Tu ordenaste os teus preceitos, para que fossem diligentemente observados. - SALMOS 119:4

A idolatria não resolve

Publicado em: 03/03/2013  |   1:20
Compartilhe:

idolatria_modernaJá leu o capítulo da Bíblia para este domingo? Se ainda não, não perca mais tempo! O capítulo 8 de II Reis tem a história da sunamita, aquela mulher que foi abençoada com um filho, que depois morreu e foi ressuscitado por Eliseu. Anos mais tarde, após ter recebido a orientação de Deus para morar em outro país, por causa de uma fome de que durou sete anos, ela enfrentou uma batalha para recuperar suas propriedades.

O capítulo registra uma viagem internacional do profeta Eliseu. Ele foi de Israel para Damasco, na Síria. Lá teve um encontro com um servo do rei Ben-Hadade, chamado Hazael, que acabou assassinando o rei e ocupando o trono.

II Reis 8 conta ainda do péssimo reinado de Jeorão, em Judá, que se casou com a filha do rei Acabe, de Israel. Desse casamento nasceu Acazias e aí as coisas se complicaram ainda mais pois fortaleceu o acordo com o Jorão, rei de Israel, filho de Acabe. A aliança entre Israel e Judá acabou numa tragédia dupla, como veremos no próximo capítulo.

O problema de Jeorão, Jorão, Acazias e Acabe era um só: idolatria. Adoravam a Baal, um abominável ídolo cananita.

Hoje Baal tem outros nomes: um cargo, um trabalho, uma pessoa, dinheiro, poder, luxo, luxúria – qualquer coisa que colocamos entre nós e Deus. A idolatria não faz bem! A idolatria não resolve. Ela mata traiçoeiramente.

Veja estas e outras lições no segundo livro de Reis, capítulo 8, leitura de hoje no Reavivados por Sua Palavra!

(Estou, provisoriamente, apresentando o “Reavivados por Sua Palavra” na Rádio Novo Tempo. Todos os dias às 2 da madrugada, 8:30 da manhã e 14 horas. Para ouvir esta gravação, clique aqui)

Os comentários estão desativados.

Leia a Biblia

Fale Conosco

Envie suas sugestões ou solicite informações