O Senhor dará o que é bom, e a nossa terra produzirá o seu fruto. - SALMOS 85:12

Dor e aflição: usar remédio é falta de fé?

Publicado em: 28/08/2012  |   21:56
Compartilhe:

“Os sofredores podem fazer por si mesmos o que outros não podem por eles fazer tão bem. Devem começar a aliviar a natureza da carga que lhe impuseram. Devem remover a causa.

Geralmente as pessoas que sofrem dores, ficam impacientes. Não estão dispostas a usar de abnegação e sofrer um pouco de fome. Tampouco estão dispostas a esperar o lento processo da natureza, para reconstruir as energias sobrecarregadas do organismo. Estão, porém, resolvidas a obter alívio imediato, e tomam drogas fortíssimas. Jejuem por breve tempo, dando ao estômago ocasião para descansar. Reduzam o estado febril do organismo mediante cuidadosa e sensata aplicação de água. Esses esforços ajudarão a natureza em sua luta por livrar de impurezas o organismo”. (Mensagens Escolhidas, vol. 2, p. 450 e 451).

Dolorido

Deus tem um remédio para sua dor.

Sofrimento que não Temos Controle

“Há os que têm mente pura e são conscienciosos, que sofrem por diferentes causas sobre as quais não têm domínio” (Orientação da Criança, p. 445).

Dor Causada por Processos de Restauração

“A dor é frequentemente causada pelo esforço da natureza de proporcionar vida e vigor às partes que se tornaram parcialmente sem vida, devido à inatividade” (Testimonies, vol. 3, p. 78).

Sofrimento Agravado pela Atitude Mental

“Se tivesses negado teu gosto pela leitura e pela satisfação de agradar-te a ti mesma, dedicando mais tempo a prudente exercício físico e tomando cuidadosamente alimento apropriado e saudável, terias evitado muito sofrimento. Parte desse sofrimento tem sido imaginário. Se tivesses retesado a mente, para resistir a essa disposição de ceder a fraquezas, não terias tido espasmos nervosos. Tua mente deve ser afastada de ti mesma, e dirigida para deveres domésticos, mantendo a casa em boa ordem, com simplicidade e bom gosto” (Testimonies, vol. 2, p. 434).

Não Desconhecido a Jesus Cristo

“Que maravilhoso pensamento este, de que Jesus tudo sabe acerca das dores e aflições que sofremos! Em todas as nossas aflições foi Ele aflito. Alguns dentre nossos amigos nada sabem da miséria humana e da dor física. Nunca ficam doentes, e portanto não podem penetrar plenamente nos sentimentos daqueles que se acham doentes. Jesus, porém, Se comove com o sentimento de nossa enfermidade” (Mensagens Escolhidas, vol. 2, p. 237).

Confiando Quando em Dor

“Tua mente pode muitas vezes ser embotada por motivo de alguma dor. Então não tentes pensar, mas simplesmente descansa e mostra que confiaste a vida a Deus como a um fiel Criador. É privilégio teu mostrar, em tua fraqueza e sofrimento, que não duvidas do amor de Deus para contigo, que sabes que fiel é Aquele que prometeu, e que confias alma e corpo às Suas mãos, pois Ele guardará o que foi confiado ao Seu cuidado.

Que tua mente se detenha na bondade de Deus, no grande amor com que nos amou, como o prova a obra de redenção. Se Ele não nos amasse e nos considerasse de valor, então não teria feito esse grande sacrifício. Ele é beneficente em misericórdia e em graça. Que teu coração e teu pensamento repouse qual cansada criança nos braços maternos. Seus braços eternos estão estendidos por baixo de ti. Em todas as tuas aflições. Jesus foi aflito.

Esconde-te nEle, e os ímpios não te molestarão nem te confundirão a fé. Jesus te deixou em herança a Sua paz. Forte é a força que Deus supre mediante Seu eterno Filho. A palavra de Sua graça é qual maná à alma crente. As preciosas promessas da Palavra são vida, doçura e paz. Carta (Ellen G. White) Nº 16,  Ano 1896.

Seja feliz!

J.Washington

Os comentários estão desativados.

Leia a Biblia

Fale Conosco

Envie suas sugestões ou solicite informações