Por que blasfema de Deus o ímpio, dizendo no seu coração: Tu não inquirirás? - SALMOS 10:13

Não entendo gente grande

Publicado em: 12/10/2012  |   0:00
Compartilhe:

Porque tiram as flores das plantas para deixa-las murchar num vaso.
Porque dizem que gostam dos passarinhos mas os prendem em gaiolas.
Porque pintam todas as coisas de cinza e enchem o céu de antenas, chaminés, caixas-d’água e torres.
Porque não deixam o Sol entrar em casa (dizem que estraga os móveis).
Porque não me deixam tocar tudo o que é bonito e colorido.
Porque não me deixam caminhar descalça nem chapinar sob a chuva.
Porque põem nomes complicados em todas as coisas simples.
Porque enchem a casa de cristais, porcelanas e outras coisas que se quebram.
Porque quando pergunto alguma coisa me respondem que sou muito pequena ainda, mas quando choro dizem que já sou grande e não devo chorar.
Porque dizem que não têm tempo para nada, mas conversam o tempo todo.
Porque me compram lindos brinquedos, mas não querem que eu brinque com eles para não os estragar.
Porque desobedecem as leis que eles mesmos criam.
Porque querem ter cargos importantes só para ficar o tempo todo sentados numa cadeira.
Porque se desgastam a vida toda para conseguir dinheiro e quando o têm malgastam.
Porque não sentem o prazer de perder tempo observando as coisas, correndo ou saltando pelos campos e bosques.
Porque pedem até licença para rir.
Porque não veem graça em passear numa carroça.
Porque me fazem dizer versinhos que eu não entendo.
Porque me obrigam a ser simpática e beijar a pessoas que não conheço e me repreendem por conversar com um desconhecido.
Porque estão sempre muito ocupados para responder-me uma pergunta ou contar-me uma história.
Porque quando me porto mal ameaçam aplicar-me uma injeção, e quando estou doente dizem que faz bem toma-la.
Porque se preocupam tanto em parecer bonitos e sérios.
Porque dizem mentiras e eles mesmos creem nelas (além disso, pensam que não o percebo).
Porque dizem que sou medrosa, mas eles mesmos falam de monstros e fantasmas.
Porque existem que eu seja bom, mas me presenteiam com revólveres, dardos, flechas e espingardas de pressão.
Porque me castigam quando brigo com meus colegas, mas pelejam entre si e se matam.
Porque se esquecem das coisas que eles tanto gostavam quando eram pequenos.
Porque quando cometo um pequeno erro já dizem “não gosto mais de você”.
Porque se imaginam importantes só pelo fato de ser grandes. (Mônica Casarramona)

Os comentários estão desativados.

Leia a Biblia

Fale Conosco

Envie suas sugestões ou solicite informações