biblia.com.br

O que a Bíblia diz sobre a Depressão?

deus

26 de setembro de 2018

O desânimo pode abalar a fé mais heroica e enfraquecer a mais firme vontade. Mas Deus compreende e ainda Se compadece e ama. Há esperança para quem luta contra a Depressão.

Débora Teixeira

A Bíblia fala sobre as emoções humanas e embora não use a palavra depressão traz versos que descrevem a tristeza, tristeza profunda ou mortal:

Tristezas de morte me cercaram, e torrentes de impiedade me assombraram” (Salmos 18:4).
A minha alma consome-se de tristeza; fortalece-me segundo a tua palavra” (Salmos 119:28).
Oh! se eu pudesse consolar-me na minha tristeza! O meu coração desfalece em mim” (Jeremias 8:18).
O coração alegre é bom remédio, enquanto a tristeza faz secar os ossos” (Provérbios 17:22).
Tem misericórdia de mim, ó Senhor, porque estou angustiado. Consumidos estão de tristeza os meus olhos, a minha alma e o meu ventre” (Salmos 31:9).

Então, Jesus foi com seus discípulos para um lugar chamado Getsêmani e disse-lhes: ‘Sentem-se aqui enquanto vou ali orar’. Levando consigo Pedro e os dois filhos de Zebedeu, começou a entristecer-se e a angustiar-se. Disse-lhes então: ‘A minha alma está profundamente triste, numa tristeza mortal. Fiquem aqui e vigiem comigo’. Indo um pouco mais adiante, prostrou-se com o rosto em terra e orou: ‘Meu Pai, se for possível, afasta de mim este cálice; contudo, não seja como eu quero, mas sim como tu queres’” (Mateus 26:36-39).

Foi desprezado e rejeitado pelos homens, um homem de tristeza e familiarizado com o sofrimento” (Isaías 53:3).

Algumas versões dizem “homem de dores que sabe o que é sofrer”.

Na Bíblia não há um texto sequer que afirme que a depressão é pecado ou falta de fé, sendo assim, quem faz alguma afirmação nesse sentido não possui base bíblica.

Podemos encontrar o relato de algumas pessoas que atravessaram momentos em que desejaram a morte. Talvez um ponto em comum entre elas seja uma tensão, ressentimento, mágoa ou estresse envolvido, expectativas frustradas, isso tudo sempre relacionado com outras pessoas. Elias pode ser considerado o exemplo clássico de alguém que passou pela “caverna da depressão”.

Você pode ler essa história em 1 Reis 19.

O texto descreve Elias num momento depressivo, fugindo com medo de uma mulher e desejando a morte.

“Elias teve medo e fugiu para salvar a vida. Em Berseba de Judá ele deixou o seu servo e entrou no deserto, caminhando um dia. Chegou a um pé de giesta, sentou-se debaixo dele e orou, pedindo a morte. ‘Já tive o bastante, Senhor. Tira a minha vida; não sou melhor do que os meus antepassados.’ Depois se deitou debaixo da árvore e dormiu…”(1 Reis 19:3-5, NVI).

No capítulo anterior ele enfrentou quatrocentos e cinquenta profetas de Baaal e agora teme uma única mulher, um contraste entre coragem e medo. O contraditório é que ele fugiu por ter sido ameaçado de morte, mas nessa fuga passa a ver a morte como solução para o seu medo.

Vejamos a dinâmica da depressão versus restauração:

↵ Fugir para o deserto,

                                            ↓  sentar,

                                                            ↓ orar pedindo a morte,

                                                                                                       ↓ deitar

                                                                                                                     ↓ dormir;

Ou

                                                                                                                                                                           → fazer mudanças.

                                                                                                                                      ↑ conversar com Ele,

                                                                                           ↑ ir à presença de Deus,

                                                                   → descansar,

                                             → caminhar,

                            → comer,

↑ Levantar-se,

Com Elias foi assim: ele deixou o servo, entrou no deserto a caminho de um dia, sentou embaixo de uma árvore e orou pedindo a morte. Depois deitou e dormiu.

O anjo do Senhor veio, o tocou e lhe disse: “Levante-se e coma!” Havia pão assado sobre brasas e água! Ele comeu, bebeu e deitou-se de novo.

O anjo do Senhor voltou, tocou nele e disse: ‘Levante-se e coma, pois a viagem será muito longa!’ Ele se levantou, comeu, bebeu. Fortalecido com aquela comida, viajou quarenta dias e quarenta noites 1, até chegar a Horebe 2, o monte de Deus. Ali entrou numa caverna e passou a noite…’’ (1 Reis 19:7-9).

A Palavra do Senhor veio a ele:

“O que você está fazendo aqui Elias?”
Elias desabafa sua tristeza e o Senhor diz:
“Saia e fique no monte na presença do Senhor, pois o Senhor vai passar.”
Vem um vento fortíssimo… mas o Senhor não estava no vento…
Depois do vento vem um terremoto, mas o Senhor não estava no terremoto…
Depois do terremoto houve um fogo, mas o Senhor não estava nele…
Depois do fogo houve o murmúrio de uma brisa suave. Quando Elias ouviu, puxou a capa para cobrir o rosto, saiu e ficou à entrada da caverna. E uma voz lhe perguntou:
“O que você está fazendo aqui, Elias?”
Em outras palavras: “Quem lhe deu essa missão aqui? E que propósito ou sentido você tem aqui nessa fuga, querendo morrer?”

Perceba a sensibilidade divina ao se revelar de uma maneira a acalmar o profeta; há cuidado e amor ao atender as necessidades básicas dele; uma brisa suave e uma pergunta. Não há cobranças nem repreensão. Fica a dica ao lidar com alguém em situação semelhante.

Em resposta, Elias repete o que já havia dito, e o Senhor diz: “Volte pelo caminho por onde veio, e vá para o deserto de Damasco”. Ou, seja, é importante rever algumas realidades e mudar o foco. Quem sabe seja necessário alguma mudança. Uma nova direção é apontada, e na sequencia é lhe dada uma nova missão garantindo proteção contra tudo o que ele temia.

A pergunta de Deus relembra Elias das vitórias que ele tinha conquistado no passado pelo poder divino, incluindo o cuidado e o amor de Deus por ele, quando enviado a Sarepta para se refugiar na casa da viúva, quando alimentado pelos corvos e quando enfrentou e venceu os quatrocentos profetas de Baal no monte Carmelo.

Hoje talvez, o Deus Eterno tenha a mesma pergunta pra cada pessoa que atravessa uma fase depressiva: “O que você está fazendo com a sua vida? Ou, quem lhe deu essa missão?”

A história de Elias me diz que nos momentos de tristeza e depressão, é preciso re-significar a vida e os relacionamentos. É importante saber e lembrar que há Alguém por perto, cuidando, Alguém que valoriza e ama incondicionalmente. É válido lembrar também que a fase depressiva não define uma pessoa. Ser é diferente de estar, e depressão é um estado.

A leitura da Bíblia é uma forma importante de relembrar o propósito para a existência de cada pessoa nesse mundo:

Senhor, tu me sondas e me conheces. Sabes quando me sento e quando me levanto; de longe percebes os meus pensamentos. Sabes muito bem quando trabalho e quando descanso; todos os meus caminhos te são bem conhecidos. Antes mesmo que a palavra me chegue à língua, tu já a conheces inteiramente, Senhor. Tu me cercas, por trás e pela frente, e pões a tua mão sobre mim. Tu criaste o íntimo do meu ser e me teceste no ventre de minha mãe. Eu te louvo porque me fizeste de modo especial e admirável. Tuas obras são maravilhosas! Disso tenho plena certeza” (Salmos 139:1-5, 13 e 14).

“Os teus olhos viram o meu embrião; todos os dias determinados para mim foram escritos no teu livro antes de qualquer deles existir. Como são preciosos para mim os teus pensamentos, ó Deus! Como é grande a soma deles!” (Salmos 139:16,17).

Os salmistas também escreveram sobre como levaram suas tristezas à Deus:

“Minha alma se gloriará no Senhor; ouçam os oprimidos e se alegrem” (Salmos 34:2).
“Busquei o Senhor, e ele me respondeu; livrou-me de todos os meus temores” (Salmos 34:4).
“Provem, e vejam como o Senhor é bom. Como é feliz o homem que nele se refugia!” (Salmos 34:8).
“Os olhos do Senhor voltam-se para os justos e os seus ouvidos estão atentos ao seu grito de socorro” (Salmos 34:15).
“Os justos clamam, o Senhor os ouve e os livra de todas as suas tribulações” (Salmos 34:17).
“O Senhor está perto dos que têm o coração quebrantado e salva os de espírito abatido”(Salmos 34:18).
“O justo passa por muitas adversidades, mas o Senhor o livra de todas” (Salmos 34:19).

Outra dica da Bíblia é esperarmos no Senhor e não desesperarmos!

“Será que você não sabe? Nunca ouviu falar? O Senhor é o Deus eterno, o Criador de toda a terra. Ele não se cansa nem fica exausto, sua sabedoria é insondável. Ele fortalece ao cansado e dá grande vigor ao que está sem forças. Até os jovens se cansam e ficam exaustos, e os moços tropeçam e caem; mas aqueles que esperam no Senhor renovam as suas forças. Voam bem alto como águias; correm e não ficam exaustos, andam e não se cansam” (Isaías 40:28-31).

Com Deus, espera é sinônimo de força, resiliência, voos altos, corridas e caminhadas sem cansaço.

Assim diz o Senhor, aquele que fez um caminho pelo mar, uma vereda pelas águas violentas, que fez saírem juntos os carros e cavalos, o exército e seus reforços, e eles jazem ali, para nunca mais se levantarem, exterminados, apagados como um pavio: ‘Esqueçam o que se foi; não vivam no passado. Vejam, estou fazendo uma coisa nova! Ela já está surgindo! Vocês não o percebem? Até no deserto vou abrir um caminho e riachos no ermo’” (Isaías 43:16-19).

Deus tem uma missão e um propósito para a sua vida!

Cuide-se e refugie-se na presença do Senhor. Ele irá se revelar a você e tornar conhecida a vontade dEle!

A paz que Jesus oferece pode ser uma realidade em sua vida:

Deixo-lhes a paz; a minha paz lhes dou. Não a dou como o mundo a dá. Não se perturbe o seu coração, nem tenham medo” (João 14:27).

Nenhum ser humano está livre do desânimo, mas o Céu não nos faltará nesses momentos! Confie!

“O desânimo pode abalar a fé mais heroica e enfraquecer a mais firme vontade. Mas Deus compreende e ainda Se compadece e ama. Ele lê os motivos e os propósitos do coração. Esperar pacientemente, confiar quando tudo parece escuro, eis a lição que os líderes na obra de Deus necessitam aprender. O Céu não lhes faltará no dia da adversidade. Nada está aparentemente mais ao desamparo, mas na realidade mais invencível, do que a alma que sente a sua nulidade e confia inteiramente em Deus.” 3

“Quando os homens saem para o seu labor diário, assim como quando se acham entregues à oração; quando repousam à noite, e quando se erguem de manhã; quando o rico se banqueteia em seu palácio, ou quando o pobre reúne seus filhos em torno da mesa escassa, sobre cada um o Pai celeste vigia com ternura. Nenhuma lágrima é vertida sem que Deus a note. Não há sorriso que Ele não perceba.” 4

Duas das promessas mais lindas para quem atravessa o vale da depressão foi escrita por Zacarias, uma delas inclui um convite do Senhor:

“Venham para um lugar seguro, vocês que são prisioneiros. Aqui há esperança! Eu prometo duas alegrias para cada tristeza que vocês passaram!” (Zacarias 9:12, Bíblia Viva).

“Eles atravessarão em segurança o mar da angústia, porque Eu segurarei as ondas…” (Zacarias 10:11, Bíblia Viva).

Quer estudar um pouco mais sobre as emoções na Bíblia? Conheça o nosso curso bíblico sobre este assunto:

Sentimentos e Emoções

Equipe Biblia.com.br

_______________

1 Moisés passou 40 dias e 40 noites com Deus no Monte Sinai (Êxodo 24:18).

2 Horebe é um outro nome para o Monte Sinai e a região à sua volta (Êxodo 3:1). Foi onde Deus apareceu a Moisés numa chama de fogo que saia do meio de uma sarça (Êxodo 3:2-6). Elias estava exausto e descansou em uma caverna nesse monte. De maneira semelhante, Moisés foi abrigado na fenda de uma rocha quando o Senhor passou diante dele (Êxodo 33:13-23). [Comentário da Bíblia Andrews, p. 466]

3 Profetas e Reis, 174, 175.

4 Caminho à Cristo,53.

O que Jesus quiz dizer com a expressão “passar um camelo pelo fundo de uma agulha” (Mateus 19:24)?
Para ponderar