biblia.com.br

O Resgate na caverna

esperança

13 de julho de 2018

Uma história como essa me faz pensar no maior Resgate da história do universo: há 2 mil anos, quando um mergulho muito mais profundo aconteceu...

Débora Teixeira

“Que dia é hoje? Estamos famintos…” Essa foi a pergunta de um dos garotos tailandeses para o mergulhador que chegou para resgatá-los.

Que pergunta você faria numa situação semelhante?

Na escuridão de uma caverna há 15 dias, aglomerados sobre uma rocha, tentando se manter distantes da água que inundou a caverna, correndo risco de morte e na escuridão, eles não tinham a mínima noção de quanto tempo estavam ali… Mas tinham esperança e assim que conseguiram contato com a família, disseram para não se preocuparem. O técnico, pediu desculpas, e recebeu todo apoio e ânimo, e mais… uma “ordem”: não se culpe.

No momento inicial do resgate, chegaram dois mergulhadores para salvar os 12 garotos e o técnico. Eles os animam com uma promessa e uma leitura incrível do que eles eram:

“Precisamos deixar vocês aqui, porque tivemos que mergulhar para chegar até o local.” Mas acrescentam: “Somos só dois. Mas muita gente está vindo. Mais gente está vindo aqui. Vocês são muito fortes, muito fortes.”¹

Em outras palavras: a Salvação está à caminho. Há muita gente preocupada com vocês e dispostas a se comprometer nesse resgate. Vocês são importantes e estão fazendo falta. Vocês são fortes e sobreviveram pra contar essa história e continuar fazendo a diferença na vida das pessoas que amam e que fazem parte da história de vocês! Valeu a pena se abrigarem na rocha!

Exatamente há 5 dias do resgate, uma morte entra para a história, não a de algum garoto, mas de um mergulhador que levava suprimentos para eles. Embora estivesse preparado com todo equipamento necessário, no retorno, ele ficou sem ar suficiente e veio a falecer. Esse fato não fez a equipe de resgate pensar em desistir, pelo contrário, só aumentou o propósito da missão. Alguém morreu na tentativa de salvá-los…

O resgate efetivo durou três dias e envolveu 90 mergulhadores: 40 tailandeses e 50 estrangeiros. Gente que decidiu sair da zona de conforto e enfrentar riscos ao seguir um caminho bem difícil até chegar ao local à 800m abaixo do solo.

Os meninos e o técnico precisaram andar nas rochas, caminhar na água, escalar e mergulhar – tudo na completa escuridão – com o auxílio de cordas colocadas ao longo do percurso para guiá-los. Cada um deles foi resgatado por dois mergulhadores basicamente.

Um dos mergulhadores ficou surpreso com uma atitude em comum, nos garotos: a calma. “Eu não consigo entender o quão calmas essas crianças são, sabe? Pensando em como elas foram mantidas na caverna por duas semanas, sem ver suas mães… São crianças incrivelmente fortes. Isso é quase inacreditável”, Ivan Karadzic.²

Mais de mil pessoas de diversas áreas, vindos de todas as partes do mundo participaram do resgate. O governador da Tailândia se emocionou e agradeceu a demonstração de amor do povo tailandês.

E você, se identifica em algum aspecto com essa história real?

Talvez você sinta-se como um dos prisioneiros, preso numa caverna de circunstâncias que lhe impede de ver uma solução, uma luz que mostre o caminho de volta ao convívio com as pessoas que te amam, uma solução, enquanto convive com a falta de noção do tempo que já se passou e do tempo que falta para o resgate chegar… Contudo, tem consciência de sua necessidade, seja ela física, emocional ou espiritual. Há uma fome por algo que não não encontrará na caverna. Está além de suas possibilidades, mas não de um milagre.

Qual é a sua caverna? A depressão, o luto, as dívidas, a ansiedade, uma doença terminal? Você não está sozinho, peça ajuda, aceite ajuda. Há esperança!

Se você se vê como um dos mergulhadores ou como alguém da equipe que se doou para salvar, Deus seja louvado! De fato, são pessoas como essas que o mundo precisa para reverter os valores e mostrar a força do amor e da união. Continue vivendo essa missão! Há muita gente refém por aí aguardando um resgate! Ame! Se importe! Cuide! Faça a diferença!

Uma história como essa me faz pensar no maior resgate da história do universo: há 2 mil anos, quando um mergulho muito mais profundo aconteceu ao Jesus deixar o céu e vir às profundezas do planeta Terra, em meio à escuridão, se tornar um de nós, sofrer e morrer para salvar a mim e a você, estender a salvação a toda a humanidade.

“Seja a atitude de vocês a mesma de Cristo Jesus, que, embora sendo Deus, não considerou que o ser igual a Deus era algo a que devia apegar-se; mas esvaziou-se a si mesmo, vindo a ser servo, tornando-se semelhante aos homens. E, sendo encontrado em forma humana, humilhou-se a si mesmo e foi obediente até à morte, e morte de cruz!” (Filipenses 2:5-8).

Ele prometeu voltar para efetivar o resgate e falta pouco! Mantenha a calma!

“Vou preparar-vos lugar. E quando eu for, e lhes preparar lugar, virei outra vez, e os levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver, vocês estejam também. Não vos deixarei órfãos; voltarei para vocês” (João 14:2,3 e 18).

Há esperança por mais difícil que pareça, por mais escuro que esteja ao seu redor. Não desista! Abrigue-se na Rocha! O resgate final está à caminho. Quem prometeu é Fiel e tem muito amor por você! Há um propósito para tudo e você pode ajudar no resgate de alguém um dia, quem sabe hoje mesmo!

Leia mais sobre o Poder da Esperança

Equipe Biblia.com.br

_______________

Foto: ilustrador tailandês publicado no twitter

¹https://www.bbc.com/portuguese/internacional-44782323

² idem

Onde Jesus esteve dos 12 aos 30 anos de idade?
Presos em uma caverna