para prenderem os seus reis com cadeias, e os seus nobres com grilhões de ferro; - SALMOS 149:8

Viver com raiva ou perdoar

Publicado em: 07/11/2012  |   23:00
Compartilhe:

Viver com raiva é fácil. Perdoar é difícil. Nas célebres palavras do poeta e ensaísta britânico Alexander Pope: “Errar é humano, perdoar é divino”. A primeira parte é, sem dúvida, verdade. Nós seres humanos somos especialistas em fazer tolices. Aperfeiçoamo-nos na arte das declarações tolas, dos comentários sarcásticos, das observações maldosas e das promessas rompidas. E todos nós também já fomos alvo de abusos. Machucamos e fomos machucados. Usando a terminologia bíblica, “pecamos contra outros e eles pecaram contra nós”.

Pecar é algo que fazemos com naturalidade. Infelizmente. Mas perdoar é outra história. Pope tinha razão: perdoar é divino. O perdão não diz respeito a você, nem a quem o feriu tão profundamente. O perdão se refere a Deus. Perdoamos porque:

Deus nos perdoou.
Deus ordenou que perdoássemos.
Deus nos deu – e nos dá – forças para perdoar.
Deus se encarregará de julgar a outra pessoa.
Deus é muito mais importante para nós que viver com raiva.
Deus é muito mais importante que a dor que sentimos.
Deus é fiel e fará o que é certo.
Deus é Deus e nós não. Apenas isso.

(Texto adaptado de Stormie Omartian)

“Perdoa as nossas dívidas, assim como perdoamos aos nossos devedores” (Mateus 6:12).

Os comentários estão desativados.

Leia a Biblia

Fale Conosco

Envie suas sugestões ou solicite informações