Isto é a minha consolação na minha angústia, que a tua promessa me vivifica. - SALMOS 119:50

“Êxodo”: mais um filme bíblico antibíblico

Publicado em: 23/12/2014  |   13:53
Compartilhe:

exodus_gods b
“Êxodo: Deuses e Reis”, o filme do diretor Ridley Scott, que chega aos cinemas brasileiros em 25 de dezembro, vai mostrar, é claro, o mais famoso de todos os milagres bíblicos: a travessia do Mar Vermelho. Mas sua representação será bem diferente daquela feita no clássico “Os Dez Mandamentos”, de Cecil B. DeMille. No filme de 1956, Charlton Heston, que fez o papel de Moisés, divide o mar em duas grandes muralhas de água, entre as quais os filhos de Israel cruzam o leito seco do mar até a praia oposta. O exército do faraó persegue os fugitivos e acaba sendo engolido pelo mar, quando Moisés faz um sinal para as águas se fecharem novamente. Scott disse que sua nova versão da história terá uma explicação mais realista e natural sobre o que aconteceu e não dependerá de Moisés para pedir a intervenção miraculosa de Deus. O diretor decidiu que as águas se “abrirão” em consequência de um tsunami provocado por um terremoto. Antes de um tsunami ser deflagrado, as águas costeiras geralmente recuam, deixando o leito do mar praticamente seco até a onda gigante chegar.

Mas há problemas com essa versão da história também. O tempo em que as águas recuam antes da chegada de um tsunami geralmente dura apenas 10 ou 20 minutos, muito pouco para que todos os filhos de Israel cruzassem o leito temporariamente seco. E também não haveria jeito de Moisés saber que um terremoto e um tsunami iriam acontecer, a menos que Deus contasse a ele. Nesse caso, porém, a história manteria algum elemento milagroso.

Há uma explicação natural muito melhor de como uma passagem através do Mar Vermelho pode ter ocorrido. Essa teoria envolve a maré, fenômeno natural que poderia ter se encaixado perfeitamente no plano de Moisés, porque ele seria capaz de prever sua ocorrência.

Em certos lugares do mundo, a maré pode deixar o leito do mar seco durante horas e depois voltar com ímpeto. De fato, em 1798, Napoleão Bonaparte e um pequeno grupo de soldados a cavalo cruzaram o Golfo de Suez, na ponta norte do Mar Vermelho, quase no mesmo local onde Moisés e os hebreus teriam atravessado. Numa extensão de mais de um quilômetro de águas baixas, a maré voltou repentinamente, quase afogando Napoleão e seus soldados.

Na versão bíblica, os filhos de Israel estavam acampados na costa ocidental do Golfo de Suez quando avistaram as nuvens de poeira geradas pelas bigas do Faraó. Os hebreus estavam encurralados entre o exército do Faraó e o Mar Vermelho. Por outro lado, as nuvens de poeira foram provavelmente um sinal importante para Moisés, que pôde calcular quanto tempo o exército levaria para chegar à praia.

Na infância, Moisés havia vivido no deserto próximo e sabia onde as caravanas atravessavam o Mar Vermelho na maré baixa. Ele conhecia o céu noturno e os métodos antigos de prever a maré, baseado na localização da lua e sua fase. O faraó, ao contrário, vivia ao longo do Rio Nilo, que é conectado ao Mar Mediterrâneo, onde praticamente não há marés. Assim, o exército faraônico provavelmente tinha pouco conhecimento das marés do Mar Vermelho e de seus perigos.

Com o conhecimento das marés, Moisés pôde planejar a fuga dos hebreus. Ao escolher a lua cheia para a fuga, ele sabia que a maré baixa seria maior e o leito do mar ficaria seco por mais tempo, dando tempo para os hebreus atravessarem. A maré alta também seria maior, podendo mais facilmente submergir o exército do faraó.

O cálculo do tempo foi crucial. O último hebreu tinha que cruzar o leito seco antes de a maré voltar, atraindo o exército do faraó para o leito exposto do mar, onde eles se afogariam quando as águas da maré voltassem. Se as bigas chegassem antes de a maré voltar, Moisés teria planejado alguma maneira de retardá-las. Se o exército chegasse depois de a maré ter voltado, ele teria atravessado os hebreus e depois, na próxima maré baixa, enviado alguns de seus melhores homens através do leito seco para atrair as bigas do faraó. […]

(The Wall Street Journal)

Nota: Uau! Se essa é a explicação natural, me soou bem milagrosa! Quase mais que o relato bíblico. Em primeiro lugar, é bom lembrar que não foi Moisés quem escolheu o dia de os hebreus deixarem o Egito. O faraó é quem os deixou ir, depois de ter o filho primogênito morto. Interessante que Scott aceita tudo o mais que o relato Bíblico conta (será que vai mencionar que existem provas arqueológicas das pragas ou vai dizer que também são mito?), menos o relato da travessia milagrosa. O Êxodo foi um evento sobrenatural em si. Os poderosos egípcios jamais deixariam um povo escravo humilhá-los e abandonar suas terras, deixando o reino desprovido de mão-de-obra útil. Como se já não bastasse o estrago do filme “Noé”, que não tinha nada de bíblico, mas fez de conta que tinha para atrair cristãos incautos e curiosos em geral (confira aqui), agora vem mais essa peça hollywoodiana querendo reler a história bíblica, causando mais distorção. E sempre na época no Natal, valendo-se do oportunismo de sempre. Curiosamente, quando hollywood produz algum filme baseado em quadrinhos ou em literatura e se distancia das fontes originais, um monte de gente reclama. Mas, quando certos roteiristas e produtores resolvem distorcer a Bíblia, os defensores dessa “arte” dizem que é só entretenimento. [Michelson Borges, criacionismo]

22 respostas para ““Êxodo”: mais um filme bíblico antibíblico”

  1. Gabriel Pereira Cabral disse:

    Pessoal, menos ironia, por favor! Sejam cuidadosos!

  2. Janio disse:

    Esse filme é uma aberração aos olhos de Deus!
    Totalmente fora da PALAVRA DE DEUS, A BÍBLIA SAGRADA !
    Nota 000000 !!
    Não se pode mudar o que está escrito na bíblia sagrada!

  3. Jorge Emílio disse:

    Não gostei, fica difícil acreditar em um Deus dessa forma!! Mesmo sendo antigo e com alguma pequenas alterações “Os Dez Mandamentos” é bem melhor. Produção de Cecil B. DeMille e com Ator Charlton Heston. Minha avaliação sobre “Exodus: Gods and Kings” é péssimo.
    Dica: Deus não está morto, Maria Madalena, A Paixão de Cristo, Jesus de Nazaré Direção Franco Zeffirelli, A Bíblia … No Início Produção Dino de Laurentiis.

  4. Ramon Gonçalves disse:

    Filme berrante, basta ler a história bíblica que se vê a patente vontade dos produtores de contraria-la.

  5. Carlos Toledo disse:

    Prefiro o livro,kkk…

    Pôxa, achei que iria ver a abertura do mar vermelho com efeitos hollywoodianos, que decepção, perderam a oportunidade de ganhar o oscar de efeitos especiais =/

  6. Janeo T. Paz disse:

    O filme pra mim, não superou o Noé (Noah).
    Se observarem bem as controvérsias, na época, Faraó sempre pedia explicações aos seus súditos do por quê das
    pragas. Até hoje discute-se como o povo atravessou o Mar.
    Tudo imaginação, e até o filme vira imaginação. Apesar da quantidade de páginas escritas na Bíblia, mas faltou conhecimento na época para melhor explicar o que aconteceu a não ser a obra Divina. E os filmes ainda, continuam serem frutos de imaginações. Talvez o filme que mais aproximou-se da verdade bíblica foi com Burt Lancaster no papel de Moisés. O que pouco é passado na
    mídia pois não dá audiência.

  7. Ruy Sarmento disse:

    Não vi o filme, porém , penso que apesar das eventuais distorções e interpretações equivocadas, o fato de alguém fazer um filme baseado em alguma passagem da bíblia já é bastante positivo.

  8. indio disse:

    eu vi esse filme nao tem nada a ver com o livro do Exodo. primeiro porque nesse filme Deus fala com Moises na forma de um menino. depois quando Moises vai passar pelo mar, em vez de usar o cajado, lança uma espada no mar. esse filme mostra Moises como alguem que nao tem nenhuma intimidade com Deus. perde de 1000 a zero do filme do Cecil. B de Mille dos anos 50.

  9. gilberto david dias disse:

    o filme é muito criativo e de boa qualidade , quanto a historia em geral é fantasiosa em parte mais recomendo.
    quanto a verdade escrita na bíblia é pela fé que se é salvo eu creio em Jesus e pronto. o milagre não se explica se explicasse não era milagre, como explicar alguém que morreu e nasceu novamente, todo mundo quer ser salvo mais ninguém quer morrer.
    uma pergunta eu faço: todos vamos morrer,certo?
    se a palavra for verdadeira a minha chance de ser salvo é 50% pois aceitei a Cristo;
    se não aceita tenho 100% de chance de ir para o inferno.
    então vou na salvação, nada a perder só ganhar.

  10. Conceição Araujo disse:

    O filme é totalmente antibíblico, falta com a verdade, é apenas uma versão de uma mente que não conhece nada da palavra e fica criando formas de ganhar dinheiro.

    Nota 0 para ele.

    • indio disse:

      realmente pensei q ia ver um bom filme, foi na verdade um filme q alguem pegou um fato biblico e fez uma distorção total.

  11. Sandra disse:

    Ao meu ver, esse filme retrata mais uma prova de que o anticristo está às portas, e só enxergara quem for realmente cristão. Aquele que crê na Palavra de Deus jamais se bambeia, estamos vivendo uma prova de fé! …

  12. Sirlene disse:

    Fui assistir o filme com meu esposo, que não é convertido (ainda), eu percebi as alterações e não gostei muito do que estava vendo.Após o filme conversamos sobre o filme e a bíblia, e o meu esposo sem ser convertido começou a se interessar pela bíblia, disse que uma das metas de 2015 é ler TODA A BÍBLIA. Sou muito grata ao nosso Senhor Jesus Cristo, pq eu creio que nesse período Deus vai transformar a vida dele.

  13. Jose Pedro disse:

    pelo pouco que vi de êxodo. não tem nada bíblico, moisés um cara brigão,conversa com um deus na forma de criança, luta com Ramisés de espada não tem praga é só baboseira como sempre, nada de espiritual apenas pra ganha dinheiro uma obra de ficção e aventura a idades das pessoas não tem nada a ver com a Bíblia principalmente a de Josué,

  14. vanessa 123 disse:

    Esse filme foi uma das demoniacas producoes de Hollywood. Eles sempre inventam uma forma de dirtorcer a visao sobre quem eh Deus.Ou seja, mais uma vez deixaram marcada a imagem de um Deus ruim,destruidor e injusto.Nao podemos esperar muito,ja que a Biblia diz que o mundo ja pertence ao maligno.O Que realmente devemos fazer eh ler a Biblia e pedir entendimento do Espirito Santo.Ele vai nos revelar o que aconteceu.x

  15. Pamela disse:

    Achei extremamente interessante o filme, me fez sentir que realmente Deus pode fazer milagres e demonstrar o seu poder! Os homens nunca estão satisfeitos com nada. O filme se aproximou bastante da realidade escrita na Biblia Sagrada!Eu gostei.

  16. cosme de jesus Azevedo disse:

    Leituras edifiucantes para restauração de almas!!

  17. railton bastos disse:

    E tudo extraordinário !!quando Vivemos !!! e buscamos Viver aa VERDADE!! Eu agradeço aa Voces!!!!..Obrigado oo SEnhor!!!!!!!

  18. Marcos Antonio Thomaz disse:

    Bom dia na Paz do Senhor Jesus, como diz o Apostolo Paulo em 2 Coríntios 13.8 “Porque nada podemos contra a verdade, senão pela verdade”, bem como, 1 Coríntios 2.14 “Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque parecem loucura, e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente”. No dois filmes alem de terem como foco o “lucro” e não o propósito de Deus em que todos os homens (ser humano) seja salvo como relata 1 Timóteo 2.1-7 “v.1 Antes de tudo, recomendo que se façam súplicas, orações, intercessões e ações de graças, em favor de todas as pessoas; v.2 pelos reis e por todos os que exercem autoridade, para que tenhamos uma vida tranquila e pacífica, com toda a piedade e dignidade. v.3 Isto é bom e agradável diante de Deus, nosso Salvador, v.4 o qual deseja que todas as pessoas sejam salvas e cheguem ao pleno conhecimento da verdade. v.5 Porque há um só Deus e um só Mediador entre Deus e o ser humano, Cristo Jesus, homem. v.6 Ele se entregou em resgate por todos, para servir de testemunho a seu próprio tempo. v.7 Afirmo-vos a verdade, e não minto ao declarar que para isso fui designado pregador e apóstolo, mestre dos gentios na fé e na verdade. Recomendações aos homens.

    Ou seja, para nós os crentes, a Bíblia é nossa única regra de fé e prática, a Bíblia Sagrada é a Palavra de Deus, Entendemos que é um livro sagrado escrito por homens de Deus idôneos e livres de qualquer suspeita, de acordo com 2 Timóteo 3.16-17 “Toda Escritura É Inspirada Por Deus E Útil Para O Ensino, Para A Repreenção, Para A Correção, Para A Educação Na Justiça, A Fim De Que O Homem De Deus Seja Perfeito E Perfeitamente Habilitado Para Toda Boa Obra.

  19. Ediléia disse:

    Obs, tudo isto no filme, fui assistir com minha filha de 14 anos, aguçou nela ler melhor a bíblia, isto foi um ponto positivo e obs, as conversas de outras pessoas também que diziam também que iriam ler o livro de Exodo, mesmo com as falhas do filme, tevo o lado positivo , se todos sairem do cinema desejosos de ler a bíblia, será um milagre.

    A Paz do Senhor Jesus a todos.
    Ediléia

  20. Gustavo disse:

    Eu creio em Deus e em Jesus Cristo, principalmente na bíblia, a cada dia os próprios homens querem fazer que fique mais difícil de crê que Deus exista. O natal por si já é uma berração. Como diz as escrituras com o tempo o amor de muitos se esfriaria. E que o tempo seria abreviado se não até os escolhidos se perderiam.

Leia a Biblia

Fale Conosco

Envie suas sugestões ou solicite informações