nos átrios da casa do Senhor, no meio de ti, ó Jerusalém! Louvai ao Senhor. - SALMOS 116:19

Nem sempre o que parece bom é o melhor

Publicado em: 17/10/2012  |   0:00
Compartilhe:

Você alguma vez já pensou por que o episódio da queda de Adão e Eva foi tão importante? O que havia de errado em mastigar um pedaço de uma fruta gostosa e suculenta?

Para compreender essa história, temos de entender a escolha feita por Adão e Eva. A decisão deles não era tanto comer ou não o fruto mas em quem acreditar. Deus advertiu que comer o fruto daquela árvore traria a morte, embora a serpente prometesse que isso os tornaria como Deus.

É a mesma escolha que enfrentamos quando somos tentados a mentir, enganar, roubar ou praticar sexo antes do casamento. Deus adverte que tal pecado nos separa dEle e destrói relacionamentos. Satanás, por sua vez, afirma que será algo bom e nos dará satisfação. Adão e Eva decidiram crer em Satanás, o pai da mentira, em vez de crer no Deus de toda a verdade. Como resultado, sofreram a perda da vida e da bênção da presença de Deus e enfrentaram as consequências do pecado em seus relacionamentos e no trabalho.

A melhor escolha nem sempre é a que nos parece boa, ou é fazer o que outros nos afirmam que será bom; mas, pelo contrário, é obedecer a Deus, Aquele em que podemos confiar que dirá a verdade.

Reflita: em sua vida, você decide por si mesmo o que é certo ou errado? Você permite que a “cultura” ou seus amigos decidam em seu lugar o que é certo e errado? Ou permite que Deus decida por você? Quais as consequências de cada um desses métodos de escolha?

(A Rocha)

Os comentários estão desativados.

Leia a Biblia

Fale Conosco

Envie suas sugestões ou solicite informações