você está lendo...

Mateus – Capítulo 19

1 Depois de dizer isso, Jesus saiu da Galiléia e foi para a região da Judéia que fica no lado leste do rio Jordão.
2 Uma grande multidão o seguiu, e ali ele curou os doentes.
3 Alguns fariseus chegaram perto dele e, querendo conseguir alguma prova contra ele, perguntaram: – Será que pela nossa Lei um homem pode, por qualquer motivo, mandar a sua esposa embora?
4 Jesus respondeu: – Por acaso vocês não leram o trecho das Escrituras que diz: “No começo o Criador os fez homem e mulher”?
5 E Deus disse: “Por isso o homem deixa o seu pai e a sua mãe para se unir com a sua mulher, e os dois se tornam uma só pessoa.”
6 Assim já não são duas pessoas, mas uma só. Portanto, que ninguém separe o que Deus uniu.
7 Os fariseus perguntaram: – Nesse caso, por que é que Moisés permitiu ao homem mandar a sua esposa embora se der a ela um documento de divórcio?
8 Jesus respondeu: – Moisés deu essa permissão por causa da dureza do coração de vocês; mas no princípio da criação não era assim.
9 Portanto, eu afirmo a vocês o seguinte: o homem que mandar a sua esposa embora, a não ser em caso de adultério, se tornará adúltero se casar com outra mulher.
10 Os discípulos de Jesus disseram: – Se é esta a situação entre o homem e a sua esposa, então é melhor não casar.
11 Jesus respondeu: – Este ensinamento não é para todos, mas somente para aqueles a quem Deus o tem dado.
12 Pois há razões diferentes que tornam alguns homens incapazes para o casamento: uns, porque nasceram assim; outros, porque foram castrados; e outros ainda não casam por causa do Reino do Céu. Quem puder, que aceite este ensinamento.
13 Depois disso, algumas pessoas levaram as suas crianças para Jesus pôr as mãos sobre elas e orar, mas os discípulos repreenderam as pessoas que fizeram isso.
14 Aí ele disse: – Deixem que as crianças venham a mim e não proíbam que elas façam isso, pois o Reino do Céu é das pessoas que são como estas crianças.
15 Então Jesus pôs as mãos sobre elas e foi embora.
16 Certa vez um homem chegou perto de Jesus e perguntou: – Mestre, o que devo fazer de bom para conseguir a vida eterna?
17 Jesus respondeu: – Por que é que você está me perguntando a respeito do que é bom? Bom só existe um. Se você quer entrar na vida eterna, guarde os mandamentos.
18 – Que mandamentos? – perguntou ele. Jesus respondeu: – “Não mate, não cometa adultério, não roube, não dê falso testemunho contra ninguém,
19 respeite o seu pai e a sua mãe e ame os outros como você ama a você mesmo.”
20 – Eu tenho obedecido a todos esses mandamentos! – respondeu o moço. – O que mais me falta fazer?
21 Jesus respondeu: – Se você quer ser perfeito, vá, venda tudo o que tem, e dê o dinheiro aos pobres, e assim você terá riquezas no céu. Depois venha e me siga.
22 Quando o moço ouviu isso, foi embora triste, pois era muito rico.
23 Jesus então disse aos discípulos: – Eu afirmo a vocês que isto é verdade: é muito difícil um rico entrar no Reino do Céu.
24 E digo ainda que é mais difícil um rico entrar no Reino de Deus do que um camelo passar pelo fundo de uma agulha.
25 Quando ouviram isso, os discípulos ficaram muito admirados e perguntavam: – Então, quem é que pode se salvar?
26 Jesus olhou para eles e respondeu: – Para os seres humanos isso não é possível; mas, para Deus, tudo é possível.
27 Aí Pedro disse: – Veja! Nós deixamos tudo e seguimos o senhor. O que é que nós vamos ganhar?
28 Jesus respondeu: – Eu afirmo a vocês que isto é verdade: quando chegar o tempo em que Deus vai renovar tudo e o Filho do Homem se sentar no seu trono glorioso, vocês, os meus discípulos, também vão sentar-se em doze tronos para julgar as doze tribos do povo de Israel.
29 E todos os que, por minha causa, deixarem casas, irmãos, irmãs, pai, mãe, filhos ou terras receberão cem vezes mais e também a vida eterna.
30 Muitos que agora são os primeiros serão os últimos, e muitos que agora são os últimos serão os primeiros.


Livros
Capitulos

Compartilhe