céus; aquele, porém, que os observar e ensinar, esse será considerado grande no reino dos céus” (Mateus 5:17-19).

Devemos portanto olhar com prudência qualquer tentativa que venha a diminuir a importância dos mandamentos apresentados por Deus em Sua Palavra e que constituem a base do Seu governo.

Equipe Biblia.com.br


[1] Declarações citadas no livro Babilônia e Suas filhas, Lourenço Gonzales, Editora ADOS.

O que a Bíblia diz sobre o coração?