Dicionário Bíblico

Pesquise por termo ou palavra chave

Artigos sobre:

iago

Aquele que supera

iamuarte

hebraico: altura

iara

Mãe das águas

iarnun

hebraico: sono

iave

Ele causa que venha a ser

ibar

Quem ele escolhe

ibelão

Devorador do povo

ibelea

hebraico: o povo falha, quem devorará o povo, ou lugar de vitoria

ibnéia

Aquele que Jeová edificará

ibneias

hebraico: Jeová edifica

ibnijas

hebraico: Jeová edifica

ibrahim

Pai da multidão

ibrí

Atravessar

ibsa

hebraico: ilustre

ibsão

Alegre, Agradável

ibzã

Esplêndido

icabô

Onde está a glória?

icabode

Nenhuma glória. Filho de Finéias, neto de Eli, o sumo sacerdote. Ele foi assim chamado por sua mãe, porque na ocasião do seu nascimento chegou aos ouvidos dela a terrível notícia da perda da arca e da morte de seu sogro, tendo também morrido no combate com os filisteus o seu marido. E o abalo foi tão grande que ela também morreu (1 Sm 4.19 a 22 – 14.3).

icaro

Personagem mitológico que tentou voar com asas de cera

icônio

É a capital da Licaônia, que SPaulo visitou (At 13, 14, 16.2 – 2 Tm 3.11). Licaônia era o nome que tinha sido dado ao planalto no centro da Ásia Menor – e a importância de icônio provinha de estar situada na linha direta da comunicação entre Éfeso, Antioquia e o Eufrates. Foi a boa situação da cidade, atravessada pelas estradas militares romanas, que fez de icônio um bom lugar para trabalhos missionários. É a moderna Konia. (*veja Paulo, Barnabé, Antioquia .)

icutiel

hebraico: o temor do Senhor ou Deus e poderoso

idala

O que Deus tem mostrado

idalia

latim: que viu o sol, grego: sol flamejante

idbas

Melado

idia

hebraico: louvor do Senhor ou conhecido do senhor

idida

hebraico: louvor do Senhor ou conhecido do Senhor

ido

Amado. l. Um provedor de Salomão (1 Rs 4.14). 2. Um descendente de Gérson, o levita (1 Cr 6.21). No versículo 41 é Adaías. 3. Filho de Zacarias, da tribo de Manassés (1 Cr 27.21).4. Profeta e vidente que acusou Jeroboão, filho de Nebate (2 Cr 9.29). o escritor Josefo julga ter sido este profeta aquele que foi morto por um leão (1 Rs 13). As obras de ido, das quais não há vestígio algum, constituíam um repositório do historiador, e faziam parte da literatura histórica e profética. *veja 1 Cr 27.21 – 29.29 – 2 Cr 12.15 – 13.22, etc.

idólatra, idolatria

idólatra é o adorador de ídolos, a idolatria é o culto que lhes é prestado. No A.T. o pecado da idolatria é explicitamente condenado no primeiro e segundo mandamentos (Êx 20.3 a 5) – e o seu castigo, no caso de transgressão nacional, está claramente determinado (Dt 4.15 a 28). Apareceu esse culto na idade patriarcal (Gn 31.19 – 35.2) – influenciava s israelitas no Egito (Êx 12.12 – e *veja Js 24.14) – foi praticado no deserto pelos hebreus (Êx 32.1 a 4) – e o povo teve na sua frente a idolatria ao entrar na Terra da Promissão (Jz 2.3) – tornou-se terrível mal no tempo dos reis, especialmente no reinado de Acabe (1 Rs 16.33) – foi a causa de ser julgado por Deus o povo escolhido (Am 5.26, 27) – e era freqüente objeto das denunciações proféticas. o pecado da idolatria era, sob a Lei, castigado com a morte, quer se tratasse do indivíduo (Êx 22.20), quer de uma comunidade (Dt 13.12 a 16) – e o induzidor da idolatria era tratado com igual severidade (Dt 13.6 a 11). No N.T. fala-se da avareza, como sendo também idolatria (Cl 3.5 – cp. com Mt 6.24) – mas a própria idolatria em si sempre inquietou os convertidos à religião de Jesus (At 15.20 – 17.16). Eles tinham de ser guiados com respeito à convivência com os idólatras (1 Co 5.10), e relativamente à comida de alimentos, expostos para venda, e que tinham sido oferecidos aos ídolos (At 15.29 – 1 Co S. 1). Quando o Cristianismo se tornou dominante na Europa, foi a idolatria proibida por lei, no ano 324 d.C., sendo imperador Constantino Magno, e no ano 392, governando o imperador Teodósio.

idolatria

Adoração a deus falsos, às vezes por meio de imagens. Qualquer coisa que nos afaste da adoração ao único Deus verdadeiro (Rm 1.18-25)

idolo

A palavra ídolo vem do grego eidólon, e significa ‘imagem’. É, pois, uma representação da divindade, de que se faz objeto de culto, usurpando essa imagem o lugar de Deus, e recebendo a adoração ou o culto que só a Ele é devido. No A.T. aquelas palavras que mais freqüentemente se empregam para significar um ídolo ou imagem são: (1) Tselem, imagem – cp. Gn 1.26 com Ez 16.17 e Dn 3.1. (2) Pesel, imagem de escultura (Êx 20.4). (3) .Vassekah, uma imagem de fundição (Êx 32.4). (4) .Watstsebah, a pedra sagrada – cp. Êx 23.24 e 2 Rs 3.2 com Gn 28.18. (5) Gillulim, significação incerta, mas provavelmente um termo de desprezo, tão livremente empregado por Ezequiel, tratando-se de ídolos (*veja Ez 6.4, e seguintes). (6) Elil, igualmente termo de desprezo, implicando, provavelmente, falta de poder (como em Sl 96.5). (7) Atsab, significando ou uma figura (*veja Sl 115.4), ou uma causa de dor. (8) Terapkim, deuses domésticos ou pessoais (Gn 31.19 – Jz 17.5). os ídolos eram em alguns casos feitos, inteiramente ou em parte, de prata, ou de ouro (Êx 32.3, 4 – is 2.20). Havia fabricantes regulares de ídolos (Hc 2.18, 19). os ídolos eram postos nos templos, e também em casas (Jz 17.5 – 1 Sm 5.2). Sacrifícios e presentes lhes eram oferecidos (os 2.8 – 4.13). No N.T. são os ídolos uma característica especial da vida religiosa do mundo gentílico. os que se convertiam à fé cristã abandonavam-nos (1 Ts 1.9) – e tinham de observar certos cuidados para que não se manchassem com os costumes idólatras (At 15.29). Alguns doutrinadores da primitiva igreja consideravam a profissão de fazer ídolos coisa igual ao ato de lhes prestar qualquer culto (Tertuliano, De idol. c. 6).(*veja idólatra, idolatria, imagem.)